História Begin - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Fifth Harmony, Justin Bieber, One Direction, Selena Gomez
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Austin Mahone, Camren, Fifth Harmony, Jelena, Justin Bieber, Larriet, Lesbian, One Direction, Selena Gomez, Ziana
Exibições 30
Palavras 3.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeeeeeeeeeey amores, eu vim aqui para postar essa minha nova fanfic!!!! Eeeeeeeh.

Espero que vocês gostem igual eu sei que vocês gostam de MQI! Mil beijinhos e hasta luego!

Capítulo 1 - I


- Eu não te aguento mais! Você vive implicando comigo e eu não gosto nem um pouco disso!- Louis dizia irritada para Harriet, a líder de torcida da Holmes Chapel Comprehensive School, uma menina bonita que continha algumas tatuagens.

- Quem você pensa que é pra falar assim comigo? Sua merda!- retrucou Harriet, apertando os seus ponpons nas mãos ao lado do quadril.

- Ninguém diferente de você! - Louise estava bastante irritada, cansada até das provocações constantes de Harriet.

- Ninguém diferente? Você ja se olhou no espelho por acaso? - ela disse jogando uma mecha do seu cabelo mediano para atrás da cabeça.

- Ah, não dá pra falar com você. Esqueci que tem falta de neurônios.- Louise disse apertando ainda mais os livros contra o peito, pouco se importando se a raspadinha de frutas vermelhas escorria pelo seu cabelo grande, manchando toda a sua roupa.

- O que? Não dirija a palavra à mim sua perdedora.- Harriet disse jogando os ponpons para Dinah que estava logo atrás de si. Observando assim como todos que estavam no corredor a cena das duas.

- Oh! Me desculpe senhora popular gostosinha. Mas eu estou pouco me importando pra você! - ela disse dando um passo à frente e se pondo nas pontas dos pés para não demonstrar inferioridade à líder de torcida. Mesmo sendo pequenina e aparentemente fofa e o principal alvo de bullying dos colegas de classe, Louise não deixava se abater com poucas coisas, sempre determinada a enfrentar qualquer coisa e sempre com um resposta afiada na ponta da língua.

- Olha aqui sua loser, abaixe o tom pra mim ouviu bem? Eu não sou da sua laia, fale comigo direito! - Harriet exigia respeito perante todos e com a menor não seria diferente. Seu peito inflou e o seu sangue corria velozmente nas veias, o coração bombeando sangue como nunca antes.

- Você pra mim é como qualquer outra pessoa, só porque é duas castas a mais do que eu não se ache no direito de querer me humilhar sempre que lhe der vontade. - Louise disse por entre os dentes, rangindo os mesmo com o maxilar travado. Seus cabelos estavam arrumados, alguns saíam do lugar enquanto a sua camisa branca de botões estava molhada, permitindo a visibilidade dos seus sutiãs preto de bolinhas brancas. Sua saia rodada azul escura estava com pontos escuros e a sua meia sete-oitavos bege estava lhe grudando a perna.

Raiva passava pela mesma, e a sua vontade era de sentar a mão na cara da líder de torcida, mas ela não se rebaixaria ao nível da maior, sempre superior, era assim que sua mãe sempre falava.

- Se eu fosse você eu sairia daqui e parava de falar comigo nesse tom!- Harriet rosnou entre os dentes, ela era uma alfa afinal, usar a sua voz de alfa quase sempre funcionava, quase sempre. Já que Louise nem piscou em medo.

- Ou então o quê? Você vai me bater? - Louise provocou e Harriet foi para trás, colocando a mão sobre o osso do nariz e pendendo a mesma ali enquanto ria com escárnio.

- Jamais, eu nunca sujaria as minhas mãos tocando em você, eu tenho amor pelos meus dedos.- ela disse e voltou os seus olhos verdes para a menor que arqueou uma sobrancelha em sarcasmo e raiva.

- Mas parece que o amor não é recíproco pelos dentes.- Louise disse a tacou a mesma, dando um tapa estralado na sua cara. O barulho ecoou pelo corredor e os outros alunos grunhiram em espanto, pois ninguém nunca tinha falo assim Harriet, por que além de ser a capitã do time de líderes de torcida ela era uma alfa, e uma das pessoas mais populares de toda a pacata Holmes Chapel.

- O que... Você fez? Vocêe deu um tapa? Não, você não me deu um tapa, você não teria coragem de fazer isso! - Harriet levantou o rosto descrente enquanto esfregava a palma da mão na sua bochecha direita, onde agora jazia a marca dos dedo pequeninos e gordinhos de Louise. Que até agora mantia a mesma postura, inabalável.

- Fiz e se você me humilhar novamente eu lhe dou outra. Não brinque comigo Harriet, eu não sou da sua laia.- ela disse girando os calcanhares e saindo por entre as pessoas que haviam aberto o caminho para a menor, que se sentia orgulhosa por tamanha coragem e pelo ato. Ela caminhou para o seu armário no ginásio e durante o caminhou ouviu burburinhos e observou as pessoas com medo dela. Ela não queria isso, ser temida pelas pessoas, ela só queria fazer com que Harriet soubesse qual era o seu lugar, e acabar de uma vez por todas com toda a humilhação que ela já passou naquela escola. Todo santo dia ela aguentava as raspadinhas quieta, sem falar nada pra ninguém e nem mesmo demonstrar abalamento, mas hoje foi a gota d'água, seu sangue ferveu nas artérias e todo o seu corpo estava disposto a encarar uma batalha. Ou no caso, Harriet. Ela chegou ao armário e pegou uma troca de roupas que ela sempre deixa guardada para coisas como essa. Ela pegou a sua bolsinha higiênica e caminhou para um dos boxers, abrindo a cortina e fechando a mesma, pondo as roupas penduradas num gancho protegido por plásticos e a toalha sobre o cano que sustentava a cortina. Ela girou o registro e deixou que a água caísse pelo seu corpo, se ensaboando, tirando todo o conteúdo grudento do seu corpo. Pegou o seu shampoo de baunilha e lavou os cabelos, arrastando as pontas dos dedos no couro cabelo grudento. Como estava no horário do almoço ela não precisaria se preocupar em faltar uma aula.

Ela saiu do boxer enrolada na toalha, se vestindo e colocando as roupas sujas dentro de uma mochila dentro do seu armário. Ela caminhou pelo corredor e entrou na cantina, comprando um hambúrguer e comendo rapidamente, já que a mesma só tinha seis minutos para que as aulas começassem. Depois de um tempo o sinal bateu, e ela caminhou junto de Normani, sua amiga para as suas salas de aula. Elas pararam na frente da sala de Louise e se despediu de Normani, ja que a mesma não fazia a mesma aula que ela nesse dia. Ela entrou na sala e caminhou para a sua cadeira, que como sempre era uma das primeiras, se sentando e tirando todos os seus materiais da mochila e pondo-os sobre a mesa,observando o resto dos colegas de classe entrarem na sala.

[···]

Depois do tempo ela caminhou para a aula de Química, onde por pura coincidência do destino ela acabou ficando de dupla com Harriet,por um sorteio feito pela professora. Ela tentou mudar de dupla com Dinah que estava sentada com um menino pouco conhecido, mas a professora não permitiu. A aula foi um saco, órgãos de sapos e várias e mais várias anotações no seu bloquinho. Harriet tinha uma cara fechada tentando intimidar alguém. " ela estava brava pelo tapa " pensou Louise, e ela estava feliz. Pois melhor ela estando brava pelo tapa e deixando Louise em paz do que ela ter gostado e continuar infernizando a vida da menor na escola.

A aula passou e Louise teve que aguentar os resmungos da maior durante toda a aula, falando sobre meninos e conversando coisas aleatórias com Dinah enquanto deveria prestar atenção na aula. Louise recolheu as suas coisas e saiu da sala se despedindo da professora e passando reto para o ginásio, onde elas teriam agora aula de educação física. Chegando lá a treinadora Furtado já esperava os outros alunos com o seu costumeiro apito pendurado no pescoço e uma bola de vôlei na mão. A rede estava exposta e ao que eles foram entrando a professora colocavam cada um em um time. O time azul contra o time verde. Harriet tinha ficado no time azul e Louise no verde juntamente cada uma com as suas equipes. 

O apito foi soado e o jogo acabara de começar. Elas estavam correndo pela quadra com a bola quicando no chão e sendo arremessada várias vezes. Por sorte o time de Louise estava ganhando, porém Harriet com toda a certeza era melhor que ela, seus braços eram fortes, porém delicados. Ela era maior então tinha mais chance de mobilidade pela quadra. Seus cabelos estavam presos num coque frouxo enquanto várias gotas de suor encorria pelo seu abdômen. Louise deu mais alguns passos pela quadra, arremessando a bola e fazendo mais um ponto. Harriet estava visivelmente irritada, e com isso ela correu determinada pela quadra, pegando a bola e arremessando com toda a força que havia no seu corpo bem no meio da cara da menor, que cambaleou para trás e caiu no chão, batendo a cabeça com uma força extrema no chão. Ela fechou os olhos com força sentindo a sua cabeça latejar e abriu os mesmo logo em seguida com um pouco de dificuldade. Fechando os mesmo e desmaiando logo em seguida, mas não antes de ver Harriet rir e dar um high five em sua amiga Dinah.

Depois de um momento e de quase todos da escola ao seu redor, ela despertou. Se sentando e ficando tonta, tendo que deitar novamente, a treinadora Furtado que também era treinadora das Chappels estava ao seu lado, a frente da visão turva da menor. Sua cabeça latejou fortemente e ela gemeu em desaprovação. As enfermeiras estavam ao seu lado pedindo para ninguém mexê-la e só então ela percebeu que estava sobre a maca amarela de plástico. Ela tentou se sentar novamente e se estabilizou, fechando os olhos por uns minutos e os abrindo novamente, vendo todas as meninas do seu time e do time contrário lhe encarando preocupadas enquanto Harriet, a causadora disso tudo estava com uma cara de tédio e raiva, levando uma bronca do diretor que assinou alguma coisa e lhe entregou um papel. O som foi voltando aos poucos ao seu ouvido e ela pôde perceber o barulho insurdecedor que jazia ali, colocando as mãos sobre os ouvidos e abaixando a cabeça. Uma das enfermeiras parou na sua frente chamando a sua atenção e ela levantou a cabeça, destampando os ouvidos e juntando as sombrancelhas em dor.

- Como você está se sentindo? Já ligamos para os seus pais e eles estão à caminho.- ela disse e Louise franziu o cenho tentando se levantar e sendo parada pela enfermeira logo depois- fique quieta querida, você ainda está se estabilizando do tombo.

- Eu não posso ir para a casa, eu tenho que ajudar a senhora Lloyd na biblioteca.- Louise disse se lembrando da linda senhora que com certeza tinha sido uma bela garota. Uma senhora gentil e carinhosa.

- Ela passou aqui preocupada por saber que você tinha desmaiado e lhe dispensou por hoje.- a treinadora disse e Louise assentiu lentamente olhando ao redor e sorrindo minimamente para uma menina que lhe encarava preocupada.

- Eu quero levantar.- ela disse e foi ajudada por dois meninos do time de futebol, Johan e Trevor que estavam igualmente à maioria ali preocupados com ela, por mais estranho que parecesse. Antes ninguém olhava pra ela ou tocava sequer nela, mas depois que ela discutiu e agrediu a capitã das líderes de torcida da escola e a garota mais desejada parece que todos a temem, e isso a encomoda um pouco. Ela gostava de ser invisível aos olhos alheios, numca foi de chamar atenção. Só quando necessário.

Ela ainda tonta, se soltou dos meninos agradecendo pela ajuda e recebendo um sorriso carinhoso, antes de caminhar lentamente e bambeante até Harriet, parando na sua frente e proferindo as palavras lenta e debochadamente.

- Você, é muito infantil. - dando a volta e caminando para a saída da quadra, olhando para todos e saindo dalí. Ela caminhou até o seu armario no vestuário feminino e pegou as suas roupas, caminhando para o banheiro e tomando uma ducha, lavando os seus braços e pernas antes de se secar e se vestir. Pegando a roupa suja de raspadinha e a do treino e guardando dentro da mochila, jogando a mesma sobre o ombro e caminhando para a saída da escola. 
Chegando lá ela avistou o carro do seu padastro cruzando a esquina e chegando desbandeirado na frente da escola. Jay desceu do veículo assim como Mark e andou até a mesma, lhe acariciando o rosto e a olhando preocupada.

- Oh querida, você está bem?- ela perguntou e logo em seguida o ar preocupado deu lugar a um semblante raivoso e vingativo. - quem foi o filho da puta que fez isso com você?

- Não foi ninguém mãe. Não foi de propósito. - Louise tentou acalmar a sua mãe mas não conseguiu totalmente. Vendo por trás dos olhos da maior uns resquícios de raiva.

- Olha minha querida, se estiver acontecendo alguma coisa com você, você sabe que pode me contar não é? Eu sou sua mãe mas eu sou suas amiga também!- sua mãe lhe disse e ela assentiu recebendo um beijo na testa e um afago de cabelo logo em seguida. Mark que era seu padrasto só observava a cena preocupado com a menor.

- Eu sei mãe, e a senhora sabe que eu te conto tudo! Se tivesee acontecendo alguma coisa eu lhe contaria!- ela disse tranquilizando a sua mãe que abriu um sorriso materno para a mesma e a ajudou a colocar a mochila no banco detrás. Louise se sentou no mesmo e logo em seguida Mark deu a partida no carro, saindo para longe daquela escola.

Assim que chegou em casa ela recebeu uma chuva de perguntas aflitas e preocupadas vindas das suas irmãs, Fizzy e Lottie que eram mais novas que ela. Ela apenas confirmou para as duas de que estava bem e caminhou para o seu quarto. Louise sempre fora simples, nunca gostava de chamar atenção e corava toda vez que a professora chamava o seu nome na chamada e todos olhavam para ela. Ela gostava de ficar no seu canto, ouvir uma música, escrever, cantar e tirar fotos. Ela oficialmente adorava tirar fotos, mesmo que quando tirasse fotos de si mesma nunca achasse legal. Ela gostava de tirar fotos de corpos e paisagens, essas eram as suas especialidades. 

Seu quarto era simples, o quarto de uma adolescente qualquer. As paredes cinzas com portas, janelas e o guarda roupas na cor branca. A cama bege de ferro com molas, alguns quadros pintados pela mesma expostos na parede. Um criado mudo decorado com uma miniatura de árvore com luzinhas de led embrenhadas nos galhos, e algumas fotografias reveladas presas numa placa magnética. Ela caminhou pelo mesmo e prendeu a mochila num dos ganchos atrás da porta, abrindo a mesma e pegando as roupas sujas, que ela teria que lavar novamente para que sua mãe não descobrisse sobre as raspadinhas. Colocando as mesmas num cesto de roupas sujas que ficava no banheiro do seu quarto. Ela lavou as mãos e o rosto, sentindo a sua carne trêmula. Decidindo então se deitar um pouco e relaxar, pra ver se isso melhora. 

[···]

Depois de dormir por quase duas horas, Louise acordou sentindo fome, já que naquele dia ela mal almoçou. Ela se sentou na cama sentindo a sua barriga doer de fome se levantando e calçando os seus chinelos de borrachas com algumas florzinha e caminhando em direção à porta. Saiu pela mesma e caminhou pelo corredor antes de descer as escadas e ir para a cozinha, onde Jay preparava o jantar.

- Acordou dorminhoca?- jay zombou da mesma que sorriu sem expor completamente os dentes e assentiu com a cabeça.

- Estou com fome.- ela disse e passou a mão na barriga, caminhando até a geladeira e abrindo a mesma, se debruçando e esticando o braço para pegar uma maçã que havia lá no fundo.

- O jantar já está ficando pronto, só falta o arroz terminar de cozinhar e o feijão ficar mais uns dois minutinhos.- jay disse e ela assentiu desinteressada. Se sentando à mesa e mordendo a sua maçã com tanta vontade que antes mesmo de fincar os dentes na mesma, já sentia a boca se aguar e a barriga roncar novamente.

- Cadê as meninas? - ela perguntou, eatranhando o silêncio na casa que sempre era preenchida por borburinhos.

- Fizzy foi dormir na casa da amiga e Lottie saiu com o namorado.- ela disse enquanto lavava os poucos pratos que haviam juntado na pia enquanto ela preparava a comida.

- E Mark? - ela perguntou e a mãe fechou o registro de água, se virando para ela e secando as mãos no pano de prato que lhe estava preso na cintura.

- Trabalhando, mas por quê a pergunta? - ela proferiu confusa e Louise deu de ombros olhando para a panela.

- Não sei. O feijão já não está pronto não? - ela disse e Jay assentiu, se esticando até o fogão e desligando o fogo fazendo o ruído da panela pairar sobre o ar, assim como o cheiro.

- Louise? 

- Hm?

- Ta acontecendo alguma coisa na escola que você queira me contar? Você tem andando estranha ultimamente...

- Não mãe, é só que tem muito livro pra arrumar. Só isso.- ela respondeu e em parte ela não está mentindo, já que os alunos que frequentam a biblioteca bagunçam os livros todos e colocam em lugares errados ou então só os deixa sobre a mesa. Fazendo Louis pegá-los e coloca-los nos seus devidos lugares.

- Tem certeza? - Jay insistiu e Louise confirmou com a cabeça, deixando a sua mãe meio insegura sobre a filha.

Depois de um tempo o jantar ficou pronto e Louise se pôs à mesa junto à sua mãe e Mark que havia chegado minutos antes. O arroz estava divino, assim como o feijão e o frango. A família de Louise é uma família simples, e tradicional. Eles não ligam pra luxo e carros caros, execeto por Lottie, que tem a ambição de ser rica e dona de uma das maiores lonjas de departamentos de toda a Inglaterra. O que por um lado era bom, ela sempre fora tão determinada e focada nos seus objetivos que praticamente já estava com meio caminho andado para o sucesso. Já Fizzy era a mais simples de todos, abaixo só um pouco de Louise. Ela gostava de ficar no seu quarto lendo e escrevendo e tinha um sonho de ser uma grande escritora. Seus romances eram excepcionais e originais.


Notas Finais


Gostaram??? Espero que sim e muito obrigado por ler esse cap, comente e divulgue para os abiguinhos!!!!

Bjoks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...