História Bêbados de Amor - Capítulo 5


Escrita por: ~

Visualizações 30
Palavras 1.258
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu pretendia postar hoje, de manhã, mas eu estava correndo atrás da minha professora orientadora para começar a minha monografia kkkkkk
Quando eu sumir do nada, me perdoem, mas eu vou estar correndo atrás da minha orientadora kkkkkk

Enfim, não vou mais enrolar vocês, boa leitura amores e amoras <3

Capítulo 5 - Conversa


Fanfic / Fanfiction Bêbados de Amor - Capítulo 5 - Conversa

-Como é que é? – Perguntei pausadamente, eu estava a ponto de jogá-lo da varanda do meu apartamento – Repete se você tem coragem, sua porta idiota!

-Não sabia que tábuas tinham problemas de audição. – Aquela porta acéfala disse debochando de mim e eu só pensava em como matá-lo sem ser presa – Se bem que... com toda essa sua altura, fico surpreso que consiga me ouvir.

-Seu... – Eu só não fui pra cima dele naquele exato momento porque meu celular começou a tocar e quando eu vi que era o Jean, bufei e encerrei a chamada antes mesmo de atender – Escuta aqui, seu acéfalo troglodita, eu quero essa merda de casamento tanto quanto você e até fui atrás de alguém da área de direito para tentar anular.

-E descobriu? – MinHo perguntou curioso

-Infelizmente, é impossível cancelar esse maldito contrato! – Declarei suspirando em seguida e indo me sentar na mesa, que era na sala mesmo, e abrindo a caixa da pizza – Teremos de começar a morar juntos ainda essa semana, assim como várias outras coisas por causa das cláusulas.

-Me diz que eu não vou ser obrigado a te dar um filho. – HanSu pediu de olhos arregalados e eu acabei corando de leve, por isso desviei o olhar e abaixei a cabeça.

-Não, seu idiota! – Eu gritei e vi a Miki rir baixinho e ir pro próprio quarto, provavelmente iria tomar um banho antes de vir comer – Mas vamos ter de morar juntos, não podemos ter outros relacionamentos e devemos agir como um casal, incluindo dormir na mesma cama e essas coisas.

-Eu vou ter a minha festa de noivado em duas semanas! – HanSu argumentou e eu me encolhi – Não acredito que justo na única vez que eu me permito beber até esquecer quem era pra me divertir, eu acabo casado! É muita falta de sorte!

-Não culpe a SunIn, Han. – MinHo disse calmo e eu e o HanSu o olhamos de olhos arregalados – Vocês dois estavam podres de bêbados e acabaram casando de uma forma que não tem mais volta. Aprendam a lidar com isso e arquem com as consequências de seus atos como os dois adultos que vocês dois são, entenderam?

-Aish! – HanSu disse, passando a mão nos cabelos e saindo do meu apartamento com um estrondo, me fazendo me encolher ainda mais.

-Não se preocupe, eu vou conversar com ele. – MinHo me tranquilizou com um sorriso calmo e saiu do apartamento também.

Eu queria chorar, em uma única noite minha vida tinha virado totalmente do avesso, eu não sabia como contar à minha família e principalmente como iriam reagir a tudo isso. Eu estava totalmente assustada e qualquer pessoa conseguia ver isso, Miki veio até a sala, apenas de toalha, assim que ouviu a porta ser fechada com força e me viu olhar para o chão enquanto mordia os lábios.

-Não chora, unnie. – Miki pediu me abraçando apertado e eu deixei, finalmente, as lágrimas correrem soltas pelo meu rosto – Ele foi tão ignorante assim com você?

-Não é isso, Miki... – Eu sussurrei ainda abraçada a mais nova – Eu estou assustada com tudo o que está acontecendo. Não faço ideia de como minha família vai reagir, não sei com eu vou reagir quando a ficha finalmente cair e não sei o que fazer em relação a tudo isso, sabe?

-Eu ainda vou estar aqui, vou te ajudar com tudo o que precisar. – Miki me assegurou e sorriu, mostrando as covinhas fofas que ela tinha herdado do tio Xing – E quanto a sua família, acho que é melhor falar o mais rápido possível, não é?

-Sim. – Eu concordei e suspirei, me levantando – Vou pro meu quarto, pode comer a pizza se quiser, vou ligar pros meus pais.

-Fighthing! – A mais nova disse e fez aegyo, o que me fez dar um pequeno sorriso.

Entrei no meu quarto e vi a hora, provavelmente meus pais estariam em casa e eu poderia fazer uma ligação via skype para eles e contar tudo o que estava me acontecendo. Eu pretendia fazer isso, mas meus pais foram mais rápidos e estavam me chamando no skype, suspirei e atendi a ligação, colocando um sorriso no rosto ao ver os dois.

-Appas! – Eu disse e os dois sorriram para mim – Aconteceu algo para me ligarem?

-Senti que estava com problemas e achei que deveria ligar e saber como estava. – Soo Appa justificou e eu dei um sorriso triste – Aconteceu alguma coisa não foi, SunIn?

-O que houve, princesa? – Nini Appa perguntou atenciosamente e eu respirei fundo pra começar a falar

-Eu terminei com o Jean, não quero entrar em detalhes, foi muito recente e ainda estou mal com tudo o que aconteceu entre nós dois. – Avisei e os dois arregalaram os olhos me olhando, mas continuaram em silêncio, sabiam que eu tinha mais coisa pra falar – Sexta passada eu saí com a Miki pra uma balada, beber, dançar e relaxar. Mas eu bebi demais e...

-VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA, KIM DO SUNIN? – Nini Appa gritou, me interrompendo, e eu me assustei fazendo uma careta logo em seguida – NÃO NOS ESCONDA NADA!

-Não, Nini Appa, eu não estou grávida. – Eu o tranquilizei e vi os dois suspirarem em alívio, me fazendo rir baixinho – Eu estou casada.

-O quê? Quem é o desgraçado? Vou castrá-lo, torturá-lo e depois matá-lo por tirar a minha menininha de mim! – Nini Appa gritou e o Soo Appa bateu nele, reclamando que tinha levado um susto com o grito do mais alto

-Princesa, me explique melhor isso, está bem? – Soo Appa pediu e eu assenti, começando a narrar tudo o que eu me lembrava sobre a sexta, o sábado e sobre o que aconteceu pouco tempo atrás. Quando eu terminei de contar, meus pais ficaram em silêncio, pensando no que me dizer e eu já chorava pensando que tinha não apenas magoado meus pais, mas os decepcionado também – Bem, você vai ter de ter paciência com esse rapaz e evite matá-lo, converse com ele e tentem não se matarem. E principalmente, não nos esconda mais nada, SunIn.

-Eu não queria decepcioná-los – Eu disse abaixando a cabeça – Me desculpem por ter decepcionado vocês, Appas.

-Não estamos decepcionados com você querida, estamos preocupados e surpresos, mas nem você nem seu irmão nunca vão nos decepcionar. – Nini Appa me garantiu sorrindo e eu chorei ainda mais – Não chore, meu anjo, você vai ver que tudo vai melhorar. Eu não gosto de te ver chorar, principalmente quando está tão longe de mim e eu não posso te abraçar e te proteger de tudo e de todos.

-Eu amo vocês, Appas. – Falei em meio às lágrimas e por isso a minha frase tinha saído entrecortada – Eu sei que vocês dois, inicialmente, não queriam que eu viesse pra Vegas estudar, mas mesmo assim apenas me apoiaram e continuam fazendo isso. Mesmo eu tendo me metido em todo esse problema.

-Nós também te amamos, princesa. – Soo Appa declarou e sorriu, mostrando seu coração e eu o retribui com o meu próprio coração – E quanto a você estar longe, sabemos que não é para sempre e assim que eu e seu pais conseguirmos, vamos passar uns dias com você. Eu, você, o Nini e o TaeOh. Nós quatro passeando como quando você e seu irmão eram crianças.

Apenas sorri e concordei com ele, conversei por mais algum tempo com meus pais, pelo menos até me render ao cansaço emocional que sentia e acabar dormindo. Pelo menos eu dormi mais aliviada e com um sorriso no rosto ao saber que meus pais não me odiavam por eu ter casado dessa forma totalmente louca.


Notas Finais


E aí, gostaram??
Semana que vem eu posto mais XD
Ou essa semana ainda, não sei kkkkkk
Beijos de chocolate com amendoim amores e amoras <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...