História Behind Cameras - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Fifth Harmony
Visualizações 993
Palavras 5.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey pessoal, como vocês estão??? Quais as novidades?? Estão se alimentando? Bebendo água?? Se preparando para o segundo dia do ENEM???

Esse capítulo, decidi colocar um pouco de drama, porque eu amo drama e depois eu juro que paro com o fogo no cu com os dramas por alguns capítulos askdjbakbsjd Então sugiro as seguintes músicas: Flicker do Niall Horan, Say You Won't Let Go do James Arthur, Somewhere Only We Know do Keane e Sex On Fire do Kings Of Leon.

Tenho um grupo das minhas fanfics, caso tenham interessados, me mandem uma DM no Twitter (Switch5Hearts) ou então uma mensagem por aqui(:

Boa leitura:

Capítulo 44 - Paparazzi


Fanfic / Fanfiction Behind Cameras - Capítulo 44 - Paparazzi

“- Parece que nem todo mundo pode viver um conto de fadas. – Chelsea Briggs aparece na tela, com a expressão séria – Lauren Jauregui e Camila Cabello, no final do último mês fizeram um dos casamentos do ano, ao darem uma festa incrível para trezentos convidados no melhor salão de toda Los Angeles. – Sorri animada.

Fotos do casamento aparecem, ambas em seus lindos vestidos, selfies com convidados e até mesmo um vídeo delas dançando valsa toma conta da tela enquanto Chelsea narrava os melhores momentos do casamento, dando detalhes íntimos como os pratos servidos e até mesmo o valor do champanhe.

- Bem, as cantoras optaram por alugar uma casa privada em Maldivas para que pudesse usufruir da privacidade e de lindos momentos após o casamento incrível, mas toda essa paz acabou ontem quando fotos intimas das artistas vazaram. – Era possível ver o enorme pesar que a repórter dizia aquelas palavras – Lauren e Camila foram registradas, apenas de biquínis em diversos momentos íntimos durante a lua de mel.

A primeira foto que aparece é apenas elas caminhando na areia. A segunda foto que passou a ser motivo de vérios comentários, é Lauren na beira da piscina trajando um biquíni preto tomara que caía enquanto Camila estava dentro da piscina e estendia a mão para a esposa entrar na água. A foto de Camila usando apenas um robe, sendo possível ver que ela não trajava nada por baixo graças ao mesmo não estar amarrado. E por último as fotos delas nos sofás.

A grande maioria das imagens eram borradas, demonstrando que quem havia tirado, estava muito longe e seria impossível de ser visto por elas.

- Nem Camila e muito menos Lauren, ou suas equipes, se pronunciaram sobre o assunto, diferente de seus amigos que prestaram apoio em suas redes sociais. – Logo os prints dos tweets aparecem e Chelsea começa a ler.

@NormaniKordei: uma verdadeira vergonha ter pessoas que se aproveitam da vida das outras para lucrar em cima.

@NormaniKordei GET A LIFE, PAPZ!!!!

@AllyBrooke: não aprecio que meus fãs espalhem esse tipo de imagens pela internet, é uma tremenda falta de respeito!

@dinahsbish: OLHE COMO ESSAS LESBICAS NOJENTAS AGEM EM PÚBLICO!

@DinahJaneH: @dinahsbish se você é realmente minha fã, não diria essas coisas horrendas de minhas melhores amigas, por favor, apague.

@DinahJaneH: essas fotos foram tiradas sem consentimento, em um lugar que era para ser só delas, parem de dizer coisas absurdas.

@NickJonas: Eu vi as imagens, mesmo não querendo ver, se alguém me marcar mais uma vez ou postar por postar, irei bloquear. Respeitem Camila e Lauren.”

Continuo encarando a tela do meu computador, fazendo questão de abotoar mais um botão da camisa que eu usava, limpo as lágrimas que rolavam pelas minhas bochechas e me encolho ainda mais na cadeira. Constrangida e sufocada por aquelas imagens estarem em todos os lugares possíveis e impossíveis, sem qualquer consentimento.

Eram nossos corpos ali. Era a nossa intimidade. Era a nossa lua de mel.

- Camz, pare de ver isso. – Respiro fundo, vendo Lauren fechar o notebook e tirá-lo do meu colo para colocar no chão – Amor...

- Eles continuam postando. – Sinto meus olhos arderem – Eles continuam postando e dizendo coisas sobre nós.

- Camz. – Segura minhas mãos – Não fizemos nada de errado, nada. – Olha no fundo de meus olhos – Nós somos casadas, estávamos em nossa lua de mel e temos todo e total direito de termos intimidade uma com a outra. – Sinto as lágrimas rolarem pelo meu rosto, sem que eu tenha qualquer controle – Eles foram completos idiotas invasivos ao tirarem aquelas fotos.

Lauren me abraça e eu agarro seu moletom, voltando a chorar alto e de soluçar, sem conseguir me controlar.

Como eu poderia estar tão feliz dias atrás, sentindo que meu peito rasgaria preenchido de tanta felicidade e agora estava tão triste e frustrada que sentia que minha cabeça poderia explodir com tantos sentimentos negativos me perseguindo? Era como se eu estivesse sufocada com todos aqueles pensamentos. Já havia perdido as contas de quantas crises de ansiedade eu havia tido em poucos dias e quantas vezes peguei Lauren chorando escondida.

Descobrimos sobre as fotos quando desembarcamos na Europa, haviam o triplo de paparazzis nos esperando no aeroporto e toda a nossa equipe nos esperava lá. Lauren ficou furiosa, a ponto de quase destruir todo o quarto de hotel onde ficamos hospedadas apenas por algumas horas. Confesso que desde que eu havia descoberto só conseguia chorar e me sentir constrangida.

Eles haviam ficado conosco todos os dias daquela semana, alugaram um barco estúpido e fizeram tocaia de metros de distância para que fosse possível nos fotografar. Haviam fotos de todos os jeitos, e fotos piores não foram publicadas porque Lauren ficou na minha frente em diferentes momentos, o que impossibilitou todos eles de tirarem fotos minha sem a parte debaixo do biquíni, mas também possibilitou todos eles de tirarem foto de Lauren realizando um oral em mim.

As fotos aonde Lauren realizava o oral em mim, eram as piores, porque todos eles conseguiram transformar algo tão íntimo e bom em algo horrível e desagradável. Fizeram eu sentir que era errado transar com a minha esposa.

- Babe, eu te amo, vai ficar tudo bem. – Beija minha cabeça e eu suspiro alto – Eles não irão se recordar mais disso depois de alguns dias. – Aos poucos vou me acalmando, os carinhos em minhas costas e o fato da minha esposa balançar nossos corpos me ajudou bastante – E eu juro que irei atrás de um por um para processar todos eles, Roger, Diana e eu estamos fazendo o possível e impossível para retirar as imagens do ar, e estamos conseguindo.

Comprimo os lábios, assentindo.

- Podemos pedir pizza hoje?

- Podemos fazer o que você quiser! – Se curva para beijar meus lábios, escuto Leo latir e então seus passos pelo assoalho do nosso estúdio improvisado em casa.

- Obrigada. – Sorrio, acariciando seu rosto.

- Me dê... apenas me dê um espaço. – Franzo o cenho, Lauren faz um sinal com a cabeça e eu deixo-a ocupar o banco do piano – Sabe, eu sei que as fotos foram piores para você, Camz, e eu sinto muito por isso, mas não sinto muito por tudo o que fizemos naquela casa, porque o que fizemos é lindo. O nosso amor é lindo. – Passa a língua sobre os lábios – Você é linda.

Sinto um frio na boca do estomago, ainda constrangida com aquele tópico, abaixo o olhar e acaricio a cabeça de Leo, que roçava seu focinho em minha perna.

- Eu odeio todos eles que espalham essas merdas, principalmente os que tiram. Mas são eles que deveriam sentir vergonha, não nós. – Ergue a cabeça – Nós estávamos celebrando nosso casamento e vivendo momentos tão felizes ali, e eu sinto muito que nosso casamento tenha iniciado dessa maneira, mas não podemos deixar isso ser o que defina ele. Nem essas lembranças, devemos lembrar daqueles dias não com o que aconteceu depois, mas o que eles foram. – Começa a tocar algumas notas no piano.

- Eu só não consigo parar de pensar que poderíamos ter visto eles e...

- Era impossível vê-los, você sabe, eles estavam a metros de distância na porra de um barco com uma câmera com uma lente super potente. – Suspiro e a encaro, então ela sorri tristemente - The world can be a nasty place. You know it, I know it, yeah; We don't have to fall from grace, put down the weapons you fight with... and kill’em with kindness! – Canta baixinho.

- Eu posso matar eles com uma arma? – Lauren solta uma gargalhada e para de tocar, não consigo evitar de rir junto ao escutar sua risada gostosa.

- Seria meu sonho? – Rimos juntas e então ela beija minha testa – Só estou querendo dizer que não vamos poder nos esconder para sempre, por maior que seja a vontade. E que não devemos nos intimar por esses idiotas. – Suspiro alto.

- Você tem razão, mas ainda assim, apenas preciso de um tempo.

- Todo tempo que precisar. – Beija minha bochecha – Só não se esqueça, você não está sozinha, é você e eu contra o mundo.

- Eu e você. – Sorrio, selando nossos lábios, vendo ela sair logo em seguida.

Quando suspiro alto, me lembro da reação dos meus pais, sabia que eles haviam odiado aquelas imagens por motivos óbvios, mas nada disseram e apenas me apoiaram o tempo todo, o que não soube colocar em palavras o quanto era grata por isso. Encarando o piano, me lembrei daquilo que minha mãe havia dito “Você sabe como o amor de vocês é, não precisa provar nada para ninguém. Eles não tem nada a ver com a sua vida.”

Minutos depois, quando sai do pequeno estúdio encontrei Lauren no telefone, ela parecia um pouco irritada falando algo sobre retirar as fotos dos maiores sites e Leo ficava rodeando ela. Encostei meu corpo no batente da entrada da cozinha e observei minha esposa, só então notando o quanto ela parecia cansada.

Lauren Michelle Cabello-Jauregui estava sendo perfeita –como sempre- nos últimos dias, sabia que aquelas fotos doíam tanto nela quanto doíam em mim, mas Lauren já havia lidado com escândalos e aquela era a minha primeira vez lidando com algo do tipo, então minha esposa estava fazendo o possível e o impossível para tornar toda aquela experiência um pouco menos terrível. Estava sendo egoísta com Lauren, não estava me preocupando com o seu bem-estar tanto quanto ela se preocupava com o meu, mesmo tendo plena consciência de que ela sofria com toda essa situação tanto quando eu. Também tinha consciência do que estavam dizendo sobre ela ser alguém que me buscou apenas por sexo e para limpar sua imagem, tinha plena consciência que aqueles comentários lhe machucavam horrores.

Todos eles queriam ter razão, ditar como é nosso amor e como somos, mas ninguém tinha plena consciência do que realmente acontecia. E eu ia mostrar pra todos eles, que não sabem nada sobre nós, ou sobre o nosso amor.

Assim que desligou o celular, me aproximei e rodeei seu pescoço com meus braços, encostando nossas testas para que pudesse roubar alguns beijos. Lauren sorriu e acariciou minha cintura, impedindo que eu me afastasse, mas não pudemos ficar muito tempo assim já que Leo começou a latir sem parar.

Nosso cachorro tinha ciúmes, sim.

- Vim te informar que ficarei no estúdio, porque estou com uma ideia rodeando minha cabeça, não estou evitando você, eu juro! – Lauren sorri, roubando um beijo – Volto mais tarde, escrever isso deve ser fácil, não sai da minha cabeça.

- Tudo bem, cobrarei sua atenção mais tarde. – Beija minha mão, sobre a aliança.

- Faça isso, ficarei feliz em lhe dar toda a minha atenção. – Me viro para Leo – Fique com a sua mãe Lauren, não poderei te dar atenção agora também. – Ele late e Lauren ri, negando com a cabeça.

- Leve isso, você sempre esquece de beber água. – Me entrega duas garrafinhas, selo nossos lábios.

- Eu te amo. – Sussurro contra sua boca – ME GUARDE BEIJOS. – Grito andando apressadamente para fora da cozinha.

- Todos do mundo, Camz. – Escuto sua risada.

Voltei para o cômodo e tranquei a porta, peguei a primeira caneta que vi e comecei a escrever as frases desconexas que tinha em minha cabeça para aquela canção, sorrindo cada vez ao ver ela dar forma. Em cada palavra eu mentalizava Lauren, tudo o que havíamos passado, como nos sentíamos e o que esperava para nosso futuro juntas, mas acima de tudo o que eu mais queria dela: que ficássemos juntas até ficarmos velhas e que ela jamais partisse.

Após escrever algumas linhas da música peguei o violão e comecei a cantarolar um ritmo, balançando a cabeça de acordo com a mesma, então cantarolei a letra em conjunto com o que já tocava no violão, sorrindo a ter ideia para mais uma estrofe da canção, finalmente decidindo qual seria o refrão.

Foi questão de instantes, já havia terminado a canção. Havia sido a música mais fácil de escrever.

Com um sorriso idiota, peguei meu celular e disquei o número de Roger, escrevendo ‘Say You Won’t Let Go’ no topo da folha, fazendo um risco embaixo do nome. Após quatro toques, meu empresário atendeu, surpreso com a minha ligação repentina, já que faziam dias que eu estava ignorando a todos e não fazendo questão alguma de falar com ninguém.

- Roger, eu tenho uma novidade incrível. – Posso escutar ele se movimentando – Eu escrevi uma música, e tenho certeza que ela vai ser um ótimo single, podemos até mesmo tentar encaixar na trilha sonora do filme. – Falo animada, faziam dias que eu não ficava animada com qualquer coisa.

- Wow, parece que alguém está de bom humor. – Ri divertido – Irei agendar algumas sessões no estúdio para que possamos planejar isso, e então posso apresentar a canção para os seus diretores. – Sorrio animada, sentindo meu coração acelerar.

- Tudo bem, então irei esperar mensagens com mais informações – Viro meu violão para que pudesse escrever melhor no caderno – E eu gostaria de pedir um outro favor...

- Claro, o que você precisa?

- Eu preciso que você agende uma entrevista minha em um programa de muito audiência para que possa falar sobre as fotos...

- Nã-não, Camila. – Responde simplesmente – Eles irão distorcer tudo e qualquer coisa que você disser, não será bom para a sua imagem.

- Não, mas eu sei... eu sei o que eu quero falar e eu preciso tentar. – Suspiro alto – Eu sei que você está tentando fazer o que for preciso para me proteger, mas eu preciso falar sobre isso para que eu possa dormir à noite. – Confesso, olhando para trás para ter certeza de que Lauren não estava atrás - São os meus mamilos naquelas fotos e a minha esposa exposta daquela maneira, então eu quero que você de um jeito. – Digo um pouco irritada com ele.

- Camila, nós estamos tirando as fotos do site e conseguimos achar os responsáveis, que serão processados, tudo isso irá pela culatra se você decidir fazer o que quer fazer. – Passo a mão pelos cabelos, irritada com aquilo – Vamos deixar isso esfriar, até lá se for sair com Lauren, evitem de se beijar em público e usem roupas que não existirá motivo para eles falarem sobre. O que eu estou dizendo é horrível, eu sei, mas é a realidade e é o que precisamos que vocês façam para que consigamos limpar a imagem de vocês.

- Roger, saiba que eu respeito muito você e o seu trabalho, mas eu também respeito muito minha esposa e a nossa privacidade, eles nos expuseram de uma maneira absurda e que jamais deveríamos ser expostas. – Escuto ele suspirar alto – Eu acabei de escrever meu próximo single, e vou produzi-lo, então espero que você agende o programa com maior audiência para eu falar sobre esse single e sobre a merda das fotos que saíram.

- Camila.

- Espero que estejamos entendidos, aguardo novas mensagens. – Desliguei sem esperar uma nova resposta.

Abri a porta do estúdio e sai correndo com o meu violão, encontrando Lauren lendo no sofá da nossa sala, mas sua atenção logo foi focada em mim quando apareci. Minha esposa riu quando viu eu pulando animada com o violão. Pelos últimos anos toda vez que terminava uma música, Lauren era a primeira pessoa que eu mostrava, e não seria diferente na música que mais significava para mim. Minha esposa se ajeitou no sofá e assentiu com a cabeça, aguardando eu finalmente começar a tocar e cantar para ela.

 

I met you in the dark

You lit me up

You made me feel as though

I was enough

We danced the night away

We drank too much

I held your hair back when

You were throwing up

 

Minha voz estava baixa e eu estava até meio receosa de cantar aquela música para Lauren, mas eu sentia que devia fazer exatamente aquilo naquele momento.

 

Then you smiled over your shoulder

For a minute, I was stone cold sober

I puller you closer to my chest

Andy ou asked me to stay over

I said ‘I already told ya

I think that you should get some rest’

 

Lauren sorriu de canto, acariciando a cabeça de Leo enquanto eu continuava tocando, mexendo a cabeça de acordo com o som do violão.

 

I knew I loved you then

But you’d never know

Cause I played it cool when I

Was scared of letting go

I knew I needed you

But I never showed

But I wanna stay with you

Until we’re grey and old

Just say you won’t let go

Just say you won’t let go

 

Minha esposa chorava um pouco e eu me segurava para não fazer o mesmo, porque eu queria -ao menos- terminar de cantar o próximo verso para ela.

 

I’ll Wake you up with some breakfast in bed

I’ll bring you coffee

With a kiss on your head

And I’ll take the kids to school

Wave them goodbye

And I’ll thank my lucky stars

For that night

 

Então comecei a chorar, não conseguindo terminar de cantar para Lauren, mesmo sabendo disso minha esposa não se importou e se levantou, me abraçando apertado e me deixando chorar contra seu ombro. Me sentia transbordada de sentimentos, pela primeira vez em semanas, sentimentos bons.

- Eu entendi o que você quis dizer, amor. – Me afasto um pouco, olhando no fundo de seus olhos – Do nosso amor, a gente sabe, o resto é resto. – Ela ri, assentindo com a cabeça.

- Isso mesmo. – Me abraça pelo pescoço, selando nossos lábios – E será um prazer ficar velha e grisalha ao seu lado, Sra. Cabello-Jauregui, e você sabe disso. – Tiro meu violão, vendo ela sorrir lindamente.

- Não quero mais me esconder, porque nosso amor é lindo, e se eles não veem assim, o problema é inteiramente deles. – Sorri, assentindo.

- Eu te amo.

- Eu te amo mais.

Pelo amor da minha vida eu faria as maiores loucuras, isso incluía enfrentar aquilo que mais me envergonhava.

Os dias que seguiram foram tensos, principalmente por eu continuar insistindo com Roger para que ele finalmente agendasse um programa para mim. O novo single estava pronto e estabelecemos uma data somente depois de conseguirmos que a música estivesse no meu filme: o final daquele mês. Então começamos a divulgação em todas as minhas redes sociais.

Notei o quanto estar no foco da mídia é horrível, não importava o horário ou para onde, eles sempre sabiam aonde Lauren e eu estávamos, o que estávamos fazendo e com quem estávamos, e horas mais tardes o mundo todo passava a ter conhecimento das mesmas coisas que os fotógrafos que nos perseguiam.

Continuei insistindo, foi então que finalmente consegui o que tanto queria. Estava na Ellen naquela tarde para gravar minha participação no programa, Lauren optou por me acompanhar e ficar nos bastidores, apenas para assegurar que eu estava me sentindo bem o suficiente durante a entrevista. Foi o tempo de me trocar e ser maquiada, quando notei já estava entrando e ocupando o assento ao lado da grande apresentadora.

Primeiro falamos realmente sobre o meu single, que eu iria cantar mais tarde e que já estava em primeiro lugar em mais de trinta países e então falamos sobre o filme, todo o elenco e quais haviam sido as maiores dificuldades naquele meio. Foi então que Ellen mostrou foto do pessoal do elenco no meu casamento.

- Sim, eles foram. – Comento animadas – Diferente de você. – A plateia começa a rir com a minha alfinetada e Ellen fica sem graça.

- Eu sei, eu sinto muito!

- Você não sente tanto assim. – A provoco – Poderia ter feito um pouco mais de esforço para ir, sabe?! – Todo mundo começa a rir quando dou de ombros e Ellen abre a boca - Estou apenas brincando. – Seguro sua mão, rindo com a plateia e ela – Adoramos o seu presente, obrigada. – Ela sorri convencida, ajeitando o blazer.

- Foi uma super festa, fico triste de ter perdido. – Fala seriamente – Olhe isso, é lindo! – Uma foto de Lauren e eu dançando com todos os arranjos de flores pelo teto e pelas laterais aparecem no fundo, arrancando gritos.

Uma das minhas fotos favoritas aparece, que era onde Lauren beijava a minha mão e eu sorria a olhando de uma maneira idiota apaixonada, nós estávamos no hall de entrada do salão antes de entramos para dançar nossa primeira valsa. A foto era simples e demonstrava todo o amor e devoção que sentíamos uma pela outra, era a representação perfeita do nosso amor.

- Estava tudo perfeito, parecia um conto de fadas, foi a melhor noite da minha vida. – Sou sincera, não conseguido evitar de abrir um largo sorriso, os gritos voltam quando mostram uma foto do meu vestido – Saiu tudo da maneira que Lauren e eu tanto queríamos, eu devo dizer, todo mundo que ajudou na preparação desse casamento foram perfeitos, estava tudo lindo.

- Lauren estava em turnê quando vocês estavam ajeitando os preparativos, certo? – Concordo com a cabeça – É difícil preparar algo que não pode ver acontecendo, acompanhando de perto, não?! Principalmente quando você tem que chegar no dia e ver tudo na mais perfeita ordem, não sabendo se vai estar do jeito que você queria. – Concordo com a cabeça.

- Mas nós sabíamos exatamente o que queríamos e não aceitamos menos que isso. – Ellen ri, estalando os dedos e mexendo a cabeça, induzindo que eu era mandona – Foi uma ótima festa, você perdeu. – Todo mundo volta a rir e ela se junta a eles, negando com a cabeça.

Ellen não havia comparecido ao nosso casamento por problema na produção do programa, ela teve que fazer uma maratona de gravações e não conseguiu sair, mas fez questão de ligar uma semana antes informando e fez questão de enviar uma adega de tamanho médio lotada de vinhos caros para que pudéssemos colocar em casa. Nas últimas vezes que Lauren e eu havíamos ido lá, conseguimos criar uma grande intimidade com Ellen, o que tornava nossas entrevistas ainda mais engraçadas e divertidas para quem estava assistindo, e tornava toda a gravação divertida para nós que tínhamos que vir com as perguntas e respostas.

Pelos próximos segundos Ellen e eu ficamos nos provocando sobre aquela coisa dela não poder comparecer no casamento, algo que arrancou muitas risadas da plateia e de nós duas, já que tornou o ambiente da entrevista mais leve, mas eu sabia que o ambiente seria completamente diferente quando o próximo tópico da entrevista fosse abordado.

- Diferente do seu casamento a lua de mel não foi tão legal, hum?!

- Na verdade foi ótima. – Sou honesta – Nossa lua de mel foi perfeita. – Sorrio de canto, noto ela mexer desconfortável em sua poltrona – Desagradável mesmo foi o que aconteceu após a nossa lua de mel.

- Sinto muito por isso. – Encolho os ombros – Mas aonde eles estavam?

- Eu não tenho a menor ideia, mas depois disso eu cheguei à conclusão que paparazzis são duas coisas: muito desocupados e possíveis filhos de ninjas. – Ninguém consegue evitar de rir com a minha fala – Lauren e eu tivemos muito cuidado para escolher onde iriamos e mesmo assim eles conseguiram descobrir. – Dou de ombros – E mesmo notando que estávamos em um lugar onde não queríamos ser descobertas, eles fizeram questão de tirar fotos.

- Como é? Ter esse tipo de fotos expostas assim?

- Horrível! – Sou sincera, mas dou de ombros – Entretanto, não há nada que eu possa fazer e muito menos não há nada para eu me envergonhar. – Ellen me encara atenta – Não fizemos nada de errado, naquelas fotos estou tendo um momento de intimidade com a mulher que sou casada e que amo com tudo que existe em mim. Engraçado, muitas pessoas ficaram chocados que um casal tenha intimidade em sua lua de mel. – Ellen ri, agora mais relaxada com minhas palavras – Estávamos em nossas férias e no lugar onde estávamos não era para ninguém nos ver, até porque pagamos mais caro justamente para isso, quem deveria se envergonhar é esse tipo de pessoa que visa lucro com a exposição da intimidade alheia. – A plateia começa aplaudir e Ellen aplaude junto, sorrio, agradecida com o apoio.

- Então agora as coisas estão mais calmas?

- Acho que sim, Lauren e eu conversamos muito, não iremos deixar isso nos afetar ou afetar o começo de nosso casamento. Não fizemos nada de errado. – Ellen sorri.

- Não se preocupe, eu estava lá também e eles me registraram em uma das fotos, é uma tremenda falta de respeito. – Então no telão aparece uma foto que Lauren e eu estávamos nos beijando e uma montagem de Ellen com a boca aberta na sacada do quarto aparece, arrancando risadas de todo mundo.

Logo toda atenção daquele assunto acabou quando Ellen anunciou que no próximo bloco eu cantaria ‘Say I Won’t Let Go’ para todo mundo, e foi o que eu fiz. Após o final da gravação do programa tirei foto com Ellen, e agradeci todo carinho e sua postura durante toda a entrevista, principalmente por ela não tornar aquela situação horrível pior do que já era.

Assim que entrei em meu camarim, Lauren se levantou e me abraçou apertado, beijando meu pescoço e então roubando muitos selinhos enquanto sorria largo, dizendo que estava orgulhosa de mim e da minha postura durante toda a entrevista. Devolvi o abraço apertado e suspirei alto, finalmente aliviada com toda aquela situação.

Nos dias que prosseguiram todo o meu foco foi para a gravação do videoclipe da música, onde Lauren estaria comigo, com a sua ajuda acabamos tendo o plano perfeito. O clipe acabou sendo a nossa história real de amor, foi gravado em nosso apartamento mesmo e nos lugares que gostamos de ir.

O clipe começava comigo no pequeno estúdio da nossa casa, compondo a música com Leo por perto, então o câmera me acompanhava até a cozinha onde Lauren estava “cozinhando” e me esperando com duas taças de vinho, nós dançávamos no centro da cozinha e tínhamos nosso momento. Logo a cena mudava e nós aparecíamos dormindo em nossa cama, mas a câmera logo focalizava na enorme janela e na parte exterior, até que nós aparecíamos correndo na praia e brincando entre nós. Então na parte do refrão nós encenávamos uma briga gigantesca, essas cenas se misturavam com a cena de eu “compondo” a música, nós chorávamos e gritávamos uma com a outra, mas depois Lauren aparecia e me abraçava em um pedido ‘mudo’ de desculpas. O vídeo caminhava para acabar quando estávamos maquiadas de um pouco mais velhas, tínhamos crianças correndo ao nosso redor na praia, Lauren e eu levantávamos as crianças e brincávamos com elas, elas eram a representação dos nossos futuros filhos. O vídeo acabava com Lauren me abraçando pelos ombros enquanto caminhávamos, e nossas mãos entrelaçadas, então a câmera focava em nossas mãos e mostrava nossas alianças, encerando o vídeo.

Ergo minha cabeça e abraço a cintura da minha esposa, ela vira um pouco a cabeça e sorri largo para mim, surrando que eu estava deliciosa naquele vestido, o que me faz soltar uma gargalhada enquanto apertava sua cintura em repreensão.

- CAMILA, LAUREN, OLHEM AQUI! – Eles continuam gritando, ficamos sérias e continuamos posando para as fotos.

- LAUREN, COMO VOCÊ SE SENTE PRESTES A VER CAMILA BEIJANDO OUTRA BOCA?

- Foi o trabalho dela. – Lauren responde, revirando os olhos enquanto caminhávamos pelo tapete vermelho – Achei que você já soubesse a diferença entre beijo técnico e real, mas nem isso. – Os outros fotógrafos riem e ela me encara, arqueando as sobrancelhas, o que me faz sorrir de canto.

- Ainda bem que sua boca é a única que eu quero beijar pelo resto da minha vida! – Sussurro em seu ouvido, ela sorri e sela nossos lábios por alguns segundos, fazendo a quantidade de flashes dobrar.

- É por isso que você casou comigo, babe. – Rouba um novo selinho, virando o rosto e sorrindo daquela maneira maliciosa de sempre, dessa vez encarando as câmeras.

Após tirar fotos comigo, Lauren acabou se afastando para que eu pudesse fotografar com as pessoas do elenco, ela acabou tirando fotos com Normani e Dinah, que haviam a première para prestigiar Ally e eu. Nós cinco tiramos algumas fotos juntas depois, arrancando muitos gritos absurdamente altos e muitos flashes de todos os lados, entramos juntas no cinema e nos sentamos lado a lado para ver o filme.

Lauren ficou vidrada durante toda a sessão, diversas vezes elogiou baixinho minha atuação e até mesmo riu alto junto de Dinah quando minha personagem soltou uma piada engraçada para a personagem de Ally. Notei que todas as pessoas que assistiram pareciam ter gostado genuinamente do filme, o que me deixou radiante, aquele era meu primeiro trabalho como atriz e era mais do que gratificante ter uma resposta tão positiva de pessoas tão importantes.

- Um brinde a vocês! – Dinah ergue sua taça assim que tira a mesma da bandeja do garçom.

- Saúde. – Respondemos, dando um longo gole.

- Como vocês estão? – Normani questiona curiosa.

- Bem, lidando melhor com as coisas. – Lauren responde, dando um pequeno sorriso – Aos poucos resolvemos as coisas.

- Eu vi, amei o videoclipe, Mila! – Dinah comenta animada – A parte com as crianças foi a minha favorita, espero que vocês me deem sobrinhos logo. – Da um novo gole em sua taça, abrindo um largo sorriso.

- Crianças? – Lauren ri, ficando vermelha – Uh, daqui algum tempo, não?!

- Sim, temos que aproveitar nosso casamento antes. – Beijo seus lábios – Ainda não fizemos muito isso.

- Elas tem razão, temos que sair mais, Dinah pare de ser chata e vamos em uma balada, de a louca um dia. – Rio, mordendo o lábio inferior – É por sua culpa que não saímos!

- Olha aqui, você me respeita, garota! – Empurra Normani e Ally solta uma gargalhada – Só de raiva semana que vem vamos em uma balada beber e dançar.

- Finalmente! – Lauren, Ally e Normani gritam, me fazendo rir.

- Odeio vocês.

- Nós também te amamos. – Abraçamos Dinah, que tenta se livrar do nosso abraço em grupo.

- Saíam. – Começa a rir quando Lauren começa a lotar seu rosto de beijos.

Sabia que a vida tinha dessas de ser uma verdadeira merda grande parte das vezes, mas jamais deixaria isso definir como o resto de todos os outros dias meus seriam.


Notas Finais


Então?? O que acharam???? O casal favorito de vocês ainda vão passar por algumas coisas, obviamente, mas lembrando que agora irei fazer saltos de tempo para que seja possível entrar na parte da família em frente as câmeras, ok? Quero colocar cenas legais com o(s) filho(s) delas e tals.

Obrigada a todos que comentam, voltam e indicam a história para todo mundo, é mais do que gratificante ter todo esse apoio vindo de vocês!!! Obrigada por todas as mensagens cobrando a história e por todo o carinho que vocês sempre me dão ♥

Lembrando que vocês podem ficar por dentro dos meus projetos e escrita em geral se me seguirem por aqui, ou no twitter (switch5Hearts), lembrando que meu CuriousCat é o mesmo user do Twitter e daqui hehehehe

Boa sorte para quem vai fazer o ENEM amanhã, é nois!!! Se cuidem, sejam mais gentis consigo mesmo e com todos que cercam vocês, com amor, Natália xX(:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...