História Behind the Scenes - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Big Bang Theory
Personagens Personagens Originais
Tags Assassino, Jim, Jim Parsons, Majim, Mayim, Mayim Bialik, Psicopata, Serial Killer, Shamy
Exibições 109
Palavras 4.944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Amores!!! Capítulo novo no prazo (aleluia).
Sim esse capítulo volta "ao normal" e creio que vocês vão entender certas coisas melhor. Talvez hoje tenha capítulo da Fanfic Shamy. Aconselho a escutarem a música que está no capitulo ao ler.
Boa leitura :)

Capítulo 8 - The interview on Conan


Fanfic / Fanfiction Behind the Scenes - Capítulo 8 - The interview on Conan

Mayim ON:

Já havia passado uma semana desde a Paleyfest e a festa do elenco. Muita coisa havia mudado desde aquela festa, principalmente com o Johnny.
Recentemente ele estava agindo estranho comigo, do tipo que atende todas as minhas vontades e vive querendo saber o que eu estava fazendo.
Obviamente Jim enloquece por causa disso, mas eu sempre de uma forma tranquila o acalmava na medida do possível.
Naquela quinta feira durante a leitura do script os produtores resolvem dar um anúncio:

- Ok todo mundo.... Obrigado. -Molaro agradece o silêncio.
- Nessa sexta feira o elenco principal foi convidado para uma entrevista no programa do Conan, por isso programem cada um com seus agentes e estejam presentes de preferência todos. Se alguém não puder me avise até hoje no fim do dia. -Molaro finaliza voltando a se sentar.

- Uau... entrevista no Conan... parece legal. -Kunal fala se ajeitando na cadeira.

- Eu adoro essas entrevista com nós todos reunidos. -Melissa diz animada.

- Eu também gosto, principalmente porque alguém sempre acaba sendo zuado. -Simon diz rindo.

- Sim, e sempre é você quem zoa. -Jim fala para Simon.

- A culpa não é minha se o passado de vocês os condena. -Simon diz levantando as mãos para o ar.

- Ah qual é Simon... Vai dizer que nunca fez nada constrangedor? -Kunal pergunta intrigado.

- Não como dançar de cueca azul, como certas pessoas. -Simon fala como indireta para Jim.

- Você está com inveja só porque eu tenho um corpo maravilhoso. -Jim fala sorrindo.

- Eu não sei de nada. Quem deve saber é a Mayim. -Simon brinca me fazendo ficar vermelha.

- Olha ela vermelha de novo... porque tanta vergonha senhora Bialik? -Simon tira sarro.

- Menos Simon. Você sabe que a Mayim não quer nada com a Florzinha aí. -Johnny fala grosso.

- Do que você me chamou? -Jim pergunta sério.

- Ué... me desculpe se foi ofensivo. Você prefere que eu te chame de gay? -Johnny provoca mais.

- Olha só... falou o cara que grava pelado beijando outro cara, aliás todo mundo adorou ver a sua minhoquinha Johnny. -Jim retruca fazendo Johnny trancar a mandibula.

- Ei pessoal... Vamos com calma. Foi só uma brincadeira... -Kunal tenta acalmar o clima.

Johnny fusilava Jim com o olhar, quando Chuck deu as ordens para começarmos a ensaiar as cenas.

- Porque sempre acabam brigando quando falam de você e o Jim juntos? -Melissa sussurra para mim e ri.

- Sinceramente não sei. -Eu respondo sorrindo.

Mayim OFF.
------------------
Jim ON:

Quando estávamos na mesa de leitura, Molaro deu o anúncio que teríamos uma entrevista no Conan.
Peguei meu celular e anotei na agenda:

"Lembrar de ligar para o Bill."

Eu realmente precisava conferir minha agenda com ele. Apesar disso eu faria de tudo para estar lá, afinal Mayim iria e eu queria estar lá também.

Começamos a conversar sobre o quanto era divertido quando nos reunimos até que Simon disse que alguém sempre acabava sendo zuando em entrevistas como essa. Ele estava certo.
Porém o assunto acabou se voltando para mim e a Mayim. Por alguma razão Johnny se irritou e me chamou de Florzinha.
Aquilo fez meu sangue subir e querer estrangular aquele idiota de meio metro. Porém eu o provoquei mencionando da gravação que ele fez beijando outro cara. Aquilo fez com que ele se calasse na hora e ficasse bravo.
Kunal tentou nos acalmar enquanto todos observavam nossa discussão. Respirei fundo e ignorei o idiota do Johnny.
Continuamos os ensaios, me focando em lembrar das falas porém só me focava na cena em que eu teria que beijar a Mayim.
Nunca fui de não conseguir me concentrar, porém eu já estava a um tempo sem toca - la ou ter qualquer contato. Aquilo me deixava totalmente perdido e atrapalhava todos os meus pensamentos.

-Jim? -Chuck me chama.

- Sim. Desculpe eu estava distraído. -Eu digo voltando de meus pensamentos.

- Percebi. -Ele diz rindo.
- Eu disse que já podem ir para as gravações. -Ele repete.

Foi então que percebi que todos já haviam levantado.

-Ok. -Eu digo indo ao camarim.

-Jim? -Chuck me chama me fazendo virar novamente.

-Sim? -Eu pergunto.

- Eu sei que gosta dela. Mas não deixe isso de desconcentrar ok? -Ele diz sorrindo.

- Ahm... eu... Chuck... -Eu falo sem graça.

- Qual é Jim! Tá na cara... -Ele diz rindo.

- Tanto assim? -Eu pergunto.

- Só falta você escrever na testa. -Ele brinca.

Eu sorrio e digo:

- É que não consigo controlar... eu... amo tanto ela sabe? -Eu digo um pouco mais baixo.

- Eu imagino. Eu sempre gostei de vocês juntos, mas não deixe que isso estrague sua carreira ou qualquer outra coisa. -Ele diz erguendo as sobrancelhas.

- Prometo. -Eu eu falo me virando novamente e indo até o camarim.

Sentei em meu sofá e respirei fundo. Mais um vez esvaziei minha mente e li minhas falas.

Jim OFF.
---------------
Todd ON:

- Você vai adorar ele! -Kaley fala animada.

- Quero só ver Kaley... Você sempre diz que eles são legais, mas depois são um bando de tranqueira. -Eu tiro sarro.

- Pode apostar que vai adorar o Sam. -Ela diz com um sorriso.

O garçom aparece e pergunta o que queremos para beber. Depois de fazer os pedidos ele aparece com uma camiseta Xadrez e calça jeans na porta do Bar.
Kaley sorri para mim confirmando que aquele era Sam.

-Uau. -Eu sussurro para ela.

- Gato não é?  -Ela diz me cutucando com o cotovelo.

- Oi... -Ele diz tímido e se aproxima da mesa.

- Oi querido! -Kaley diz beijando ele no rosto.

- Esse é o Sam Todd. -Ela diz nos apresentando.

-Muito prazer. -Eu estendo a mão.

-O prazer é meu. -Ele diz sorrindo.

Kaley se senta ao meu lado e ele em nossa frente.

-Então Sam... Como vai o trabalho? -Kaley pergunta.

-Vai bem... Bom,  pra quem tenta ganhar a vida cantando em Los Angeles até que vai indo. -Ele diz rindo.

- Você canta? -Eu pergunto curioso.

-Bom... eu tento. -Ele ri.

-Ah para de modéstia. Ele canta muito. -Kaley diz.

- Não é pra tanto. -Ele diz corando.

-Deveria passar lá na gravadora um dia. Quero ver se canta tudo isso mesmo. -Eu digo sorrindo.

-Você tem uma gravadora? -Ele pergunta curioso.

-Sou produtor e dono. -Eu falo rindo.

-Uau... seria um prazer. -Ele diz animado.

-Vamos combinar de você ir lá então. -Eu digo.

-Olha só... parece que estão se dando bem e não faz 5 minutos que se conhecem. -Kaley brinca.

- Pois é... -Eu encaro e sorrio.

-Tem pessoas que não precisa de muito para gostar. -Ele diz me encarando de volta me fazendo rir timidamente.

Sam era realmente encantador. E o fato de Jim estar sendo frio comigo só me ajudava mais a gostar dele.
Aquela foi uma noite perfeita. Da qual eu não tinha há muito tempo. E apesar de Kaley só me apresentar como amigo, eu não podia negar que ele me atraia de outra forma.

Todd OFF
--------------

Tomei meu café enquanto observava as ruas de Los Angeles de dentro do carro.

-Como vamos achar ele? -Peter pergunta intrigado.

-Calma. Los Angeles é grande, mas nós temos uma característica bem específica dele. -Eu digo bebendo mais um pouco do café.

-Qual é John... Vamos olhar o queixo de todos os produtores de Los Angeles? -Peter fala com ironia.

-Se não bota fé nessa investigação então não deveria ter aceitado. -Eu falo ainda encarando a rua.

- Eu boto fé... é só que... Você nem sabe em que lugar daqui ele está, ou qual nome ele está usando agora, afinal ele pode ser Paul,Robert, Sam... Ou seja lá o que ele for agora. -Peter diz impaciente.

- Eu já disse Peter. Ele já deixou uma brecha. Eu só preciso juntar tudo.
Até lá nós vamos interrogar cada produtor dessa cidade. -Eu digo finalizando meu café e ligando o carro.

Peter apenas revira os olhos e diz:

- Isso vai ser longo...

-Por isso eu disse pra você tomar café. -Eu digo sorrindo.

-Sorte sua que sou seu amigo. -Peter diz mordendo uma rosquinha de chocolate.
-Maluco. -Ele finaliza com a boca cheia.

- Já dizia Voltaire: Somos todos malucos. Quem não quer ver malucos, deve quebrar os espelhos. -Eu digo encarando a estrada e dirigindo.

---------------
Mayim ON:

Naquela tarde gravamos mais um episódio. Mas por algum motivo, aquele beijo que aconteceria estava me deixando nervosa.
Eu já havia beijado ele milhões de vezes, porém parecia que era a primeira vez.
E para falar a verdade jamais me esqueceria do primeiro beijo em cena.

" Amy está bêbada e vai para o apartamento dela acompanhada de Sheldon.

- Como pessoas inteligentes como nós não fazemos isso toda noite? -Eu digo.

- Quanto é 16 vezes 4? -Jim pergunta.

-Meu arroto tem cheiro de suco de amora. -Eu falo fazendo todo o público rir.

- E... essa é a sua resposta. -Jim fala.

- Quer entrar para uma saideira?

-Se se refere a beber, você sabe que eu não bebo. Se está se referindo a uma dança, nós já dançamos. -Ele responde.

-Eu tenho achocolatado Yoo-Hoo.

- É difícil dizer não para Yoo-Hoo. -Ele diz entrando no apartamento.

Tentei me concentrar na cena, mas eu sabia pelo que estava por vir. E a partir dali tudo passou em um piscar de olhos.
Quando percebi, já estávamos no sofá e eu havia falado a última frase antes do beijo.
Me apoiei com as mãos no sofá e beijei os lábios dele. De início foi algo automático, porém aqueles poucos segundos duraram uma eternidade.
Me afastei dele e encarei Jim por alguns segundos.

-Fascinante. -Ele diz igual no script.

Finalizei a cena, com Amy indo vomitar no banheiro. A partir dali que eu percebi o quando eu queria beija-lo cada vez mais. "

O primeiro beijo. Podia não parecer mais que uma cena, mas para mim foi muito além. Talvez ali que eu descobri que ele era meu mundo. Todo o meu mundo.

(Sia- Midnight Decisions)

"Remember when we had it all?
Remember when you took my calls?
You were my whole world
You were my whole world
Not a thing said to me
Question now if my heart bleeds
You were my whole world
You were my whole world

I can't stop watching my phone
Can't turn it off
What is wrong with me?
I can't, baby
But if you change your mind
Then I'll miss it
Now I'm crying alone
Hotel, never much fun
Not when there's nobody to catch your tears
Out here
Last night we made some midnight decisions

Did I mess up? oh God I hope I didn't
It's all a blur when we talk through the liquor
I always regret midnight decisions..."

-Mayim? -Chuck me chama.

-Sim? -Eu respondo.

-Daqui a pouco você entra. -Ele avisa.

-Ok. -Eu digo me posicionando e esperando para a cena.

[...]

-Amy... Você é importante pra mim... E eu não quero que vá. -Jim fala.

-Sheldon... Eu.. -Eu digo enquanto ele se aproxima e me cala com um beijo.

O público vibra com o beijo. Jim se afasta e ri.

-Jim! -Eu repreendo ele rindo.

-Opa, parece que vamos ter que refazer. -Jim fala ironicamente.

-Você fez de propósito. -Eu sussurro para ele.

- Imagina... -Ele sorri e se posiciona para refazer a cena.

E aquela noite repetimos 7 vezes a mesma cena.
Eu ria do fato de Jim sempre se aproveitar para me beijar em público. Mas eu adorava aquilo tanto quanto ele.

Mayim OFF.
---------------
Jim ON:

Aquele dia passou muito rápido. Quando percebi eu estava deitado em minha cama encarando o teto e ainda não havia dormido.
Peguei meu celular e vi a hora.

"2:05 da manhã."

Todd dormia ao meu lado e resolvi pegar o celular e mandar uma mensagem para ela.

"Hoje o dia foi ótimo... queria ter errado mais vezes para poder te beijar mais, mas as pessoas iam começar a desconfiar. Até agora não dormi pensando em você..."

-Enviar-

Depois de mandar aquela mensagem larguei meu celular no criado mudo e peguei no sono.

--No dia seguinte--

Meu celular desperta as 8 como de costume.
Abri lentamente os olhos e minha visão foi voltando ao normal. Olhei para o lado e Todd ainda dormia tranquilamente. Peguei meu celular e vi que havia uma mensagem:

"Eu teria repetido mais também, mas como você disse: as pessoas iam desconfiar que era só para poder te beijar mais vezes. Você sempre atrapalha meu sono também, então acho que estamos quites.

-Mayim, 7:40 am."

Sorri ao ler a mensagem dela. Todd se remexe na cama e rapidamente antes dele acordar escrevi uma última mensagem:

"Ainda me deve aqueles 5 minutos...."

Não demorou para ela me responder:

"Não se preocupe, eu não esqueci não. ;)"

Bloqueei o celular e desci as escadas onde Rufus e Otis já estavam me esperando.

-Bom dia garotos. -Falei fazendo carinho neles.

Peguei meu cereal no armário da cozinha e sentei na mesa. Meu celular da um aviso:

"Lembrar de ligar para o Bill."

Disquei o número dele.

-Jim! O que foi cara?

- E aí Bill... Então, tenho uma entrevista hoje a noite no Conan, se eu tiver algo agendado cancele. -Eu digo enquanto comia o cereal.

- Mas você tinha que assinar a papelada da produtora hoje Jim. -Ele diz.

- Ah droga! Enfim... a papelada pode esperar. Cancele.

- Mas Jim... -Ele tenta insistir.

- Bill! C-A-N-C-E-L-E. -Eu digo firme.

-Tudo bem... cancelado. Até mais Jim.

- Até. -Eu digo desligando o celular.

-Quem era? -Uma voz pergunta atrás de mim.

-Ah... Bill, pedi pra ele cancelar meus compromissos de hoje. Tenho uma entrevista no Conan. -Eu digo me virando e vendo que era Todd.

- Mas e a papelada da produtora? -Ele pergunta sério.

-Eu faço isso outra hora Todd. Além que meu advogado tem que ler antes... -Eu falo.

- Bom... tudo bem. -Todd fala sentando na mesa com um café.

- Bebendo café ? -Eu estranho.

- Sim, porque? -Ele pergunta normalmente.

-Você odeia café. -Eu digo parecendo óbvio.

- É... odiava. Mudei. -Ele diz tomando mais um gole.

-E o que fez você mudar de repente? -Eu pergunto curioso.

-Nada de mais... Kaley me levou em uma cafeteira muito boa. -Ele diz ainda bebendo o café.

-Você saiu com a Kaley? Quando? -Eu questiono.

- Ontem. Não foi nada demais Jim. -Ele bebe o último gole e se levanta levando a xícara para a pia.
-Vamos passear bebês? -Ele fala com Rufus e Otis.

-Vai sair? -Eu pergunto.

- Sim, vou levar eles para passear já que vai estar ocupado hoje. -Ele diz sorrindo.

-Tudo bem... Eu vou me arrumar e ir até a Warner acertar umas coisas e depois vou pro Conan gravar. -Eu digo me levantando e subindo as escadas.

"Estranho..." -Pensei comigo enquanto subia até o quarto.

Jim OFF.
----------------
Mayim ON:

Era de manhã cedo quando peguei meu celular e vi que havia uma mensagem do Jim:

" Hoje o dia foi ótimo... queria ter errado mais vezes para poder te beijar mais, mas as pessoas iam começar a desconfiar. Até agora não dormi pensando em você...

-Jim, 2:05 am."

Escrevi uma resposta e um tempo depois ele responde:

" Ainda me deve aqueles 5 minutos....
-Jim, 8:12 am."

Sorri ao ler.  Respondi que não havia esquecido.
Depois disso larguei o celular e resolvi tomar um bom café,  junto com meus meninos.
Me foquei na entrevista que teria naquele dia, entretanto não perdi o momento de ficar próxima dos meus filhos.

- Então... Miles. Como vai a escola? -Eu pergunto.

-Vai bem... -Ele diz comendo um biscoito.

-Fez algo de interessante lá? -Eu tento fazer ele falar um pouco mais.

- Não... -Ele ainda comendo.

-Porque está tão quieto? -Eu questiono.

-Por nada. -Ele novamente fala poucas palavras.

Fred retruca:

-É porque ele está apaixonado...

-Cala boca! -Miles empurra Fred.

-Ei! -Eu repreendo os dois.

- Apaixonado? -Eu falo curiosa.

- Não é isso... -Ele fala corando de vergonha.

- Qual é o nome dela? -Eu pergunto.

- Ahm...É Sarah... -Ele fala envergonhado.

- Hum... um dia eu vou conhecer a Sarah? -Eu provoco ele.

- Não sei mãe... -Ele fala ainda com vergonha.

- OK... Vou parar de pegar no seu pé. -Eu falo rindo.

Naquele momento eu vi o quanto meus filhos estavam crescendo rápido demais.
Terminamos o café e eu levei os meninos para a escola.

- Tchau mamãe... -Fred fala antes de fechar a porta.

-Tchau meninos. -Eu falo acenando de dentro do carro.

Fiquei alguns segundos observando eles e vi Miles se aproximar de uma menina dos cabelos castanhos e lisos. Provavelmente era Sarah. Sorri ao ver ele entregar uma flor para ela.

"Aprendeu rápido..." -Pensei antes de dirigir para a Warner.

Mayim OFF
------------
Jim ON:

Ao chegar na Warner, estavam todos reunidos para uma reunião antes da entrevista. Me sentei em meu lugar e percebi que a Mayim ainda não havia chegado. Chamei o Kunal e disse:

-Cadê a May?

- Não sei cara... acho que ela se atrasou.

- Porque o interesse Jim? -Johnny me provoca.

- Por causa do Noé. -Eu retruco.

- Noé? -Ele fala confuso.

-Noé da tua conta babaca. Cuida da tua vida. -Eu tiro sarro.

- Ai nossa que engraçado... -Ele fala com sarcasmo.

-Ah qual é cara, foi boa. -Kunal fala rindo.

Começamos a rir e Mayim chega apressada. Johnny aproveita a oportunidade e diz:

- Eu guardei um lugar do meu lado pra você May... -Ele diz puxando a cadeira e me encarando.

Tranquei a madibula e o fusilei com o olhar. Mayim acaba se sentando ao lado dele, fazendo ele sorrir para mim. Eu queria arrancar o sorriso dele no soco. Kunal percebendo minha irritação sussurra:

- Não da bola para ele...

Respirei fundo e virei o rosto prestando atenção em Chuck que dizia:

- Muito bem pessoal.... Vamos daqui a pouco para o programa do Conan. Não há muito o que repassar, afinal vão falar sobre a série... Apenas lembrando que vamos todos na van aqui do estudio e iremos sair as 3 da tarde em ponto. Até lá as meninas tem tempo para se arrumar. Nos vemos aqui de tarde. -Ele diz nos liberando.

Após Chuck liberar todos Johnny tenta puxar Mayim para conversar, porém ela desvia vindo em minha direção.

- Oi Jim. -Ela diz me beijando no rosto.

- E aí May? Perdeu o ônibus? -Eu brinco.

- Nem me fale... Fui levar os meninos para a aula e acabei me atrasando. -Ela diz.

- Entendi. Tudo certo pra hoje à tarde? -Eu pergunto.

-Sim, vai ser uma loucura, mas já estou com tudo agendado. -Ela sorri.

- Que bom... Ahm.. May. Depois da entrevista eu estive pensando se você não quer ir jantar comigo. -Eu pergunto.

- Só com você? -Ela ri.

- Sim, porque? -Eu falo rindo.

- Não seria estranho? -Ela questiona.

- Porque seria? Somos dois bons amigos jantando. -Eu dou uma piscada para ela.

- Tudo bem então. -Ela sorri.

-Ótimo. Até depois então... -Eu digo beijando a bochecha dela e depois encarando Johnny que ficava nos olhando o tempo todo.

"Você não vai ganhar de mim babaca." -Pensei enquanto ia para o estacionamento.

Jim OFF
--------------
Mayim ON:

"Cabelo... Ok... Roupa...Ok...Chaves...Ok" -Eu repassava tudo em minha mente antes de sair de casa.

-Tudo pronto. -Falei para mim mesma.

Peguei minha bolsa e dirigi até a Warner. Não demorou muito para chegar lá. Eram 2:35 da tarde quando cheguei.
Jim estava lá encostado no Ford dele e não havia mais ninguém ainda.
Estacionei na minha vaga e Jim sorriu ao me ver.

- Cadê todo mundo? -Eu pergunto assim que sai do carro.

- Não chegaram ainda. -Ela diz vindo em minha direção.

- E o que você está fazendo aqui? -Eu pergunto desconfiada.

- Eu sabia que viria bem mais cedo, afinal você atrasou hoje de manhã e não iria querer repetir isso. -Ela diz sorrindo maliciosamente.

- E você veio mais cedo porque...?-Eu falo me fingindo de desentendida.

- Ah não sabe o porque? Vou te mostrar então. -Ela diz me pressionando contra meu carro.

- Jim! Aqui não... Tem câmera aqui! -Eu afasto ele.

-Beleza então. Vamos pra onde não tem. -Ele diz me puxando pela mão.

- Jim! -Eu tento impedir ele em vão.

Ele me guia pela mão até dentro do set da Warner. Ele passa pelos corredores indo em direção a uma sala onde era guardado os figurinos. Aquela era uma das únicas salas das quais não havia câmeras.

- Jim! Se alguém pegar a gente aqui... -Ele me interrompe colocando o dedo sob meu lábio.

-Se alguém vier aqui, estávamos apenas provando algumas roupas do figurino. -Ele diz me segurando pela cintura e puxando contra ele.
- Além de que você me deve 5 minutos. -Ele diz sussurrando em meu ouvido e mordendo o lóbulo da minha orelha.

- Jim... -Eu sussurro o nome dele.

- Isso... Fala meu nome... -Ele diz depositando beijos no meu pescoço e me fazendo arrepiar toda.

- A gente não pode... -Eu falo quase perdendo o fôlego com os toques dele.

- Eu não consigo me segurar mais. Eu tô desde aquela festa após a Paleyfest me segurando para não te agarrar Mayim. E hoje eu não vou me segurar mais. -Ele diz me erguendo no colo e me pressionando contra uma das paredes, enquanto volta a chupar meu pescoço com força.
Eu gemia baixinho enquanto sentia o membro dele roçar entre minhas pernas.
Jim puxava meu vestido tentando tira-lo e eu paro ele no meio da cintura.

-Porque parou? -Ele pergunta me encarando.

- Você pediu 5 minutos. Então vai ser rápido. Não temos tempo pra tirar tudo. -Eu falo beijando ele nos lábios.

Ele sorri e abre o zíper da calça deixando o pênis dele para fora. Ainda me segurando contra a parede ele afasta minha calcinha para o lado e esfrega o membro dele sob minha entrada me fazendo agarrar os ombros dele e morder meus lábios.

-Você quer rápido? Então vou realizar teu desejo. -Ele fala me penetrando de uma vez só.

Dei um gemido alto e ele começa a bombar com força e me pressionando contra a parede. Cravei minha unhas nele e comecei a gemer alto:

- Ai Jim... Meu deus... Ai...

Ele não parava um segundo e eu sem fôlego sentia um orgasmo intenso vir em questão de pouco tempo.

-Oh deus... -Eu falo sentindo todo meu corpo se contrair em um orgasmo.

Ele continua a estocar sem parar, arfando e eu via a testa dele escorrer suor.
Jim continua até eu sentir outro orgasmo vindo me fazendo gemer ainda mais alto.
Mais uma vez fui ao delírio com um orgasmo intenso. Sentia minha intimidade pulsar de tesão e antes de gozar ele me solta do colo e vira para o lado soltando um gemido rouco. Vi o líquido branco escorrendo e aproveitei para finalizar tudo aquilo me ajoelhando e chupando ele. Ele me encara surpreso e com tesão pela minha atitude.

-O que foi? -Eu pergunto rindo e me ajeitando.

-Você é maravilhosa... -Ele diz sorrindo e me beijando em seguida.

Eu sorrio e ele intensifica o beijo,porém eu olho no relógio e digo:

-Melhor voltarmos. Eles já devem estar chegando.

Jim hesita, mas concorda e exatamente quando chegamos lá Kunal estaciona o carro dele.
Ele sai do carro e diz:

- E ai meu casal favorito!

Nós rimos e ele diz:

-Ah qual é! Vocês só acham que me enganam. -Ele diz rindo.

Eu olho para Jim e ele sorri. Kunal diz:

-Aposto que vocês estavam se pegando... Opa ai vem a nojenta. -Ele diz olhando Kaley chegar em um carro esporte. Ela de dentro do carro olha para Kunal e diz:

- Era só o que faltava não é Kunal? Você está ocupando duas vagas. -Ela reclama.

-Querida meu carro abre as portas para cima, por isso eu preciso de mais espaço. -Ele retruca.

Kaley revira os olhos e estaciona em outra vaga.

-A megera já chegou encrecando. -Kunal fala nos fazendo rir.

Em seguida chegam Simon e Melissa.
Melissa se aproxima nos cumprimentando e pergunta:

- Estão aqui muito tempo?

-Eu acabei de chegar, mas a May e o Jim estão aqui a um tempo já... -Kunal ri maliciosamente.

Kaley revira os olhos e Simon diz:

-Credo Kaley, que coisa de mal amada essa sua atitude. -Ele a repreende.

-Pro seu governo Simon, eu não sou mal amada. Jim é compromissado e eu revirei os olhos porque eu sei o quanto doí ser traída. -Ela retruca.

Jim simplismente pede licença e se afasta e eu vou atrás dele gritando:

-Jim espera!

Ele para de andar depois de um tempo e se vira para mim dizendo:

-Ela ta certa May.

-Quem? -Eu pergunto.

-Kaley. Isso tudo... Nós dois... -Ele diz com a voz embargada.

- Então é isso? E o que você pretende fazer? -Eu pergunto irritada.

- Eu não sei... Quem sabe eu possa consertar meu relacionamento... -Ele diz passando a mão sob os cabelos.

Eu dou uma risada indignada e digo:

-Quer saber Jim? Faz o que você quiser. -Eu me viro e volto para onde todos estavam.

Kunal pergunta o que aconteceu,mas eu prefiro não mencionar para não doer ainda mais.
E em silêncio eu fui para aquela entrevista.

Mayim OFF
---------------
Jim ON:

Tudo estava ótimo, até a Kaley chegar e jogar na minha cara que eu era um traidor. Naquele instante senti um ruim por dentro que me fez sair dali com pressa. Mayim me seguiu e eu acabei comentendo a besteira de pensar em consertar meu relacionamento com Todd. Me arrependi na mesma hora, porém já era tarde. Eu havia a magoado.
E com aquele clima pesado fomos até o programa do Conan.
Ao chegar lá obviamente fingimos estar tudo bem, porém eu sentia ela me ignorando a todo momento.
Aguardamos Conan chamar nossos nomes e entramos. O publico aplaudia e gritava mesmo depois sentarmos. Conan diz:

-Podemos continuar, temos tempo ainda. -Ele diz nos fazendo rir.
-Foram 3 minutos até vocês sentarem e mais 20 de aplausos. Isso parece legal, não?

-É bem legal... -Johnny diz.

- Eu tenho que perguntar para vocês... Já que nessa temporada vocês completaram 200 episódios. Voltando no tempo... Vocês se sentem velhos? -Conan pergunta.

- Eu não, tenho um ótimo peitoral. -Simon brinca.

Conan ri e eu digo:

-É engraçado que provavelmente quando acabar vamos pensar: Meu deus já foi a minha vida toda nessa série, mas por enquanto é apenas um trabalho que passa rapidamente. -Eu digo.

Conan continua a entrevista onde Kaley fala sobre a vaga do carro que Kunal ocupa, Simon fala sobre os exercícios que ele faz antes do show e outras diversas coisas. Até que quase no final Conan diz:

- Tem uma história em que Johnny e Mayim trabalharam juntos quando crianças...no show Blosson Johnny foi um ator convidado.

- Sim eu tinha 14 anos... -Mayim começa a falar.

Eu já conhecia a história e brincando faço sons de beijo com a boca. Mayim continua:

- Nós nos beijamos...

- Foi nosso primeiro beijo em frente as cameras não é? -Johnny pergunta a ela.

Ela concorda e Conan pergunta:

- Foi o primeiro beijo dos dois atuando?

-Sim... e foi o meu primeiro beijo da vida real também. -Mayim enfatiza.

- Façam de novo! -Kunal brinca.

-Não! -Mayim fala rindo.

Eu começo a rir por ela ter negado rapidamente e depois digo:

-Que tipo de show é esse? É doentio...

Conan rindo diz:

-Kunal diz a coisa certa na hora certa.

Eu começo a rir por causa do nervosismo. Todo aquele papo da Mayim beijar outro me deixava tenso.
Conan mostra a foto dos dois quando criança e todos riem. Depois ele pergunta:

-Vocês ficaram mais amigos depois desse beijo?

- Nós tentamos por um segundo. -Johnny fala.

-Nós...nós tentamos...-Mayim ri.

-Bem vamos continuar então, após os comerciais. -Conan fala cortando para a pausa.

Dei graças a deus , mas não por muito tempo. Conan sugere:

-Sabe o que seria legal? Se vocês voltassem do intervalo se beijando, aliás fingindo um beijo. Kunal com Melissa, Jim com Kaley e Mayim com Johnny.

- Por mim tudo bem. -Mayim concorda rapidamente.

- Por mim também. -Eu retruco com raiva por ela aceitar beijar o Johnny.

-Eu não beijo ninguém? -Simon fala indignado.

-Se quiser depois eu te beijo cara. -Kunal brinca.

-Quer saber? To bem assim. -Simon muda rapidamente.

Conan ri e diz:

-Tudo bem então. Quando eu anunciar a volta é a deixa de vocês.

Assim que ele anunciou a volta fingimos o beijo. Porém Conan repassa a cena no telão e como uma facada no estômago, eu vi que ela havia dado um beijo de verdade no Johnny.
Me controlei para não levantar um meter um soco nele. Mal me concentrei até o fim do programa e quando finalmente acabou, puxei a Mayim para um canto e disse:

-Qual é o seu problema?

- Você! Você não ia consertar seu relacionamento? Eu estou seguindo em frente Jim. -Ela diz se soltando de mim.

Naquele momento tive ódio. Não dela, mas de mim mesmo por afasta-la e por eu ser tão burro.

Jim OFF.
-----------

Meu plano podia ser considerado perfeito. A única coisa que não o deixava perfeito era ela. Mas ela não iria me atrapalhar por muito tempo... Não depois daquele beijo.
Afinal eu vi tudo bem de perto...
Na primeira fila daquela platéia.

--Continua--


Notas Finais


Ok amores, primeiramente tenho que agradecer a todos os comentários. Eu amo todos, e repondo todos eles por mais curtinhos que são, por isso comentem!
Me digam o que estão achando da fic, se estão entendendo e o que estão achando de tudo.
Beijos e até o próximo!

P.S. Quem não favorito crie uma conta pra me acompanhar.
Tenho uma fic Shamy e tem cap novo hoje (talvez).

Tenho uma Fic de capítulo único pra quem não leu aconselho a ler.

P.S.S. Não esqueçam de comentar, me ajuda muito!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...