História Because of Potter - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Hinny
Visualizações 24
Palavras 1.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OOIEE, ME DESCULPEM A DEMORA DESSE CAPITULO, EU ESTAVA MEIO SEM IDEIAS, MAS EU GOSTEI BASTANTE E ESPERO QUE VOCÊS TAMBÉM!


DEIXEM SUAS SUGESTÕES!

Capítulo 4 - Hogsmeade e a quase queda de Gina Weasley


  Na Dedosdemel, Rony estava segurando uma cestinha abarrotada de doces para nós comermos hoje a tarde no jogo de quadribol. Eu aproveitei para comprar uns chocolates pra Gina, que eu não via desde aquela noite após o jantar, quando eu pedi desculpas. Estávamos ocupadíssimos estudando a semana toda e eu só a veria depois do jogo, mesmo sem vê-la, ontem a noite entreguei a Pichinho uma carta para que ela abrisse hoje de manhã, para que se lembrasse de mim e que tivesse boa sorte no jogo. 

Conforme íamos andando por Hogsmeade, atraíamos olhares por onde passávamos, seria ótimo ter a capa da invisibilidade nesse momento. Sei que Gina ficaria furiosa de ver esse monte de meninas me paparicando e olhando para mim e Ron a todo instante. Hermione não estava nem um pouco contente, até perceber que os olhares de alguns garotos também eram direcionados a ela. Claro que Rony segurou a mão dela o tempo todo, se ele é ciumento igual a Gina... 

No Três Vassouras, sentamos com Dino, Simas, Neville e Justino. Fizemos nossas apostas sobre o jogo, era Corvinal versus Grifinória. Estávamos sedentos por um ótimo jogo fazia tempo, eu mesmo morrendo de saudade de montar em minha vassoura e sair por ai.

- Sabem - disse Rony - eu acho que nessas férias devíamos ir todos lá para casa, poderíamos acampar, jogar algumas partidas, apostarmos corridas, Xadrez Bruxo, essas coisas... o que acham?

- Eu estou totalmente dentro - disse Dino, animado e bebendo um gole de sua cerveja amanteigada - vai ser ótimo espairecer um pouco.

Todos na mesa concordaram, era realmente uma ideia brilhante. Se Cedrico estivesse aqui, com certeza seria ainda mais divertido. Mas o maldito Voldemort... É óbvio que minha cicatriz nunca mais doera e desde então, tenho dormido tão bem. Eu já havia esquecido como era dormir sem ser interrompido por todas aquelas coisas malucas, por Merlin! 

- Hei Mione - disse Ron, fazendo um carinho em suas costas - vai se juntar a nós e jogar Quadribol?

Simas riu e Hermione o olhou com cara feia.

- Que pergunta idiota Ronald! É óbvio que não! - eu ri.

- Qual é, eu te ensino a jogar - falei - você e a Gina podem treinar juntas. 

- Até parece, eu me cago de medo só de montar na vassoura Harry, sabe disso - nós todos rimos - vou ficar na torcida mesmo!

De volta a Hogwarts, no almoço, Gina me recebeu com um lindo sorriso e um abraço, agradecendo pela carta de hoje cedo.

- Ansiosa pro jogo meu bem? - Perguntei a ela, passando o braço envolta de sua cintura.

- Um pouco nervosa sim, mas depois da sua carta... fiquei mais confiante - estava tão linda, ruborizada ao falar da carta, essa é a minha garota - obrigada - ela sorriu e me deu um beijo na bochecha.

- Fica tranquila que vai se sair muito bem, eu estarei lá torcendo por você. Se sentir medo já sabe né? É só...

- Pensar em você que estará lá comigo. Eu sei - beijei suas mãos, desejando mais uma vez boa sorte e então sentamo-nos para almoçar. O jogo era dali uma hora e meia. Luna já estava preparada com seu "chapéu/máscara/capacete/gorro" de leão na cabeça. Depois de Mione, ela era minha melhor amiga. Já podem imaginar a festa que ela fez, quando da mesa, brotaram pudins maravilhosos e fresquinhos, com calda de frutas e tudo.

Depois de deitarmos na grama do jardim para, segundo Ronald Weasley, descansarmos o estômago, subimos de volta aos dormitórios, para pegar os doces e porcarias para o jogo, que começaria daqui alguns minutos. Sentamo-nos em um ótimo lugar no alto das arquibancadas.

"Vai, vai Grifinória"  - Nós já gritávamos, conforme o time ia entrando. Luna voltara a seus tempos de narradora do Quadribol. 

- GINA WEASLEY JÁ ESTÁ ATENTA - Eu já havia avistado o Pomo. Os apanhadores dos dois times ainda não - OS APANHADORES ESTÃO, ALIÁS... EI, ESPEREM AI? É O QUE EU ESTOU PENSANDO?

Não pude me conter e assim que o Pomo mudou de direção, me levantei, eufórico, Ginevra não estava assim tão perto. Mas tampouco estava o apanhador da Corvinal. Até que... 

- MEU MERLIN, GINA! - Hermione e Rony gritaram e eu saquei minha varinha. Um balaço quase atingiu a vassoura da Gina, logo quando ela fez o primeiro movimento em direção ao pomo que se perdeu novamente no ar. Ela ficara pendurada na vassoura, por questão de segundos. Meu coração parou no exato momento e eu estava pronto para usar qualquer feitiço e evitar o pior. Por sorte, minha namorada é habilidosa e ágil o suficiente para montar novamente em sua vassoura e dar continuidade ao jogo. 

Assovios e gritos saiam da torcida, pela recuperação de Gina à sua quase queda. 

Infelizmente o apanhador da Corvinal pegou o pomo e eles ganharam a partida. Gina estava chateada, mas pra mim a única coisa que importa agora é que ela está bem.

- Merlin! - Disse Rony abraçando ela - você me assustou irmã, por um momento acreditamos que você ia cair.

Eu mesmo nem disse nada após ela se explicar para Hermione e Rony, apenas a abracei forte. Eu sabia que ela estava assustada, mesmo sendo uma ótima jogadora e sabendo dos riscos que se corre em uma partida. Quando se está lá em cima concentrado no pomo, qualquer barulho é assustador. Imagina um balaço! 

- No mesmo instante em que te vi lá em cima, naquele estado, meu coração parou - sussurrei  - eu já estava a postos com a varinha na mão, eu juro que não ia deixar qualquer coisa ruim te acontecer, nem aqui e nem em lugar algum desse mundo. 

Ela me olhou, com decepção.

- Droga! Era pra gente ter ganho essa Harry! 

Hermione logo interviu.

- Tá maluca Gina? A nossa única preocupação é você agora! 

- É, mas eu estou bem, não estou? Eu me recuperei tão rápido, foi em questão de segundos, mas... que merda!!

Era engraçado vê-la assim, praguejando Merlin e o mundo por não terem ganhado o jogo, éramos iguaizinhos. Me lembro de quando caí da vassoura no segundo ano, quando Dobby só queria me ferir gravemente para não abrir a Câmara Secreta. Quando eu a salvei, a propósito. 

- Ah amor, não fica assim - eu falei, enquanto íamos para dentro do castelo - você mandou super bem!

- Sério? Se eu tivesse a gente tinha ganhado essa! 

- Nem sempre a gente ganha num jogo de quadribol, certo? Entendo sua decepção, mas tenho certeza que nos próximos jogos você vai se sair ainda melhor e vai ganhar o jogo pra nós. - Eu disse encorajando-a. 

Hagrid estava vindo em nossa direção, pude vê-lo sorrir para mim.

- Amor... eu vou lá pra cima e depois tomar um banho, ta bem? - Ginevra me disse, cumprimentando o grandalhão logo em seguida. Ela foi e eu fiquei ali.

- Ah que susto não é? - Hagrid disse.

- É, e como, ainda bem que já passou.

- Sim... escuta Harry, por que você, Ronald e Hermione não passam lá na cabana depois? Vocês precisam ver como ficou.

- É claro! Claro! Estamos mesmo ansiosos para ver. Podemos levar algumas coisas da Dedosdemel, não é? Comprei vários sapos de chocolate!

 - Sim, sim, minha casa é a casa de vocês, oras... 


Notas Finais


A OPINIÃO DE VOCÊS É SUPER IMPORTANTE PRA MIM!!!
DEIXEM COMENTÁRIOS POR FAVOR!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...