História Beautiful Mess - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Exibições 422
Palavras 1.820
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um cap p vcs queridos
Tem link nas notas finais
Espero q gostem xoxo

Capítulo 14 - I'm fucked up


Fanfic / Fanfiction Beautiful Mess - Capítulo 14 - I'm fucked up

Selena Gomez Point of View

Atlanta, Georgia

11:45 AM

Acordo naquela manhã de sábado com a claridade entrando pela janela, depois que Justin me ligou na noite de ontem tive que arranjar algo que me fizesse parar de pensar nele e no que ele disse.

''Sel, eu nunca magoaria você'' - Aquela voz rouca embriagada me levava á loucura.

Tento não sorrir ao lembrar disso e resolvo me levantar, saio do quarto ainda um pouco sonolenta.Minha irma fala comigo mas ignoro totalmente, não sou uma pessoa muito legal de manhã.Depois de fazer minha higiene, dou bom dia aos meu pais que leem o jornal e a minha irma que assistia desenho.Volto para minha cama e encontro uma Ashley desesperada em meu celular, ela mandava muitas mensagens de uma vez e eu ria por isso.

- Selena, acorde!

- O que é, garota?

- Bom dia para você também.

- O que te fez me mandar tantas mensagens logo cedo?

- Quero sair com você, to com saudades!

- Nem faz tanto tempo que nos vimos, Ash. - Mando emojis rindo.

- Larga de ser chata! - Ela retribui os emojis. - Vamos ao cinema hoje?

- Claro, tem muitos filmes que quero ver.

- Okay, as sete?

- Você não vai me dar bolo não é? - Pergunto hesitante.

- Prometo que não.

- Juro que se você me ligar em cima da hora cancelando, eu nunca mais falo com você.

- Eu sei, me desculpe por não passar seu aniversario com você.

Depois disso finalizo nossa conversa e fico algum tempo mexendo no celular, não demora até que minha mãe me chame para almoçar.Ela me questiona sobre Justin e eu fico irritada por isso, já que meu pai estava ao nosso lado.Ele é muito ciumento e não quero faze-lo se preocupar por algo que não existe, digo a ela sobre o loiro ter saído com uma garota esses dias tentando mostrar que não temos nada, não passamos de bons amigos.

✦✦✦

Estava tudo certo, minha mãe havia me deixado sair hoje e na verdade, ela estava mais entusiasmada do que eu.Era deplorável saber que minha mãe estava de saco cheio da própria filha nunca sair de casa, na semana passada ela me mandou sair com Justin porque eu tinha que aproveitar a vida.Foi humilhante ouvir isso da minha mãe.

Mas eu sabia que ela estava certa, não podia negar e enquanto eu terminava de me arrumar não pude evitar em pensar nisso.Eu gostava de sair, de me divertir com as minhas amigas mas não era sempre que eu fazia isso porque apesar de tudo gosto de ficar em casa, deitar em minha cama e ver um bom filme embaixo das cobertas.

Me olho no espelho, nada parecia me agradar hoje, não conseguia me sentir bonita mesmo com tanta maquiagem na cara.Minha roupa estava de agrado apesar de meu corpo não me favorecer em nada, eu não conseguiria mudar isso mas saber que mesmo tentando eu não me sentia bonita, me fazia querer chorar.Havia até mesmo alisado meu cabelo mas talvez hoje apenas não fosse o meu dia, decido parar com o drama e passo um pouco mais de rímel.

- Está pronta? - Minha mãe pergunta sentada no braço do sofá. 

- Estou. - Tento sorrir.

- Está bonita mas não vai passar frio indo de shorts ao cinema?  - Rio da sua preocupação.

- Tudo bem, eu me cubro com a blusa qualquer coisa. - Mostro a camisa xadrez amarrada na cintura.

Logo todos estamos no carro, meus pais e minha irma iriam sair para jantar com amigos que também tinham filhos.Eu gostava que eles fizessem isso, ao menos acho que se divertiam na maioria das vezes.Enquanto escolho um musica na radio escuto meu celular apitar, era Ashley.Engulo em seco, se ela estivesse cancelando eu iria surtar mas era algo pior, Ryan e Justin também iriam.

Eu tentei evitar o loiro por toda a semana mas agora eu não poderia simplesmente ignora-lo, me pergunto se ele lembra de ter me ligado na noite de ontem.Ele estava sempre bêbado, acho que nunca lembraria das coisas que eu gostaria que ele se recordasse.

Não demora até que eu chegue ao local que Benzo e eu combinamos, meus pais se despedem e eu corro até a loira, ela me abraça e eu reviro os olhos rindo.Nós entramos no shopping indo á caminho do cinema.

- Onde estão os garotos?

- Na fila do cinema. - Ela sorri. - Assim não precisamos esperar tanto.

- Entendi. - Não estava preparada para ver um Justin todo arrumado e cheiroso.

- Então, porque está afastando o Justin? - Ela é direta e nada sutil.

- Ashley...

- Você está gostando dele, Sel?

- Estou me afastando dele justamente para que isso não aconteça. - Suspiro pesadamente.

- Não vai poder fugir de garotos e do amor para sempre.

- Garotos são imbecis e o amor nos deixa idiotas, fugir deles é uma boa coisa a se fazer.

- Você sabe que não. - Ela me olha. - No fundo eu sei que quer alguém que te ame, que precise de você.

- Não quero não. - Sou grossa.

- Você sabe que não tem que mentir para mim, todos querem.

- Eu sei. - Suspiro derrotada. - Mas ele é a combinação perfeita, é bonito, engraçado, até mesmo um pouco inteligente. - Rimos. - Quebraria meu coração em pedacinhos.

- Ele não faria isso, Sel. - A encaro duvidando. - Acredite, Justin não é o tipo de garoto que eu e as garotas vivemos reclamando.Ele só está um pouco perdido.

- Um caso perdido. - Me lembro do que ele me disse.

- O que?

- Nada, só uma coisa que ele me disse.

- Ele gosta de você, Sel.

Aquelas palavras me acertaram em cheio, o que eu mais temia aconteceu e eu não conseguia acreditar que um garoto como Justin, poderia sentir algo por uma menina tão normal como eu.Ele cansaria de mim hora ou outra, perceberia que não sou tão interessante como pensa ou me trocaria por alguém mais bonita.

- Ele não gosta, pare com isso. - Tento finalizar o assunto mas ela persiste.

- Por que ele não gostaria, Selena? Você é linda, inteligente e tem um coração de ouro, qualquer um teria muita sorte em te ter.

- Podemos parar de falar disso? Não quero pensar mais nessas coisas. - Bufo.

- Tudo bem mas se prepare porque ele está vindo para cá.

E então eu olho para o loiro, ele estava terrivelmente lindo. Terrível para mim já que a minha situação não era boa mas era impossível dizer que ele não seja o garoto que eu sempre quis, ele sorria para mim  e mesmo com tantos motivos para eu me afastar, eu queria permanecer perto dele.

- Você chegou! - Ele me abraça me levantando do chão e eu brigo com ele por isso, mas rio.

- Meu Deus, Justin! Tem que parar com isso. 

- Não paro, ainda mais agora que eu sei que você quer que eu pare. - Eu não queria.

- Oi, Sel. - Ryan me cumprimenta.

- Oi, Ryan. - Sorrimos.

- Vamos? - Ash pergunta.

- Que filme vamos ver?

- É um de terror! - Justin diz. - Você tem medo? - Ele diz me provocando.

- Não, nem um pouco. - Sorrio e ele me encarava duvidando.

- O filme é só daqui uma hora, podemos comer alguma coisa antes de ir. - Ryan diz e assentimos.

✦✦✦

Depois disso nós vamos ao McDonalds, eu e Justin víamos quem comia as batatas mais rápido e ele ganhou mas quando fomos á um lugar repleto de jogos e ele apostou comigo no jogo de dança, eu ganhei.

- Não sabia que dançava. - O loiro se senta ao meu lado cansado.

- Você não sabe muitas coisas sobre mim, Bieber. - Rio. - Nos conhecemos á menos de um mês, não pode saber tudo sobre mim em tão pouco tempo.

- Fica difícil mesmo, ainda mais com você me afastando. - Então ele quebra totalmente o clima e eu escondo o sorriso em meu rosto. - Por que está se distanciando de mim?

- É o que eu faço, eu afasto as pessoas de mim. - Digo agora com a minha armadura envolta de mim novamente, não me machucaria desse modo.

- Eu te fiz alguma coisa? - Lembro do nosso beijo, sim você fez.

- Não, não fez nada.Eu tendo a me distanciar das pessoas, é uma maldição.

Então ele fica quieto, não me olha e nem parecia querer falar mais comigo e isso me irritou porque ele não entendia.Eu precisava fazer isso, não quero me tornar uma dessas meninas que sofrem por causa de coração partido.

- O que foi?

- Nada. - Bufo.

- Justin, o que foi?

- É só que...Deixa.

- Eu não sou do tipo que tem paciência para drama, Justin. Se não me dizer agora, eu não perguntarei mais. - Suspiro tentando me acalmar. - O que foi?

- Eu não aguento ficar assim. - Ele me encara.

- Assim como?

- Assim...Eu não suporto a ideia de ver você se afastando, eu enlouqueço.Eu já peguei suas manias, seu jeito. Já me apeguei a você.Mas esse seu jeito de menina marrenta as vezes me irrita tanto! Eu te disse todos os meu problemas, confiei em você e isso me faz achar que você pode cansar e ir embora. Porque… Eu quero estar com você. Mas eu simplesmente não consigo te fazer ficar.

Eu fico em silencio alguns minutos tentando processar tudo o que Justin me disse, não sabia o que dizer ou como reagir.Me martirizo por estar fazendo isso com ele, apesar de tudo que eu acredito, Bieber era um menino que não merecia sofrer.

- Me desculpe, eu não ando sendo uma boa amiga. - É a melhor resposta que encontro. - Prometo não me afastar mais, eu estarei lá para você sempre que precisar.Você tem sido um  amigo maravilhoso para mim e eu te trato assim, me desculpe.

Eu sabia onde estava me metendo, isso não acabaria bem mas eu já estava tão afundada nisso que não havia mais como fugir.O loiro levanta e me dá a mão para que eu faça o mesmo, ele me abraça e eu não sei o que fazer mas dou duas batidinhas em suas costas, o fazendo rir.

- Vamos, o filme vai começar daqui a pouco. - Ele pega minha mão e vamos a procura de nossos amigos.

Eu estava ferrada, muito ferrada.

Toda vez que digo que acabou, isso te faz me querer ainda mais

Você se afasta e eu chego mais perto, e tudo que sobra é despedaçado

Baby, eu não sei porque, eu tento negar quando você aparece toda noite

Digo que te quero, mas é complicado

É complicado

Astrid S


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...