História Because i love you. 2 temporada - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vamps
Personagens Bradley Simpson, Connor Ball, James McVey, Tristan Evans
Tags Alissaviolet, Amandasteele, Bradsimpson, Connorball, Jamesmcvey, Kelseycalemine, Saharluna, Tristanevans
Visualizações 33
Palavras 1.696
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa o atraso para postar, tava na casa de um amigo.

Boa leitura.

Capítulo 22 - Promise me no matter what happens, you will stay with me


Fanfic / Fanfiction Because i love you. 2 temporada - Capítulo 22 - Promise me no matter what happens, you will stay with me

WHATZZ ON

Alaska- Pronto. Fiz oq vc queria

Alaska- Acabei de partir o coração de uma das pessoas que mais amo no mundo

Alaska- Eu realmente achei que vc fosse diferente, legal e que se importasse com o Brad

Alaska- Mas vc é só mais uma vadia como ela

Alaska- Por isso...

Alaska- Tomara que vc queime no inferno.    

Visualizado, 20:07

1 dia antes...

Alaska

-Ok Alaska, mais pra esquerda! Belle fala.

Assinto e puxo um pouco o grande cartaz do baile, o deixando simétrico, e ela faz um joia indicando que estava certo, sorri e desci da escada.

Cruzo meus braços e suspiro satisfeita com o trabalho.

Eu me voluntariei para arrumar as coisas para o baile, e Maggie havia se juntado comigo nessa, tendo a playlist do baile como sua função. Já Belle era a encarregada sempre como a organizadora de tudo, dividindo as tarefas, dando sua opinião e nos ajudando com alguma complicação.

O bom disso é que com esse “trabalho voluntario” ganharia pontos extras nas matérias, somando esses pontos aos do clube de música eu conseguiria me sair bem.

-Tá ficando bom! Maggie disse orgulhosa ao entrar na quadra com um papel em mãos.

-Valeu! Belle e eu respondemos.

-O que é isso? Belle pergunta.

-São as músicas que eu escolhi como a playlist do baile. Respondeu entregando a folha á Belle.

Ela pegou e eu analisei junto á ela.  

-Maggie você daria uma ótima DJ.

-Me conte algo que eu não saiba Belle. Diz jogando seu cabelo pro lado e nos fazendo rir.

-Tudo bem, temos a playlist, a decoração está quase pronta, Cameron está colando alguns cartazes pela escola junto com o Justin, a venda dos ingressos começa na sexta. Como o tema o tema do baile é uma noite em Paris eu pensei em algo um pouco diferente, Maggie seu irmão conhece aquele cara que faz escultura de gelo certo? Ela assente. –Você acha que ele faz uma escultura da torre Eiffel?

-Posso ver com ele e depois te falo

-Ok

-Bem, eu consegui convencer o clube de artes a fazer a lua pra nós

-Nada mal Jones. Belle fala.

Sorrio e dou de ombros.

-Agora vamos continuar, ainda temos muito a fazer. Diz e concordamos voltando ao nossos trabalhos.

*

-Estou morta! Exclamo me sentando na mesa onde o Froy estava e percebo que assim que eu faço isso ele esconde algo no bolso da sua jaqueta. Me fazendo olha-lo confusa. –O que você...

-Como foi na decoração?

-Ah, bem, tá quase tudo pronto, mas eu queria te perguntar o que era isso que você es...

-Oi baby girl! Brad me interrompe se sentando ao meu lado e me dando um selinho.

-Você sabe que eu não vou te chamar de “daddy” né?

-Ainda. Fala sorrindo malicioso e eu nego rindo.

No mesmo momento Froy finge uma tosse chamando nossa atenção.

Eu fiquei bem com Froy depois de tudo, nossa amizade é o que importa, mas isso não se aplica ao fato de que ele não vai com a cara do Brad, assim como o Brad não vai com a cara dele.

-Simpson. Froy fala com um sorriso falso.

-Gutierrez. E Brad responde com o mesmo sorriso.

Reviro meus olhos.

É desse jeito que eles falam um ‘oi’.

-Eu já vou indo Alaska

-Mais já Froy? Pergunto.

-Já vai tarde. Brad sussurra, mas eu escuto e o repreendo com o olhar.

-Sim, eu tenho algumas coisas pra fazer.            

Ele junta suas coisas e se levanta da mesa.

Enquanto o vejo sair do meu campo de visão começo a me pergunto o que era aquilo que escondeu em seu bolso e o motivo dele estar tão estranho.

-Agora que o encosto já foi...

-Brad

-Agora que seu AMIGO já foi, eu queria te perguntar se tem planos pra mais tarde?

-Na verdade não

-Agora tem, eu, você e a Netflix

-Só vou por causa da Netflix.

Ele ri assentindo e o sinal toca.

-Tenho que ir pra aula, nos vemos depois

-Ok.

Brad me dá um beijo e pisca pra mim seguindo seu caminho.

Suspiro e me levanto indo até o corredor.

As pessoas cochichavam sobre algo e a Liza de repente vem na minha direção.

-Você já sabe? Perguntou-me de forma cautelosa.

-Sei do que?

Ela olhou por cima do meu ombro arregalando os olhos.

-Merda, é verdade.

Me virei e me surpreendi com quem estava entrando.

-Ela não deveria estar na França?

-Parece que a França não é tão divertida assim pra ela.

Ariana Meinu andava pelos corredores com suas minions ao seu lado.

-Ora ora ora se não é a Alaska, veio ver minha volta triunfante?

-Ora ora ora se não é a mais vadia da escola.

Ela sorriu falsamente pra mim e continuou seu caminho.

-Foi melhor do que pensei. Liza falou.

-Não vou perder meu tempo com ela tenho coisas mais importantes para me preocupar, mas agora vamos antes que a professora decida nos deixar pra fora.

Ela assentiu e andamos até nossa próxima aula.

*

Toquei a campainha do Brad e como ele não me atendeu abri a porta.

-Olá? Tem alguém ai?

-Aqui em cima! Ele gritou e eu subi as escadas.

A porta de seu quarto estava encostada então a empurrei de leve vendo uma luz iluminar o local.

-Você não deveria deixar a porta...

Varias velas estavam espalhadas pelo quarto e o Brad sorria pra mim escondendo algo atrás de suas costa.

-Ok... Se isso for um pedido de casamento eu juro que tenho um infarto.

Ele ri de leve.

-Relaxa, eu não vou te pedir em casamento, pelo menos não ainda. Ele tira de trás das suas costas uma caixinha e se aproxima de mim. –É só um presente

-Não é meu aniversario

-Eu sei, mas é algo que eu presumo que você vai gostar. Diz me entregando a pequena caixa.

Dentro tinha um colar dourado e três pingentes nele, um A, uma pequena pérola e um pássaro.

-É lindo. Falei o pegando.

-Agora abra.

Percebi um fecho nele e o abri, vendo algo escrito nele.

Because i love you
                             -Brad / Biological error

Sorri e o olhei.

-Porque disso?

-Porque eu te amo. Respondeu repetindo a frase do colar e eu entreguei a ele para que pudesse coloca-lo em mim.

Me virei e segurei meu cabelo, enquanto ele passava o colar envolta do meu pescoço.

Voltei a me virar pra ele e com minhas mãos em cada em cada lado do seu rosto o beijei.

-Eu te amo Brad, tipo, pra caralho.

Ele sorriu.

-Eu quero que você me prometa algo. Pediu.

-Qualquer coisa

-Promete que não importa o que aconteça, você vai ficar comigo

-Eu prometo.

*

Narradora

WHATZZ ON

Me- Hey!

Me- Tô no Monet’s, porque não vem pra cá? Tenho algo para te contar

Me- E acho que vc vai gostar

Brad ♥- Desculpa, mas não vai dar tô meio ocupado agora

Me- Vc tá com a Alaska né?

Brad ♥- Te recompenso outro dia te pagando um lanche no mc

Me- Tudo bem

Me- Divirta-se.

WHATZZ OFF

Olhando para o envelope em suas mãos, sentiu a raiva a domina-la, rasgando o papel em pedaços e o conteúdo dele, 2 ingressos VIP'S para o show do Artict Monkeys, ela sabia que ele amava essa banda e havia comprando isso só para passar um tempo a mais com ele, mas a garota sabia qual seria sua resposta, ‘desculpa, tô meio ocupado’, já era a terceira vez que ele dizia isso pra ela só nessa semana, e sabia exatamente o motivo, Alaska.

Durante o começo ele era somente um amigo, mas conforme foram se conhecendo algo surgiu dentro dela, um sentimento que não sentia desde seu ex-babaca, um sentimento que só aumentou depois do beijo que tiveram entre os dois.

Brad era um garoto incrível!

Divertido, engraçado, bonito, inteligente, fofo, entre muitas outras coisas, e ela não se conformava com o fato de que ele preferia estar com a garota que magoará seu coração.

Mas não poderia dizer nada, afinal ela era só uma amiga, e amigas devem apoiar os amigos e isso a irritava mais ainda, ter que incentivar essa “relaçãozinha” quando a Alaska obviamente NÃO o amava!

-Não é possível que eu sou a única que não perceber. Pensou.

-Não é a única que percebe o que? Uma garota perguntou a fazendo perceber que havia pensando alto demais. –Vai, me conta! Agora eu quero saber.

Ela já foi sentando-se à mesa, sem nem ao menos ser convidada, sem contar o fato de que tinha uma cara de nojentinha.

-Conta! Pediu mais uma vez.

Talvez desabafar com alguém desconhecida possa ajudar a aliviar um pouco tudo eu está preso a sua garganta.

Então ela assentiu, indicando que contaria.

-Eu tenho um amigo...

Começou e a garota fixou sua atenção em suas palavras, prestando atenção em cada detalhe.

-E eu sei que ela não presta, mas parece que sou a única que vê isso! Exclamou sentindo um peso sair de suas costas.

-Sei bem como é, eu passei por algo parecido, meu ex me trocou por uma vadia. Falou revirando os olhos.

-Brad é bom demais pra ela. Disse tomando um pouco de seu café e esse nome em especial fez a garota notar a semelhança.

-O nome dele é Brad? Ela assentiu. -O nome dessa garota que não presta, seria Alaska?

A outra a olhou confusa.

-Sim, como você sabe?

-Bradley Simpson e Alaska Jones? Perguntou pelos seus nomes inteiros, não acreditando.

-Sim.

A surpresa estampou seu rosto, sendo seguido por uma pontada de raiva e um sorriso perverso no final.

-Acho que posso te ajudar querida, posso fazer com que os dois terminem. Falou ela já arquitetando seu plano em mente. -Aceita?

O primeiro instinto da garota foi recusar, mas ai ela parou para pensar, Alaska não merecia Brad, ela merecia, ela o trataria melhor, eles terminariam, e ela teria o caminho todo livre para tê-lo pra si.

-Aceito. Disse por fim sorrindo tão perversamente quando a que estava a sua frente.

-Muito bem, primeiro de tudo eu nem perguntei seu nome

-Ah, é mesmo, meu nome é Emily

-Prazer Emily, meu nome é Ariana.


Notas Finais


Parece que water isn't cachaça.... Só vamos saber no próximo cap que sai segunda que vem.

Até lá.
BJS- H


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...