História Because I loved you - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber
Tags Caitlinbeadles, Justinbieber, Ryanbutler
Exibições 15
Palavras 1.942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Nightmares...


POV. Scarlett

2 pm - Canadá, 2 de novembro de 2014 ...

Eram duas da manhã, eu acordei assustada pois tive mais um pesadelos. Os pesadelos não eram mais tão frequentes como antes, mas ainda sim me deixava assustada. Se Anne visse eu acordando de madrugada assustada como tenho acordado ultimamente ia querer que eu começasse a tomar algum remédio pra poder dormir ou coisa do tipo.

Levantei da cama e fui até a cozinha, peguei um copo de água e um calmante pra ver se me ajudava a dormi, tomei o calmante e voltei pro quarto. Quando eu apaguei o abajur do meu lado do quarto Anne ascendeu o seu.

- Não tá conseguindo dormi Anne ? - eu perguntei pra disfarçar, não queria que ela ficasse preocupada atoa.

- Eu acho que quem não tá conseguindo é você Scarlett. Levantei pra ir no banheiro e você estava na cozinha tomando calmante. Por que não me contou que não estava conseguindo dormir? E nem vem falar que foi a primeira vez por que não é Carle!

- Eu só não queria que você ficasse preocupada atoa. Mesmo por que não é nada demais daqui algum tempo os pesadelos vão parar.

- Tá tendo pesadelos desde quando ?

- Desde que aconteceu. Dá pra gente falar de outra coisa por favor!

- Pelo amor de Deus Scarlett. Eu tô tentando te ajudar, que droga, faz mais de uma semana que você não dorme praticamente. Tem certeza que você quer falar sobre outra coisa?

- Caramba você nao entende mesmo né? Claro que você não entende, não foi você que foi estuprada e larga em um beco qualquer!

- Aah, você acha que eu realmente não sei ? Eu trabalho como prostituta Scarlett, PROSTITUTA! Quer que eu soletre pra você ? Acho que eu não sei como é ser usada e ser deixada jogada por ai? O pior é que eu ainda tenho que fingir que gosto de dar pra velhos babões. E o pior de tudo é que eu to fazendo tudo isso por você. E é isso que eu recebo em troca " Da pra gente falar de outra coisa por favor '' a me poupe né. Não é só você que tá sofrendo porra.

- A culpa de você tá aqui não é minha tá ! Eu disse que não queria que você largasse nada por mim. Acho que você se esqueceu disso né ? Eu sou muito grata por você ter vindo ficar comigo, mesmo por que você é a única pessoa que eu tenho eu não quero perder você nunca, mas se for pra ficar jogando na minha cara que tudo isso é culpa minha, eu vou embora da sua vida agora mesmo, e se a culpa da sua vida tá essa merda for minha, assim que eu sair por aquela porta ela vai melhorar, mas se não for ela vai continuar sendo essa merda!

- Scarlett eu não quis te acusar da minha vida estar desse jeito eu não me arrependo de ter vindo ficar aqui com você. E você sabe disso, eu só quero que você me conte as coisa pra eu poder te ajudar. Eu sou sua melhor amiga. Acha que é legal te ver desse jeito ? Não Carle, não é legal, é horrível ti ver assim, só deixa eu te ajudar, por favor.

- Eu sei que você quer me ajudar Anne, mas é tão difícil falar sobre isso, porque quando eu fala parece que as cenas daquele dia ficam passando pela minha cabeça sabe. Parece que a ficha de que aquilo realmente aconteceu só tá começando a cair agora.

Anne se levantou e veio até a minha cama e se sentou no meu lado.

- Olha eu só to deitando aqui com você por que sou sua amiga e quando eu era pequena e tinha pesadelos minha mãe deitava comigo e não porque eu sou lésbica ok!

- Eu sei que você não é lésbica Anne, eu tenho certeza absoluta de que você não é lésbica.

- Tá, agora chega de papo e vamo dormi por que já são duas e pouca da manhã e eu tô cansada.

Derrepente ficou um puta silêncio no quarto.

- Anne ?

- Aah, que foi porra? - Anne fica estressada com tanta facilidade.

- Eu to com fome. - Aquela discurssãozinha me deu uma puta fome, eu só esperava que a Anne também estivesse com fome, por que ela faz o melhor brigadeiro da face da terra. Alias queria até saber quando ela aprendeu a fazer esse doce brasileiro.

- Eu também tô bora pra cozinha. - Anne levantou com uma empolgação e nois duas fomos correndo pra cozinha.

- Anne, você bem que podia fazer aquele doce brasileiro maravilhoso, que sua avó te ensinou quando você era mais nova.

- Tá falando do brigadeiro ne ?

- Isso ai agora faz que eu to com fome.

- Idiota, procura algum filme pra gente ver ai.

O bom de ja ter trabalhado numa locadora é que você pega vários filmes de graça e até dvds de séries.

O problema é que tinha tantos dvds que ficou meio difícil achar um legal então separei cinco dvds.

- Scarlett você tá demorando muito eu já fiz o brigadeiro e ja tá no congelador esfriando.

- Po, tem dvd pra caramba, mas enfim eu separei cinco dvds de filmes e séries.

- Tá, tá, quais são ? - perguntou Anne enquanto fazia o brigadeiro

- De séries so tem dois que são : America Horror Story e Pretty little liars. De filmes são: Roubo nas alturas, um amor para recordar e simplesmente acontece, vamos por eliminação. - falei.

- Eu prefiro maratona de série do que filme. - Anne é tão viciada em série quanto eu..

- Eu também, então nada de filmes. Eu prefiro America Horror Story do que PLL.

- Eu amo PLL, difícil escolher... Vamos ver os dois que tal? - perguntou Anne com o prato de brigadeiro e dias colheres na mão.

- Ok

...

POV. JUSTIN

- JUSTIN DREW BIEBER VEM AQUI AGORA ! - essa voz so podia ser de uma pessoa e essa pessoa é a Pattie.

- É Drew parece que você não tem sossego irmão. - Disse Ryan rindo. Olhei pra ele sério e levantei o dedo do meio pro mesmo.

Não era possível, eu acabo de chegar em casa e ela já começa a gritar.

- Lupita ! - Lupita era a empregada mais confiável que já tive em todos esses 6 anos. Ela tá aqui em casa desde de o começo acho que essa mulher só sai daqui morta mesmo. Ri do meu próprio pensamento.

- Sim senhor Bieber. - disse Lupita

- Pra que tanta formalidade mulher, sentiu minha falta ? - Lupi ( ela gosta de ser chamada assim, diz que no país dela ela só é chamada dessa forma) me olhou de cima em baixo com uma cara de puro nojo.

- Quer saber por que sua mãe tá te gritando não é garoto ? Não precisa me bajular não menino. Eu já trabalho aqui tem seis anos menino, já te conheço bastante. - disse Lupi seria. - Não sei o que você fez dessa vez senhor Bieber mas sua mãe esta com muita raiva do senhor. Acho melhor chegar de mansinho nela viu.

- Valeu Lupi. - peguei Lupita no colo e à abracei e dei um beijo em seu rosto.

Lupi começou a me xingar no seu idioma. - Ah, Lupi, onde minha mãe tá ?

- No seu seu escritório senhor. - disse Lupita.

Fui correndo pro escritório. A porta estava encostada. Entrei e de cara com Pattie, Chaz, Chris e Caitlin. Ryan não estava por que tinha ido dormir.

- Justin Drew Bieber pode me explicar essa história de você ter corrido com Vincent ? - perguntou Pattie

- Desculpa irmão, eu sei que você não queria que ela soubesse mas a Cait tem a boca grande demais. - Christian disse coçando a cabeça enquando olhava puto pra Caitlin.

- Que história é essa de você ter corrido com o Vincent ? - falou Pattie com a voz extremamente alterada.

- Qual é dona Pattie, quer falar sobre isso logo agora ? Eu acabei de chegar de viajem to cansado - Na verdade eu dormi a viajem toda. Mas não queria a Pattie falando na minha cabeça, pelo menos não agora...

- Justin você sabe que agora ele não vai te deixar em paz. Até parece que você quer aquela guerra toda de novo meu filho. Justin eu não quero você dando corda para o Vincent tais me entendendo ou você quer que ele tire mais coisas de você ?

- Porra eu não sou nenhum incompetente que não sabe fazer porra nenhuma. Eu sou um dos melhores Mafiosos de Atlanta ! Será que isso não vale de nada pra você ?

Você fala como se eu fosse um traficante de merda. Como se eu não soubesse o que eu to fazendo. Mas porra eu sei. E se acontecer mas alguma guerra entre eu e ele. Pode ter certeza de quem vai perde é ele é não ao contrário !

- Justin meu filho eu nunca achei que você fosse um incompetente... eu só tenho medo de que aconteça alguma coisa você. Eu te amo e não quero e nem poço perder você.

- Obrigado por se preocupar comigo mas eu já cresci e já sei me cuidar. Agora pode me dar licença eu preciso trabalhar.

- Tudo bem.. mas tome cuidado com o que faz Justin. - disse Pattie já saindo do escritório.

- Não precisava ter falado assim com ela Drew, as vezes acho que você esquece que ela é sua mãe e só está preocupada com você. - disse Ryan. Olhei pra ele e levantei uma sobrancelha. Foi o suficiente pra ele sair do escritório, com uma cara não muito boa... Só ficamos eu e Christian no escritório.

- Chris chama o Chaz aqui e fala pra ele que preciso do meu nerd aqui e agora.

- É pra já chefinho - Christian falou ja saindo do escritório.

Nem um minuto depois Chaz passou pela porta do escritório acompanhado de Christian.

- Fala ae Drew o que você precisa? - disse Chaz entrando no escritório.

- Preciso de tudo que Vincent tem feito ultimamente, seja viagens, carregamento, compras de boates ou qualquer porra que ele esteja fazendo e se conseguir entrar no sistema de segurança dele também seria bom.

- Porra Drew, eu sou bom no que faço, mas não sou Deus irmão. Você não tem noção do quanto é difícil achar uma falha no sistema de segurança pra poder entrar por ele - Chaz falou e coçou a cabeça - mas como eu sou o melhor hacker do mundo eu vou conseguir mais vai levar um tempo talvez até meses mano.

- Não importa o tempo que demore Chaz eu só quero que faça. Aah e tem mais uma coisa quero que faça, procure as plantas das mansões dele - Chaz fez uma cara de tipo " porra tá querendo acabar comigo filho da puta " - Não faz essa cara Somers, você não disse que é o melhor hacker do mundo, então vai la nerd faz seu trabalho.

- Eu só me fodo nessa porra - Chaz falou saindo do escritório.

Preciso saber o que Vincent tem feito e o que ele planeja fazer. Preciso saber de cada passo desse filho da puta. Pra quando ele pensar em dizer que vai acabar comigo ele já vai estar dez palmos a baixo da terra. Esse desgraçado vai pagar por tudo que ele fez...


Notas Finais


Último capítulo por hoje SHUAHSUSH
Amanhã talvez eu apareça por aqui... Bjs AMORECOS espero q gostem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...