História Beautiful Stranger - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Tags Taeny, Yulsic
Exibições 113
Palavras 2.374
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 25 - Help Hyo


Fanfic / Fanfiction Beautiful Stranger - Capítulo 25 - Help Hyo

 

Tiffany 

Acordei com Taeyeon em meus braços, parecendo não querer acordar tão cedo. Me desvencilhei de seu corpo e ela acabou "gemendo" por não ter gostado disso.

Levantei e senti o chão gelado, estava muito frio.  Abri um pouco a cortina e vi que estava começando a nevar, ahhhh o inverno agora eu estava feliz.

- Fany???

Me virei e vi a Tae tentando abrir seus olhinhos.

- Desculpa amor à luz te acordou!

- tudo bem.

Ela tirou o cobertor de si mas acabou sentindo o frio e se cobrindo de novo.

- Que frio!!!

- está começando a nevar.

- oba inverno , é uma ótima estação para um casal.

- quer fazer algo hoje?

- vamos ficar abraçadas se amando.

- Não ! Já ficamos muito tempo deitadas.

- então o que sugere ?

- que tal passarmos o dia fora?

- não é uma má ideia, mas está muito frio.

- casaco tá aí pra isso.

- tá, vou me arrumar.


                              ~//~


Tae estava tão fofa com aquela toquinha e toda encasacada, parecia um pinguim.

- Tae você está extremamente fofa.

- eu não consigo caminhar .

- vem vamos.

Saímos de casa e estava realmente muito frio, mesmo que não estivesse de fato nevando .

Fomos caminhando pelas ruas que estavam linda, tudo para mim era motivo para foto mas Tae não estava muito feliz com essa ideia.

Acabamos parando em um café e na vinda até aqui eu só conseguia olhar para a Tae e pensar o quanto eu amava ela.

- Tiffany por que está me olhando tanto?

- só matar a saudade de ver esse rostinho. E eu estou vendo o quanto eu te amo.

- deve ser bem pouco né .

- ah claro. Você que nunca fez nenhuma declaração para mim me sinto a menos amada do relacionamento.

- prometo que um dia farei algo lindo.

- To vendo que vai ser só no nosso casamento né.

- Pare Fany eu só não sei expressar meu amor muito bem, mas pode ter certeza de que eu te amo.

- Vou fingir que acredito.

Ela fez um biquinho que não resisti em não beijar .


TAEYEON 


Que vontade de matar a Tiffany que não bastou ter me acordado com o sol ainda me fez sair nesse frio,mas eu fiz ela sofrer tanto que ver aqueles olhinhos brilhando era o ponto alto do meu dia.

Acabamos passando o dia inteiro naquele frio, comecei a espirrar e estava com o nariz vermelho só o que falta eu ficar com febre.

- Achin!!

- ó Tae você vai ficar doente!

- espero que não .

- desculpa ter feito você vir para o frio.

Seus olhos e sua feição ficaram triste.

- Tudo bem Fany-ah, te ver feliz hoje foi ótimo.-Ela sorriu toda envergonhada.

Chegamos na casa da Fany e a mãe dela tinha feito chá. 

- Tae toma o chá e vai tomar um banho bem quente.

Tomei o chá com alguns remédio e subi para tomar meu banho.

                            ~//~

Botei uma roupa confortável e quentinha para deitar com a minha amada eis que ouço o telefone de Fany apitar.

- Quem é Fany?

- Hyoyeon, e parece estar querendo falar com você.

Peguei o telefone e liguei para ela, ouço ela me atender ofegante.
*******
- TAE!

- Eu mesma.

- aconteceu algo.

- o que ?

- uma cois.....

- fala logo.

- Seohyun estava aqui em casa mas ela sumiu e tem um bilhete aqui com algum endereço .

- aí Hyoyeon não To afim de ficar brincando de CIS nem de Sherlock Homes.

- Taeyeon eu não To brincando por favor eu preciso da sua ajuda.- ouvi ela chorar .

- Aishhh tudo bem já To indo.
******

- o que ela quer?

- quer que a gente vá lá pois Seohyun pode possivelmente ter sumido.

- Não está preocupada?

- Seohyun deve tá brincando de esconde esconde aquela safada.

                          ~//~

A noite já estava mais quentinho, parou de dar chuviscos ou nevar. Estava um frio suportável .

Chegamos na casa da Hyo , e todas as meninas estavam lá .

- festa surpresa e ninguém avisou.

- até por que é surpresa o topera.

- tá me expliquem tudo. 

- Eu fui lá pra cima e Seo ficou aqui embaixo- Hyo começou a explicar tudo- mas eu demorei lá em cima e quando voltei ela não estava mais apenas esse papel.

Ela me entregou o papel.

Nele tinha um endereço 


- aí gente eu acabei de voltar de férias e com a Fany e já vão me meter em merda.

- Tae é a Seohyun. Nossa bebê, nosso tudo imagina se acontecer algo com ela .-Soo falou de uma forma tão séria e triste, se a Soo estava assim era por que deu merda.

- Tá vamos mas antes deixa eu ligar para o Chanyeol.

- Por que ???

- Por que ele pode nos ajudar 

                                ~//~

- vamos meninas? .

- você está de carro?

- Sim e Baek está no outro! Não vão querer ir de a pé .

- Tá então Yulsic e Yoosoo vão com o Baek, Taeny, Hyo e Sunny vamos com o Chany.

- espero que ninguém morra.

                            ~//~

- Tae! Aquele carro é o mesmo preto da festa.

- Fany eu To com medo. -me abracei na Fany e não soltaria ela . 

Todas estávamos com medo, uma rua escura de frente para uma casa fudida de escura, com risco de morte . Todas se abracemos.

- será que é uma boa hora pra cantar o hino de Deus?

- Gente vamos entrar antes que aconteça algo com a Seo.

- Tá mas Chanyeol e Hyo vão primeiro.

Caminhamos lentamente até a casa, Chanyeol e Hyo entraram sem bater, fomos entrando cada uma com seu casal, menos Sunny ela tava agarrada no Baek.

A casa era totalmente escura e fria, andávamos tateando as coisas.

- Fany eu To com muito medo.- comecei a chorar e ela me abraçou.

- Calma TaeTae! Não vai acontecer nada de mais .

Ouvimos a porta se fechar.

- To toda cagada quem fechou a porta?

- Fui eu!- ouvimos a voz de um menino que não era o Baek.

Viremos e as luzes se acenderam.

- Você ?- Chanyeol falou confuso.

- eu mesmo! Agora vamos já eu acho que vocês vieram aqui por causa da Seohyun.

Ele desceu uma escada, já previa o pior. Hyoyeon estava seria parecia não estar com medo.

- Tae que merda está acontecendo? O dia estava tão bom e agora estamos resgatando a Seo.

- aí olha nem tento entender mais a vida ou a escritora.

Entramos em uma porta toda fechada cheias de cadeados. 

- o que Seohyun fez para isso tá acontecendo.

Entramos e vimos Seo amarrada em uma cadeira com um pano na boca. Aquilo partiu meu coração , víamos a lágrimas escorrendo do rosto dela.

Hyoyeon foi correndo tirar o pano dela.


HYOYEON 


Tirei o pano dela e segurei seu rosto .

- Calma vai ficar tudo bem eu vou te tirar daqui.

Vi alguém sair de trás dela.

- olá meu amor !

- HANI!

- Eu mesma, está feliz vendo seu amor.

- Vai se fuder o que você quer?

- Eu quero você.

- Ah supera! Você é maluca. Agora me devolve a Seo!

- pode pegar ela! Mas com uma condição !

- Qual?

- Você terá que transar comigo na frente dela ou....- um homem surgiu do lado dela com um arma apontada para a cabeça dela- ela morrera.

- Tudo bem.- as meninas me olharam apavoradas.

- Não Hyo.

- Seo é a sua vida.


TAEYEON 


Não acredito que a Hyo ia fazer isso, afinal o que aquela menina tinha na cabeça. Mas quando aquele homem veio para o lado dela.

- Youngho!!!!

- Ah Olá Taeyeon. Aliás você e Tiffany são pertinentes né , eu  tentei separar vocês mas você são muito vadias.

- pleno 2016 a pessoa acha que eu me ofendo. 

Chanyeol e Baek tinham sumido, estava começando a ficar preocupada.
Hyo começou a tirar sua blusa, todas estavam constrangidas mas imagina a Hyo sempre sendo abusada.


HYOYEON 


Que vergonha, não acredito que aquilo estava acontecendo. 

- agora rebola aqui vadia que eu sei que tu rebola muito bem.

Sentei no colo dela e comecei, olhei para Seo que estava de cabeça baixa para não ver minha vergonha.

Hani ficava me tocando em tudo, ela começou a desabotoar meu short.
Quando começo uma gritaria.

Olhei para o lado e Chanyeol estava segurando o homem e a arma estava no chão.

- Alguém pega a arma. - Sunny pegou a arma e apontou para mim.

Olhei para o outro lado e Baek estava segurando o menino.

- Hyo sai do colo dela.


TAEYEON 

 

Hyo saio e Sunny ficou apontando a arma para Hani.

- Yul desamarra a a Seo.

Estava tudo tão confuso, todas correndo Yoona tinha sumido.

- Sunny aponta a arma pra todos eles.

- Hyoyeon você é uma cretina!

Hani pegou um pedaço de madeira e deu na perna da Hyo tirando o joelho dela do lugar. 
Tiffany tampou meus olhos para eu não ver aquela cena , eu só conseguia ouvir os gritos dela.

- Tiffany deixa eu ir ajudá-la.

- Não, fica aqui!

- Alguém empurra o joelho dela para a forma normal.

Jessica empurrou e ele voltou ao normal.

                                   ~//~

Yoona teve a brilhante ideia de chamar a polícia, ficamos meia hora até eles chegarem. 

Hyo e Fany estavam dando o depoimento . Seo estava sentada no meio fio,fui até lá me sentei a abraçando .

- como tá meu bebê?

- Tae! 

Ela afundou seu rosto em meu peito. 

- calma já tá tudo bem agora.

As meninas vieram até nós, Soo carregava a Hyo.

- Vamos? Temos que ir ao hospital.

- Hospital? Por que ?

- por causa do joelho dela.

- meninas só me levem até o hospital que lá a Seo cuida de mim.

- tá e eles foram presos?

- sim!

- Finalmente adeus Youngho 


HYOYEON 

 

Estava no hospital já fazia uma hora, pelo menos eu já tinha feito os exames agora era só esperar o médico me chamar.

- Hyoyeon?

Vi minha mãe vir até mim com uma feição brava.

- a olá.

- por que está aqui? Saio sem me avisar , tu te prepara. E essa aí quem é?

- É a Seohyun minha namorada.

Já tava fudida mesmo, vamo lançar outra bomba.

Vi minha mãe se sentar na minha frente.

- Quer me contar tudo? Por que parece que anda me escondendo bastante coisa.

Contei tudo , até do dia que conheci Seohyun. 

- EU AVISEI PARA VOCÊ NÃO ENTRAR NAQUELA MERDA DE ACADEMIA. A PARTIR DE HOJE VOCÊ ESTÁ FORA DAQUELA ACADEMIA.

- não ! Aquilo é meu sonho.

- Que sonho ! Dançar não é profissão, você não faz nada da vida , você é um desgosto profundo.

- Eu NÃO vou sair daquela academia.

- quer ser estuprada de novo? - todos me olharam .

- Você é uma mãe horrível.

- Ah e aliás não aceito filha lésbica de baixo de meu teto. Pode terminado com essa sonsa .

- Você pode me tirar tudo menos a Seohyun .

- Ah Hyo, essa paixão de adolescente vai passar. E você vai ver que a Seo é um grande nada na sua vida.

- Não fala da Seo.


- Kim Hyoyeon.

O médico nos chamou. Entrei com a ajuda da Seo.

- então senhora Hyoyeon, você só tirou seu joelho do lugar mas suas cartilagens e nervos foram machucados, 3 meses sem fazer nenhum esforço.

- NÃO ! Eu tenho que dançar daqui uma semana.

- Sinto muito! Não poderá dançar nem fazer força durante 3 meses. Terá que tomar remédio para dor e inchaço.

Estava chorando muito, não acredito eu trabalhei tanto, me esforcei tanto , era minha chance.

Seo me abraça e me consolava.

- Calma amor vai ter outras chances e você vai poder treinar mais.

- Seo você sabe o quanto eu queria isso.

- Eu sei, mas calma. 

O médico enfaixou a minha perna .

Entrei no carro da minha mãe estava quieta.

- Onde é sua casa?

Seo foi dando as instruções.


                            ~//~

Chegamos em casa, já estava todo mundo dormindo. Tentei subir a escada mas meu joelho doeu muito e eu acabei caindo.

- Que merda Que merda .- me xingava 

Vi ela na ponta de escada escorada olhando para mim.

- Você é inacreditável sabia nunca vi uma mãe que deixa a filha se arrastando 


Fui me arrastando até meu quarto e fechei a porta em sua cara.
Me atirei na cama e desatei a chorar , não pelo fato de eu não poder participar da apresentação mas sim o do porque minha mãe era assim.


TAEYEON 


Me despedi de Fany e sua mãe que fez a querida bondade de me levar até em casa.

Entrei e vi minha mãe sozinha tomando vinho e conversando com alguém dele risada , logo vi que ela estava conversando com aquele demônio que ela está se envolvendo.

- Ah perai! Oi filha!

- Oi.

- Como foi seu dia.

- cansativo,estou indo para meu quarto não me perturbe. 

Fui bem grossa mesmo.

                           ~//~

Já estava indo dormir quando Fany me manda algo.

- Será que hoje vai ter homenagem pra você ?! Hahahahaha.

- Nossa Tiffany para né.

- que foi! É bom!

- não precisa de detalhes .

- aí tá vou deixar você dormir.


Estava tentando dormir mas fiquei pensando nesse assunto, se Fany disse que é bom deve ser.
Levei minha mão até minha intimidade e comecei a movimenta-la. Comecei a imaginar Fany pelada, o que eu estava fazendo da minha vida.

Estava realmente muito bom,comecei a ficar ofegante e gemer baixinho.
Eu estava com tanta vergonha, tentei imaginar que era a Fany ali me tocando.

Estava tão prazeroso que acabei gemendo alto o nome da Tiffany e senti um prazer muito grande e algo em meu dedos. 

- Meu deus eu gozei!- estava apavorada nunca tinha feito nada e nem sentido aquilo .

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...