História Behind The Secrets - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Ryan Butler
Visualizações 3.064
Palavras 3.918
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura <3

Capítulo 31 - Mellanie is my girl


Senti uma enorme vontade de berrar, talvez por satisfação, mas permaneci quieta e ele voltou a me beijar nos lábios, pedindo para que a minha língua se encontrasse com a sua.
- Tem alguém aí? - Uma voz feminina desconhecida bateu na porta, e automaticamente tapamos a boca um do outro, para que não pudessem ouvir nem um suspiro de satisfação. - Alguém? - Por sorte, a porta estava trancada, e a pessoa continuou insistindo que havia alguém aqui dentro. 
Esperamos alguns segundos, e fazendo o mínimo barulho possível, vesti meu conjunto da lingerie bem devagar, e arrumei meu cabelo, que estava com o penteado todo disfeito. Preferi deixar meu cabelo todo solto espalhado pelas minhas costas, enquanto ele jogou o preservativo para longe, e a garota continuava tentando abrir a porta. Sério que ela ainda não se convenceu de que não iremos responder? 
Justin vestiu sua boxer preta, e logo vestiu a camisa, pegando sua calça que estava no chão. Rapidamente fechei meu vestido e sentei-me com dificuldade para colocar o salto. Eu estava exausta, mas não queria transparecer. Assim que terminei de me vestir por completo, ele também havia terminado. Subi no segundo e último degrau, olhando pela janela e quase não havia ninguém por perto.
- Acho que já podemos sair. - Falei baixo, e ele me esperou, e deu-me vários selinhos. Assim que abri a porta, saí da sauna e fomos cercados pela Adriele, Lissy, Brandy, Logan, John e Chris. Vergonha não seria o suficiente para me definir naquele momento. 
- Rolou uma rapidinha ai, foi? - Logan disse ao cruzar os braços risonho, e Justin assentiu na cara dura. Se eu pudesse esconderia minha cabeça em qualquer buraco que encontrasse pela frente. Senti minhas bochechas rosarem e todos começaram a falar ao mesmo tempo.
- Jason! - Olhei para ele, para que parasse de ficar nos entregando, mesmo que eles já tenham certeza do que rolou. - Desde quando vocês estão aqui? - Falei olhando para as meninas.
- Nós vimos vocês vindo para cá, mas estamos aqui faz uns dez minutos. - Adriele disse rindo. Ela me conhece e sabe o quanto eu estou envergonhada.
- Qual é Schnaider. Não fique envergonhada. - Logan me abraçou. - São coisas da vida. - Ri do que ele disse, e andamos todos juntos em direção à festa. 
- Meu celular! Volta comigo Dri? Eu esqueci minha bolsa. - Eu não estava mentindo, e realmente havia esquecido minha bolsa na sauna. Mas mesmo assim, eu precisava sair de lá o mais rápido possível. Foi vergonhoso que eles sabiam de tudo.


       Jason P.O.V

Creio que não seja preciso ressaltar o quanto estou satisfeito. A Mellanie é perfeita. Assim que eu e o caras continuamos andando, eles queriam saber o que havia rolado. Nada mais do que o óbvio. A questão é que, eles querem que eu diga se a minha namorada é tão boa quanto parece. 
- Ela deu pra você na boa? - John disse. - Sempre suspeitei que ela fosse tão boa. - Falou olhado para o nada.
- Se é isso que vocês querem saber, ela é espetacular. - Falei de uma vez, para que eles parassem com essas perguntas. - Nunca transei com alguém melhor do que ela. - Confessei para eles, que pareciam boquiabertos. 
- Isso é algo épico. Tem certeza do que diz? - Logan disse ao pegar seu celular.
- Absoluta. - Assenti. - Vocês não fazem ideia, caras. - Eu sei que não estava exagerando. Isso não é nem a metade do que eu penso sobre a Mellanie. Confesso que ela me surpreendeu ainda mais, depois de tudo ter acontecido com tanta pressa. De fato, eu não consegui me controlar. Vê-la dançar naquela pista sozinha, depois com aquele desconhecido dando em cima dela, e o Logan me deixou furioso. É óbvio que eu amo garotas de batom vermelho, mas não gosto de ficar com a boca toda marcada na frente dos outros. Apesar que, eu não estou nem aí para isso mesmo, não sei porquê reclamei com ela. Acho que já se tornou um costume.
- Cara, como você conseguiu pegar a Mellanie logo quando entrou no colégio? - John disse ao ajeitar seu relógio no pulso. - Ela sempre foi tão durona com os outros. Quero dizer, não é uma garota fácil.
- Eu não peguei a Mellanie. - Falei devagar. - Estamos namorando. O que eu posso dizer? Ela me ama. - Falei convencido, e fiquei pensando no que ele disse, com relação a ela ser durona. Nunca percebi que ela era assim, tão difícil. Assim, eu entendo que ela não seja como as outras, óbvio que eu sei a diferença, mas ela nunca foi tão durona comigo, eu acho. Ele deve estar dizendo isso porque provavelmente tentou ficar com ela e se deu mal.
- Não McCann, quando ela estava com o Luy, era algo completamente diferente. - Chris interferiu.
- Onde vocês querem chegar? - Falei para que eles parassem de enrolar.
- Ela muda com você. - Logan falou de uma vez e deu os ombros desinteressado. - É estranho. - Continuou e logo tomou um gole de sua bebida. Eu continuava sem entender o que eles querem dizer com isso. Sei que a Mellanie nunca foi muito aberta para os outros, assim como eu, mas por que ela mudaria quando está comigo na frente dos outros? Talvez por ter mais atitude e mais lábia comigo. Fiquei com isso na cabeça, e ela logo veio até nós com a Adriele e uma garota da outra sala, que eu sequer sei o nome. 
- Que horas são? - Falou próxima, ao acariciar meu rosto com os dedos.
- Quase 3h30. - Falei ao olhar na tela do meu celular, e a foto de fundo era uma das que tiramos na tarde de hoje, ou melhor, ontem.
- Eu já vou subir com as meninas. Você vai agora? - Falou afastando-se e logo fui atrás dela.
- Preciso terminar de desfazer minha mala. Eu vou com você. - Peguei em sua cintura e fomos até o prédio, enquanto Adriele estava ao lado dela. 
Entramos no elevador e apoiei no espelho, e ela logo apoiou seu corpo no meu. Entrelacei nossos dedos e ela apertou minha mão forte. Assim que saímos no nosso andar, Adriele foi até o quarto e deixou a porta encostada. Abri a porta do meu apartameto e assim que entrei, corri tirar essas lentes terríveis. Mellanie ficou parada na porta do meu quarto, que era a cama de casal, me esperando. No fim, eu consegui o que eu quero. Eles perderam esse quarto. Babacas.
- Você tem dois RG's? - Falou do nada, o que me surpreendeu.
- Sim. - Respondi rápido. 
- Posso ver seu RG verdadeiro? - Falou olhando para mim, que lavei o rosto e guardei a caixinha das lentes no bolso. 
- Por que você quer ver? - Fui até ela, e parei em sua frente. - Eu sou Justin Bieber. - Falei baixo e ela sorriu.
- Porque eu quero. - Voltou a ficar séria. Eu não quero que ela veja, porque ainda não é a hora certa.
- Depois eu te mostro. - Falei ao dar-lhe um selinho. - Tá? - Ela mordeu o lábio debaixo.
- Então, boa noite. - Disse seca e passou por mim. 
- Ei. - Segurei sua mão direita, que parou perto da porta. - Eu te amo babe. - Abracei-a forte, e coloquei todo seu cabelo para o outro lado, dando-lhe um forte beijo no rosto, e tentei mordê-la, que deu-me um selinho
- Também amo você Jay. - Falou toda sorridente e foi pra o quarto dela. Não seio que me deu para dizer isso a ela logo agora, assim do nada. Assim que fechei a porta, fui até o meu quarto e terminei de desfazer minha mala. Guardei os RG's e outros pertencer que ninguém pode ver, na primeira gaveta da cômoda, debaixo de outros objetos.


                          Mellanie P.O.V
       ...

Domingo foi mais divertido do que sábado, pelo simples fato de que fizemos várias das atividades propostas com as outras salas. Fizemos uma trilha para conhecer parte do resort, passamos um tempo na praia, fomos almoçar no restaurante Four Seasons, do qual sempre tem várias celebridades e por fim teve a festa. Foi muito boa também, mas eu e o Justin quase não passamos o dia juntos, porque ele ficou se divertindo com os amigos, e eu com as minhas amigas. Afinal, temos que nos socializar com os outros, como era antes. 
Hoje é o único dia que não terá festa, para que possamos fazer algo diferente pela noite. Decidimos vir todos para o nosso apartamento, e ficamos vendo um filme que estava passando em um canal que eu não conhecia. Lissy ficou deitada ao lado do Chris, que estava ao lado da Brandy, logo o John, eu, o Justin e a Adriele e o Logan dividiram um colchão, colocando-o na sala. Alertamos os professores de que nenhum deles passará a noite aqui, e disseram que ficariam atentos. Mentira, porque logo eles já irão dormir e acabarão esquecendo do nosso aviso.
- O filme já está acabando... O que vocês querem fazer? - Adriele falou enquanto mexia no celular.
- Não estou muito a fim de sair do prédio não. - Chris disse todo preguiçoso.
- Não precisamos sair daqui. - Retrucou Brandy. - Podemos nos divertir com algo diferente...
- Que tal, aquela brincadeira que fazíamos antes? - Falou Logan tentando lembrar o nome. - Verdade ou desafio! Eu sei que é besta, mas faz tempo que eu não me divirto com isso. - Ri.
- É, por mim tudo bem. - Falei ao dar os ombros, e o Justin continuou acariciando meu braço, após também concordar.
- Alguém tem uma garrafa, ou uma caneta? Qualquer coisa que dê para girar. - Adriele ajeitou-se no colchão, ficando sentada e a Lissy e a Brandy sentaram no chão também. Eu e o Justin nos afastamos um pouco, e continuamos com os pés cruzafos no sofá, com o Chris ao lado do Justin e o John ao meu lado.
- Eu tenho uma caneta na minha bolsa, se quiser ir pegar. - Falei apontando para o quarto, e ela logo foi. Justin deu-me um beijo no rosto, e virei meu o mesom em direção ao dele, dando-lhe um selinho, que beijou-me lentamente, por segundos.
Assim que Adriele voltou, ela girou a caneta para fazer um teste, e ver se iria para ao menos em cada um de nós, o que deu certo. Eu sempre amei brincar disso, mas detestava ter que fazer algum desafio, quando se tratava de garotos. Eu nunca fui muito a favor de cumprir essas coisas, e sempre acabava deixando a brincadeira.
- Eu começo. - Peguei a caneta e girei-a, que caiu com a ponta para a Lissy e o outro lado para o Logan. - Pergunta para ela, Logan.
- Verdade ou desafio? - Falou enquanto parecia formular diversas perguntas ou desafios em sua cabeça.
- Huh, para começar com algo mais light... Verdade. - Para variar.
- Você é a fim de algum de nós, aqui? - Essa era a pergunta certa para ela. Besliquei o Justin, para que ficasse atento na resposta, enquanto ela parecia completamente surpresa com a pergunta. - Sem mentira, em Lissy.
- Não acredito que você me perguntou isso. - Falou tentando disfarçar, e olhou para o Justin pelo canto dos olhos. - Sim. - Disse de uma vez e sorriu falsa.
- Quem? - Logan prosseguiu, e ela negou com a cabeça, como se não fosse responder.
- Eu já respondi a sua pergunta. Não vale duas.
- Já entendemos. - Falou risonho, como se tivesse captado o fato de que ela é realmente a fim do meu namorado. 

Ela logo girou a garrafa, e caiu no Chris, para o John.

- Ok, o que você quer? - Falou sem muita enrolação.
- Desafio, cara. Olha lá em. - Falou rindo e apoiou com as costas na parede.
- Hum... Eu te desafio a escolher alguém daqui, para você ficar agora. Não importa quem seja. - Chris falou olhando para todas nós.
- Nem vem. - Justin me puxou para perto, e eu ri. - A Mellanie não conta.
- É claro que conta. - Brandy disse.
- Não. - Retrucou sério. - Ela está comprometida, e vocês não. - Essa deve ter doído. Segurei a risada.
- Engraçado... Eu escolho a Mellanie. - Olhou-me, que sorri sem graça. Eu não iria ficar com ele, óbvio. Só quero ver o que o Justin vai falar.
- Eu já disse que a Mellanie não conta. - Falou começando a ficar irritado.
- Conta sim. Você aceitou participar e agora vai ficar reclamando? - Logan disse zoando com ele.
- Não estou reclamando. É questão de senso. Se tem mais três garotas aqui, ele não precisa escolher a Mellanie.
- Para de frescura Jason. - John disse como se fosse simples. - Venha aqui Mellanie. - Falou gesticulando para que eu me aproximasse dele.
- Sai, cara. - Justin empurrou-o e me abraçou, como se eu fosse um bicho de pelúcia que ele não queria perder. Confesso que foi engraçado.
- Mellanie, você não vai falar nada? - Logan interferiu.
- Não acho uma boa ideia. - Falei simpática. - Mude o seu desafio Chris. - Falei olhando para ele, que assentiu ao revirar os olhos.
- Ai de você se tivesse concordado com isso. - Sussurou em meu ouvido, que voltei a rir.
- Ah. - Suspirou. - Então você terá que sair gritando pelo corredor que é gay. - Falou malvado.
- Que desafio estúpido. - Falei sem pensar. Isso é coisa de criança.
- Você prefere que seja o de antes e ficar com ele? - Falou olhando-me.
- Esse está ótimo. - Justin disse brincalhão.
- Vocês são uns merdas. - Levantou-se e foi até a porta. Sério que ele vai gritar por aí? Já passa da meia noite, e, no mínimo, ele vai levar uma bronca. O mais engraçado de tudo, foi que ele realmente gritou que é gay, mesmo com a voz máscula que tem e caimos na gargalhada sem parar. Foi hilário.
Assim que ele voltou para a sala, fechou a porta com cara de quem não estava se divertindo e sentou-se ao meu lado novamente. Giramos a garrafa, e caiu para o Justin e a Brandy.
- O que você escolhe? - Falou ao abaixar o volume da tevê.
- Ah, verdade. Olha lá o que você vai perguntar. - Riu e tirou o boné da cabeça.
- É verdade que... Você já ficou com mais de 50 garotas? - Falou encarando-o, e ele fez careta esquivando sua boca para baixo, em uma cara triste que me pareceu mais de vergonha. Olhei-o, esperando sua resposta, que sorriu para mim.
- Claro que sim. - Revirei os olhos e suspirei, enquanto a Adriele parecia não estar surpresa.
- Você não presta, Jason. - Falei sem olhar para ele, que me abraçou forte.
- É por isso que você me ama. - Disse convencido, e preferi não responder.
Giramos novamente a garrafa, e caiu para que a Lissy me fizesse uma pergunta. Não duvido nem um pouco, que ela tente se aproveitar da situação.
- Eu quero desafio. - Falei desinteressada.
- Tá.... Eu e desafio a passar quarenta minutos trancada no quarto com... - olhou para os garotos. - Com o John. - Falou com um sorriso amarelo, e bufei.
- Parece que vocês não entendem que isso não funciona comigo. - Falei para que eles percebessem que eu e o Justin não gostamos desse tipo de brincadeira.
- Com uma peça de roupa a menos. - Falou ao arquear sua sobrancelha, e John sorriu.
- Como você é engraçada, Lissy. - Justin disse em uma completa ironia, o que nos fez rir. - Você não vai aceitar Mel. - Falou todo manhoso, feito criança.
- Ela não tem que aceitar. É um desafio. - Ela retrucou olhando para ele.
- Não falei com você. - Justin parece não gostar mesmo dela, o que é ótimo, no meu ponto de vista.
- Podem começar agora. Iremos cronometrar. - Brandy disse pegando seu celular.
- Tudo bem. - Falei ao me levantar e calcei minha sandália.
- Tire um de seus brincos meu amor. E você, tire essa cara de merda do rosto - Apontou para o John, e ri.
- Como você é ciumento, McCann. - Chris falou boquiaberto com o drama do Justin.
- Fica na sua. - Falou estressado. - Mellanie! - Olhou-me, para que eu não cedesse. Eu tenho noção do que faço, e isso não será nada demais.
- Relaxa, Jay. - Dei um selinho nele, e entrei no quarto. Eu tinha que tirar uma peça de roupa... Mas qual? Como essa blusa é bem comprida, preferi tirar o shorts, porque parecia que eu estava com um mini vestido. John tirou sua camisa, ficando apenas com a calça e deitou-se na cama da Adriele. Fiquei na minha cama, e a Brandy tirou meu celular.
- Sem ficar conversando com o seu namorado. - Guardou-o no bolso, e revirei os olhos. Eles logo trancaram a porta, e ficamos em um completo silêncio.
- Qual o proprósito disso? - Falei alto, para que alguém de fora nos respondesse.
- Cumprir o desafio. - Falou como se fosse óbvio, e continuei sentada.
- Me responde uma coisa? - Ele sussurrou, para que os outros não ouvissem. Apenas assenti. - Você não ama o Jason, ama?
- Claro que sim. Por que a dúvida? - Falei de forma clara.
- Não sei. Você aceitou vir aqui numa boa, e ele é bem mais ciumento que você. - Coçou sua nuca e esperou minha resposta.
- Isso é questão de personalidade, e não demonstração de amor. - Eu estava pouco me importando para o que ele pensa. Só queria que esses quarenta minutos passassem voando.
- Tudo bem, já entendi. - Falou recuando e dobrou uma das pernas. Ele não tem um corpo tão definido, mas de certo, é bonito e pouco malhado. Nada muito exagerado, mas também não é marcado. Ele tem apenas a marca da barba, porque dizem que fica horrível quando deixa crescer, e seu cabelo é bem escuro. Nada que me chamasse tanto a atenção, apesar de nunca ter parado para pensar sobre isso. Ou melhor, nele. Não faz o meu tipo.
Foi estranho que, enquanto conversávamos, não ouvi a voz do Justin ou de qualquer um deles nem por um segundo. Pareciam estar em um completo e estranho silêncio, tentando nos ouvir, creio eu.
Passamos um bom tempo sem qualquer conversa, enquanto eu fiquei olhando para a janela, e pensando no quão irritado o Justin deve estar.
- Eu acho que... Você tinha que aproveitar essa viagem. - Falou olhando-me nos olhos.
- Eu já estou aproveitando. - Falei ao colocar meu travesseiro entre as pernas, escondendo minha calcinha, para que ele parasse de ficar me olhando.
- Não... Passar oito dias fora, podendo fazer o que quiser, e você está namorando. - Falou rindo. - Acho um completo disperdício.
- Eu não acho. - Ri para descontrair. - Não é só porque eu não estou ficando com vários garotos, que eu não estou aproveitando. - Falei para que ele entendesse que eu não trocaria o Justin por ninguém.
- Assim como o McCann, que poderia estar ficando com diversas garotas. - Falou olhando para a porta. - Eu acho que, se vocês não estivessem namorando, nós daríamos certo.
- Por que acha isso? - Falei intrigada com o que ele disse. É óbvio que não daria certo. Até porque, eu mal converso com ele, e não somos muito amigos.
- Porque sim. Sempre achei. - Falou rápido. - Você não acha?
- Não. - Respondi. - Nós nunca fomos muito amigos, então nunca tive porquê pensar sobre isso.
- Eu sempre quis que você soubesse, mas não éramos amigos. - O que ele queria que eu soubesse? Não estou entendendo mais nada.
- Soubesse o que? - Falei confusa.
- Que eu sempre fui a fim de você. - Confessou e desviou o olhar.
- Ah, eu... É. Eu não sabia. - Falei sem jeito. Eu não tinha o que dizer. - Quanto tempo falta? - Gritei.
- Dois minutos. - Finalmente. Eu não estava mais aguentando ficar aqui com ele, nessa situação chata.
- Agora você sabe. Por isso eu acho que você deveria aproveitar mais essa viagem. - Falou ao se levantar, e foi até a porta. Continuei sentada, e peguei meu shorts que estava no chão.
Lissy finalmente abriu a porta, e todos entraram no quarto de uma vez.
- Uau. O que rolou aí? - Falou pedindo uma discussão.
- Nada, cale a boca. - Falei irritada e esperei que eles saíssem do quarto, para poder vestir o shorts novamente.
Voltei para a sala, e todos estavam vendo tevê novamente, e o Justin estava com os braços cruzados, olhando fixamente para o nada.
Sentei-me ao seu lado, que não moveu um dedo e suspirou.
- Você ficou bravo amor? - Falei mansa, para que ele sorrisse. Foi inusitado, porque ele fingiu não me ouvir.
- Estou morrendo de sono, e preciso acordar animada amanhã. Boa noite para vocês. - Brandy disse indo para o quarto, e fechou a porta.
- Eu também já vou. Preciso colocar meu celular para carregar. - Chris disse e logo saiu do quarto com o John, que sequer falou com a gente. Nós quatro continuamos na sala, e as luzes estavam apagadas. Percebi que o Justin não queria conversa.
- Jay... - Acariciei suas costas, e ele permaneceu completamente sério. - Olhe para mim. - Falei baixo, e ele continuou me ignorando. - Pare com isso.
- Eu também já vou para o quarto, porque não faz diferença ficar aqui. - Levantou-se ainda ignorando minha presença, e foi até a porta. Saí do quarto seguindo-o, e tentei segurá-lo antes que entrasse para o seu apartamento.
- Será que dá para você parar de me ignorar? - Ele custou a olhar-me, com um olhar baixo e completamente desfocado. Ficou esperando que eu dissesse algo, e molhou os lábios com a língua. - Sério que você ficou bravo?
- Você me parou para perguntar isso? - Falou todo grosseiro. - Será que você pode soltar o meu braço? - Falou para que ele não me empurasse. Não acredito que ele ficou todo estúpido de uma hora para a outra.
- Para Jason! - Falei prepotente. - Detesto quando você age dessa maneira. Pare de ficar bravo.
 

SPOILER

- Eu queria tanto que você parasse de usar lentes. - Falei com a voz mole, e olhei fixamente em seus olhos, passando o polegar em seu rosto com carícia.

- Eu também queria parar. - Deu os ombros e molhou os lábios, puxando-me novamente para perto dele.

- Até quando você irá usar aquilo?

- Até eu ir embora. - Selou nossos lábios, deixando uma ponta de dúvida no que disse.

- Como assim, ir embora? - Falei sem entender.

- Você sabe... Quando eu for embora da Califórnia, e voltar de vez para Moscou.

- Você não pode estar falando sério. Você não vai embora. - Soltei-me dele, que me abraçou novamente.


Notas Finais


Amando os comentários haha vocês são fofas. PS: Prestem atenção no que eu começarei a deixar em itálico, porque serão frases importantes nos próximos caps, tá?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...