História Believe - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Justin Bieber, Lucy Hale, Miley Cyrus, Selena Gomez
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Lucy Hale, Pattie Mallette, Selena Gomez
Tags Bulling, Drama, Escolar, Justinbieber, Lucyhale, Nerd, Romance, Traição
Exibições 70
Palavras 1.597
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hellou pessoinhas.... isso não foi betada, na verdade eu sequer reli, ficou meio grande porque juntei dois em um, como eatou pelo cel eu não tenho noção de tamanho x.x ... mesmo assim aproveitem a leitura, qualquer problema é só comentar.

Capítulo 11 - Nem todas as investidas acabam bem...


- vou lavar... – falou e antes que eu pudesse impedi-lo ele começou a lavar a louça, me apoiei na pia e fiquei olhando.  Uma ideia um tanto maldosa veio a minha mente, ah mas eu vou provoca-lo, vou sim.
- enquanto faz isso eu vou tomar um banho, quando terminar pode esperar no quarto que me troco no banheiro mesmo, ai te arrumo uma escova de dentes tá... – ele concordou e eu subi, mas esse nerd vai ver o que é uma mulher gostosa, nem fodendo vou perder pra uma loira aguada e vadia. Se bem que éramos falsas amigas, ainda somos já que o namorado dela, o que ela gosta, é um safado e fica querendo me comer. Peguei uma lingerie no guarda roupa e sorri travessa, peguei uma fina camisola de seda, que cobria quase nada e corri pro banheiro, tomei um banho demorado e passei cremes e perfume depois, sequei meu cabelo e me encarei no espelho, estava gostosa, ótimo, escovei os dentes peguei uma escova nova, deixando na pia. Sai do banheiro e ele estava sentado na cama, os dedos brincando na colcha, assim que me viu ele sentou de olhos arregalados, ele sequer piscava e parecia uma pimenta mexicana de tão vermelho. Olhei inocentemente, com um sorriso nos lábios, caminhei até ele e ele pareceu se esforçar pra respirar. Como eu amo ser gostosa.
- Jus... – falei em seu ouvido – vai escovar os dentes e vamos ver um filme que esta cedo pra dormir.... – senti ele se arrepiar e mordi o lábio, como eu queria despurificar esse anjo, mas não faria, ainda.
- t-t-tá.... – ele falou com dificuldade e se levantou, correndo para o banheiro, sorri travessa e desci, desligue e tranquei tudo, depois disso voltei e me joguei em minha cama, era grande, de solteiro mas grande. Ele logo voltou, ainda estava muito corado, e ficou meio afastado, que gracinha. – o-onde eu vou dormir R-rainha? – ele perguntou e a palavra saiu como um doce de sua boca me fazendo arrepiar. Como um garoto tão sem atitude e covarde, tão fraco e que é constantemente atacado, conseguia me deixar assim, acho que deve ser meu fetiche por garotos patéticos atacando de novo. O chamei com a mão e ele não veio, sorri e estiquei o braço, segurei sua mão e o trouxe pra cama, o puxando pra cima dela e fazendo deitar no canto.
- vai ser bem aqui. – falei e vi ele corar mais.
-m-mas aqui? No seu quarto? – perguntou nervoso.
- isso, no meu quarto, aqui na minha cama, agarrado comigo porque tenho medo de dormir sozinha com esse toró ai fora. – menti, e engatinhei para a ponta da cama, deixando ele deitado lá, me inclinei pra tv pra ligar o dvd e pegar a caixa com os filmes, deixando minha bunda empinada e exposta pra ele, obvio que era proposital, inclusive pelo espelho eu podia ver seus olhos focados naquele lugar, olhos que exalavam um desejo incrível, sorri vitoriosa, peguei a caixa e coloquei na frente dele, ele deu um pulo de susto. – distraído Jus? – perguntei cheia de falsa inocência.
- e-eu... é... o-oque? – falou ainda meio atordoado.
-vamos escolher um filme ... – falei rindo e ele desviou os olhos, remexendo na caixa, eu sorri, apesar de tudo ele não tentou nada, que docinho.
- g-gosta de que tipo de filme? –perguntou passando os dvds.
- terror, aventura, suspense e romance... – fui para o lado dele,  me jogando na cama – eu já vi todos Jus, escolhe o que preferir.- Ele passou mais alguns filmes na mão e segurou um.
– vamos ver Jogos vorazes? – perguntou animado.
-vamos... – ele foi até o dvd e colocou o filme, depositou a caixa no chão e se virou, voltando a ficar constrangido.
- o que foi Jus..? – olhei pra ele me fazendo de confusa.
- e-eu não sei se eu realmente deveria... bem... m-me deitar t-tão perto. E-eu sou um garoto e v-você uma garota e... – ele se embolou nas palavras.
- uhmmm, não tem problema, somos amigos. – falei e o puxei, fazendo se deitar ao meu lado e me aconcheguei nele, olhando a tv. Ele não falou mais,  podia sentir seu coração batendo forte no seu peito, me passando uma sensação acolhedora, não demorei a pegar no sono.

........................................................................................................................................................

Acordei com meu Celular despertando e o desliguei, tentei me mover mas minha cintura ara rodeada com força, senti a respiração quente e pesada em meu pescoço, me fazendo arrepiar. Me virei com certa dificuldade, ficando de frente para o garoto, ele dormia profundamente, minha movimentação apenas o fez apertar mais o braço ao meu redor. Lambi meus lábios e encarei os dele, tão perto, aquela boca bonita, que eu tanto desejo a alguns centímetros de mim. Era tentador demais, só um selinho, juro, não passo disso, eu preciso provar. Me aproximei devagar e fechei meus olhos, grudando levemente minha boca molhada na dele, sentindo a textura macia e quente, meu corpo todo arrepiando suspirei e afastei em seguida, ele estava do mesmo jeito, sorri e me desvencilhei dos seus braços com cuidado, era cedo ainda, fui ao banheiro e fiz minha higiene e também tomei um banho gostoso, me vesti pra escola, abri um pouquinho a janela e espiei pra fora, estava sol. Porra, parecia são Paulo esse lugar, chove, cai tempestade, faz sol, ai chove, e esfria. Olhei outra vez pro garoto e desci depois, fazendo algumas omeletes, passei um café e sorri vitoriosa, hora de acordar meu gatinho. Subi e abri a porta, peguei uma troca de roupa do meu primo, agora de sair, acho que combinaria com ele, peguei até mesmo os tênis, suas roupas estavam todas encharcadas, deixei separado e acendi a luz, abrindo a cortina.
- Jus... acorde, temos escola... – falei subindo na cama e acarinhando seu pescoço, ele se remexeu e virou pro outro lado. – Jus...
- Ash...me deixe dormir.... – ele falou baixo, mas eu ouvi, Ash. Bufei e me levantei, cruzando os braços. – JUSTIN!!! – gritei irritada e o vi pular na cama, assustado, ele cairia se não estivesse no canto da parede. – ótimo, se arrume, deixei uma roupa pra você. – Falei seca e dei as costas, saindo do quarto. Eu estava muito irritada, ele passou a noite agarrado em mim, eu fui carinhosa e gentil e ele ainda prefere aquela perua maldita!  Sentei na mesa e comecei meu desjejum, ele não demorou pra aparecer, todo vestido e como estava lindo, lindo pra ela.
- Luh... – chamou, eu ignorei, sem olhar pra ele, sério isso era difícil. – Luh.... – tentou de novo, terminei meu café e coloquei um pouco de suco em um copo, apenas pra enrolar, afinal ainda faltava um tempo pra escola. – rainha ... – ele tentou, agora eu olhei, mas só porque eu amo que me chamem de rainha. – porque esta brava? – ele já havia comido, eu desviei os olhos, aquilo era idiotice, o que diabos eu estava fazendo? Suspirei, eu havia jurado a mim que não ia me meter, mas porque faço o oposto, que droga.
- porque ela esta enganando você! – falei irritada, ele me olhou por um tempo, provavelmente tentando entender o que eu estava dizendo, assim que a compreensão atingiu seu rosto ele se levantou, parecia chateado.
- Ashley, ela me ama! Ela disse que me ama! Porque esta dizendo isso!? – perguntou, andava de um lado pro outro irritado, meu deus, seria uma má hora pra achar ele sexy, porque ele parece sexy irritado. Foco Lucy, tem que abrir os olhos dele, pra que não se machuque mais.
- Porra Justin! Acorda, do nada ela resolveu que te ama? depois de te humilhar e rir da sua cara? Acredita mesmo nisso? – perguntei seria, não mudei meu tom, nem me levantei, me mantive indiferente, isso pra não me irritar e pular no pescoço dele.
- E porque não? Eu sou feio? Sou chato? Sou pobre? Ou oque? É por essas coisas?! Eu sei disso, mas uma garota bonita não pode se interessar por mim? Não pode me amar? Você disse que eu era bonito! – ele estava chorando e eu me segurei pra não ir até ele, era isso que ele achava dele? Como podia achar isso, ele não tinha espelho em casa não?
- me escuta ... – tentei mas ele me interrompeu.
- O que você queria? Acabar com minha felicidade, me trouxe aqui pra fingir ser minha amiga e me fazer largar a garota que amo e com quem sempre quis ficar? – Aquilo era ridículo, acusada disso.
- se é isso que pensa ótimo, foda-se então! Vai quebrar a cara e se arrepender disso, seu babaca idiota, ela vai te humilhar e te machucar! – gritei frustrada. – mas quer saber? Eu não me importo! Você não pediu ajuda e eu não devia mesmo me envolver! Fui idiota em tentar avisar você! Faça o que quiser! – ele deu as costas e saiu. Eu permaneci ali um tempo e sai em seguida, fechei a casa e peguei meu carro. Enquanto dirigia deixava meu rosto molhar, limpei as lágrimas. – que drogaaa!!! – Eu odiava isso, me apegar facilmente, era sempre assim, primeiro algo me chamava a atenção, eu tento ignorar e derrepente puf, estou apegada. Mas dessa vez não Lucy Hale, dessa vez vai ser diferente. – eu sempre luto e luto, dessa vez, vou apenas juntar os cacos.


Notas Finais


Olha quem está aqui, mais um cap, estou com o próximo pronto já *-* mas não sei se vou postar já. Qualquer coisa eu coloco. Espero que estejam gostando, até o próximo.
Bjocas no core.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...