História Behind blue eyes - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Drama, Lesbicas, Orange, Sexo
Exibições 205
Palavras 1.110
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Orange, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 34 - Ciúmes é o primeiro sentimento


ANA





MUITOS DIAS JÁ SE PASSARAM. NENHUM SINAL DE MILENA, RENATA, SEU CÚMPLICE, OU ATÉ MESMO ÁRTHUR... EU NÃO TENHO DORMIDO OU COMIDO DIREITO. COM A NOTÍCIA DE QUE ÁRTHUR PODE ESTAR VIVO, TODA A ESCOLA SE MOBILIZOU. A CIDADE ESTÁ UMA BAGUNÇA, SÃO MUITOS BOATOS. MINHA CABEÇA ESTÁ A MIL. MEMÓRIAS VOLTANDO A TODO MOMENTO. EU NÃO SOU MAIS A MESMA. PODE SER ATÉ QUE EU ESTEJA AFASTANDO AS PESSOAS QUE EU GOSTO. MAS NÃO É PORQUE EU QUERO. É SIMPLESMENTE INEVITÁVEL. A ÚNICA PESSOA QUE ESTÁ REALMENTE AO MEU LADO NESSE MOMENTO É A DUDA. É AGRADEÇO A DEUS POR ISSO. NÃO SEI O QUE EU FARIA SEM ELA.




Duda- Maratona de filmes, topa?
Ana- Não sei se tenho cabeça pra isso...
Duda- Tem sim. Já pedi a pizza, não tem como desmarcar agora. Ou você vai me deixar comer uma pizza inteira sozinha?
Ana- Tá... Kkkk que filmes?
Duda- Piratas do caribe
Ana- Ahhh não... Já vi um milhão de vezes...
Duda- Quer ver o que então?
Ana- Algum romance
Duda- Procura algum filme chamado ''friend zone'' vai combinar bem...
Ana- Hãm?
Duda- Nada... Vamos ver Titanic então
Ana- Agora você vai falar
Duda- Ana... Eu não quero entrar nessa de ficar criando expectativa. E se eu te falar, vou criar automaticamente.
Ana- Eu respeito suas decisões. Mas você não pode ficar restringindo para si, Tudo que você sente. Isso vai te sufocar. Sou sua amiga, quero te ajudar. Assim como você me ajuda.
Duda- Viu só? Não dá... Eu sei que tem que ter amizade como base das coisas. Mas não acima de tudo. Isso me sufoca. É por isso que eu prefiro guardar. Tudo isso me corroe muito. Eu amo ser sua amiga e estar ao seu lado. E mesmo isso me machucando, é aqui que eu quero estar.
Ana- Do que você tá falando?
Duda- Não é óbvio?
Ana- Não
Duda- Por favor não me faz falar...
Ana- Você tem que falar...
Duda- Eu gosto de você Ana... Eu sou completamente apaixonada por você. Desde muito antes de ir embora. Lá, eu só pensava em você. Voltar me assustou muito. Mas tudo que me machuca, vale a pena quando eu olho dentro dos seus olhos. Ou quando eu arranco algum sorriso de você. Tudo que eu mais queria era te beijar agora. Queria poder tirar qualquer dor do seu peito e colocar em mim. Eu amo você.
Ana- Eu amo você também... Mas eu sinto muito... Você é uma pessoa incrível. Mas é aquele velho clichê... Você é a pessoa certa, na hora mais errada...
Duda- Você já sabia não é?
Ana- Sabia...
Duda- E porque me fez falar?
Ana- Porque eu precisava ouvir de você... Precisava não tem machucar...
Duda- Mas já machucou... Desculpa. Preciso ir agora.
Ana- Não faz assim... Eu preciso de você.
Duda- E eu preciso de um tempo... Mas qualquer coisa, pode me procurar. Sempre vou estar do seu lado.
Ana- Tudo bem...


ELA SAIU PELA PORTA DA FRENTE SEM DIZER UMA SÓ PALAVRA E SEM OLHAR PARA TRÁS.










MILENA





DIZEM QUE O AMOR DÓI. NÃO TENHO DÚVIDAS DISSO. O AMOR MACHUCA. AS LEMBRANÇAS CAUSAM DESTRUIÇÃO. DIZEM QUE O VERDADEIRO AMOR SURGE EM MOMENTOS DIFÍCEIS. ONDE ESTÁ VOCÊ AQUI AGORA MEU AMOR? EU SEMPRE QUERO TE SALVAR DE TUDO. E AGORA EU PRECISO DE VOCÊ...




RENATA CHEGA CHORANDO. SENTA NA CADEIRA E SÓ CHORA. ARTHUR E EU TROCAMOS OLHARES CONFUSOS.



Milena- TPM?
Renata- O que eu fiz em?
Milena- Em?
Renata- Eu destruí toda a minha vida por uma vingança idiota.
Milena- WTF '-'
Renata- Não vai falar nada? Eu desisto.
Arthur- O que eu poderia falar? Dizer que está tudo bem? Olha toda a merda que você fez. Quando eu sair daqui, a primeira coisa que eu vou fazer e te matar, cortar cada pedaço do seu corpo e mandar de presente pra seus parentes
Milena- Ótima ideia.
Renata- O que eu posso fazer? Sou escorpiana kkkkkkkkkkkkkkk- suas feições mudaram para a ironia
Milena- Isso não define nada
Renata- Vocês caíram né? Entendo... Sou ótima atriz - vadia.
Milena- Kkkkkkk isso foi lindo
Renata- Arthurzinho meu amor. A cidade já está a sua procura. Seu caso foi reaberto. Mileninha, parece que ninguém lembra de você. Renatinha, você está brilhando como sempre. Mas agora é fugitiva da polícia. Vocês agora terão mais minha companhia do que querem kkkkk
Milena- Ótimo.
Arthur- Cadê aquele seu namorado?
Renata- Fugiu o covarde... Eu desisto dos homens
Arthur- Qualquer um fugiria de você
Renata- Cala a boca. Já se olhou no espelho? Tá deprimente. Mas eu ainda transaria com você
Milena- Só com ele?
Renata- Gastava mais de você quando era menos carente
Arthur- Vão se foder.
Renata- Adoraria foder com ela. Na sua frente
Milena- Para com isso... - se aproximou de mim e começou a me beijar. Fui desviando. Mas depois cedi. Isso pode ajudar a enganar ainda mais ela.
Arthur- Tenho vontade de vomitar








ANA






VOU ATÉ A CASA DA DUDA. NÃO QUERO FICAR DE MAL COM ELA... CHEGO LÁ SEM AVISAR. SUA EMPREGADA ME ATENDE.


Mirelle- Ela tá no quarto. Pode ir lá.
Ana- Certo.

BATO NA PORTA

Duda- entra.
Ana- Hey... - quando abri a porta ela tava deitada no colo de uma garota. Quando me viu, levantou rapidamente.
Duda- Oii... Ana... Que surpresa. - parecia nervosa
Ana- Desculpa vir sem avisar... Desculpa por atrapalhar qualquer coisa... Eu volto outra hora- quando eu ia sair, ela me interrompeu.
Duda- Não... Que isso... Essa aqui é a Camile
Camile- Prazer...
Ana- Hm... - Eu volto outra hora. - Saí do quarto sem nem olhar na cara das duas.


Na varanda....


Duda- Eiii... O que foi em?
Ana- Nada. Só não quero atrapalhar nada.
Duda- Você não tá atrapalhando nada
Ana- Não é o que pareceu... Você ficou toda desconfortável.
Duda- Não. Para com isso. E você nem falou com a menina... Meu Deus...
Ana- Não vi necessidade
Duda- Qual é Ana?
Ana- O que?
Duda- Você me deu um baita fora hoje cedo. Agora aparece aqui sem avisar e faz uma ceninha de ciúmes?
Ana- O que? Não...
Duda- Por que tá negando? - se aproximou de mim
Ana- Nada...
Duda- Do que você tem medo? - se aproximou mais. Nossas bocas já estavam quase coladas.
Ana- Eu...


Camile- Eu vou indo Duda... A gente se fala no whats- nos afastamos rapidamente
Duda- Tudo bem... A gente se fala.
Ana- Eu vou indo também...
Duda- Não... Fica... Vamos à aquela maratona que não tivemos kkkk
Ana- não sei se é uma boa...
Duda- Relaxa... Eu não mordo... Só se pedir
Ana- Kkkkk tá...


Entramos e fomos pra o quarto...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...