História Beetlebum - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Abuso, Romance, Traição
Exibições 24
Palavras 817
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


AVISO: capítulo Hot
Boa leitura
Desculpe os erros de ortografia

Capítulo 6 - Vamos brincar?!


Fanfic / Fanfiction Beetlebum - Capítulo 6 - Vamos brincar?!

CHARLES P.O.V

Eu acordei quebrado em pleno sábado, estava chovendo e eu fiquei mais tempo na cama, minha mãe estava de plantão então eu estava sozinho em casa, estava tão solitário que pensei em chamar alguém pra me fazer companhia, peguei meu celular e liguei pro primeiro contato que vi, adivinha, era o da Lunna, eu pensei bastante no que falar pra ela e até pensei em desistir, com medo de que ela não aceitasse, então eu criei coragem e decidi ligar.

-Bom dia branca de neve - falei com uma voz irônica ao telefone
-Bom dia Lord Vader... -Ela falou com uma voz de sono

-Você não vai esquecer da minha cueca?

-Não mesmo!

-Então... Eu tava pensando... Eu tô sozinho em casa... E bem que você poderia vir aqui -falei passando a mão no meu cabelo

-Tá afim de brincar é?!

-Se você quiser... A gente até pode fazer uns joguinhos

Eu achei aquilo meio idiota depois que eu me ouvi falando, e  dei um soco de leve na minha cama

-Só espera eu me arrumar -Ela disse maliciosamente

Eu não tive reação depois que ela aceitou, ela desligou o telefone e eu fiquei com uma cara de bobo, e decidi arrumar meu quarto as pressas, tomei um banho rápido, e coloquei um cd pra tocar, era da banda Blur e ouvi alguém batendo na porta, desci correndo as escadas e tropecei no tapete da porta e me bati forte na porta e abri segurando meu ombro, a Lunna estava me olhando com uma cara assusta, ela estava linda, com o cabelo preso e um vestido branco e preto, eu sinalizei pra ela entrar e nós subimos sem nem dar uma palavra, ela deu uma risada quando entrou no meu quarto, fiquei desesperado mas não quis transparecer, sentei na minha cama e dei play na música, era Beetlebum, ela sorriu pra mim e colocou o celular em cima da cômoda e sentou no meu colo com de frente pra mim com uma perna em cada lado, fiquei meio sem graça, mas coloquei minha mão na cintura dela, eu cheguei mais perto do rosto dela e senti sua respiração contra a minha, e ela sorriu e falou:

-Do que nos vamos brincar?

-De uma coisa que criança não brinca!

Aquilo foi a primeira coisa que me veio na mente, então eu beijei ela, a boca dela era tão doce, macia eu pedi passagem com a minha língua que logo ela permitiu, minha mão desceu até a bunda dela e eu apertei fazendo a soltar um gemido abafado, ela levantou do meu colo e eu tirei a camisa o mais rápido que pude enquanto vi ela abrindo o zíper frontal do vestido dela e revelando seu sutiã preto, que por sinal ela fica linda de preto, chegando perto da barriga dela, eu a aproximei de mim e a joguei na cama e abri o resto do vestido e ela tirou, jogando para um canto do quarto, eu a beijei novamente e me posicionei em cima dela e não consegui me segurar e apertei com bastante força os peitos dela, ela soltou um gemido mais alto que a chuva abafava, eu beijei o pescoço dela deixando pequenos chupões, ela segurou meus ombros sinalizando pra me sentar na cama, eu fiz, ela sentou na minha frente e me beijou, eu coloquei minha mão mo rosto dela e ela levou meu polegar a sua boca e começou a chupar, era uma sensação incrível, se aquilo era bom imagine o sexo, e se afastou de mim e eu tirei minha calça e a cueca ficando totalmente nu na frente dela, ela sorriu meio corada, e tirou o sutiã e a calcinha, eu a segurei no colo e a joguei na cama, introduzir devagar meu pênis e dei estocadas lentas e delicadas, ela gemia e aquilo me excitava mais, eu dava estocadas mais fortes e ela gemia mais alto, eu beijava ela, ela arranhava minhas costas, eu deixava chupões no pescoço dela, e dava estocadas mais fortes, ela me beijava e gemia alto, naquele momento estávamos chegando no auge do prazer, ela deu um gemido mais alto que todos e eu retirei meu pênis antes da ejaculação, me enclinei sobre ela e beijei seu peito esquerdo, ela passou a mão no meu cabelo e  estava com a respiração ofegante, eu q beijava e passava minha mão pelo corpo dela, foi sensacional, ela estava me olhando de um jeito doce, parecia que o tempo havia parado naquele momento, eu a beijava lentamente, querendo saborear cada momento da minha primeira vez, ela deu um sorriso interrompendo o beijo, nós não tínhamos usado camisinha, mas eu confiava nela, e ela em mim, aquele momento era perfeito, nada poderia estragar, eu dei um um beijo suave nela e encostei minha cabeça no peito dela e com as carícias que ela fazia no meu cabelo acabei dormindo


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...