História Believe in your Dreams - Capítulo 70


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Belieber, Justin Bieber
Visualizações 25
Palavras 2.151
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 70 - Part.70


Justin : Todos merecem ser perdoados.
VC : Ela não merece ser perdoada.
Justin : Eu perdoei ela, por que você não pode perdoar também ?
VC : PORQUE EU FUI A CORNA PORRA ! EU FUI A TRAÍDA, VOCÊ TAMBÉM NÃO TEM UM "POR QUE" PRA PERDOAR ELA, ELA NÃO ERROU COM VOCÊ. VOCÊS ME TRAÍRAM, SOMENTE EU TENHO QUE PERDOAR OU NÃO PERDOAR ALGUÉM. -eu segurava o choro-
Justin : PARA DE FALAR ESSAS COISAS PRA MIM, PARA DE JOGAR NA MINHA CARA , ISSO TUDO FICOU LÁ ATRÁS ! É ISSO QUE ELA QUER, ELA QUER VER A GENTE BRIGANDO.
VC : E ELA TA CONSEGUINDO, VOCÊ NÃO LIGA PRO QUE EU TÔ SENTINDO, EU TÔ SEM CHÃO JUSTIN, EU LEMBRO DAQUELA CENA, DE VOCÊS TRANSANDO E EU SEI QUE FICOU NO PASSADO, MAS QUANDO EU VEJO ELA EU LEMBRO DE TUDO. MAS QUER SABER ? EU VOU EMBORA, FICA AI COM ELA, SE QUISER ATÉ COME AQUELA VADIA, EU NÃO ME IMPORTO MAIS !


Pude escutar o barulho da chuva caindo lá fora, tava forte. Desci as escadas correndo passando pela SA que tava na sala sentada no sofá. Abri a porta e o vento forte veio em mim, bati a porta e sai correndo na chuva. Ouvi Justin gritar meu nome, ele tava vindo atrás de mim correndo também. Eu corria o mais rápido que eu podia, mas Justin me alcançou e me pegou no colo. Eu estava toda ensopada.


VC : ME POE NO CHÃO SEU VERME, ME SOLTA.
Justin : Você quer ficar doente é ? Olha a chuva que ta caindo, você vai voltar pra casa comigo agora !
VC : Não vou não, me solta caralho me solta. -eu me debatia pra tentar me soltar-
Justin : Para de agir como uma criancinha, ta escroto.
VC : Então me solta !
Justin : Cala a boca garota ta me irritando já.
VC : Tô te irritando ? Me deixa ir embora então.
Justin : Não dá, porque eu te amo e quero você comigo a todo momento !


Ele saiu correndo comigo no seu colo, me agarrei no pescoço dele pra não cair e logo chegamos na casa dele, ele subiu as escadas comigo ainda no colo e me colocou no chão no quarto.


VC : Estupido !
Justin : Vai tomar um banho e trocar de roupa.
VC : Eu te odeiooooooo.
Justin : Eu sei !
VC : Justin por que deixou ela ficar aqui ?
Justin : Porque .. Eu não sei.
VC : Fala pra ela ir embora por favor, sei lá faz alguma coisa.
Justin : Não posso fazer isso, é só hoje, eu prometo.
VC : Justin eu tenho medo poxa.
Justin : De que ?
VC : De te perder de novo pra ela. -limpei uma lágrima que escorreu-
Justin : Princesa .. -me abraçou- Você nunca me perdeu pra ela, meu coração sempre foi e sempre vai ser seu ! Eu sou seu meu amor, é você quem eu amo.
VC : Mas Justin ..
Justin : Olha esquece ta ? Amanhã de manhã ela vai embora. 
VC : Vamos lá falar isso pra ela agora.
Justin : Amor ..
VC : Vamos Justin, porra.
Justin : -bufou- Ta ta ! 


Desci as escadas na frente dele e parei no último degrau, ele passou na minha frente e foi falar com ela.


Justin : Tem um quarto no final do corredor lá em cima, você passa a noite lá e amanhã de manhã vai embora ok ?
SA : Sim ! 
Justin : Ok , e .. Ah, não fica passando perto do meu quarto valeu ? Minha privacidade ! 
SA : Tudo bem Jus. -sorriu-
VC : Já falei que é Justin ! Não entende não ? 
Justin : Chega, chega. Vamos pro quarto.


Ele me pegou no colo e foi subindo as escadas comigo. Quando chegamos no quarto Justin me jogou na cama e pulou em cima de mim.


VC : Saaaaai que saco !
Justin : Para de ser chata.
VC : Por que me trouxe no colo ? Eu sei andar valeu ? Que coisa irritante.
Justin : Grossa ! 
VC : Foda-se.


Entrei no banheiro e tomei banho, me sequei, coloquei um baby doll e me deitei na cama. Justin não tava no quarto mas logo entrou, me olhou com raiva e foi pro banheiro, tomou banho também e deitou do meu lado olhando pro teto, me virei de costas pra ele.


Justin : Odeio esse clima ..
VC : Culpa sua !
Justin : A gente vai ficar com essa intriga até quando ?
VC : Até meu coração cicatrizar.
Justin : Você diz como se eu tivesse te traído de novo.
VC : Você colocou a minha pior inimiga dentro da sua casa. É falta de respeito comigo.
Justin : Eu sou uma boa pessoa e não podia deixar ela lá fora, ela tava imunda. 
VC : E ainda tomou banho aqui.
Justin : -bufou-
VC : Você não enxerga que ela fica me provocando ? Dando em cima de você ? Pôh Justin, se toca cara.
Justin : Eu enxergo sim, você que guarda muito rancor no coração.
VC : Diz isso porque foi você quem meteu a rola, e não quem ganhou os chifres.
Justin : PARA DE FALAR DISSO ! VOCÊ TEM 22 ANOS E TA AGINDO COMO UMA CRIANÇA DE 7, FICOU NO PASSADO. ESQUECE ISSO. 
VC : COMO VOU ESQUECER SE ELA TA AQUI ? VOCÊ NÃO ME ENTENDE, NÃO ENTENDE QUE DÓI EM MIM. EU NÃO AGUENTO MAIS ISSO, JÁ TÔ CHEIA.
Justin : QUER TERMINAR COMIGO ENTÃO ? VAI EM FRENTE, FAZ O QUE VOCÊ QUISER ! QUE SE FODA.


Ele levantou da cama e saiu do quarto batendo a porta com força. Me levantei e apaguei a luz deixando apenas o abajur aceso. Lágrimas começaram a rolar pelo meu rosto, eu chorava de soluçar, poxa ele não se toca ? Isso me machuca muito. Depois de um bom tempo o Justin voltou pro quarto, deitou na cama devagar e me abraçou por trás porque eu estava de costas pra ele. Eu ainda chorava baixinho, me virei de frente pra ele e me aconcheguei em seu peitoral ainda chorando. Justin fazia carinho no meu cabelo.


Justin : Shh não chora, por favor não chora.
VC : Justin ..
Justin : Não fala nada, fica quietinha aqui comigo.


Eu ainda chorava molhando todo o seu peitoral e ele continuava fazendo carinho no meu cabelo.


VC : Me desculpa por ser uma idiota. É que dói em mim Justin, machuca muito ..
Justin : Você não tem que pedir desculpas, eu te entendo. Me desculpa, não vou mais fazer isso.
VC : Uhum.
Justin : Não vamos mais falar sobre isso ok ? Não quero mais brigar.
VC : Ta bom. Me beija ?
Justin : E precisa pedir ?


Soltei um risinho abafado e ele me beijou, sorrimos entre o beijo e no final demos um selinho demorado. Passei o lençol em cima do peitoral dele que tava molhado pra secar e ele riu. Me ajeitei com as costas na cama olhando pro teto e comecei a cantar "love will remember", quando terminei Justin disse :


Justin : Essa musica é ..
VC : Linda.
Justin : Muito rs.
VC : O amor vai se lembrar.
Justin : Você sempre escreve letras incríveis, mas essa ficou maravilhosa.
VC : Acho que é porque eu estava com o coração partido, escrevo as melhores musicas quando estou triste ou amando muito. -ri pelo nariz-
Justin : Uau rs ..
VC : Vem comigo, quero te mostrar uma coisa.
Justin : Ok.

Me levantei e sai puxando o Justin pela mão e o levei até a sala de música, me sentei na frente do piano e ele sentou do meu lado. Prendi meu cabelo em um coque frouxo e comecei a tocar e a cantar. 


Quando eu olho pra você 


Todo mundo precisa de inspiração

Todo mundo precisa de uma música

Uma linda melodia

Quando a noite é tão longa

Porque não há garantia

De que essa vida é fácil



Yeah



Quando o meu mundo está desmoronando

Quando não há nenhuma luz para quebrar a escuridão

É aí quando eu

Eu... eu olho para você

Quando as ondas inundam a costa

E não consigo mais encontrar o meu caminho para casa

É aí quando eu

Eu... eu olho para você



Quando eu olho para você

Eu vejo perdão

Eu vejo a verdade

Você me ama por quem eu sou

Como as estrelas abraçam a lua

Bem ali onde elas devem estar

E eu sei que não estou sozinha



Yeah



Quando o meu mundo está desmoronando

Quando não há nenhuma luz para quebrar a escuridão

É aí quando eu

Eu... eu olho para você

Quando as ondas inundam a costa

E não consigo mais encontrar o meu caminho para casa

É aí quando eu

Eu... eu olho para você



Você aparece como um sonho para mim

Como as cores de um caleidoscópio

Que provam para mim

Que tudo de que preciso

Cada suspiro que eu dou

Você não sabe

Que você é maravilhoso



Yeah yeah



Quando as ondas inundam a costa

E não consigo mais encontrar o meu caminho para casa

É aí quando eu

Eu... eu olho para você

Eu olho para você



Yeah yeah

OH oh

Você aparece como um sonho para mim



Ele ficou o tempo todo sorrindo pra mim, quando terminei olhei pra ele e sorri.


Justin : Como se chama ?
VC : When I Look At You. (gente não sei se já tinha postado essa musica aqui mas imaginem que não.)
Justin : É linda, é perfeita ..
VC : Eu fiz pra você. 
Justin : -sorriu- Eu sei, obrigado. Eu amei, amei mesmo princesa. É incrível. -me beijou-
VC : Hmm rs, eu tava escrevendo ela a um tempo, queria que ficasse perfeita pra você.
Justin : Fez um ótimo trabalho, ficou mais do que perfeita ! 
VC : -sorri-
Justin : Eu pareço como um sonho pra você ?
VC : Sim, você é maravilhoso Justin. 
Justin : -sorriu- Você é maravilhosa. Eu te amo.
VC : Eu te amo.


Ele acariciou meu rosto e me beijou. Ficamos mais um tempinho na sala de música nos beijando, curtindo um ao outro, namorando. Voltamos pro quarto e nos deitamos de conchinha, ele ficou cantando lolly no meu ouvido, aquela voz rouca que me deixa louca ! 


VC : Sua voz me excita ! -me virei pra ele-
Justin : -sorriu com malícia- Vou te deixar toda molhadinha então.


Ele começou a cantar hold tight no meu ouvido, caralhooooo que voz é essa ? Eu não me aguentei e o beijei com desejo e excitação. Justin se ajeitou no meio de minhas pernas e continuou me beijando e deslizando suas mãos por todo o meu corpo, beijou meu pescoço me causando leves arrepios e voltou a beijar a minha boca lentamente, eu podia sentir cada detalhe de sua boca, sua língua percorria cada canto de minha boca. Ele tirou meu baby doll delicadamente e sorriu ao me ver só de calcinha e sutiã. Ri fraquinho e o puxei pra me beijar, nos beijamos e ele tirou meu sutiã e logo após, minha calcinha. Justin se abaixou no meio de minhas pernas e olhou pra mim mordendo os lábios.


VC : Não me faz esperar. 


Ele riu e deu leves beijinhos na minha virilha, subiu beijando minha barriga , entre meus seios, meu pescoço e depois minha boca. Enquanto me beijava, colocou dois dedos em minha intimidade e ficou penetrando, ele chupava minha língua e eu mordia seu lábio. Soltei um gemido abafado e Justin voltou a ficar no meio de minhas pernas, ele colocou a língua em minha intimidade devagar e foi aumentando a velocidade aos poucos. Eu tentava, mas não conseguia controlar os gemidos. Justin voltou a me penetrar com os dedos e não demorou muito pro meu líquido escorrer.


Justin : Você é uma delícia. -disse enquanto lambia os dedos-


Sorri com malícia e o empurrei na cama, tirei sua cueca e seu membro deu um pulo pra fora, estava completamente ereto. Segurei com força e fiquei o masturbando, Justin fechou os olhos e eu o abocanhei. Enquanto o chupava, apertava suas bolas e Justin arfava de puro prazer. Me sentei em seu membro e dei reboladas fortes e lentas. Fiquei quicando e a cada segundo aumentava mais a velocidade. Sai de cima do Justin e ele ficou em pé no chão, me ajoelhei e comecei a chupá-lo de novo, eu olhava pra ele. Justin segurava meus cabelos em suas mãos como um rabo de cavalo.


Justin : Isso, mama me olhando vadia ! 


Gosto desse lado dele, selvagem, agressivo. Ele gozou e eu fiz questão de engolir tudo. Justin me pegou no colo e se deitou na cama comigo, me penetrando forte, fundo e gostoso. Eu gemia descontroladamente. Seria ótimo se a SA ouvisse tudo.


VC : Juuustiin awwwn. Arfg.
Justin : Adoro ouvir você gemendo pra mim.


Ele me penetrou mais forte. Depois de segundos eu gozei. Justin me chupou e deitou ao meu lado. Estávamos ofegantes.


Justin : Você é puta na cama.
VC : E você gosta disso.
Justin : Eu amo !



Como estávamos de lado, Justin levantou uma de minhas e me penetrou, ele enfiava tudo e muito forte, chegava a doer um pouco, mas era uma dor gostosa. Ficamos assim um bom tempo e por fim gozamos juntos. Ele me puxou pra deitar no seu peitoral, não estávamos enrolados em nada rs. Justin ficou alisando minhas costas nua e depois de um tempo pegamos no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...