História Because...hes my Angel - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Dean Winchester
Tags Anjo, Castiel, Dean Winchester, Destiel, Humano, Love, Supernatural, Yaoi
Visualizações 59
Palavras 1.416
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olaaaaaaaaaaaaaaaaa amores!
Vamos de um cap quentinho pra esquentar essa fria noite? hehehe
Boa leitura
*-*

Capítulo 5 - Dean será minha perdição.


Fanfic / Fanfiction Because...hes my Angel - Capítulo 5 - Dean será minha perdição.

 

Depois que coloquei a cabeça no lugar, voltei a acompanhar e cuidar da vida de Dean Winchester. Era minha missão e eu não podia escapar. Poderia ate pedir um favor para Michael que mudasse, mas eu sei que não conseguiria existir sem Dean por perto.

Dean já tinha seus 18 anos. Era um belo homem, alto, cabelos curtos loiros, olhos intensos verdes, e um corpo de dar inveja há qualquer um. Ele malhava 3 dias por semana. Fazia boxe e artes marciais, pois adorava lutar. Sempre foi fã dos filmes do Jackie Chan. Sua alma era iluminada por Deus. Protegia sua família e amigos de tudo, mesmo que se machucasse, ele não importava, se seus bens queridos estivessem bem. Tenho muito orgulho do meu protegido.

O dia foi tranquilo hoje, se bem que ri muito do Dean reclamando do imenso calor que fazia hoje. Após terminar os estudos, ele entrou pra faculdade de mecatrônica, e trabalha numa oficina consertando carros, que era sua paixão. Ate hoje Dean se lembra de sua amada baby, que foi roubada covardemente. Acho que ele já perdeu as esperanças de um dia encontrá-la...mas né o futuro a Deus pertence.

Ri tanto de Dean reclamando do calor no dia, mas agora de noite era eu que estava pegando fogo. Sério parecia estar dançando funk no inferno com Lúcifer. Puta que pariu! Sei que sou um Anjo do Senhor e não sinto clima...mas ao ver e ouvir Dean Winchester, dormindo apenas de boxe, e gemendo meu nome...é impossível não se queimar.

-Caaassss! Oh! – Dean acabou acordando, com seu próprio gemido. Ele riu mas não tinha o que fazer. Estava excitado, tendo um sonho erótico com um par de olhos azuis.

Que bom que vocês não podem me ver agora, pois estou vermelho como sangue, meu Deus que vergonha...mas é tão excitante ao mesmo tempo. Já vi muito sexo por ai, nunca achei graça, sempre repetitivo, mas com Dean era diferente. Meu cérebro já não conseguia raciocinar, meu corpo adoraria ser tomado por esse demônio, ops Dean.

Quase sempre ele tinha sonhos eróticos comigo, acordava no meio da madrugada e se aliviava gemendo, chamando meu nome. Assistir uma, duas, três vezes ok, mas sempre era complicado resistir.

Aproveitei que Dean estava de olhos fechados, e com uma das mãos por dentro de sua cueca, manuseando seu pênis, me deitei em seu peito e o beijei. Ao sentir seu doce sabor nos lábios, me derreti inteiro, fazendo minhas pernas tremeram. Ele me beijava com desejo, sugando minha língua ate o máximo.

Mas quando abriu seus olhos sorriu – Cas? Mas como?

-Shiuuu – calei seus lábios com meus dedos – não faça perguntas que não poderei responde-las agora...apenas me beije! – pedi e fui concebido.

Beijo molhado com precisão, arfei quando senti ele segurar minha cintura com força, para que eu não saísse do lugar. Mesmo que quisesse eu jamais sairia do calor dos seus braços.

-Huuummm Cas! – ele ronronava em meu ouvido me enlouquecendo de vez.

-Dean...você é perfeito! – disse quase sem voz, fazendo ele sorrir lindamente pra mim.

Se virou por cima de meu corpo. Pronto agora estava morto, era meu fim, porque meu Deus cada partícula se arrepiava ao seu toque, era muito, muito bom. Senti que minhas roupas não eram mais necessárias naquele momento, e com um estalar de dedos, estava nu.

Dean encarou meu corpo, mordendo seus lábios, me comendo com os olhos.

-Lindo...meu Anjo.

Gostaria de lhe responder que adorei esse apelido, mas da minha boca só saia suspiros e gemidos. A língua quente de Dean, descia de meu pescoço ate meu abdômen. Era uma incrível sensação. Gostaria de sentir isso para sempre que nunca me cansaria.

-ohhhhh porra! – gritei do fundo da garganta quando Dean beijou meu pênis, esse que já estava completamente duro.

-Quer que eu pare Anjo? – ele perguntava encarando meus azuis.

-Nu-nuuunca! – fui ao inferno e purgatório junto. Não tenho palavras pra descrever o que senti nesse momento. Se existisse algo que queimasse mais que fogo, era isso que sentia em mim. Caralho! A boca carnuda de Dean brincando desse jeito com meu ponto mais sensível, beijava, sugava, apertava...céus! Socorro!

Graças a Deus, Dean parou tudo e voltou a me beijar. Reparei que ele tinha roupas demais, e resolvi tira-las com um estalar de dedos também.

Ele me olhava sem entender, e respondi – minha vez demônio! – ele riu e se deitou melhor na cama.

Por onde começar? Eu nunca tinha feito isso antes. Já vi muito, mas na pratica é diferente. Olhando seu corpo fazia meu pau ficar mais duro que pedra.

-Quer ajuda Anjo? – ele perguntou, vendo meus olhos confusos.

Morri de vergonha e ele achou uma graça. Mas pegou minha mão e me guiou para seu peito. Passando pelo seu coração, onde sorri ao ouvi-lo bater muito depressa.

Com sua outra mão, ele agarrou minha nuca, e colou nossos lábios novamente. Céus! Eu nunca mais quero largar essa boca! Sem parar de me beijar, continuou a levar nossa mão ate seu pênis, que latejava. Me fez pegar nele e sussurrou – aperte!

Fiquei com medo de apertar, por ter muita força e machuca-lo.

-Com força Anjo! – continuava sussurrando em meu ouvido.

-Não quero te machucar... – respondi sem graça.

-Não vai – ele sorriu – confio em você Anjo.

Seu pênis era enorme, e estava todo vermelho. Ele latejava e parecia mais duro que aço. Que delicia pensei. Deu um apertão e ouvi ele gritar – OOOOOOHHHHH ISSO!

Sorri satisfeito e gostei dessa brincadeira e disse – feche os olhos meu bem.

Acabei o surpreendendo, colocando-o inteiro na boca.

-NÃO PAAARAAHHHH OHHHH!

Senti meus cabelos serem puxados com força por ele, mas não reclamei.

-Geme meu nome... – pedi entre chupadas.

-Cass....ohhhh Castiel! – senti suas pernas tremerem tanto, que pensei que ele fosse morrer. Seus olhos estavam fechados, sua cabeça jogava para trás no travesseiro, e sua boca, aquela boca maldita, só dizia coisas indecentes sempre terminando com meu nome.

Era uma delícia vê-lo assim totalmente entregue a mim.

-Ohhh Cas! Ahhh! Huummm vou...gozaaaaaar! – e preencheu minha boca com sua porra. Onde engoli tudinho.

Meu coração que antes não batia, estava acelerado igual de Dean. Ele puxou minha boca na sua, e a comeu literalmente.

Gemi dentro de sua boca, quando ele pegou firme meu pênis. Parecia que eu ia explodir em êxtase.

-Se toque pra mim...Anjo – ele pediu largando meus lábios.

Me sentei em seu colo, meus azuis não largavam seus verdes. Suas mãos, juntas das minhas manuseavam meu pênis.

-Ohhhh meu Deus! Isso é...ahhh tão bom!

Ele sorria feito um demônio, observando tudo que fazia. Logo largou minhas mãos, e as colocou em sua cabeça.

-Ohhh Dean! Ahhh! - Gemi alto, sentindo que logo morreria. Sua boca mordia seus lábios deixando-os mais vermelhos ainda.

-Ohhh Deeeeeaaaaaan! – minhas mãos estavam cansadas, de tanto manusear meu pênis. Vi um liquido branco saltar em seu peito e em sua boca, essa que passava a língua por seus lábios provando meu gosto.

Estava todo suado, e com meu cabelo totalmente desorganizado, acabei deitando em seu peito. Fechei meus olhos, e tudo parecia voar. Tentei normalizar minha respiração, vendo o peito dele subir e descer. Olhei seu rosto que estava com olhos fechados, mas em sua boca, estava um lindo sorriso. Deu-lhe um selinho e disse – obrigado pela noite incrível Dean.

-Eu que agradeço – ouvi ele dizer me abraçando mais pra perto dele. E logo ouvi sua respiração ficar tranquila, dormindo.

Mesmo cansado eu não precisava dormir. Não queria sair de perto de seu corpo quente, mas quando me lembrei na merda que tinha feito, entrei em pânico. Sem ele perceber, sai de seus braços. Meu corpo estava todo molhado. Precisava de um banho. Antes de sair, coloquei meus dedos em sua testa. Para Dean isso seria apenas um sonho, senti uma lagrima escorrer de meus olhos, mas era a única solução.

-Boa noite Dean – e voei pra bem longe dele.

Avistei o mar, e me joguei lá dentro. Estava nu, mas foda-se, era de madrugada e ninguém iria me atrapalhar.

Agua gelada em meu corpo, mas meu coração estava quente. Quente de amor. Amei cada detalhe dessa noite e jamais esqueceria. Mas sabia que isso nunca mais poderia acontecer. Estranhei não aparecer nenhum Anjo, ou Michael me dando bronca sobre que fiz, mas mesmo assim pedi perdão a Deus.

Não me arrependo do que fiz, se pudesse faria tudo de novo, mas sei que quebrei totalmente as regras.

Doeria demais ver Dean, mas essa era minha missão, mas pelo menos tive um pouco de amor.

 

...continua...


Notas Finais


Aiii não me matem! Sei que foi lindo e triste...porém necessário! hahahaa
Se gostaram comentem!
Bjssss ♥.♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...