História Beautiful Accident - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags 2jung, Abo, Bangtan Boys, Bottom!hoseok, Bts, Hopekook, Junghope, Jungkook!top, Kookhope, Mensão Jikook, Ômega!hoseok, Omegaverse, Vmin
Visualizações 124
Palavras 2.216
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sci-Fi, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiii, quero agradecer pelo favoritos, noooooooossa eu estou tão feliz, gritei em 46 idiomas XD
Eu agradeço de coração, aqui mais cap com carinho, bora chega de papo e nos vemos lá em baixo!!!
Boa leitura ^-^

Capítulo 2 - Jung Hoseok


_ Jungkook, Jungkook! – O alfa mais novo sentiu alguém lhe cutucar, balançou a cabeça e olhou para o lado, era seu pai.

 

_ Ah desculpe. – O Jeon mais novo sussurrou e tornou a olhar para frente, então... aquele era o ômega com quem se casaria? Jungkook passou a analisar os traços do garoto a sua frente, os cabelos estavam tingidos de uma cor laranja, o que deixava o garoto um tanto fofo. Não podia mentir, seu noivo era lindo.

 

_ Olá, me chamo Jung Hoseok. – Jungkook fixou os olhos na mão estendida para si, estava hesitante, olhou novamente para o rosto do “seu” ômega e engoliu em seco, ele ainda continuava sorrindo. Piscou os olhos múltiplas vezes e quando Hoseok estava prestes a desistir de manter seu braço estendido, foi surpreendido por uma mão quentinha segurar a sua.

 

O alaranjado sentiu um choque percorrer por todo seu corpo e quando o alfa pegou sua mão, Hoseok sentia o coração bater tão depressa que achou o mesmo fosse sair pulando por aí. Era sua primeira vez perto de um alfa que não fosse seu melhor amigo: Kim Namjoon, o ômega se sentia estranho em relação aquilo tudo. Afinal, aquele seria o momento mais especial de sua vida, seu casamento, não era fácil de digerir, ele nem conhecia o alfa com quem se casaria...

 

_ Sou Jeon Jungkook. – O Jeon mais novo falou com a voz baixa, realmente estava doente. Hoseok percebeu aquilo e viu uma oportunidade de tentar ser gentil, conhecia um remédio muito bom e mais tarde ofereceria para o alfa.  

 

Os pais do ‘’jovem casal’’ observavam a cena silenciosamente, viam aquele casamento não seria fácil, o clima estava tenso e nenhum dos dois jovens trocavam mais palavras, apenas se encaravam como se dissessem em alto e bom som que não queriam aquilo, o appa de Hoseok via o sorriso falso deste, quer dizer... sabia que o ômega não estava tão contente assim com aquele casamento...

Jungkook desviou os olhos dos de Hoseok constrangido e olhou para o pai do ômega, fingiu surpresa e sorriu forçadamente, estava realmente se esforçando para parecer animado com o casamento. O Jung mais velho percebeu o desconforto do garoto mais nada disse, apenas sorriu de forma gentil e retribuiu a reverência que Jungkook havia feito. 

 

_ Fico muito feliz que estejam aqui, vamos estrar. – A voz do appa de Hoseok soou em meio a aquele desconforto todo, os outros apenas assentiram e passaram a seguir os Jung. 

 

Jungkook foi o último ao entrar na casa de seu futuro marido, o Jeon passava os olhos pela grande sala, tinha uma grande televisão, um sofá que aparentava ser tão caro quanto o resto da mobília ali, a única diferença que o alfa via ali é que tudo tinha um toque meio antigo, mais isso não deixava a casa feia, deixava o local agradável, era até mesmo aconchegante.

Quando viu todos seguirem por um corredor, o Jeon parou em frente de uma moldura, nela estava uma moça com um bebê nos braços, ela aparentava estar em um hospital, parecia um pouco cansada também. O sorriso da moça era verdadeiro e apresar de estar cansada ela parecia estar feliz.

 

_ Minha omma. – Jungkook se assustou e então olhou para o lado, Hoseok estava ali, desta vez ele não sorria, parecia até triste. O alfa apenas assentiu e voltou a andar. 

 

“O que será que aconteceu com a omma dele?” Jungkook se perguntou enquanto via o mesmo andar na frente, estar tão perto do Jung era tão desconcertante. O cheiro do mesmo o deixava confuso, sentia vontade de se aproximar mais de Hoseok e sentir aquele cheiro mais de perto, era como se seu corpo implorasse por Jung Hoseok. Nunca tinha sentido tal coisa perto de Jimin ou de qualquer outro ômega, o que o Jung possuía para o deixar assim? Tentou ignorar aquela sensação, afinal, não queria se casar como Jung.

 

_ Aonde vocês estavam? – O appa de Hoseok perguntou calmo enquanto via os meninos entrarem na sala de refeições, viu o filho ficar envergonhado e Jungkook também.

 

_ Eu estava vendo os quadros. – Falou o moreno abaixando a cabeça, pra começo de história nem devia estar ali. 

 

_ Ah sim, temos muitos quadros. Vamos nos sentar. – Os jovens que se encontravam em pé, logo se sentaram com a palavras do Jung mais velho. 

 

A mesa estava repleta de comida e parecia realmente muito boa, havia Japchae, Kimbap, sopa com kimchi, arroz e algumas frutas. Enquanto os mais velhos iam colocando comida em seus pratos Hoseok não conseguia tirar os olhos do alfa que tinha se sentando em sua frente na mesa. O ômega sentia as bochechas arderem, porque não conseguia desviar os olhos do Jeon? 

 

Mesmo quando estava concentrado servindo-se, o alaranjado olhava pelo cantinho dos olhos só para ver o Jeon. Queria causar uma boa impressão, mais do jeito curioso que olhava o alfa provavelmente estava na verdade o assustando. O Jung era assim, não conseguia esconder os sentimentos, estava curioso sobre a pessoa com queria iria se casar, queria fazer várias perguntas ao estilo alegre Jung Hoseok, mais não tinha coragem.

Jungkook impunha uma pose séria, o alfa por mais que estivesse tentando esconder o desconforto por estar ali, não escondia de Hoseok, o ômega havia notado que toda as vezes em que estavam perto demais o cheiro do alfa aumentava, o Jung o deixava nervoso? Desconfortável? Não sabia, apenas sabia que o Jeon não era de muitas palavras...

 

_ Então, não vão falar nada? – O appa de Jungkook falou alegre, estava a todo custo tentando não deixar o ambiente pior do que já estava.

 

_ Quantos anos tem Jung ssi? – Hoseok arriscou e perguntou não muito alto, estava nervoso e o coração batia acelerado.

 

_ Tenho vinte e três. – O Jeon falou tentando não desviar a atenção do alimento que comia. Já era ruim o suficiente estar ali a contra gosto, não precisava fingir tanto que estava feliz.

 

_ Oh, então parece que sou seu hyung, tenho vinte e quatro! – Hoseok falou com um risinho no final da frase, riso este que não foi retribuído.

 

O ambiente então ficou em silêncio, Hoseok nem conseguia comer, estava um tanto magoado com a atitude do noivo, talvez tivesse esperado demais, era um casamento arranjado, estava na cara que aquilo não ia ser as mil maravilhas. Os mais velhos ali presentes, afim de tentar melhorar o local começaram a falar sobre suas empresas. 

Não houve mais perguntas, o café da manhã, não foi como planejado e apesar da comida estar gostosa, aquilo não tornou a manhã melhor. 

 

 

... ♡

 

 

_ Então, muito obrigado pela comida Jung ssi, obrigado pelo seu tempo também. – A voz do Jeon mais velho soou pelo corredor, onde ele e o appa de Hoseok vinham andando. 

 

_ Eu é que agradeço por terem vindo. – O Jung disse e passou os olhos pela sala vendo Jungkook e Hoseok sentando em sofás distintos, Hoseok tinha uma postura ereta demais, Jungkook tinha o rosto virado para o lado oposto do alaranjado. 

 

Um suspiro escapou do appa de Hoseok, será que tinha sido uma boa ideia marcar um casamento assim para o filho? Hoseok já tinha vinte e quatro anos, não aguentava mais ver o filho sofrendo quando o heat acontecia, o ômega nunca havia passado o cio com nenhum alfa e nunca tinha se preocupado em arranjar um. O Jung sabia que o filho sofria, sabia da dor que o mesmo passava todas as vezes em que o cio chegava. Já estava na hora do filho ter um alfa, todos aqueles remédios que Hoseok comprava e usava para amenizar a dor não faziam bem para o corpo do ômega.

 

_ Então, até breve Jung ssi. – O appa de Jungkook fez uma breve reverencia para o Jung ali de seu lado. Olhou para Hoseok que agora estava de pé e sorriu para o mesmo, fez revência e logo foi andando para a saída. 

 

_ Eu tenho que ir ago... 

 

_ Espere só um pouco. – Hoseok interrompeu Jungkook e deixou o alfa ali na sala sem entender nada. Mais tarde o alaranjado voltou com um pequeno pote de porcelana nas mãos. 

 

_ Aqui, vai ter deixar quentinho e melhorar sua garganta. – O ômega estendo o pote meio receoso, e se Jungkook não aceitasse as ervas para o preparo do chá?

 

_ Ah... eu, quero dizer, obrigado. – Hoseok estava preocupado consigo? Jungkook pegou o potinho das mãos do Jung e fez uma reverência rápida. – Obrigado ... por hoje. – Falou por fim vendo o ômega sorrir, reverenciou mais uma vez e foi rumando para a saída, ah como queria sair dali, mais um minuto e provavelmente teria falo algo rude.

 

Hoseok não teve tempo para dizer mais nada, Jungkook já andava apressado para fora de sua casa, passou a seguir o moreno e quando viu o mesmo parar e agradecer seu pai, ficou em uma distância considerável boa, não queria admitir, mais o cheiro de chocolate que o alfa emanava era desconcertante para si. Poucos segundos depois viu os Jeon entrarem no carro e partirem, suspirou e viu seu appa sorrir vindo em sua direção. 

 

_ Querido, se estiver se sentindo mal, não precisa fazer isso. – O jung mais velho tocou seus ombros e lhe lançou um olhar solidário.

 

_ Tudo bem appa, eu... eu vou levar isso adiante. – Hoseok sorriu e abraçou o pai. Ele mesmo estava cansado de passar os cios sozinhos, a cada vez que acontecia o heat a dor sempre aumentava. Aquilo já estava ficando insuportável, talvez ele pudesse ter algum sentimento em breve pelo Jeon, era isso que pensava.

 

 

...♡

 

 

_ O que faço com você Jeon? 

 

_ O queria que eu fizesse appa? Queria que eu fosse e falasse que esse casamento é o que eu sempre sonhei e que estou feliz? – Jungkook falou com a voz irritada, estava rouco e sua cabeça doía, seu pai não podia o deixar em paz?

 

_ Queria que se mostrasse mais interessado, não gostou dele, nada nele o atrai? – Jungkook olhou para seu appa assustado com aquelas perguntas. 

 

_ Claro que não, não sinto nada. – Mentiu, preferia morrer do que falar a verdade, falar que estranhamente o cheiro daquele ômega o enlouquecia.

 

 

_ Bem, de qualquer forma, o casamento está marcado, hoje é segunda feira, estamos em novembro, na próxima segunda você irá se casar, trate de tentar se aproximar dele. Vocês formam um belo casal no final das contas. 

 

_ Formam um belo casal. – Jungkook repetiu as palavras do pai com uma voz fina e debochada, recebeu um olhar em repreensão, coisa que não ligou. E daí se ele era infantil? Era assim que ele era e pronto.

 

_ Vou para empresa, acha que consegue trabalhar, você está um pouco pálido. – Ouvi seu appa perguntar. 

 

_ Eu acho que não estou muito bem, vou para casa. – O jeon mais novo falou mostrando que realmente estava rouco, até tossiu depois para enfatizar.

 

_ Tudo bem. 

 

Foi a última frase que trocaram, o carro não tardou a chegar em frente a empresa dos Jeon, o alfa mais velho se despediu do filho desejando que o mesmo melhorasse logo. Quando o carro tornou a andar Jungkook teve uma ideia, talvez tivesse um jeito de acabar com aquilo, e esse jeito seria... Park Jimin.

 

_ Me leve para a casa dos Park por favor. – Pediu ao motorista que não discutiu. Iria resolver aquele problema.

 

 

... ♡

 

 

Fazia exatamente duas semanas que não via o Park, o ômega estava viajando com a família e tinha chegado há poucos dias. Jungkook sentia falta do mesmo e estava louco para vê-lo. Quando o carro chegou em frente à casa dos Park, Jungkook não pôde evitar de sorrir, tinha mandado uma mensagem de manhã, mais Jimin ainda não tinha respondido. 

Desceu do carro alegre e abriu o portãozinho de ferro e adentro o jardim da família Park sem rodeios. Bateu na porta, que logo foi aberta pela mãe do menino que tanto gostava. 

 

_ Oh, Jungkookie, como está? – A omma do ômega sorriu e deixou o alfa entrar.

 

_ Estou bem Park ssi, cadê o Jiminnie? – Perguntou afoito, estava sorrindo por fora mas desesperando por dentro. Não sentia o cheiro de Jimin desde que tinha entrado na casa, o cheiro de cereja que Jimin tinha passava quase que despercebido.

 

O que estava acontecendo?

 

_ Jimin está lá em cima, acho que não é um bom momento .... 

 

O moreno deixou a senhora Park falando sozinha, tinha que ver o que tinha acontecido com o Park. Subiu as escadas tão conhecidas por si e andou rapidamente até o quarto do melhor amigo. Não se deu o trabalho de bater e acabou por abrir a porta abruptamente. Congelou...

JImin estava sentando no colo de um alfa, o ômega ao ver Jungkook se levantou assustado. Kim Taehyung, o que Kim Taehyung fazia ali? E ainda por cima com Jimin? Conheceu Taehyung quando estudava, naquele tempo eram grandes amigos, mais Taehyung teve que se mudar quando finalizou os estudos e os dois acabaram não mantendo contato, o que foi esquisito na época.

 

_ Jimin... – Jungkook sussurrou vendo Jimin se aproximar, Jimin tinha o cheiro de Taehyung, ao ver a marca no pescoço do Park o mundo de Jungkook caiu, Jimin nunca pertenceria a ele. 

 

 


Notas Finais


E então amores, o que vocês acham que o Kookie foi fazer na casa do Jimin? O que acharam do primeiro encontro do nosso casal?
Foi tenso não? >.<
O que acharam desse Hobi tentanto ser gentil?
Me contem as suas teorias ^-^ Favoritem e comentem para me deixar feliz, isso me alegra muito, mais muito mesmo, ate a próxima e tchau!!! ^3^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...