História Believe - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Believe, Bieber, Drama, Justin, Romance
Visualizações 31
Palavras 1.390
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


meninas mil perdões, mas eu tava correndo atras das documentações do meu intercâmbio e adivinhem? EU VOU PRO CANADAAAAAAA, CARA EU TO MUITOO FELIZ!!!!
E além desse fato maravilhoso tem um horrível, eu to com bloqueio criativo, ou seja não consigo escrever por nada ): Então perdoem minha demora e se o cap ficar um coco me desculpa...

Capítulo 9 - Together in a movie.


- Eu tentei fazer tudo certo, levar ela pra um passeio romântico, depois um almoço e quando eu ia pedir pra que Jefrey trouxesse a aliança em vez do prato. Eu mandei cancelar. Ela me tratou mal, não mal de horrível, mas foi fria, grossa. 

Julie. 

Aaah mas se ele ta achando que eu vou ficar aqui no quarto ele ta enganado. Fui até a cozinha, pra falar com a Pattie, já que ele foi se ocupar com outra coisa, pelo menos eu converso com ela e peço a opinião dela. Desci a escada de vagar, sem pressa. Quando eu ia entrar na cozinha percebia que Justin e Pattie conversavam. Não peguei a conversa inteira mas deu pra ouvir o que ele disse. 

- passeio romântico, depois um almoço e quando eu ia pedir pra que Jefrey trouxesse a aliança em vez do prato. Eu mandei cancelar. Ela me tratou mal, não mal de horrível, mas foi fria, grossa. 

- Claro filho, o que você fez, não é fácil de reparar. 

Continuei ouvindo a conversa escondida. Sei que é feio mas eu precisava saber. 

- Mas mãe eu não fiz nada, ela me enganou. Acredita em mim. 

- Eu acredito, mas quem tem que acreditar não sou eu.

- Eu acredito. - Entrei na cozinha com a minha cara de pau.

Os dois me olharam e ficou um clima tenso, queria me enfiar num buraco. 

- Vou deixar vocês se resolverem, licença. 

Ficamos nos olhando por um bom tempo, apenas em silencio. Resolvi quebrar o silencio.

- Desculpa. 

- Por? 

- Não acreditar em você. 

- Tudo bem, vem aqui. - ele bateu a mão na perna e eu sentei. - Me promete que sempre vai confiar em mim ? - ele falou enquanto acariciava meu rosto. 

Fechei os olhos e assenti com a cabeça. 

- Me desculpa ? 

- Ei ta tudo bem, vem aqui, me dá um beijo. - rimos junto e demos um beijo bem demorado, até Pattie nos interromper. 

- Fico felizes que os novos estreantes do meu filme estão juntos. 

- O QUEEEE ? - gritei pulando de alegria e indo abraçar ela. 

- Isso mesmo, consegui o papel. Falei com James e ele aceitou vocês como protagonistas. 

- Mas calma ai, mãe eu sou jogador de hóquei, não ator. 

- Ok, quer sua namorada a beijos e caricias com outro, problema seu.

- Ator é meu segundo nome, oxê. 

Rimos e nos abraçamos. 

- Mãe vamos pro meu quarto, beijo.

- Ok, de noite quero os dois arrumados pra uma reunião. 

- Mas já? 

- Sim, James quer conhecer vocês, não só ele, mas muitas pessoas importantes nesse meio que trabalharam no filme. Por favor estejam prontos as 21:00. 

- Pode deixar mãe. - Justin me carregou de cavalinho até o quarto e simplesmente me tacou na cama. 

- Cavalo. 

- Oi? 

- CAVALO SURDO. 

- Oow não grita comigo. 

- Oow não grita comigo. - Engrossei a voz o imitando. 

- Meu deus, que criança que eu tenho aqui. - ele se jogou de barriga em cima de mim tirando todo o meu ar.

- AAAAAAAAAAAAAAH EU VOU MORRER SEM AR. QUE GORDO. - ele se apoiou nos dois braços e olhou nos meus olhos. 

- Heey eu não sou gordo eu tenho excesso de gostosura.

- HAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAH AI MEU FIGADO NÃO ME FAÇA RIR HAHAHAHHAHAHAHAH AI MEU DEUS.

- Aaf besta. - e mais uma vez ele jogou o peso dele TODO em mim.  

- Não quero morrer cedo. - Joguei ele no chão e ele me encarou perplexo. 

- Ta fortinha eim. 

- Eu sou forte, ô meu muque. - mostrei meu braço pra ele que ficou quase roxo segurando o riso. 

- Fortona eim. 

- Bla bla bla. 

- Bla bla bla. 

- Depois eu que sou a criança.

- E é mesmo. Pirralha. 

- Vai colocar um filme logo. - Taquei o travesseiro nele e ele tacou de volta. 

- Qual você quer ? 

- Sei lá, escolhe que eu vou fazer pipoca. 

- Mas cara a gente acabou de comer.

- Eeeee? 

- Gorda. 

- A gorda aqui te faz gemer feito louco. Então fica quieto.

- É tudo fingimento. 

- Aham sei. OOOH ISSO VAI, AAAH GOSTOSA, NÃO PARA, TO QUASE LÁ, VAI MAIS RÁPIDO. - Comecei a rir e ele tacou um travesseiro me fazendo correr e fechar a porta. 

Desci na cozinha fiz a pipoca e peguei refri. Quando voltei pro quarto Justin ja estava com o ar ligado e de baixo da coberta. 

- Fiz pipoca com caramelo. 

- Depois diz que não é gorda. Vem. - Ele levantou o cobertor pra que eu entrasse ao seu lado. 

- A próxima vez que você me chamar de gorda eu taco essa pipoca em você. 

- Ai que medo. - Rimos e começamos a ver o filme. Nem sabia o nome do filme mas na metade o filme eu adormeci. 

Acordei com algumas batidas na porta. Era a Pattie.

- Desculpa te acordar querida mas a reunião é daqui uma hora, é melhor as noivas começarem a se arrumar. 

Demos risada juntas e eu lhe respondi agradecendo. Logo ela saiu do quarto. Que preguiça de ir a essa reunião.

- Amor - chacoalhei Justin por um tempo e nada dele acordar. - Ta bom não quer acordar acho que água vai resolver. 

- Opa acordei. - Eu o vi pulando da cama. 

- Só assim pra você acordar né?

- É  que eu to numa preguiça de ir nessa reunião. 

- Eu também amor mas temos que ir. - Selei ele - Vamos tomar banho ?

- Agora mesmo. - Ele me olhou com malicia.

- Muito engraçado você, sem safadeza ou eu tomo banho em outro banheiro. 

- Sim senhora. - E bateu continência, logo me seguindo ao banheiro.

Tomamos banho e nos arrumamos. 

Eu estava quase pronta (1) e Justin (2) me esperava sentado na cama mexendo no celular. 

- Esta terminando ?

- Sim só falta o batom. 

- Não passe muito ainda quero te beijar. 

- Então beija agora. 

- Agora não quero. 

- Ou agora ou greve de beijo

- Você não faria isso. 

- Testa 

- Não. Vem aqui.

- Você que quer o beijo. Não sou eu que tenho que ir ai.

- Caramba que menina chata. 

- Eu sou muito chata mesmo. - Ele levantou e veio até mim, observei ele vindo pelo espelho na minha frente. Pegou na minha cintura e me virou para ele. 

- A você é a chata mais linda que eu conheço. 

- Sou? - Ele se aproximou do meu rosto.

- Pode ter certeza. - falou esbarrando os lábios no meu. 

- Eu te amo. - Então ele me beijou.

- Sem querer atrapalhar o casal do ano, mas temos 10 minutos para sair de casa. 

- Estamos quase prontos mãe. Agora sai que você atrapalhou meu momento. 

- Credo Justin não se fala assim com a sua mãe. - Bati no seu ombro como reprovação. 

- Tudo bem Ju. Atrapalhei um pouquinho mesmo, quero os dois pronto já. - Ela saiu fechando a porta do quarto. 

- Seu ogro. 

- Ué, só falei a verdade amor. 

- Ta agora, deixa eu passar o batom pra gente ir. 

- Não mais um beijo. 

- Que menino carente meu deus. - Nos beijamos e finalizei com um selinho. 

- Eu também te amo princesa. - Sorri involuntariamente. O selei e me virei pro espelho pra eu passar o batom.

- Vamos. - Peguei minha bolsa e coloquei o iPhone dentro. 

Fomos no carro do Justin. Chegamos num dos restaurantes mais chiques da cidade. Ainda bem que a Pattie (3) avisou que deveríamos nos arrumar a altura. 

Um homem que ficava na entrada perguntou se tinhamos reserva e a Pattie explicou que iriamos encontrar o James lá, logo ele pediu pra que nos os seguíssemos até a mesa dele. De longe eu o reconheci, ele esteve algumas vezes nas gravações do outro filme da Pattie. James (4) estava também muito bem vestido. Nos cumprimentamos e começamos aquela longa reunião. Depois de conversamos um longo tempo, pedimos nossa comida e continuamos conversando, eu tentava manter a pose de interessada já Justin não fazia o minimo esforço por isso eu dava uns beliscões disfarçados nele.

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...