História Behind The Stage - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Baekhun, Romance, Sebaek, Sehun, Universo Real
Visualizações 129
Palavras 3.079
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


GENTE EU SEI Q EU DEMOREI MAS TÔ AQUI

Boa leitura e nos vemos nas notas finais ok? Até lá

Capítulo 10 - Vampiro?


Fanfic / Fanfiction Behind The Stage - Capítulo 10 - Vampiro?

.... Baek

 

...... Baekhyun

 

....... oi..... Baekhyun 

 

 

ACORDA DESGRAÇA!

Baekhyun acordou num pulo como se estivesse pronto pra guerra:

— Que foi? o que aconteceu?! que desgraça que foi?! — falou de olhos esbugalhados. Chanyeol caiu na risada, sabia que era corajoso em acordar o menor assim, mas era necessário, precisavam ir gravar o Comeback Stage para o MCountdown. 

— Nada princesinha adormecida, mas precisa levantar, tá na hora de ir pra gravação. Você tem uma hora pra tomar banho, limpar essa baba e comer alguma coisa. Vou acordar o Xiumin porque o Chen disse que não consegue nem a pau. 

Baekhyun afirmou com a cabeça um tanto ensonado quando se deu conta. Ué, Chanyeol estava ali, mas Sehun não. Havia adormecido em meio ao seu abraço, tinha certeza, não havia sido um sonho. Olhou para o lado que antes o corpo esguio ocupava, sentiu-se um tanto solitário.

— Por que ele levantou sem mim? Eu odeio tanto quando ele faz isso... me sinto.... aish esquece, vou tomar banho que ganho mais. 

Assim que entrou no banheiro ignorou sua imagem no espelho, achava que estava horroroso e se era pra acabar com a sua autoestima logo de manhã, preferia não olhar. Se esfregou bem, utilizou esfoliantes, que eram seus principais amigos de banho, e após se sentir renovado fechou o registro logo se enxugando.  Ao olhar finalmente sua imagem quando colocou sua escova de dente na boca ele se assustou. Um roxo enorme causado por diversos chupões ocupava seu pescoço, subindo até a parte de trás da sua orelha

Mfeu feus Sefun!!!!!!! — Baekhyun estava indignado. Como esconderia aquilo? Como aconteceu aquilo? Como não percebeu aquilo?! Se lembrou do maior se demorando em seu pescoço na noite anterior, descontando toda a excitação que sentia naquela parte. Terminou de enxaguar a boca e logo voltou sua atenção. 

— Eu vou precisar de um quilo de base! Se sobrar uma marquinha se quer eu tô ferrado! — abriu a segunda gaveta e buscou sua maleta de maquiagens. Começou a encobrir o estrago após ter procurado outros possíveis sinais pelo seu corpo. Ao terminar o trabalho, muito bem feito diga-se de passagem, começou a rir sozinho. 

— Pra quem tentou se segurar, foi meio falho hein Sehunnie? — e continuou rindo ao voltar pro quarto. Estava um tanto feliz ao perceber que o maior o desejava com tanta intensidade, que não estava sentindo aquilo tudo sozinho. Terminou de se trocar e se dirigiu até a cozinha, dando de cara com os oito membros em meio a um café da manhã que mais parecia uma ceia. Chanyeol havia levantado para pegar mais geleia no armário cruzando com Baekhyun e dando um leve sorrisinho. Se abaixou e cochichou no ouvido do menor:

— Não é que você maquia bem mesmo? Achei que você estava com uma hemorragia no pescoço. — disse divertido e seguindo até o armário. Baekhyun conseguiu sentir metade de seu sangue se concentrar em suas bochechas e orelhas, e foi assim, como um tomate, que se sentou ao lado do causador dos hematomas. Deu bom dia a todos os presentes e sorriu para o mais novo ao seu lado, sendo retribuído com um mais brilhante ainda, fazendo seu coração escapar uma batida. 

— Eu não quero presunto Myeon, eu quero peito de peru, o que tá do lado! — disse Lay com seu tom meigo que às vezes deixava os membros um tanto desconcertados, o que para Suho, na verdade era quase sempre. 

— Aah... tá, aqui ó, desculpa — Lay retribuiu o favor com um sorriso doce, fazendo o líder desviar os olhos e continuar a comer seu melão. 

— Por que você não me acordou hoje de manhã? — Baekhyun sussurrou no ouvido de Sehun, percebendo seus pelinhos arrepiarem, dando um leve sorriso

— É que.... eu... o Suho me chamou pra ajudar a acordar os membros mas eu fiquei com dó de te acordar, então passei a tarefa pro Chanyeol, ele está mais acostumado — sussurrou de volta. A verdade não era exatamente esta, realmente ficou com dó de acordar o bichinho ao seu lado, que dormia tão encolhido e quentinho que na verdade parecia uma criança, mas os motivos reais haviam sido outros. 

 

 

 

Sehun suava, jurava que conseguia sentir seu hyung subindo e descendo com a boca em seu falo, de uma maneira tão provocante e precisa que sentia um orgasmo vindo a qualquer instante. Gemia sem pudores pelo nome do mais velho que ditava o ritmo preciso de como tudo iria ocorrer. Estava quase lá quando sentiu seu pé ser puxado, acordando de seu sonho erótico de  forma assustada apenas para ver Suho o encarando malicioso. Sua ereção matinal estava mais ressaltada que o normal, e como estava de barriga pra cima enquanto envolvia o corpo menor que dormia em seu peito, estava mais evidente ainda. 

Acho melhor você me ajudar a acordar os membros se não vamos atrasar, agora vai dar um jeito nisso aí, rápido. — Suho deu uma risadinha antes de sair do quarto. Não havia jeito, teria que se aliviar, sentia a umidade causada pelo seu pré-gozo em sua cueca. Se desvencilhou do corpo pequeno logo olhando o pescoço do mesmo, completamente roxo com marcas de chupões e mordidas

— E-eu realmente tô precisando me aliviar...

 

 

 

— Hmm... entendi... — Baekhyun aceitou a resposta já que era normal Sehun acordar os membros junto com o líder. Voltou a mastigar seu pão, não sabendo exatamente como continuar a conversa a partir dali. Isso por que em sua mente estavam em um outro estágio, quer dizer, sabia que estava apaixonado pelo maior e havia sido mais que correspondido na noite anterior. E mais que isso, Sehun havia sido tão carinhoso que sentia seu peito esquentar apenas por lembrar de cada toque, cada palavra. 

— Você não colocou muita groselha não Sehun? Tá muito vermelho isso aí — Chen disse da gororoba de vitamina que o mais novo tomava toda manhã. 

— É que ele tá treinando pra ser vampiro — Baekhyun disse descontraído enquanto espalhava manteiga em outra fatia de pão e nesse momento o mais novo engasgou, seguido de uma explosão de risadas de Chanyeol. 

— Protejam seus pescoços — Chanyeol gargalhou e os outros entraram na piada sem saber o real significado da mesma. 

— B-bem acho melhor a gente ir não é mesmo? Se não vamos nos atrasar. Vou pegar a minha bolsa lá no quarto e vocês deveriam fazer o mesmo. 

Sehun se levantou e foi correndo pro quarto enquanto Baekhyun e Chanyeol riam mais do que os outros. O menor podia jurar que viu Sehun corar, jurava de pé juntinho!

 

 

O clima de felicidade tomava o palco. Os fanchants estavam no ponto certo, o cenário era lindo e os membros dançavam como se fosse a última vez. Sentiam o suor pingar mas não deixavam de exalar beleza por conta disso. Os gritos frenéticos e as lightsticks em movimento acompanhando a música eram perfeitos, contribuindo para a energia alegre deste conceito que ao mesmo tempo conseguia ser um tanto sensual. Após filmarem saíram felizes e se abraçaram atrás do palco. 

— WE ARE ONE! — em uníssono seguido de risadas e comemorações pelo início das promoções. Logo se dirigiram de volta ao camarim. Baekhyun correu para o espelho para checar se a maquiagem em seu pescoço não havia escorrido por conta do suor, movimento notado por Sehun. O maior levantou do sofá em que estava esparramado e foi até o menor, sussurrando em seu ouvido:

— Vem comigo hyung

Sehun puxou o mais velho de forma discreta até um dos banheiros individuais grandes e chiques que haviam no camarim, trancando a porta atras de si e dirigindo seu olhar ao menor. Baekhyun o olhava confuso.

— O que foi Hunnie, aconteceu alguma coisa? — Sehun sorriu de leve e se aproximou do menor segurando seu rosto em meio às suas mãos. Seu olhar passou a ser de preocupação.

— Está doendo? — passou a parte de trás de seu dedo indicador levemente sobre o pescoço de Baekhyun — desculpa, eu peguei pesado e esqueci que tínhamos uma apresentação hoje. Mas se eu te machuquei por favor me fala... 

— Não está doendo seu besta — disse rindo dando um tapinha na cabeça do maior — só não foi muito inteligente né? Achei que fosse o mais sensato da nossa relação. 

— Nossa... relação? — Sehun perguntou com um sorriso irônico, não conseguindo impedir que uma felicidade tomasse seu peito. Tinha medo de assumir as coisas por si só, e escutar o mais velho lhe falando aquilo era animador. Não poderia ser inocente ao pensar que Baekhyun não tinha experiências, era mais velho e extremamente cobiçado, oras, mesmo assim ouvir algo partindo dele foi como um alívio. Na mente de Baekhyun contudo essa experiência toda era deixada de lado. É óbvio que era uma pessoa fofa, brincalhona, principalmente na frente dos fãs, mas isso não queria dizer que não tinha seu lado sério e muito másculo, já tendo casos com mulheres do mundo dos famosos e fora dele, sendo apenas um dos casos público. Tudo isso era verdade, era uma pessoa como qualquer outra afinal! Mas com Sehun era diferente, se sentia uma moça inexperiente e virgem, com toda sua fragilidade exposta de uma vez, inseguranças aflorando, principalmente por nunca ter se interessado e sentido desejo por alguém do mesmo sexo. 

— S-sim.... bem, nossa relação... — suspirou profundamente e se aconchegou no peito do maior que o envolveu com os braços. Não conseguia demonstrar tudo que sentia da maneira correta, mas ao mesmo tempo não queria guardar tudo que se passava pela sua cabeça — e-eu gosto de você Hunnie — disse abafado pela blusa do mais novo — você não gosta de mim? 

Baekhyun ouviu o coração do maior pular em seu peito, logo ouvindo uma risadinha. Sehun ergueu o queixo do mais velho, que se surpreendeu ao ver um sorriso enorme estampado no rosto bonito do maknae. 

— Hyung, você sabe que eu não tive muitas experiências na minha vida, não porque não tive a oportunidade, mas porque não quis. Você sabe, não? — Baekhyun corado confirmou com a cabeça. — Eu sei muito bem dizer não, então você acha mesmo que eu estaria aqui agora, correndo o risco de gerar o maior escândalo da história da Coreia do Sul, se não gostasse nem um tiquinho de você? Hm? — Sehun foi se aproximando tomando uma expressão séria até encurralar Baekhyun na porta do banheiro. Levantou o rosto do menor, que já se encontrava um tanto inebriado pela firmeza do aperto em sua cintura,  percorrendo com a ponta do nariz todo o pescoço levemente suado do mais velho, falando rente à sua orelha. 

— Eu não costumo mover um dedo por quem não chama minha atenção — deu uma leve mordida no lóbulo — mas por você hyung — envolveu a cintura fina de Baekhyun de forma possessiva — eu faço qualquer coisa...

— Q-qualquer coisa? — Baekhyun disse arfando ao sentir a respiração do maior em seu pescoço e as mãos grandes e quentes de Sehun adentrarem por debaixo de sua camisa. 

— Qualquer coisa — Respondeu Sehun sem titubear. Baekhyun puxou os cabelos da nuca do maior e olhou em seus olhos enquanto as bocas estavam praticamente coladas, com os lábios se esbarrando enquanto falavam de forma ofegante 

 

Então me beija Sehun

 

Foi lançado de volta à porta com a pressão dos lábios do maior nos seus, sendo tomados de forma selvagem e quente. Não demorou muito para as pernas do menor serem erguidas e envolvidas ao redor da cintura do mais novo, que fazia questão de provocar uma pressão entre as ereções que começavam a se formar. Os corpos ferviam, mostrando o tanto de desejo reprimido que havia entre os dois, fazendo movimentos por si só, sem ao menos refletir onde estavam ou a circunstância em que se encontravam. Sehun depositava mais beijos sedentos ao longo do pescoço de Baekhyun, percorrendo com a língua sua clavícula agora exposta devido à abertura dos primeiros botões de sua camisa. Baekhyun não ficava pra trás, pressionando o quadril de Sehun contra o seu, enganchado-o cada vez mais com suas pernas e rebolando um tanto descontrolado. Gemidos começavam a escapar pela boca do mais velho que um tanto descabelado voltou a buscar a boca do maior para contê-los. Mais um beijo se iniciou, contudo Sehun logo desceu suas mãos, abrindo o restante dos botões da camisa de Baekhyun, mostrando seu tronco branquinho e sem marcas enquanto o apoiava no chão novamente. O mais novo não raciocinava mais, e tudo que mais queria era sentir o gosto da pele de Baekhyun em sua boca. Desceu os beijos pela clavícula chegando até um dos mamilos, lambendo e chupando enquanto ouvia o menor gemer cada vez mais

— A-aí não Sehun Aah... 

Sehun apalpava a ereção do menor já bem formada por cima da calça, o sentindo impulsiona-la em certo desespero contra sua mão, queria se satisfazer. O maior se ajoelhou e beijou seu umbigo, descendo cada vez mais com a língua, retirando o cinto do mais velho e abrindo o botão de sua calça. 

— S-sehun não! Não precisa... é s-sujo — Baekhyun estremeceu ao sentir simples selos serem depositados em sua barriga, logo sendo abraçado ali pelo mais novo, que com a cabeça afundada na região sussurrou um simples "mas eu quero", voltando onde estava anteriormente e abaixando a calça do menor. Iniciou uma massagem por cima da cueca, beijando e mordendo as partes internas das coxas grossas de Baekhyun, que tremiam em meio ao prazer que estava recebendo. Sehun percebeu que o mais velho mordia sua outra mão que não estava afundada em seus cabelos para conter os gemidos que queriam escapar por sua boca. O maior abaixou por fim a cueca de Baekhyun se deparando com seu pênis gotejante e duro. O mesmo cobriu seu rosto com vergonha, mas logo teve seu braço puxado por Sehun, que entrelaçou os dedos nos seus e deu um leve beijo na glande vermelha. Baekhyun gemeu um pouco alto, sem se importar mais com os demais que estavam à distância de um corredor. Suas pernas iriam desistir e sentiu as mesmas falharem quando Sehun o abocanhou, dando uma primeira chupada lenta e forte. A sensação da boca ágil de Sehun em torno de seu membro era impossível de ser descrita, sua língua judiava de sua glande à medida que as sugadas ficavam mais rápidas e intensas.

Aahhh, Sehun eu na-ão vou aguentAahh — Sehun continuou com os movimentos. Viu que as pernas do menor não aguentariam devido ao prazer intenso que estava sentindo, logo ajeitou sua altura e passou as coxas grossas e nuas do mais velho sobre seus ombros, depositando apertões que deixariam a marca de seus dedos. Continuou sentindo o gosto de Baekhyun em sua boca, que começava a se desgrudar da porta à medida que suas costas arqueavam e estocadas eram disferidas na boca de Sehun. O mais velho começou a sentir seu orgasmo vindo, fazendo de tudo para afastar a boca do maior, o que pela posição não era tão fácil. 

Sehun para... Hmm.. Hunnie e-eu vou gozar, p-para! — Sehun apenas intensificou os movimentos, sentindo Baekhyun se curvar totalmente para frente, agarrando suas costas e expulsando seu líquido quente na sua boca em meio à espasmos e um gemido alto e longo. Sehun engoliu tudo e sentiu o corpo pequeno amolecer em seus ombros, enquanto Baekhyun se apoiava novamente na porta. O maior realmente achou que tinha a melhor visão do mundo ao ver a aparência de seu hyung pós-orgasmo. Baekhyun estava ofegante com os cabelos bagunçados, olhos pequenos e boca vermelhinha e entreaberta. Sehun desceu as coxas de seus ombros e observou o menor escorregar pela porta, agarrando-se em sua blusa e se aninhando em seu peito.  Sehun subiu seu rosto e tomou seus lábios, o que fez com que Baekhyun sentisse seu próprio gosto na boca do outro. Havia sido o orgasmo mais intenso que já havia sentido, e foi apenas com um oral. 

— Sehun, eu nunca me senti assim em toda minha vida... — suspirou — o que é você? O que você faz comigo? — disse olhando nos olhos do mais novo de forma profunda e até um tanto desesperada. Era loucura sentir aquilo que estava em seu peito agora. 

— Eu não sei Baek, mas pode ter certeza que eu também sinto tudo isso — beijou o topo da cabeça do mais velho, fazendo um carinho suave em seu rosto enquanto aguardava o mesmo se recuperar

— E-e você? — Baekhyun perguntou ao ver o volume na calça de Sehun. 

— Tudo bem hyung, já já passa — deu um risinho — agora coloca suas roupas de volta, se não vão vir procurar a gente aqui e eu não quero ninguém vendo seu corpo pelado. 

— Hunnie — Baekhyun deu uma risada — você sabe que eu já tomei banho com todos vocês né? — riu ainda mais da cara de indignação do maior.

— Mas faz tempo! Não faz isso de novo Baekkie, por favor... — implorou com uma carinha de cachorro sem dono o que fez Baekhyun concordar e prometer que só tomaria banho sozinho ou com Sehun. 

 

 

 

 

~Enquanto isso tudo ocorria, no camarim~

 

*Paf*

 

— Nossa vocês ouviram esse estrondo? —  perguntou Kyungsoo. 

— Qual estrondo hyung? — perguntou Kai

 

*Paf* 

 

— Agora eu ouvi! Tá vindo do corredor eu acho — Kai se inclinou para olhar o corredor mas nem quis sair mesmo de sua posição. Os membros olharam para o corredor, enquanto que Suho e Chanyeol ao procurarem pelas mesmas duas pessoas e não as encontrarem se encararam em desespero, logo se levantando. 

— A-a gente vai lá checar — disse Chanyeol.

— É, fica todo mundo relax — completou Suho. 

Ao se entreolharem já no corredor viram o banheiro com o sinal de ocupado logo ouvindo outro empurrão na porta seguido de um gemido. Arregalaram os olhos e logo tentaram bolar um plano, chegando a um não tão eficiente mas que talvez fosse o único possível. Chegando de volta ao camarim iniciaram a ação:

— AÍ PESSOAL NINGUÉM PASSA NESSE CORREDOR QUE O BAEKHYUN TÁ VOMITANDO, PODE SER VIROSE E TÁ CHEIRANDO MUITO MAL, SÉRIO TÁ PODRÃO — disse Chanyeol.

— ISSO AÍ, O SEHUN TÁ COM ELE LÁ E TÁ TUDO SOB CONTROLE AGORA VAMO COLOCA NOSSA MÚSICA AÍ PRA GENTE COMEMORAR ESSE SUCESSO DE COMEBACK  — Suho já se dirigia à caixa de som botando o volume no máximo.

— NÃO SE PREOCUPEM E SOM NA CAIXA DJ — Chanyeol começou a tentar animar o restante dos membros, que mesmo sem entender tudo aquilo no começo, ficando receosos pelo Baekhyun, se uniram aos outros dois membros e começaram a cantar e a dançar fazendo uma mini festa que chegou até danças de girl groups.  Suho e Chanyeol se entreolharam e após tudo aquilo a única coisa que podiam pensar era:

UFA!


Notas Finais


Eeeeeeeee foi isso caros leitores! HAHAHAHHY sentiram minha falta? Não? Eu tô com saudade de ler o que vocês falam nos comentários então por favor expressem seus pensamentos ❤️

Rolou umas indecência QUE ISSO N É MESMO HHAHHAHA

A faculdade tá osso e nessas férias (de incríveis 14 dias) eu aproveitei pra hibernar, então me perdoem. Espero que tenham gostado e vou responder os comentários do cap anterior agora, então beijos de luz e até o próximo ✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...