História Before of Shamy - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Big Bang Theory
Personagens Personagens Originais
Tags Amy, Bernadette, Howard, Leonard, Majim, Penny, Raj, Romance, Shamy, Sheldon, Sheldon Cooper, Tbbt, The Big Bang Theory
Exibições 112
Palavras 4.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Amoreees.... Ok mil perdões pelo atraso, mas posso me explicar:
Estou atolada com meu curso, além que tive um bloqueio fdp esses dias.
Eu prefiro demorar a postar do que postar qualquer coisa, por isso me perdoem pelos atrasos. Não desistam da minha fic, até porque eu não vou desistir dela.
Espero que gostem do Cap. Leiam as notas finais.
Boa leitura :)

Capítulo 8 - A Viagem -Parte II


Fanfic / Fanfiction Before of Shamy - Capítulo 8 - A Viagem -Parte II

52 dias antes.

Sheldon se remexeu um pouco dolorido despertando com um peso sob o peito dele.
Ao abrir os olhos lentamente percebeu que Amy estava apoiada sob o corpo dele, dormindo serenamente.
Sheldon sorri ao ver ela ali, próxima a ele.
Era estranho que ela havia se deitado ali no chão, apesar de ter expulsado ele da cama.

"Mulheres. Seres complicados." -Ele pensou antes de se remexer um pouco na cama improvisada que ele havia feito no chão.

Amy se remexeu um pouco e abriu os olhos lentamente.

- Bom dia. -Sheldon diz para ela.

- Bom dia... -Ela diz com a voz sonolenta.

- Porque está dormindo no chão? -Sheldon pergunta.

- Bom... me senti meio mal por ter mandado você dormir no chão... Aí pensei que seria bom te fazer companhia. -Ela fala.

Sheldon apenas sorri. Amy era um doce. Ela não conseguia nem ficar brava com ele apesar dele ter sido rude na noite anterior.
Ela se levanta e diz:

-Eu vou ao banheiro.

Ele assente com a cabeça. Sheldon vai até a mala dele e pega a caixinha na qual ele estava guardando.
Era inegável que ele sentia uma vontade incontrolável de pedir a mão dela em casamento. Não havia dúvidas de que ela era a mulher perfeita para ele. Porém junto com a vontade vinha o medo. O medo dela negar o pedido. Sheldon olha mais uma vez para a caixa e guarda novamente na mala.
Talvez ainda não fosse o momento certo.

[...]

Depois de tomarem um café da manhã tranquilo, Amy sugere um passeio com namorado. Depois dele aceitar o cas começa a caminhar na pequena cidade da Califórnia.
Amy morava na parte mais rural da cidade, onde havia pequenas lojas e comerciantes pacatos. Ao caminhar eles ouviam os barulhos dos pássaros e alguns latidos dos cachorros na vizinhança. A movimentação de carros era maior apenas no centro da cidade, por isso era raro ver algum carro enquanto caminhavam. Eles se mativeram em silêncio por algum tempo, até que Sheldon por conta do curiosidade resolve perguntar:

- Aonde estamos indo?

- Você já vai ver. -Amy continua a caminhar sem desviar o olhar para o lado.

Alguns minutos depois eles chegaram em frente a uma escola. Na placa se lia: "Glandele High School"

-Onde estamos? -Sheldon pergunta.

- Na minha antiga escola. Vem. -Amy diz enquanto puxa a mão do namorado.

Sheldon segue Amy até a parte de trás do colégio. Eles chegam a um lugar onde não havia muro e dava para ver o centro da cidade. Era atrás do ginásio do colégio.
Amy se mantém ali observando a vista e suspira profundamente. Sheldon não a interrompe e se mantém encarando a namorada.
Ela então olha para ele e diz:

- Bom eu acho que deveria de contar sobre o Matthew. Antes que você fique bravo ou diga algo, por favor escute até o final.

Sheldon assente com a cabeça e Amy segura as mãos dele. Ela então começa a falar:

" Eu conheci Matthew no meu primeiro dia de aula. Ele foi muito gentil comigo, e eu até fiquei sem jeito porque fui rejeitada pela minha vida toda. Não posso negar que me apaixonei por ele. Só que o problema era que Madison, a menina mais popular do ensino médio era a garota que me torturava no ensino fundamental. E ela estudava aqui no ensino médio também. O que eu não sabia era que ela gostava dele.
Muito ingênua e apenas querendo fazer amizade eu acreditei que ela queria ser minha amiga. E um dia nesse ginásio atrás de nós ela me chamou para supostamente ter um encontro com o Matt, mas na verdade era para jogar tinta na minha cabeça e me envergonhar na frente de todos. Nesse dia eu sai correndo para cá, atrás do colégio. Matt veio atrás de mim tentando me consolar. Quando eu revelei meus sentimentos por ele ele disse que eu era legal, mas ele era popular e não podia ficar comigo."

- Então... eu prometi que jamais revelaria meus sentimentos para ninguém. Mas você apareceu na minha vida... -Amy diz segurando o rosto de Sheldon.
- E mudou tudo isso... -Ela fala e depois beija - com um selinho.

Depois de beija-lo ela diz:

- Por isso Sheldon Lee Cooper. Você nunca vai chegar ao nível do Matthew.
Até porque você é muito melhor que ele. -Ela diz sorrindo.

Sheldon sorri sem graça e abraça Amy. E ali abraçados apreciando o pôr-do-sol Sheldon não tinha dúvidas do quanto amava aquela mulher.

[...]

Sheldon e Amy arrumavam as malas para voltar a Pasadena. Após terminarem Amy suspira e diz:

- Obrigado por ter vindo comigo. Realmente foi bom ter enfrentado minha mãe e Carl, e ainda melhor porque você me ajudou a fazer isso.

- Você é minha namorada e... eu te amo. -Sheldon diz tímido.

Amy sorri e diz:

- Eu também te amo.

Após alguns segundos em silêncio Amy diz:

- Vamos?

Sheldon assente com a cabeça e o casal desce as escadas juntos.
Lá embaixo a mãe de Amy e o padrasto estão aguardando os dois. Amy e Sheldon param em frente a porta e cria um clima constragendor de silêncio. Amy disfarça e diz:

- Bom... Obrigado por tudo. Foi... Bom rever você mãe. E... Carl. -Ela dá um sorriso sínico ao falar o nome do padrasto.

- Foi bom te rever também Amy. -A mãe dela diz sem jeito.

- Bom... eu agradeço pela hospitalidade senhora Fowler. E Carl, foi bom te ver pessoalmente. -Sheldon diz com um olhar agressivo e apertando a mão do padrasto de Amy.

Ele solta uma risada sarcástica e diz:

- Vai precisar de mais força se quiser me intimidar garoto.

Sheldon fuzila ele com o olhar e Amy interrompe a troca de olhares dizendo:

- Acho que está na hora de irmos. Vamos Sheldon. -Ela diz segurando o braço do namorado.

Sheldon vai hesitando um pouco. Ele ajuda Amy a por as malas no carro e depois eles entram no carro para voltar a Pasadena.
Ao sair com o carro os dois observavam o padrasto de Amy a encara - la com um sorriso no rosto e apesar de Sheldon não ser muito bom em decifrar sentimentos, ele podia ver o medo no rosto de Amy.

[...]

Depois de algumas horas, Sheldon percebe o cansaço nos olhos da namorada. Foi então que ele avistou uma placa de hotel a alguns quilômetros dali. Ele então diz:

- Amy... Há um hotel aqui perto, deveríamos parar.

Amy sorri. Ela sabia que era difícil para Sheldon ficar um lugar no qual ele não havia feito reserva antecipadamente, ou que não havia analisado antes. Ela apenas diz:

- Obrigada.

- Só estou preocupado com nossa segurança, afinal há estudos cientificamente comprovados que dirigir com sono é tão prejudicial quanto dirigir embreagado.

Amy revira os olhos e ri dele. Sheldon nunca mudava.
Enquanto Amy dirigia até o hotel, Sheldon ficou ali pensando na história que ela havia lhe contado algumas horas atrás. Ela havia sido magoada por aquele idiota sorridente e envergonhada na frente de todos.
Sheldon sentiu um aperto no coração imaginando o amor da vida dele sofrendo tantas coisas na infância. E agora ela lidava paciente por não forçar nada que o deixasse constrangido ou incomodado. Amy nunca forçou Sheldon a ser mais íntimo dela. E ele era grato por ter alguém tão especial e que ele amava tanto.

"Eu que agradeço..." -Sheldon pensa em silêncio.

-----------------

- Leonard? -Penny chama ele pela terceira vez.

-Sim? -Ele se vira acordando dos pensamentos.

-Está tudo bem? -Ela pergunta preocupada.

- Está sim, é só... eu meio que sinto falta do Sheldon aqui. -Ele diz rindo.

- Você só pode estar de brincadeira. Estamos livres daquele maluco e você aí pensando nele. -Penny ri.

- Eu sei que ele é maluco e irritante, mas... eu acho que não imagino mais minha vida sem ele sabe? -Leonard encara a esposa.

- Olha... tenho que admitir que eu também não. É engraçado... eu não consigo ver a minha vida antes de conhecer vocês.

- Eu me lembro do dia que te vi a primeira vez. Eu e ele tínhamos ido a um banco vender nosso esperma para aumentar o nosso pacote de Internet. Aí subindo as escadas e trazendo comida indiana nós vimos você arrumando as coisas em seu apartamento...

- Eu me lembro da parte que vocês repetiam tudo o que eu dizia. -Penny lembra rindo.

- Eu jamais imaginei que um dia eu teria a sorte de me casar com você. -Leonard diz segurando a mão da esposa.

- Quem tem sorte sou eu. Você desde o começo me tratou como uma princesa. Eu só tinha medo que você fosse perfeito demais para ser verdade. -Penny encara ele nos olhos.

- Eu te amo Penny.

-Eu sei. -Ela sorri.
-Eu também te amo. -Ela beija Leonard.

-Sabe o que seria legal? -Leonard diz animado

-O que? -Penny pergunta curiosa.

- A gente morar juntos.

- Seria ótimo querido, mas como você deve saber o maníaco que mora com você ainda não morreu, apenas está viajando. -Penny fala com sarcasmo.

- Eu sei, mas poderíamos sugerir do Sheldon experimentar morar com a Amy... afinal eles já tem bastante intimidade.

- Bom não custa tentar. -Penny diz.

-Vai ser ótimo. -Leonard diz beijando a testa dela.

----------------------

- Chegamos. Amy diz colocando as malas no chão do quarto.

- Até que é limpo e bem apresentável. -Sheldon diz analisando o quarto.

- Bom... eu vou tomar um banho. Se quiser pode arrumar suas coisas e escolher qual das camas você quer dormir.

Os dois haviam ficado em um quarto com uma cama de casal e outra de solteiro, porque os outros quartos estavam lotados. Sheldon encara as duas camas pensativo e acaba escolhendo a cama de casal. Ele arruma o pijama que ele usaria e a roupa do dia seguinte enquanto Amy tomava banho.
Sheldon deitou - se por cima dos lençóis da cama e começou a pensar em Amy. Ele amava tudo sobre ela. E com os olhos fechados ele pensou o quanto amava quando ela penteava ps cabelos, ou quando a água escorria pelo corpo dela no banho.

"Ah...aquele banho..."

Aquele tinha sido o melhor banho da vida dele. Sheldon pensou no quanto Amy o atraia com poucas coisas.

"A água correndo sob os seios dela. De uma forma doce ela se ensaboada enquanto tocava todas as partes do corpo dela. Ao chegar na intimidade dela ela solta um gemido de leve e morde o lábio inferior."

Sheldon acorda de sua fantasia. Ele estava suando. Ele olha para baixo e percebe seu membro enrijecido. Ele suspira e se repreende por ter aqueles pensamentos sobre Amy.
Após desviar os pensamentos ele aguarda Amy sair do banho. Ele com certeza precisava de um bom banho gelado.

[...]

Amy está deitada na cama de casal lendo um livro quando Sheldon sai do banho. Ela para a leitura e observa o namorado apenas de toalha caminhar pelo quarto. Ele se vira para ela e diz:

- Vai dormir aí?

-Desculpe... Você queria ficar aqui? -Amy diz se levantando.

- Tudo bem... Pode ficar. Eu gosto da sua companhia. -Ele diz enquanto pega as roupas na mala.

Amy observava todos os movimentos de Sheldon. Ele coloca a cueca por baixo da toalha e depois se livra da toalha. Amy se concentra nas curvas que Sheldon tinha. Apesar de sempre ser magro, ultimamente ele estava com músculos bem desenvolvidos, peitoral e braços largos. Ela não podia negar que era extremamente atraente o corpo dele.
Ele veste o pijama e antes de se deitar analisa qual dos lados ele irá dormir.

-Bem... só preciso ver qual dos lados eu irei preferir.

Amy revira os olhos e se levanta da cama sabendo que aquilo levaria algum tempo.

-Deste lado eu fico mais próximo a porta em caso de emergência. -Sheldon diz deitando do lado direito da cama.

-Ok esse é seu lado então. -Amy diz achando que foi rápida a escolha do namorado.

- Porém eu fico mais próximo da porta em caso de ataque. -Ele diz.

- Ok então esse é o meu lado.

- Ah mas quais as chances de um ataque?

- Maiores agora! -Amy fala já impaciente.

Sheldon muda de lado na cama e diz:

-Bem desse lado eu fico mais próximo ao banheiro, porém é perto da janela onde os pervertidos podem me ver dormir.

-E se fizermos isso? -Amy diz fechando a cortina.

- Agora parece tudo bem. -Sheldon diz.

- Então agora eu vou escovar os dentes. -Amy diz indo ao banheiro.

- Tudo bem...

Amy vai ao banheiro e fecha a porta.

"Agora eu estou preocupado que tenha alguém atrás das cortinas..." -Sheldon pensa.

Amy começa sua escovação e Sheldon se incomoda com os barulhos vindo do banheiro. Ele rapidamente muda de lado e Amy sai do banheiro. Estranhando a mudança de lado ela questiona:

- Porque mudou de lado?

- Fique feliz que eu ainda esteja aqui. -Sheldon diz se ajeitando nas cobertas.

-Tudo bem... -Amy concorda sem questionar as maluquices do namorado.

Ela se deita confortavelmente na cama. E assim ela deita e adormece.

[...]

51 dias antes.

Amy é acordada por Sheldon a chamando.

-Amy? -Ele pergunta mais uma vez.

-O que? -Ela pergunta sonolenta.

-Acho que o ar condicionado quebrou.

- Sério? -Ela diz ainda sem raciocinar direito.

-Amy se concentre. Está tão quente aqui que eu não sei como a cama ainda não incendiou. -Ele fala levemente irritado.

Amy se descobre e percebe que a temperatura no quarto está muito elevada. Ela então diz:

- Realmente está um forno aqui dentro. Eu vou ligar para a recepção e ver o que aconteceu...

- E por favor faça o mais rápido possível...mais um pouco e eu irei virar churrasco. -Sheldon reclama.

- Você nem parece que veio do Texas. -Amy tira sarro enquanto disca os números.

- Eu vim do Texas e não do inferno. -Sheldon retrucou.

-Oi, aqui é do quarto 203... nosso ar condicionado não está funcionando e realmente está muito quente aqui...Aham...sim... ok... obrigada. -Amy diz desligando o telefone em seguida.

-Então? -Sheldon pergunta curioso.

-Eles vão verificar. Até lá tome um banho quente e fique apenas com roupas leves. -Amy diz.

- Oh céus... espero que resolvam logo. -Sheldon reclama indo ao chuveiro.

[...]

Depois de tomar um banho gelado Sheldon apenas de cueca box volta para o quarto. Amy estava tirando a camisola quando ele sai do banheiro.
Ela se vira e um pouco envergonhada diz:

- Desculpe por tirar minha roupa, mas o calor está de matar...

-Tudo bem, eu vou ficar assim também. -Sheldon diz acalmando a namorada.

- Bom...acho que é melhor tentarmos dormir. -Amy diz sem jeito.

- Tudo bem... -Sheldon diz indo até a cama.

Sheldon se deita primeiro e Amy vai ao lado dele. Os dois deitam descobertos por conta do calor.
Amy deita de costas para Sheldon e fecha os olhos tentando dormir, enquanto ele se mantinha ali, encarando os quadris dela.
Sheldon sentia o sangue subir, enquanto admirava a pequena langerie azul que destacava ainda mais os largos quadris de Amy.
Sheldon respirava mais pesadamente a cada minuto que passava. Ele disfarça e se aproxima aos poucos do corpo dela. Em pouco tempo ele finalmente sente a bunda dela pressionar o pênis dele, fazendo-o gemer rouco:

-Aaah...

Amy sente ele pressionando o corpo dela e no mesmo instante ela sente as bochechas arderem.
Sheldon a pressiona mais ainda contra ele e sussura contra o ouvido dela:

- Ai Amy... Olha o que você faz comigo...meu deus... -Ele diz apertando as coxas e os quadris dela.

Amy se arrepia ao ouvir Sheldon falar aquelas palavras. Ela em um movimento rapido se senta por cima dele e o beijando em seguida.
Ele a beija com vontade, entrelançando a mão nos cabelos dela.
Porém são interrompidos por alguém batendo na porta:

*toc toc toc* -Senhorita Fowler, eu vim verificar seu ar condicionado.

Amy sai de cima de Sheldon e diz:

-Ah sim... Só um minuto...

Ela e Sheldon rapidamente vestem os pijamas. Amy abre a porta e o rapaz entra no quarto.

-Desculpe vir a essa hora. O hotel está fornecendo outros quarto para vocês, porém são separados porque os de casal estão lotados. -O rapaz diz enquanto entrega as chaves.

- Tudo bem... muito obrigada. -Amy agradece.

O casal arruma as coisas e ao chegar no corredor Sheldon diz:

-Bem.... Então... Até amanhã. -Ele fala um pouco constrangido.

Amy se aproxima dele e o beija calorosamente, fazendo ele soltar as malas no chão e segurar a cintura dela. Após alguns minutos se beijando ela diz:

- Agora sim... Boa noite. -Ela abre a porta do quarto e Sheldon fica estático pensando no beijo que acabara de acontecer.

"Oh céus... Como que eu irei dormir depois disso?" -Sheldon pensa enquanto recolhe as malas do chão e vai para o quarto ao lado.

-------------------

Raj vai até o apartamento de Leonard se encontrar com o grupo. Ao chegar lá Leonard está arrumando as sacolas de comida Tailandesa.

- Ei pessoal. -Raj fala entrando no apartamento.

- Olá.
-Oi. -Eles falam em uníssono.

- Cade o Sheldon? -Raj estranha a falta dele.

- Foi visitar os pais da Amy na Califórnia. -Leonard fala enquanto pega um pote de comida e se senta na poltrona.

-Uau... Sheldon conhecendo os pais da namorada? Um grande passo... -Raj fala enquanto se senta no chão e pega a comida.

- Também nos surpreendemos com isso. Mas acho que ele está mudando bastante por causa da Amy. -Penny diz entre uma garfada.

- E você Raj? Como vão as duas namoradas? -Howard diz enquanto faz uma cara de safadeza.

- Bem... é bom que você perguntou... eu estou solteiro agora. -Raj diz.

- Sério? Porque? -Bernadette pergunta.

- É por opção mesmo então tá tudo bem... -Raj fala.

- Ah então tá tudo certo. -Howard diz.

- É... na verdade por opção delas, não é tão bom assim. -Raj diz meio triste.

- Pobrezinho... Mas realmente não foi uma boa ideia namorar duas de uma vez. -Penny fala.

- Vai ficar tudo bem. Eu pelo menos agora consegui rever Sexy and the City novamente. E também comprei a edição de capa dura de Comer, Rezar e Amar. -Raj diz animado.

- Uau... e nem sabemos porque ela não querem ficar com ele não é?  -Howard brinca.

- Howie! -Bernadette cutuca o marido.

-Aí!  É brincadeira... -Howard se desculpa

- Tudo bem, eu prefiro estar assim. Eu acho que eu devo encontrar alguém mais parecida comigo. Até lá eu tenho a minha linda Cinnamon para me fazer companhia. -Raj fala orgulhoso.

- Claro! Nada melhor do que a companhia de uma Yorkshire. -Leonard diz dando uma mordida no bolinho em seguida.

- Claro. Ao menos ela me entende e não reclama por assistir a Saga Crepúsculo pela terceira vez. -Raj fala como indireta para Emily.

- Bom... e como está o projeto de vocês? - Bernadette muda de assunto.

- Está bem agora que o Coronel nos cedeu o prazo de dois anos. -Leonard responde.

- Ainda bem, porque se continuássemos com aquele prazo ridículo estaríamos mortos. -Howard diz.

- E tudo por causa do Sheldon. Mas parando pra pensar apesar de tudo aquele maluco faz falta... -Penny reflete.

- Eu queria discordar, mas você está certa. -Leonard concorda.

- Querendo ou não estamos acostumados com as maluquices dele. -Penny completa.

- Onde será que eles estão agora? -Bernadette pergunta.

- Provavelmente estão quase chegando. Vou ligar para ele. -Leonard se levanta e busca o celular no quarto.

- Eu e Leonard estamos pensando em sugerir dele morar com a Amy e eu morar com Leonard. -Penny conta.

- Uau que demais! Mas ele vai concordar? -Bernadette diz.

- Não sei... e vindo do Sheldon, tudo pode acontecer. -Penny fala e depois bebê um gole de vinho.

-----------------

-Bom... Chegamos. -Amy diz estacionando em frente ao prédio de Sheldon.

- Obrigado. -Sheldon agradece e tira o cinto.

- Eu que agradeço por ter ido até lá comigo... -Amy diz sorrindo.

- É o mínimo que eu poderia fazer. -Sheldon sorri de volta.

- Bom então nos vemos amanhã lá na Caltech. -Amy finaliza.

- Até mais. -Sheldon abre a porta.

- Ei... não está esquecendo de nada? -Amy diz com uma voz dengosa.

- Ah claro. -Ele volta para o carro e da um beijo nela.

- Até logo. -Amy diz com um sorriso.

-Até. -Ele diz sorrindo.

E assim Sheldon volta ao conforto do apartamento dele. E a partir daquele dia o mundo dele iria virar de cabeça para baixo.

------------------
Duas semanas depois:

37 dias antes.

Sheldon e Amy iam bem no relacionamento.
Todos os dias eles almoçaram juntos na Caltech e Sheldon estava conseguindo avançar nos cálculos do giroscópio.
Porém naquela manhã de uma Segunda feira, Amy estranhou o fato de Sheldon não ter passado na sala dela.

"Ele deve estar concentrado nos cálculos." -Ela pensa.

Amy resolve ficar sentada um pouco antes de ir na sala do namorado. Ali sentada ela pensou como as duas últimas semanas haviam sido maravilhosas.
Sheldon estava mais atencioso que o normal, passando ainda mais tempo com ela. Almoçando todos os dias e lembrando das noites de encontros dele. Era engraçado como ele estava ainda mais apegado a ela depois da viagem a casa da mãe dela.

"Obrigado mãe, pelo menos algo de bom saiu de uma visita a você." -Amy pensou com ela.

" -Amy vamos nos atrasar! -Sheldon bate impaciente no quarto dela.

Ela abre a porta e diz:

-Porque tanta impaciência? -Ela questiona.

-Temos reservas marcadas... é eu quero tudo perfeito. -Sheldon diz animado.

-E porque quer tudo perfeito Dr. Cooper? -Ela questiona desconfiada.

- Eu gosto de perfeição. -Ele diz sem hesitar.

-Tudo bem senhor perfeição... eu estou pronta. -Ela diz indo até a porta do apartamento.

Antes de sair Sheldon da uma olhada e confere em qual bolso guardou a pequena caixa aveludada.

"Tudo vai ser perfeito..." -Ele repete antes de sair do apartamento de Amy.

[...]

Ao chegarem no restaurante eles sentam na mesa reservada. Amy fala do trabalho e Sheldon parece impaciente batendo as mãos sob a mesa.

-Está tudo bem? -Amy pergunta colocando a mão sob a mão dele.

- Sim... eu só... Bom eu quero te falar algo... -Sheldon diz mordendo o lábio inferior.

-Então diga... -Amy diz encarando ele nos olhos.

- Bem... eu...

-Dr Fowler? -Uma voz interrompe Sheldon.

Amy se vira e surpresa diz:

- Uau! Dr. Willians. Que prazer te ver aqui. -Amy diz se levantando e cumprimentado o homem.

- O prazer é meu! Vim para Pasadena para uma conferência e acabei encontrando a melhor neurocientista que eu já conheci. -Ele diz sorrindo.

-Que isso... Ahm... esse é o Dr.Cooper físico teórico da Caltech e... meu namorado. -Ela fala um pouco sem jeito.

- Dr Cooper... Já ouvi falar de você, realmente é muito brilhante. -O homem estende a mão a Sheldon e o comprimenta.

- Obrigado, realmente me destaquei bastante em minha área. -Sheldon fala com orgulho.

- Bom... Gostaria de discutir um pouco mais sobre a neurobiologia com você Amy. -Williams fala a encarando.

- Bom... eu tenho um tempinho agora, pode ser Sheldon? -Amy pergunta ao namorado.

-Claro. -Ele diz sorrindo.

Sheldon respira fundo e aperta a caixinha em seu bolso.

"Talvez ainda não seja o momento. " -Ele pensa consigo."

Amy repensa naquela noite de encontro.

"Preciso compensa - lo por aquele dia..." -Ela pensa.

Amy se levanta e vai até a sala de Sheldon, porém antes de bater ela ouve uma voz de mulher dentro da sala dele. Ela se curva para ouvir a conversa.

" -Dr. Cooper... eu vou trabalhar com você.

- Acho que bebeu muito hoje Ramona. Não vamos trabalhar juntos. -Sheldon retruca.

- Nós vamos sim, porque acredito que sua namoradinha não vai gostar de saber sobre nosso passado...

-Que passado? -Sheldon pergunta indignado.

-Aquele no qual eu fiz tudo por você e você me usou, conseguiu o que queria e depois me largou. -Ramona diz grossa."

Amy se afasta da porta e fica boquiaberta.

"Será que ele..." -Amy não conclui o pensamento, apenas sai dali e vai para o refeitório sem dizer nada.

--Continua--


Notas Finais


Novamente me perdoem pelo atraso.
Eu só peço que continuem a me acompanhar...
Quero agradecer todos os comentários! (Eu leio e respondo todos) e continuem comentando porque me inspira muito a não desistir.
Favoritem a fic e quem não tem conta crie uma para acompanhar novos capítulos.

Para quem ainda não viu eu fiz uma one shot (capítulo único) de Shamy:

https://spiritfanfics.com/historia/the-chemistry-of-love-6672412

E também tenho uma fic MaJim:

https://spiritfanfics.com/historia/behind-the-scenes-6136755

A linda da Pams minha Best ever fez uma fic Shamy tbm e pra quem quiser é só clicar no link! (É uma super one shot escrita maravilhosamente, recomendo a ler)

https://spiritfanfics.com/historia/one-in-witch-the-past-is-reveales-6677988

Beijos amoreees e não esqueçam de comentar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...