História Begin - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Begin, Vkook, Yaoi
Exibições 5
Palavras 1.294
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 1 - O primeiro capítulo


- Bom dia Tae - Me cumprimentou o Hoseok - Ainda com a cara nesse livro?

- É, tenho que terminar de escrever isso até o fim do mês e ainda estou na primeira frase - RI anasalado apesar de querer chorar e me jogar debaixo de uma ponte.

Hoseok é o meu melhor amigo, ao qual eu não vejo direito a uns quatro meses por causa desse livro, eu sou um escritor, modéstia a parte, muito reconhecido, e tenho que lançar um livro daqui a um mês, eu estou exausto, não há nada que eu faça que envolva algo diferente desse livro nos últimos meses, não que antes minha vida fosse muito animada, desde que meus pais decidiram, a exatamente 7 meses atrás, que eu não era mais útil na vida deles e os meus amigos, com exceção de Hoseok, resolveram que eu ficaria melhor sozinho, a vida perdeu a cor e a escrita já não fazia mais sentido

- Você só pode estar brincando não é? Você está trabalhando nisso a quatro meses - Falou se esticando sobre meu ombro e se surpreendendo ao realmente encontrar somente uma frase e um monte de rabiscos na folha

- Meu lixo não mente - Falei girando a cadeira e apontando para o canto do quarto onde o lixo já transbordava quase criando vida e vindo me atormentar com minhas ideias falhas

- Não acredito, eu venho aqui todo animado no seu escritório, achando que seria o primeiro a ser agraciado com o seu livro antes do lançamento, mas pelo o que eu estou vendo ninguém vai não é? - Falou se jogando na cadeira ao lado da minha e rindo da minha desgraça

- Hoseok será que dá pra você parar de rir do meu fracasso e me deixar trabalhar? - Falei já me virando e encarando o papel logo em seguida, fiz uma careta para o mesmo e suspirei frustrado

- Claro que não, você está aqui sem fazer nada por muito tempo, e ta na cara que nada vai sair dessa cachola, vamos só sair um pouco depois você volta para esse lugar que você acha que é sua casa, mas só pra lembrar, aqui é um escritório Tae

- Você não vai me deixar em paz até eu ir com você vai?

- Não mesmo

- Então vamos - Suspirei derrotado, mas logo sorri para Hoseok e amacei a folha na minha frente jogando mais uma no lixo, fazendo ele virar e derrubar tudo, Hoseok e eu rimos e nos levantamos para sair do escritório

Hoseok foi até a minha casa comigo para que eu me arrumasse e logo depois fomos para um restaurante, de acordo com ele, comer comida de gente e não aquelas porcarias enlatadas que ele sabia que eu estava comendo, e em seguida fomos a um show de uma banda americana que estava visitando a cidade, nenhum de nós dois sabiamos o nome da banda, mas a intensão era só aproveitar a companhia de outras pessoas, dançar e gritar no meio de todos, foi uma noite divertida, confesso que não me divertia assim fazia tempos e Hoseok sabia disso, por essas e outras ele era um ótimo amigo.

Quando cheguei em casa, já que apesar de Hoseok me prometer que eu poderia voltar para o meu escritório, ele me obrigou a vir pra casa e dormir de verdade, fui em direção para o meu quarto, e não sei se pelo o cansaço ou se somente por que realmente me diverti apesar de tudo, eu consegui dormir tranquilamente, sem nem um pesadelo, só o bom e velho sono.

XXX

Acordei no outro dia e a felicidade já havia passado, é, hora de voltar para a realidade. Me levantei e fui em direção ao banheiro, tomei um banho quente, já que o inverno ameaçava chegar e o tempo estava começando a esfriar, ao sair do banho vesti minhas roupas, arrumei as coisas que eu precisava para ir ao escritório e fui em direção a sala, estava pronto para sair quando pus a mão na maçaneta e a campanhia tocou, abri a porta e me deparei com um entregador, ele carregava uma caixa grande e pediu para eu assinar uma papelada, depois de eu assinar ele sorriu para mim, um sorriso estranho e juro que vi seus olhos brilharem, agradeci e Fechei a porta mais rápido que o flash, se um cara estranho está na sua frente, eu que não voi ser burro de ficar conversando com ele.

Coloquei a caixa em cima da mesa de centro e larguei minha mochila no sofá me sentando logo em seguida ao lado dela, encarei a caixa a procura de um nome de quem pudesse ter enviado, nada, balancei a caixa para tentar adivinhar o que era, não ouvi nada, estranho, e se for uma bomba? Eu é que não abro isso, é o certo a se fazer não é? É, pode até ser, mas eu sou curioso então... É, vou abrir, se for uma bomba é só eu fazer, sei lá, uns... Talvez... Ah não sei, vou abrir, e que Deus me proteja.

Foi quase um sacrifício para eu abrir a caixa, estou brincando não, tentei tirar aquela fita com a mão, com o dente, até que desistir e fui pegar uma tisoura mesmo, rasquei a caixa toda para quando abrir ter só um livro lá, pelo o amor de Deus né produção, tinha coisinha mais emocionante para me mandarem não?

Era um livro normal, só um pouco velho e meio acabado, preto, com uma fechadura toda detalhada com umas letras desenhadas em uma caligrafia linda, procurei dentro da caixa a chave, demorei cinco minutos, mas achei, eu podia deixar isso para lá e ir fazer meu livro, mas talvez um livro antigo me desse alguma inspiração, antes sempre davam.

Levei a chave também toda detalhada, só que com desenhos de penas, e girei a chave na fechadura, as letras da fechadura se moveram formando uma palavra em inglês: "Begin", imagino que seja o nome do livro ou algo assim, abri o livro na primeira página, as letras não paravam de se mexer e achei que eu estivesse tonto, mas quando olhei em volta tudo estava normal, voltei meu olhar para o livro assustado, até que as letras sumiram e eu me senti desaparecer de mim mesmo, meus olhos ficaram pesados ao mesmo tempo que meu corpo leve, o mundo pareceu girar e tudo ficou escuro de repente

XXX

Acordei encostado em um banco ao redor de varios prédios estranhos, varias pessoas passavam por mim, umas vestidas com roupas estranhas parecendo futuristicas, quase normais se não fosse pelo os aparelhos estranhos que carregavam consigo, aparelhos que eu nunca vi, me levantei rápido, assustado, onde eu estou?

- Você está bem? - Senti uma mão me cutucar e uma voz rouca falar perto de mim, me virei rapidamente

- Quem é você? Onde eu estou? - Perguntei me afastando rápido

- Calma, eu sou Jeon Jungkook

- Isso não ajuda muito, onde eu estou?

- Você se perdeu? - Perguntou se aproximando, parecendo preocupado comigo

- SERÁ QUE DÁ PARA ME RESPONDER ONDE EU ESTOU? - Gritei já revoltado

- Você está na Coreia, Seoul

- Impossível -Falei andando para trás enquanto o estranho me olhava confuso, olhei ao redor e encontrei uma grande construção com uma imagem qualquer e no topo da imagem tinha escrito "Feliz 2065"

- 2065? - Susurrei assustado, impossível, isso só pode ser brincadeira

Meu celular apitou no meu bolso, quando o peguei na mão era um aprelho completamente diferente, apertei um botão qualquer e umas letras apareceram em um holograma "Que se inicie o capítulo 1, boa sorte Taehyung". Olhei para Jungkook que ainda mantinha sua expressão preocupada, olhei em volta e imediatamente fiquei tonto, produção lembra quando eu tinha pedido algo mais emocionante? Não era algo assim que eu estava me referindo...


Notas Finais


Espero realmente que tenham gostado.

Por favor comentem, sempre me incentiva muito ^^

Beijinhos e até depois...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...