História Beijo ou Mordida??? - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers, Eargasm, Mordidas, Romance
Exibições 94
Palavras 1.629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi amores!!! Vocês não sabem quanto tempo perdi fazendo esse capítulo! Perdi uma hora! UMA HORA FAZENDO SAPOR**! Espero que esteja bom, que vocês tenham muitos sangramentos nasais e que todas amem o lado sádico do Laito! Bom, agora é com vocês!

(Tirem as crianças da tela do celular!)

Capítulo 7 - Haverão muitas outras vezes!


Fanfic / Fanfiction Beijo ou Mordida??? - Capítulo 7 - Haverão muitas outras vezes!

Mei on:

Eu, as meninas e Midori voltamos mortas de cansaço para casa. Por qual motivo? A exuberância dos tanquinhos que vimos eram pesadas demais para nossos olhos aguentarem. Era como um raio de luz penetrando em seu olho!

Mya carregou Midori e levou-a até seu quarto, as meninas seguiram o caminho até seus quartos em altos risos. Entrei em meu aposento e tomei um banho. Desloquei-me até o guarda-roupa e peguei um vestido preto com desenhos brancos.

Mya: -Mei-chan, já está na hora do jantar. A voz de Mya surgiu atrás da porta.

Mei: -H-hai! Estou indo! Respondi.

Desci as escadas correndo, todos estavam reunidos na mesa. Sentei perto de Laito, seu olhar de orgulho já dizia tudo.

Reiji: -Pronto! Reiji pôs a última bandeja na mesa.

Todos: -Itadakimasu!

Reiji: -Alguma novidade da escola? Como foi? Reiji parecia um pai.

Shu: -Normal. Tirando o fato que todos evacuaram da sala porque Midori deu um ataque...

Reiji: -COMO É QUE É?!?

Midori: -Não foi isso! O Ayato estava tendo sonhos pervertidos comigo! Midori virou o rosto.

Reiji: -COMO É QUE É?!?

(Quebra de tempo)

Todos foram para seus quartos, fiquei mais um tempo na sala lendo um livro ou eu estava folheando! Eu estava com muito sono e as palavras pareciam estar voando! Fechei os olhos e senti uma mão gelada, parecida com um cadáver tocar meu rosto.

Mei: -Que diabos é isso?!? Dei um pulo.

Laito: -Se você dormir aí, com certeza terá um resfriado. Laito sorri.

Mei: -Eu sei me cuidar. Sorri.

(Foi impressão minha ou a Mei deu um turn down for whats no Laito?!?)

Laito: -Não tenho dúvidas! Mas, você pode acabar em um hospital. Laito sentou ao meu lado.

Mei: -Não exagera! Nem frio está fazendo! Além do mais, eu estou quente. Continuei folheando o livro.

Laito tomou o livro da minha mão e jogou na lareira.

Mei: -Aquilo era um livro muito legal, sabia?!?

Laito: -Podemos fazer muitas coisas já que você está tão quente! Vamos unir o útil ao agradável...

Me afastei um pouco de Laito, quanto mais eu me afastava, mais ele se aproximava. Chegou uma hora que o sofá não tinha mais espaço!

Mei: -L-Laito, eu não estou entendendo você...

Laito: -Você vai entender logo. Laito deu um sorriso safado.

Reiji apareceu lá no alto da escada, esperei uma ajuda mas ele sussurrou um “se vire!” e saiu! Bela ajuda! Bem foda-se!

Laito levantava meu vestido lentamente, sou uma noiva de sacrifício! Teria que deixar acontecer, mas, com moderação! Apertei o forro do sofá tentando descontar meu nervosismo em excesso. Laito parou de suspender meu vestido, minhas pernas estavam totalmente à mostra.

Laito: -Belas pernas... De baixo para cima ou de cima para baixo? Laito apertou minha coxa com força.

Mei: -D-de...

(Eu não acredito que ela vai escolher!)

Laito: -Hahaha... Como eu pensei, de cima para baixo. Laito sorriu.

(Mente da Mei: Sério que ele vai fazer isso aqui?!? Na sala?!?)

Laito deu um selinho em mim, eu comecei à corar e ficar ainda mais quente. Após o selinho, Laito distribuiu beijos pelo meu pescoço, leve mordidas em minhas orelhas e nos ombros. Mordi uma almofada para não fazer barulho enquanto suas mãos abaixavam as alças do meu vestido, meu sutiã já estava exposto igual às minhas pernas.

Laito: -Onde é seu quarto? Laito falou apressado

(Reação da autora: Hoje tem!)

(Reação da Mei: So-cor-ro!)

Mei: -O quinto.

Enlacei as pernas nas costas de Laito e ele me carregou. Subimos as escadas aos beijos, eu nem acreditava que aquilo estava realmente acontecendo! Laito abriu a porta do meu quarto e me jogou de vez na cama.

Continuamos aos beijos, nos beijávamos e tirávamos nossas roupas ao mesmo tempo. Nem havia notado o quanto Laito é malhado!

Mei: -L-Laito... Espera. Afastei Laito de meu corpo.

Laito: -Me deixe continuar. Ele fez uma cara de cachorrinho abandonado.

Mei: -Tenho dúvidas! É proibído...

Laito: -Sim! Mas eu sei que você não é mais virgem!

Corei totalmente.

Mei: -COMO VOCÊ SABE DISSO?!? BAKAAAAA!

Laito: -Recebemos as fichas das noivas. Laito fez uma cara engraçada.

Mei: -Não vai ter problema se...

Laito: -Nem um poquinho! Laito sorriu.

Eu estava tremendo de insegurança, Laito enfiou os dentes de vez no meu pescoço, me fazendo gemer bem alto. Tentei empurrá-lo mas foi sem êxito, suas mãos seguraram meus pulsos e apertaram-nos grosseiramente. Cada gota de meu sangue fluía para sua boca, estava tão cheio que metade escorreu para meu vestido.

(Não liguem se não houverem parágrafos!)

Suas presas saíram da minha carne, Laito passou a tirar meu vestido e a me deixar apenas de calcinha e sutiã. Eu estava completamente assustada, ainda mais quando vi o volume em sua calça.

Alguém bateu na porta.

Mei: -Se esconde! Pus o vestido novamente.

Fui correndo até a porta, cheguei a tropeçar no tapete e bater o rosto. Abri a porta completamente suada, cobri a ferida com o cabelo.

Mei: -O-oi! Olhei para Midori.

Midori: -Konbawa... NOSSA! Você está bastante suada! Midori me olhou assustada.

Mei: -É... Está muito quente! Sorri.

Midori: -Okay, Reiji quer saber onde o Laito está! Midori sorriu.

Mei: -E-e n-não sei! Dei uma risada nervosa.

Midori: -Ah... Okay...

Midori saiu, bati a porta e olhei para Laito.

Mei: -Seu lou—

Laito segurou meu queixo e me deu um beijo, sem pedir passagem, a sua língua foi invadindo minha boca e começou à lutar e dançar com a minha em um ritmo acelerado. O.k., eu poderia deixar acontecer! Toquei suas costas e puxei seu corpo para mais perto do meu, um mínimo movimento de Laito deixou meu vestido em destroços! Pulei em seus braços e nos dirigimos até a cama novamente.

Os beijos estavam começando a ficar mais intensos, me afastei novamente e olhei para seus olhos que mais se pareciam com quartzo, os mesmos estavam vivos e concentrados. Laito prosseguiu o beijo sem interromper, suas mãos passeavam pelo meu corpo e abriam meu sutiã ao mesmo tempo que lançava-o pelos ares, a próxima à voar seria minha calcinha.

Mei: -Você ainda está com muita roupa, Sakamaki Laito...

Laito: -Arranque-as para mim.

(Já estou indo!)

Ele abriu um sorriso malicioso e beijou o local mordido, minha orelha e meu pescoço, tirei as suas únicas vestes: a calça e a cueca. Corri os dedos pelo seu abdome, completamente surpresa com sua força. Laito se aproximou cheio de vontade e deslizou o dedo na entrada da minha vagina, me fazendo soltar um gemido de prazer enquanto enfiava seus dedos no interior da mesma

Eu já estava mais que louca: queria mais, queria tudo e não aguentava mais! Queria ver a agressividade de Laito quando penetrasse em mim. Sem ao menos pensar, fui até seu ouvido e sussurrei:

Mei: -Eu não quero apenas os dedos...

Laito deu outro sorriso malicioso e tirou os dedos de dentro de mim, dentro do bolso de sua calça havia um preservativo... (por qual motivo Laito já é preparado?) Peguei-o e pus em sua mão.

5 segundos depois...

Laito não fez questão de ser delicado, foi penetrando-me rapidamente. Eu já estava umidecida o suficiente e completamente excitada, nem estava ligando para nada, só estava sentindo Laito abrir caminhos por dentro de mim. Só queria que ele continuasse indo fundo o bastante dentro de mim, Laito continuou indo fundo e se curvou para lamber meus mamilos. Fiquei sensível ao sentir sua língua, estava quente, molhada. Laito apalpava um e sugava o outro ao mesmo tempo que seus dentes davam pequenas beliscadas.

Apesar de ser um vampiro, o corpo de Laito estava quente, mais quente do que à minutos atrás! A textura de sua carne estava diferente e seu membro estava muito mais duro do que o de uma pessoa normal, as paredes da minha intimidade apertavam-no, deixando o caminho mais apertado e doloroso. Era um brinquedo, um brinquedo maravilhoso que se movia de forma intensa por dentro de mim e preso a um corpo perfeito.

Sua boca voltou para meu pescoço, mordendo mais profundamente. Nisso, gritei, por causa da dor da mordida junto aos movimentos que seu pênis fazia dentro de mim. Não sei como eu guardava tanto sangue naquele corpo pequeno, Laito me mordia de forma totalmente descontrolada, deixando pingar as gotas de sangue no lençol da minha cama quase desarrumada. Mordi o travesseiro, o que abafava o som dos meus gritos enquanto escutava os gemidos de Laito. Eu nunca havia ficado tão excitada como fiquei naquela noite! Foi uma mistura de dor, prazer e amor. Até minha luxúria, talvez!

Laito me tirou daquela posição e me colocou de quatro na cama e pôs minhas mãos na cabeceira, para que eu me apoiasse. Uma de suas mãos segurava meu cabelo e a outra segurava meu quadril, Laito penetrou em mim mais uma vez, meu corpo ia para frente a para trás e o ruivo puxava meu cabelo me fazendo ir para trás, forçando minha coluna. O movimento era doloroso, doía ter sua coluna forçada tão rapidamente! Meu corpo se curvava a cada puxão, meus gemidos não eram mais abafados. Olhei para Laito e ele estava aos delírios, só revirava os olhos enquanto eu gritava seu nome. Cada batida no interior da minha intimidade me levava aos céus e causava maiores solavancos! Os puxões de cabelo levavam minha cabeça para trás e puxava as raízes, pude ver alguns fios caírem, foram poucos pela quantidade de puxões.

Em outro movimento, também rápido, Laito me puxou para trás com tudo! Me fazendo sentar em seu colo, o ruivo continuou me martelando, eu não sentia mais dor e estava prestes à chegar ao orgasmo. Laito me soltou, bati o rosto no travesseiro e senti o jato sair rapidamente.

Laito: -Haverão muitas outras vezes! Laito beijou meu rosto.

O que tínhamos feito ali tinha que permanecer em segredo...

 

 


Notas Finais


Voltei! O que acharam??? Espero que todas tenham amado, resolvi colocar o HOT para aproveitar que a ideia estava fresca! Sou péssima nisso quando não estou com criatividade! Como sempre, vocês podem deixar os comentários se quiserem! Deixem suas críticas negativas e positivas! Beijinho de Laito!

Até logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...