História Believe - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Believe, Bieber, Drama, Justin, Romance
Visualizações 55
Palavras 4.013
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláa minhas amoras, como estão? Espero que bem. Quem quiser falar comigo pode chamar aqui no chat ou no TT ( @meandkidrauhl ). Bom então vamos lá? Espero que gostem do cap. Big beijo.

Capítulo 3 - You and me, a love to begin?


 Ele sorriu, suspirou e continuou andando em direção ao seu quarto então fechei a porta.
- Senti uma coisa ai no meio - disse Cait saindo do banheiro.
- OI ? 
- traduzindo ... senti um clima - fez uma cara de safada
- Ah por favor, pare de falar besteiras se não vou te colocar pra dormir no jardim junto com os duendes u.u 
- e depois eu quem falo besteiras 

Fui ao banheiro escovar meus dente, voltei para o quarto e Cait já estava deitada. 
- Posso deligar a luz já ? 
- Pode. 

Desliguei e fomos dormir. 
- AAAAAAAAAAAAAAAAAH SAI SAI SAI SAIIII! - Justin gritava desesperadamente.

Sai correndo do meu quarto, quando cheguei no quarto dos meninos, Justin rolava de um lado pro outro na cama e suava muito. 
- Justin - sentei do lado dele na cama - Justin! JUSTIN! - por mais que ele tivesse muito agitado comecei a sacudi-lo quem sabe assim ele não acordaria. 
- AAAH! - Ele acordou desesperado. 
- Está tudo bem ? 
- Sim, apenas um terrivel pessadelo. 
- Quer me contar ?
- não, você vai rir, é besteira
- me conta logo menino!
- ain ta bom ... assiiiim ... 
- vai logo, são 7 da manhã e eu quero voltar a dormir. 
- ta ok, sonhei que cogumelos gigantes tentavam me atacar.
- só isso ? .... KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK! me desculpa kkkk não aguentei. kkkkkkkkkkkkkkk
- ta vendo, sabia que ia rir - Justin deitou e ficou emburrado. 
- ta bom, me desculpa. - Deitei ao seu lado - o Chris tem o sono mais pesado do mundo credo. 
- é - disse ele ainda emburrado 
- me desculpa vai, por favorzinho. - disse fazendo uma carinha fofa 
- vou pensar no seu caso
- aah não você não vai nem precisar pensar.

Ataquei ele e comecei a fazer cócegas.
- TA BOM TA BOM, EU TE DESCULPO!! KKKKKK
- melhor assim. kkkk 
- kkk sua chata u.u 
- eu sei u.u to indo dormir, bom dia, boa noite, como preferir kkk
- bom dia!

Voltei para meu quarto e dormi. 
- ACOOOOOOOOOOOOORDA PREGUIÇOSAAA! - Cait berrava em meus ouvidos. 
- Pra que tanta gritaria?! Já acordei.
- Então levanta que só falta você comer para fazermos alguma cosia - Chris falou me sacudindo. 
- Ta bom, to levantando me esperem na sala, já eu desço. 

Todos saíram do quarto e eu me levantei, tomei um banho rápido sem molhar meus cabelos e coloquei uma roupa simples que me aqueceria um pouco, já que o tempo estava meio chuvoso. Desci e comi um pão com manteiga e fui pra sala. 
- Quero jogar xbox! - Caitlin falou dando um pulinhos e batendo palmas. 
- Caitlin focas não jogam videogame. - Justin falou fazendo eu e Chris cair na gargalhada. 
- Credo, seu malvado. 
- é brincadeira kkkkk - Justin disse e pulou na Cait. 
- Liga logo isso.
- EEh educação KKK
- Desculpaaaaaaaa, liga por favor


Liguei o xbox e começamos a jogar GuitarHero, formamos uma banda e selecionamos o modo carreira. Começamos com a primeira música, básica Slow Ride. Eu na guitarra, Chris no baixo, Justin na bateria e Cait no microfone!
Começamos era 9:00 a.m., ficamos jogando até minha vó chegar na sala e perguntar.
- O que vão querer comer ? 
- Pra mim qualquer coisa. 
- Sempre qualquer coisa né Ju KKK
- Aaah vó, todas as suas comidas são uma delícia. 
- Eu quero lasanha vó - Chris chamava minha vó assim, já era hábito de tanto tempo que eles se conheciam. 
- Pode ser lasanha então ? 
- Sim! - fizemos um coro respondendo sem tirar os olhos da tela enquanto tocávamos Lay Down. 

Depois de um tempo jogando minha mãe começa a berrar, devido o fato de termos aumentado o volume do som e pegarmos o espirito do jogo KKK
- CRIANÇAAS, VENHAM COMER!

Desliguei apenas a TV e fomos comer. 
- Mãe, não somos crianças
- Nãao mesmo, pior que criança KKKK
 

Começamos a comer e ao mesmo tempo a conversar.Era um falatório tão alto na mesa que minha mãe começou a ficar atorduada.
- Geeeente, acordaram no 220 hoje foi ? Vocês estão muito agitados, o que vão fazer pra liberar essa agitação toda? Vão sair, passear, o que o que ? - disse ele mexendo as mãos
- Calma mãezinha, ta expulsando a gente da casa da vó é?- eu disse olhando fixamente pra ela
- Não minha filha, é que vocês estão precisando sair, quando adolescentes acordam assim é sinal de que não vão parar um minuto se quer do dia.
- OK mãe! - eu disse desfarelando um pedaço de pão que havia em cima da mesa - a gente vai arrumar algum lugar pra ir.
- A gente podia ir naquele lago de novo né? tem uma área bem ampla, a gente poderia fazer um pique nique - disse Justin olhando para todos 
- AAAAH, eu amei a ideia seu imprestável ! - disse Cait apertando as bochechas de Justin - serviu para alguma coisa merdinha
- Credo Cait, não fala assim com ele! 
- Que foi Julie, ta se doendo pelo Justin? - Perguntou Chris
- Nossa, Chris você não perde uma oportunidade de arrumar casinho né? 
- Epaaa - gritou a vovó - briga aqui não, somos todos lindos e unidos, agora vão se arrumar que eu e a sua mãe arrumaremos a cesta do pique nique pra vocês, vai vai vai, somem da minha frente ! 

Saímos dando risada e fomos nos arrumar.Olhei pela janela e finalmente estava saindo um solzinho, o dia estava ficando perfeito para um dia no parque.Eu e Cait nos vestimos e esperamos as noivas na sala.

Estávamos muito agitados, afinal, era a primeira vez que faríamos um pique nique juntos. Juntamos nossas coisas, pegamos a cesta que a vó havia preparado com muito carinho (rs) e fomos para o parque.
- Justin, leva o carro? Eu vou no banco da frente do seu lado! - eu disse sem perceber o que havia falado
- Nossa a Ju se oferecendo pra ir no banco da frente sem ninguem precisar falar nada? - disse Cait me olhando de cima a baixo e sorrindo.
- Ãm, é, é que, ãm ! - comecei a gaguejar - É nada a ver Cait, é porque eu sei no que daria se a gente fosse resolver que nem antes, eu ia acabar indo na frente do mesmo jeito.
- Ok meninas vamos - disse Justin ligando o carro

Como de costume fomos o caminho todo ouvindo nossas belas músicas, chegando lá escolhemos um lugar em baixo de uma árvore enorme que havia bem no canto da área, Chris cresceu os olhos para os patinhos novamente já Justin simplesmente começou a me ajudar a montar o espaço para o pique nique.
- Cait, venha me ajudar a alimentar os patos, venha ! - disse Chris todo contente parecia uma criança. 
- Tem problema eu ir Ju ? - perguntou Cait colocando as bandejas com alguns morangos e uvas
- Que isso Cait, pode ir, vinhemos aqui nos divertir, não se prenda a mim não - eu disse e sorri

 Cait saiu andando em direção ao Chris.
- Ué, não quer brincar com os patinhos hoje não Justin? Ou ta com medo que tenha alguns cogumelos na água? - eu disse e comecei a dar risada
- Poxa, você não vai esquecer mesmo esse meu medo idiota né?- ele disse abaixando a cabeça.
- Ain, me desculpe, é que tava tão silencioso ai eu disse o que veio na cabeça primeiro.
- Ok, eu posso conviver com isso, se quiser pode gritar pro mundo que eu tenho medo de cogumelos.
- Nossa Justin, me desculpe outra vez, não vou falar de novo, me senti culpada agora.

Do nada ele começou a rir sozinho.
- O que foi que você está rindo? - perguntei fazendo cara de brava
- Essa sua carinha de quem magoou alguém, eu não ligo não Ju, é um trauma de infância mas eu levo isso na boa.
- Quase me fez acreditar que eu havia te chateado! 
- Eu não fico chateado com palavras suas Ju! - sem perceber o que havia dito ele ficou todo vermelho e começou a gaguejar- Ãm, quer morango, pão, uva, um suco que tal?
- Ai Justin, ta mais vermelho que esse morango ai garoto! - dei um tapa em seu ombro fazendo nós dois cair na gargalhada.

Olhando para Cait e Chris se divertir com os patos, fui pegando uvas e mais uvas da bandeja sem olhar para elas, eu nem sabia quantas eu já havia comido, e Justin fazia o mesmo, sem querer a gente ficou sem assunto do nada e a única coisa que sabíamos fazer era comer uvas, cada um pegando uma ou duas aleatoriamente. Ainda olhando para o nada e encostada no tronco da árvore, senti uma mão gelada quando fui apanhar a minha "milésima" uva do dia, parecia a mão de alguém que acaba de sofrer uma parada cardio respiratória sabe? E só havia duas pessoas sentadas naquela toalha xadrez encostadas naquele tronco de árvore, olhei para cima e Justin novamente estava todo vermelho sem conseguir olhar para mim, aos poucos entrelacei meus dedos nos dele e quando dei por mim já estava segurando a sua mão e ele retribuindo ao meu ato.
- Ãm é, ah, é que, me desculpa eu só queria pegar uma uva e você também pensou em pegar e ... - parei de falar afinal a única coisa que ele estava fazendo era olhando pra mim como se estivesse se perdendo em mim. E aos poucos ele foi chegando mais perto e quanto mais ele se aproximava mais as minhas mãos suavam, minhas pernas tremiam, meu estômago embrulhava e minha boca ficava seca.
- A melhor coisa que a gente fez foi pegar uva ao mesmo tempo (que broxante Justin kk) - disse ele sorrindo.

Eu sorri e abaixei a cabeça, ele levantou o meu queixo se aproximou e me beijou. Eu não pude pensar em mais nada, já estava acontecendo e eu estava adorando aquilo tudo apesar de eu nunca imaginar de que ele seria capaz de fazer uma coisa dessas depois de dizer pro Chris que toda vez que ele falava sobre gostar de mim Justin dizia que estavam todos viajando, ele segurou minha nuca, se afastou olhou pra mim e abaixou a cabeça.
- Me desculpe Julie! - ele disse coçando a cabeça.
- Te desculpar? Te desculpar pelo o que Justin?
- Poxa, eu praticamente me joguei pra cima de você sem nem ao menos saber o que você pensa. 

Eu me deitei em seu colo olhei para ele e disse:
- O que mais eu poderia pensar sobre um garoto tão carinhoso como você? - e sorri. Ele sorriu de volta pra mim e depois olhou para o lado continuando:
- Ah, eu sei lá, não sei se você ta namorando, se você queria mesmo fazer o que acabamos de fazer.
- Justin para, se a insegurança é essa, não, eu não estou namorando.Não vou dizer que eu estava esperando que isso acontecesse, afinal eu não estava mesmo, mas já que aconteceu porque eu recusaria? Você acha que se eu não quisesse eu teria deixado você fazer isso? - Ele olhou pra mim acariciando meus cabelos e disse:
- Isso é verdade, eu percebi que podia pelo menos tentar beija-lá quando você segurou a minha mão, eu pensei "Porque ela seguraria a minha mão?", então me assegurei de que talvez você quisesse algo.
- Na verdade eu não pensei bem nisso, não sei se é coisa de momento ou é só uma atração física, mas toda vez que eu to perto de você eu sinto como se milhares de borboletas voassem pelo meu estômago.
- O incrível é que eu sinto exatamente a mesma coisa, minhas pernas tremem e meu coração até bate mais forte.

Eu me levantei do colo dele, encostei na árvore novamente.
- Será?!
- Será o que ?
- Será possível duas pessoas se apaixonarem em tão pouco tempo?
- Eu não sei Ju, eu sei que toda vez que eu te via com o Chris, mesmo antes de conhecer você eu já sentia alguma coisa que era totalmente fora do comum.
- Vontade de vomitar e sair correndo? - eu dei risada, ele riu e disse
- Para com isso você é linda, pelo contrário, a vontade era de falar com você e se possível ganhar um abraço! 
- AAAIN, que lindo, um abraço? Meu? Quer ele agora?- eu disse e me levantei
- Nossa, seria uma honra "mademoiselle".

Ele se levantou e ficou de frente para mim, eu me aproximei segurei suas mãos coloquei em volta da minha cintura e logo depois envolvi meus braços em volta de seu pescoço.Senti ele suspirar em meus ouvidos como se estivesse descansando de uma corrida de milhas de distância.
- Esse é o melhor abraço do mundo - disse ele acariciando minhas costas
- Sério que é? - perguntei
- Com certeza! - sussurrou 
- Então não precisa soltar agora se não quiser.
- Mas morreremos as mínguas se ficarmos aqui.

Olhei pra ele, sorri e toquei em seu nariz num gesto fofo.
- Então tá né, já que não quer mais meu abraço pode me soltar.
- Não disse que não quero mais, por mim eu ficaria aqui pro resto da minha vida.

 De repente me bateu uma insegurança, eu larguei de seus braços e disse:
- Não diga coisas de que não tenha certeza, isso está acontecendo rápido de mais, e se isso for só coisa momentânea? E se o que estamos sentindo for só carência ou vontade de beijar alguém e mais nada? E se nos magoarmos Justin? Eu não sei se isso ta certo.
- Poxa, que insegurança é essa do nada? Estava tudo tão bem até agora, porque essas dúvidas?
- Porque não nos conhecemos direito Justin.
- É assim que as coisas acontecem Julie, do nada surge um tudo sabia? Não sabemos o que o destino tem preparado para nós, se a vida ta pedindo isso agora, vamos viver o agora.
- Mas Justin, tenho medo de me apaixonar por você e depois de tudo você só estiver vivendo um momento como acabou de dizer
- Eu sonho com esse momento desde que te vi de longe, porque eu estaria mentindo sobre tudo que sinto por você? Só se eu fosse muito moleque para fazer uma coisa dessas, Julie eu já sofri por amor e eu não quero mais isso nem pra minha vida nem pra vida de ninguém. Se você não quiser nada comigo eu vou entender. - Me aproximei dele peguei em suas mãos
- Não, não estou dizendo que não quero nada, quer dizer, só estou achando isso muito repentino Bieber. Eu sei que não temos nada ainda, apenas nos beijamos e eu já estou fazendo uma tempestade com isso tudo, é porque eu realmente sou uma pessoa muito insegura. Nesse meio tempo que estamos aqui já dissemos tantas coisas um para o outro que parece que estamos nos gostando a cada dia que passa.
- Eu percebi isso também, se quiser a gente começa do zero, esquecemos que isso aconteceu e se não conseguirmos nem se quer dormir sem pensar um no outro a gente se procura e tenta resolver alguma coisa.
- A questão de tentar ficar sem pensar um no outro eu gostei, agora de esquecer que nos beijamos isso está totalmente fora de cogitação.
- E porque ?
- Porque nem que eu queira, eu vou conseguir esquecer o melhor beijo da minha vida.

Ele se aproximou de mim sorriu, acariciou meus cabelos e me envolveu em seus braços formando assim um outro abraço, inesperado.
- IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIH, TEM CASAL NOVO NA ÁREA ? - chegou Chris e Cait nos atormentando. 
- Qual é manezão, amigos se abraçam. 
- To ficando com ciumes desse abraço. Hunf - Cait disse com uma carinha emburrada. 
- Owwn tadinha, pode vir com seu neném Cait. - Me levantei - Eu vou dar uma volta pelo parque alguém vai comigo ? Chris ? 
- Poxa acabei de sentar pra comer! 
- Ok, vou sozinha. 
- Não espera, você não vai sozinha. - disse Justin se levantando

Eu e Justin fomos caminhando, e depois de uns 5 passos ouvimos Cait dizer para Chris. 
- ai tem coisa viu.

Fazendo eu e Justin dar uma risadinha, foi meio caminho andado sem nenhum de nós dizer nada, nem olhar um para o outro, eu sei que eu pensava no quão bom foi o beijo inesperado que ele me deu, vez ou outra eu olhava para ele enquanto andávamos e ele estava mordendo os seus lindos lábios, passando a mão na cabeça e olhando para o nada.
- Justin?! - ele não me respondeu, então parei em sua frente fazendo ele tropeçar em mim.
- Ai meu Deus, o que foi ?! - ele riu
- Ah, você não me respondeu, então decide chamar sua atenção.
- Parando na minha frente e fazendo eu quase cair? - disse ele fazendo uma cara de bravo

Abaixei a cabeça, virei as costas e disse
- Me desculpe !! 

Senti ele me pegar pela cintura, me colocando em seu ombro e girando, girando e girando sem parar!
- Justin, eu vou passar mal, para, para !!!! 
 

Ele me colocou no chão, envolveu seus braços em volta da minha cintura.
- Não pensou que eu estivesse bravo só porque você parou na minha frente né?
- Ah, sei lá! 
- Bobinha, tem pessoa melhor para esbarrar em mim do que você? 
- É ...
- Nem precisa responder, você é a única pessoa que vai esbarrar em mim pro resto da vida e eu não vou achar nem um pouco ruim.

Ele se aproximou de mim, acariciou meu rosto e encostou seus lábios nos meus, e bem rápido se afastou. Olhei pra ele com cara de dengo.
- Quer mesmo um beijo meu? - perguntou ele olhando em meus olhos
- Você faz cada pergunta! 

Me segurei forte contra o seu corpo fazendo com que ele não resistisse a mim, que não resistisse a tudo que estava acontecendo. E mais um beijo longo e envolvente estava entre nós, já era a segunda vez, parecia que as chances estavam aumentando, eu sentia que queria mais dele e menos de mim. Questão de horas em um parque ele me fez ser tão exigente aos homens que eu percebi que somente ele cabia nessa minha exigência.
- Julie - disse ele me abraçando
- Oi ? - olhei em seus olhos
- Você é tão linda! 
- Linda? Eu? A onde ? 
- Se eu for falar onde, ficaremos aqui até virar a noite princesa. Mas agora precisamos voltar, o Chris e a Cait devem estar entediados já.

Ele me deu um selinho, pegou em minha mão e saímos andando, ai meu Deus, eu estava de mãos dadas com um garoto tão lindo e amoroso que não tava acreditando. Quando chegamos perto de Chris e Cait antes que eles pudessem ver, soltem a mão do JB. 
- Então vamos ? - cheguei já falando. 
- Mas já ? Queria ver o céu de noite e as estrelas. 
- Ainda são 5 da tarde Chris, vamos pra casa, tomamos um banho e as 10 a gente pega um lençol e poem no jardim la da casa da vó. 
- Ok! Vamos. 

Fomos pra casa e como o combinado tomamos banho e já colocamos nossos pijamas. Ficamos um tempo vendo TV e quando deu 21:00 peguei dois lençóis de casal e um monte de almofada do sofá. Esticamos no jardim do fundo e espalhamos as almofadas. Deitou o Chris, eu, Jus e Cait. Ficamos conversando um tempão.
- Olha gente uma estrela cadente, façam um pedido. - Disse Cait já fechando o olho, todos fecharam menos eu e Justin. 

Olhei rapidamente pra ele e sorri, ele retribuiu logo em seguida fechamos os olhos. 
- O que vocês pediram ? - Chis falou todo animado 
- O besta, não se conta o pedido, se não ele não se realiza . - Cait disse revirando os olhos. 

Então os dois começaram a brigar, feito crianças. 
- AAAAAAAAAAAAAH JÁ CHEGA U.U Credo vocês dois brigam que nem criança. 
- Af sua besta! Eu amo a Cait, mas ela é muito chata. 
- Agora eu que sou chata né ? 

E voltaram a brigar. Eu não dei bola, apenas deitei e Justin deitou do meu lado me abraçando. Acabamos dormindo por ali mesmo. Quando o sol estava nascendo, começou a me incomodar com os raios batendo bem em minha cara. Olhei pro pessoal e o sol batia apenas onde eu dormia, logo pensei, que sorte a minha não?! Me levantei com o maior cuidado para não acordar ninguém, mas minha tentativa foi em vão quando abri a porta pra entrar na sala. Justin acordou e me perguntou. 
- Que horas são ?
- não sei, provavelmente umas 6:00.
- aah ok! vai sair ?
- provavelmente vou ver os cavalos. Quer ir ?
- pode ser.
- ok vá se trocar, depois me encontra na cozinha.
- sim senhora kkk
- besta kkk 

Ele correu atras de mim, conseguindo me alcançar me abraçando por trás e me rodopiando, quando parou virei a cabeça e demos um selinho. Subimos cada um para seu quarto e nos trocamos. Desci para a cozinha e Justin já estava lá. 
- Vamos mesmo apenas ver os cavalos? - perguntou ele se aproximando de mim
- Sim porque ?

Ele envolveu seus braços em volta da minha cintura, começou a se balançar como se estivéssemos dançando uma valsa, aproximou a sua cabeça da minha e disse nos meus ouvidos:
- Porque você ta tão linda !

Suas mãos foram acariciando minhas costas, aos poucos ele foi me empurrando para trás fazendo eu dar pequenos paços opostos da porta, nos aproximamos do sofá ele me deitou e começou a beijar meu pescoço.
- ÃÃÃM, então, vamos os cavalos estão esperando! 

Me esquivei dele deixando-o estirado no sofá, fui até a porta dei um sorrisinho e sai.
- EEi, me espera poxa, quer fazer eu correr mesmo?
- Ah não sei, você quer correr?
- Então é assim, quer que eu corra, então ta! 
Justin começou a correr tão rápido que estava quase me alcançando, comecei a correr mais ainda fazendo com que ele acelerasse seus passos, me virei para prestar atenção no que tinha em minha frente e quando dei por mim ele estava novamente me agarrando pela cintura, me colocando em seus ombros e me girando.
- PAAAAAARA POR FAVOR ! - ele me colocou no chão e enquanto caminhávamos fomos conversando
- AAAAH MEU DEUS, que medrosa!
- Não é medo, já pensou eu vomito em sua cabeça. ECAAA
- Cheia de graça né princesa.
- Princesa, princesa, só se você for o príncipe que eu sempre procurei.
- E porque não? Eu me sinto tão bem quando estou do seu lado !

Olhei pra ele fazendo cara de esnobe
- Pois eu não u.u
- Como assim?
- Não me sinto bem quando to com você...
- Poxa!
- Não me sinto bem, porque me sinto ótima quando estou com você

Ele não respondeu nada apenas me abraçou, demos um selinho e ele disse 
- Sinceramente eu não sei o que eu faria se eu fosse embora daqui sem ao menos dizer o que eu sinto por você, eu vi esse passeio como uma chance de tentar te conquistar, coloquei em minha cabeça que se não fosse esse fim de semana eu não teria outra chance.
- Own, que lindo ! Pois então, você soube aproveitar suas chances muito bem! 
- Jura? - Ele olhou pra mim com os olhos brilhando.
- Ahaam! 

Chegamos nos cavalos, tiramos dois para andar.


Notas Finais


Novamente perdão pela demora que eu fiz do 1 pro 2, mas agora eu to de férias e eu vou estar com mais frequência por aqui... Espero que tenham gostado do cap. Pela frente teremos surpresas por aqui. Beeijo meninas s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...