História Behind The Secrets - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Ryan Butler
Visualizações 3.275
Palavras 3.628
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Postando com antecedência porque deu vontade <3

Capítulo 29 - Our moment


- Quantos anos vocês tem? Parem com isso. - Adriele disse rindo da cara deles, que pareceram cair na real, que aquela discussão estava ridícula.

- Até parece que você vai conseguir transar no quarto daqui mesmo, com esses três babacas do lado. - Continuou e revirou os olhos. 

- Não se mete Adriele. - Falei olhando para ela, e voltei para o nosso apartamento. Tirei a blusa e a calça, e passei o filtro solar. Vesti meu biquíni roxo escuro e um shorts jeans bem curto por baixo. 

- Amor, fala para ele aceitar logo que a cama de casal é minha... - Entrou no nosso quarto, e eu estava terminando de fechar a parte de cima do meu biquíni. - Saiam daqui porque ela está se trocando.

- Como você é besta. - Falei rindo, e ele ficou me olhando. - Pra quê discutir sobre isso? Está perdendo o horário para o café. Não vai desfazer sua mala agora?

- Caramba... Você vai sair assim? - Falou descendo seu olhar por todo o meu corpo. 

- Não começa Jay. - Falei e dei o filtro nas mãos dele. - Aproveite que você não está fazendo nada, e passe em mim, por favor. 

- Tá. Depois nós vamos tomar café, ok? - Falou olhando-me através do espelho, e passou o protetor por toda as minhas costas, massageando-me. As mãos dele são tão fortes, que foi relaxante.

- Mellanie... Vamos? - Adriele apareceu com uma regata estampada e um shorts parecido com o meu. Deixei meu cabelo solto, e guardei o celular no bolso. Assenti e puxei o Justin pelas mãos, que parou no banheiro para lavar as mãos, assim como eu, e vesti uma regata clara, apenas para não ficar só de biquíni. Saímos do apartamento, e pendurei a chaves no meu pescoço, só para não perder tão cedo.

- Eu consegui a cama de casal. - Falou baixo e vitorioso, enquanto atravessávamos o corredor.

- Menos Jason, menos. - Tive que falar Jason, para me acostumar a chamá-lo assim por pelo menos essa semana em que estaremos fora de casa. Não posso dar um deslize desses, e chamá-lo de Justin, mesmo que seja sem querer. Ele pegou na minha mão e entramos no elevador com o John. A Adriele é muito amiga dele, até mais do que eu, então eles ficaram conversando. Fomos até o hall, e passamos direto para o refeitório.

Por sorte, a fila estava bem pequena e começamos a servir o nosso café da manhã. Peguei alguns salgados diversos, biscoitos e um copo com suco natural de morango. Sentei-me na mesa sozinha, e logo o Justin veio até mim, sentando-se ao meu lado.

- Você vai passear com os meninos por aí? - Falei ao tomar um gole do meu suco, e os dois logo sentaram-se em nossa frente.

- Acho que sim. Onde você vai? - Falou curioso.

- Não sei ainda. Quero conhecer tudo por aqui, antes do almoço. - Falei e ficamos ouvindo uma música desconhecida que tocava, nos animando. Logo que terminamos o café, deixamos o hotel, e fomos para a área das trilhas, que é o lado oposto para a praia. Nós quatro começamos a andar, e fomos até uma área em que haviam vários turistas, repletos por guias turísticos e trilhas, música alta tocando, piscinas artificiais e brinquedos radicais mais para a frente.

- Eu já volto Mellanie... Vem John. - Eles logo sumiram da minha vista, e percebi que ela tinha feito isso de propósito, talvez para que eu passasse mais um tempo com o Justin, já que acabamos de chegar aqui.

- Ela fez isso de propósito, não fez? - Falou rindo.

- Sim. - Respondi e continuamos andando. - Onde você quer ir? - Comecei a andar de costas, ficando na frente dele.

- Qualquer lugar, desde que ninguém nos atrapalhe. - Articulou tranquilo e ameaçou me fazer cócegas. Antes que ele dissesse algo, passei a correr o mais rápido que pude, sem saber para onde ir. Passamos por alguns dos turistas, e ele tentou me pegar, que não conseguiu. Demos a volta em uma piscina, e corri para uma cabana próxima a uma das árvores, que por sorte estava vazia. Ele logo entrou e me pegou por trás, segurando minha cintura. - Peguei mocinha. 

- Assim não tem graça. - Falei exausta, e ele segurou minhas pernas, dando-me impulso para que subisse em seu colo. Enganchei meus braços em seu pescoço, e ele beijou-me nos lábios, virando seu rosto até achar a posição mais confortável. Mordi seu lábio devagar, e colei ainda mais seu corpo no meu, grudando minhas pernas em volta de sua bunda. 

- Vamos para alguma piscina? Está tão calor. - Falou ao pausar o beijo e selou nossos lábios diversas vezes.

- Qual delas? - Falei baixo e ele me colocou no chão.

- Não sei. Vamos procurar uma que não esteja tão vazia. Temos que nos enturmar. -  Falou como se fossemos os excluídos da turma.

- Você tem que se enturmar. Eu já converso a todo momento com todas as pessoas. - Falei ao tirar minha blusa, deixando-a na cadeira de praia, junto com meus óculos e o meu celular. Ele ficou parado, me olhando e logo tirou os óculos.

- Ai porra... Eu não posso entrar na água agora. - Falou ao desviar o olhar, e jogou seu celular em cima da minha blusa, e pegou duas toalhas. - Estou com as lentes.

- Tire-as e fique só com o óculos. - Falei como se fosse óbvio.

- Elas estão na minha mala, lá no apartamento. - Falo todo preguiçoso, e sentou-se na cadeira, ficando quase deitado para tomar sol. - Eu não vou buscar.

- Então fiquei aí, porque eu estou morrendo de calor e vou com o pessoal da nossa sala. - Falei ao tirar o shorts, e fiquei apenas com o biquíni. Ele segurou minha mão, e analisou meu corpo. - Seja mais discreto.

- Desculpe, não dá. - Falou risonho. - Eu vou tirar as lentes. Não saia daqui. - Falou autoritário e deu-me um selinho.

- Você não manda em mim. - Falei ao mostrar a língua e ele riu. Fui até o outro lado da piscina e o pessoal da nossa sala estavam conversando e rindo, enquanto a música tocava alto. Mergulhei perto deles e fiquei ao lado do John. - E aí gente. Já conheceram algo por aqui?

- Só quero saber de piscina por hoje. - Brandy disse ao apoiar com os braços na borda. - Você foi a algum lugar? - Falou.

- Só caminhei um pouco. Ainda estou meio perdida por aqui. - Falei olhando para eles.

- Vocês já repararam em quantas garotas gostosas tem por aqui? - John disse risonho, e Logan e os outros garotos concordaram.

- Com certeza. Uma mais encorpada do que a outra. - Logan falou todo bobo, olhando para as outras garotas da piscina. - Essas daqui então. - Apontou para mim e para a Elle, da outra sala que também estava com a gente. 

- Babaca. - Ri. - Você tem namorada. 

- Não tenho não. - Respondeu rápido. - Achamos melhor liberar um pouco, por conta da viagem. - Falou safado e continuou olhando para as outras garotas. Apenas ri, e mergulhei novamente, por ainda estar morrendo de calor.  Olhei para a cadeira em que estavam as minhas coisas, e o Justin apareceu apenas com um shorts azul, e óculos escuros. Agora sim, todos verão as várias tatuagens que ele tem pelo corpo todo. Olhei-o distante, que logo mergulhou e veio até mim, me pegando pelas pernas.

- JASON. - Gritei e ele me afundou na água, o que não era muito difícil, já que a água batia no meu pescoço. Os outros ficaram rindo assim que consegui respirar, e ele me abraçou por trás. - Idiota.

- Cara, quantas tatuagens você tem? - John falou intrigado.

- Sei lá, umas 25. - Falou olhando para o próprio braço. - Por que?

- Eu acho demais garotos todos tatuados. - Lissy se pronunciou, e quase levou um chute na cara. Justin sorriu falso, e deu-me um beijo no rosto. 

- Eu também. - Respondi-a e logo sorri. Justin ficou conversando com eles, enquanto eu puxava algum assunto com a Brandy, para que a Lissy parasse de ficar cochichando com ela, provavelmente falando sobre o meu namorado.

- Já tem algum pretendente por aí, Brandy? - Arqueei uma das sobrancelhas, e ela riu.

- Quem dera. Ainda preciso conhecer os garotos daqui. Tem uns que estão jogando tênis, mas eles são tão lindos, que eu quase fui falar com eles.

- Eu quero ver! Será que eles ainda estão lá? - Falei curiosa. Justin logo parou de conversar com eles, e ficou me encarando.

- Mellanie! - Falou tentando parecer sério, e os garotos riram. - Você não vai lá. - Falou voltando a ficar sério.

- Nem tente ficar me controlando. - Soltei-me dele, que parecia surpreso, e saí da piscina com as meninas. Fui até onde estava meu celular, e me sequei com a enorme toalha, deixando-a lá para secar. Peguei meu celular e saí de lá com elas. Olhei disfarçadamente para trás, e todos eles estavam nos olhando, inclusive o Justin. Do jeito que ele é todo fresco, provavelmente ficará irritado porque eu o deixei sozinho, mas acho que temos que aproveitar esses dias com os nossos amigos, principalmente as festas. Espero que ele esteja ciente de tudo isso, porque eu não quero me excluir dos meus amigos pro vontade própria, e muito menos ser excluída por ficar só com o Justin. Claro que eu quero passar um bom tempo com ele, mas temos que ter a noção de quando devemos ou não. 

Saímos da área da piscina, e a Brandy foi nos guiando até a quadra de tênis. Haviam cerca de 10 rapazes lá dentro. Enquanto uns jogavam, os outros ficaram olhando, tomando cerveja e ouvindo música alta. A cada canto deste lugar, havia um estilo de música diferente tocando. Paramos para olhá-los, que não notaram nossa presença, já que estávamos um pouco distantes.

- Meu Deus! Eles são maravilhosos. - Falei boquiaberta com todos. Eles eram realmente lindos, e devem ter lá seus 20 anos. Parecem aqueles atores de Hollywood que deixam qualquer garota louca. Quase não eram tatuados, o que mostrava mais o corpo deles, que estavam sem camisa, sorrindo feito bobos. Nos sentamos nos bancos do hall e ficamos olhando todos eles, de frente para o sol, aproveitando assim para secar mais rápido.

- Sim! Quero saber o nome daquele de bermuda verde. - Lissy apontou discretamente, e era um dos mais bonitos. Já eu, achei o de preto ainda mais bonito. Ele tinha um estilo diferente... De certo, era parecido com o Justin.

- Eu sou mais o de preto. - Falei rindo.

- E o seu namorado Mellanie? Acho que ele não gostaria de te ver olhando esses caras. - Brandy disse esperando que eu falasse sobre o meu namoro com ele.

- Olhar não tira pedaço. - Falei rápida. - Faz parte da adolescência. - Dei os ombros e continuamos olhando-os. - E como não tem problema algum olhar, preciso tirar uma foto daquele de preto. - Peguei meu celular e abri a câmera. Tentei ser o mais discreta possível quando tirei a foto, em que ele e mais um homem estavam de costas, depois olharam para nós. 

- Garota espera. - Elas riram. - Imagina se ele tiver percebido que tiramos essas fotos? - Brandy guardou o celular e tentamos olhar para o lado oposto, fingindo que não estávamos observando eles. Passamos mais alguns minutos sem fazer nada, e a Lissy quis ir para o nosso apartamento, tomar banho para não ficar toda molhada por aí. Que sem noção. Se ela está em um resort, a coisa mais normal que iremos ver por aqui, será as pessoas com roupa de praia, não?! Entreguei as chaves para elas, e fui passear. Quem sabe assim eu encontro alguém conhecido.

Fui para o lado oposto da quadra, e ouvi um ''Psiu'' desconhecido. Continuei andando, e ouvi a mesma palavra novamente. Virei-me de costas e aquele garoto de bermuda preta estava parado com os braços cruzados.

- Você chegou hoje aqui? - Disse curioso e sorriu de lado. Que perdição! Ele tinha os olhos exatamente da cor do Justin, um mel quase esverdeado.

- Sim... Por que? - Falei sem muita conversa. 

- Eu e meus amigos vimos você sentada com outras garotas, e decidi vir perguntar. É da Califórnia?

- Sim. Como sabe? - Deve ser pelo meu sotaque, que eu particularmente acho fraco. Já ele, tenho certeza que é desta região.

- Seu sotaque. - Riu. - Sou o Daniel. - Assenti processando o que ele disse, e sorri tentando parecer simpática.

- Sou a Mellanie. - Falei e deixei ele sozinho. Se eu ficasse lá mais um pouco, não seria uma boa ideia. Continuei andando, e dei de cara com o Justin.

- Quem era aquele cara Mellanie? - Falou sério. Não acredito que ele chegou a tempo e me viu falando rápido com aquele desconhecido. - Você me deixa por meia hora e já está dando mole para outro garoto? - Continuou esperando minha resposta.

- É o Daniel. - Falei seca.

- Grande merda. Olha aqui, eu não quero você por aí com outros garotos, porque você é minha namorada e não tem que ficar de olho em ninguém, a não ser eu. - Ele estava realmente me dando um sermão, só porque aquele cara perguntou meu nome.

- Calma Justin, ele só veio perguntar meu nome e de onde eu sou. - Falei para que ele se acalmasse. - Aliás, eu não estou dando mole para ninguém, se é o que você quer saber. - Falei já intrigada com o que ele me disse, e continuamos andando para sair de perto de todos.

- Eu não quero ele perto de você. Se for assim, diversas garotas gostosas virão até mim e eu vou ficar papeando com elas, e depois te digo que foi só uma conversa. - Falou como se eu estivesse mentindo para ele.

- Eu já falei para você parar com essa implicância desnecessário Justin! Se você quer aproveitar essa viagem para pegar quantas garotas quiser, você me fala, e nós damos um tempo. - Não acredito que disse isso a ele, mas foi a primeira coisa que me veio à cabeça. Suspirei ao perceber o que eu havia dito, e ele estava boquiaberto, literalmente. 

- Não acredito que você me disse isso. - Falou e continuou andando, ainda ao meu lado. - Vai conhecer pessoas novas então. - Passei rápido por ele, e continuei andando em direção ao nosso prédio. Ele se irrita com o nada, e depois ouve o que não quer. É claro que eu falei da boca para fora, mas o que ele disse até agora foi meio óbvio, que está se roendo para não ficar com outras garotas, só porque estamos namorando. 

Parei de andar e ele já estava distante, ainda com os óculos. Pude ver suas tatuagens no começo das costas, e seu corpo todo malhado. Corri até ele e pulei em suas costas, que automaticamente me segurou pelas pernas e riu.

- Não vamos brigar por bobeira Jay... - Falei tentando olhar para ele, que balançou a cabeça. - Estamos aqui para nos divertir e aproveitar. - Ele continuou assentindo e lambeu os lábios. 

- Podemos tentar. - Falou sorridente. Ele continuou caminhando comigo em sua costas e entramos na recepção do prêmio. Ele me colocou no chão, e esperamos o elevador.

- Preciso desfazer minhas malas. - Falei assim que a porta se abriu, e não havia ninguém. 

- Eu também. - Falou e nos olhamos no espelho. Meus cabelos estavam horríveis, e eu já estava começando a ficar vermelha. Ele deu um beijo no meu ombro direito, subindo até o meu pescoço. Fechei os olhos e logo as portas do elevador foram abertas. Saímos no corredor e a Lissy estava deixando o quarto com a Brandi. Ambas vestidas com uma roupa fresca, provavelmente acabaram de tomar banho. Elas nos olharam, e estiquei uma das mãos para que ela me desse a chave.

- Depois eu levo para você. - Falei assim que ela me entregou, e o Justin foi até a porta dele, que por sinal estava trancada.

- Merda. A chave está com o Logan. - Bateu na maçaneta e tirou os óculos, já que não havia ninguém no corredor.  Entrei no nosso quarto e deixei a porta aberta, para que ele entrasse. Assim que entrou, fechou a porta e trancou-a.

- Os quartos são diferentes. - falou entrando no meu, olhando ao redor. 

- Não muito. - Fiquei de joelhos e abri a primeira mala. Passei a tirar todas as roupas de festa, e deixei-as em cima da cama. Todos os sapatos eu coloquei ao lado da parede, entre a minha cômoda e a janela. Os acessórios eu deixei em cima da cômoda, e ele ficou se plano no meu espelho. Logo ficou de joelhos igual a mim, e parou quase que na minha frente.

- Qual a sua intenção de ficar assim? - Falei rindo, e ele me agarrou pela cintura sem pensar duas vezes. Nos beijamos da maneira mais provocante e rápida possível, como se o tempo estivesse sendo cronometrado a cada milésimo de segundo. Ele colocou suas mãos em meu pescoço, segurando meu rosto e fez com que eu fosse para perto. Encostou na parede, e inclinei meu corpo para continuar beijando-o.

Eu continuava de joelhos, mas com o corpo quase caído em cima dele, que parecia querer me devorar em apenas beijos. Ele estava me excitando, por conta de sua respiração acelerada e carregada. Ele acariciava meu rosto com um toque denso, me levando à loucura.

- Eu não estava mais... não estava mais aguentando te ver assim e não poder te agarrar no meio de todos. - Falou recuperando o fôlego, com seus lábios colados aos meus. Mordi seu lábio debaixo em resposta. - Você me deixa louco. - Continuou, esperando que eu dissesse algo e apenas sorri pervertida. Ele fitava meus lábios, descendo seu olhar até o meus seios, tentando enxergá-los por completo, mesmo que por cima do biquíni, que era tomara-que-caia. Trocamos olhares por míseros segundo, e ele colocou as mãos por baixo da costura do mu tomara-que-caia, abaixando-o um dedo, fazendo-o ficar preso em minha barriga, para que pudesse ver meus seios. Antes que ele os tocasse ou fizesse outra coisa, segurei suas mãos e levantei seu queixo, beijando-o nos lábios, descendo até seu ombro direito, perto da nuca. Ele se arrepiou instantaneamente e sorriu safado. Senti meu coração palpitar tão acelerado, como se fosse saltar pela minha boca. Ele pressionou minhas costas, tocando seu peitoral em meus seios. Permaneceu pressionando meu corpo contra o dele, e passou a ponta dos lábios no meu pescoço, descendo até o fim do meu ombro esquerdo. Como ainda estávamos praticamente sentados, ele não alcançava seu rosto NA região da minha barriga, deitando-me assim no chão, bem devagar para que eu não batesse a cabeça ou algo do tipo.

Justin distribuiu beijos na região do meu busto, mordiscando levemente as partes do meu seio esquerdo, bem lento para não me machucar. Passou a língua na minha auréola, me fazendo gemer baixo de tato agrado, e ele sentiu minha agitação apenas quando toquei seus braços com força, e apertei-os.

- Eu amo você. - Falei baixo e notei que ele sorriu, voltando seu olhar ao meu, e me beijou nos lábios. Foi um beijo molhado e apaixonado, literalmente. Teria sido um de nossos únicos beijos tão bem envolvidos até agora, quero dizer, com relação ao amor recíproco. 

- MELLANIE! Você está aí? - Assim que ouvimos a voz da Adriele, arregalamos os olhos um para o outro, e ele começou a rir. Tapei sua boca e estava pronta para responder, quando ele negou rapidamente com a cabeça.

- Não responda. - Disse em um fio de voz, e escondeu os lábios para que eu fizesse o mesmo.

- Mellanie. - Disse em um tom melódico. 

- E se for importante? - Falei no mesmo tom que ele, que revirou os olhos e levantou-se correndo.

- Estou indo Dri. - Falei ao me levantar, e fechei meu tomara-que-caia novamente. Justin saiu às pressas do quarto, e quando passei pela sala, estava deitado no sofá com a barriga para baixo, provavelmente segurando seu membro. Besta.

Abri a porta enquanto prendia meu cabelo, e ela entrou olhando por todos os lados.

- Ele está dormindo? - Falou rindo. - Por que ele está aqui?

- Não achamos o Logan, então ele está aí. - Falei ao dar os ombros.

- Não estou dormindo não Adriele. - Falou com a voz mole, ainda todo encolhido.

- E por que você está assim? - Foi até ele, e ficou parada e frente a tevê, esperando uma resposta. Essa eu quero ver. 

- Assim como? - Falou descarado.

- Com a mão no pênis se contorcendo. - Gargalhei alto e fui para o quarto, ainda sem parar de rir.

 

SPOILER

- Por que você quer saber? - Falei sem puxar muita conversa.

- Adoro garotas de batom vermelho. - Falou tentando parecer sexy, e sorri olhando para trás, à procura do Justin.

- Procure outra então, porque essa é minha. - Falou ao grudar sua cintura na minha, com a voz firme. De onde ele surgiu que eu não vi?

- Uma pena. Você é realmente linda Mellanie. Muitas coisas podem acontecer em uma semana.


Notas Finais


Seguinte meninas, minha fic foi a escolhida para ser a do mês do site jbieber.com. Lá eu respondi algumas perguntas que me mandaram sobre a fic e o que pode acontecer! http://www.theunderdogs.com.br/2013/10/especial-bieber-fanfiction-do-mes-behind-the-secrets/ <3 Beijo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...