História Bella - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dajan, Dakota, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Violette
Visualizações 13
Palavras 1.006
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Problemas?


Fanfic / Fanfiction Bella - Capítulo 1 - Problemas?

- Me devolve Max! - minha irmã, Lauren estava gritando para meu irmão.

- Ou o quê? Baixinha! - ele a provoca.

- Parem vocês dois! - eu como sempre me intrometi.

- Agora a outra anã vai querer intervir também! - ele me provoca.

- Cala a boca! Não é porque você é mais velho que deve ficar fazendo isso com a gente! Ao contrário você deveria ser um exemplo! - Lauren dá um sermão nele.

- Pelo que eu saiba você ainda não é minha mãe! - ele fala levantando ainda mais alto o diário dela.

Sempre achei uma idiotice ela ter isso em casa, qualquer dia ele ia pegar. Eu falei para ela esconder melhor! Mas ninguém me escuta!

- ME DEVOLVE AGORA! - ela gritou e ameaçou ele levantando a mão e acendendo uma chama.

- Ui! Que meda! - ele ainda deixa o braço esticado e levanta a outra mão mostrando um floco de neve.

- Você não deve se achar mais velo por causa dos malditos 30 segundos! - ela fala e joga a chama na calça dele.

Eu já estava percebendo que isso não ia dar certo como sempre, e se eu intervisse ia ser outro problema que ao contrário de todos nesse reino eu não tenho nenhum poder. Vocês podem chamar isso de injustiça. Eu falo que é isso quase todos os dias.

- vocês dois parem! Ou eu devo lembrar para vocês dois o que aconteceu da ultima vez que vocês tiveram essa briguinha idiota! - falei para eles, mas eles estavam tão nervosos um com o outro que não prestaram atenção em mim como sempre!

- Vamos ver o que está escrito aqui. - Max fala congelando o cadeado do diário e depois o quebrando.

- Você não ousaria! - Lauren fala olhando levantando as duas mãos com grandes bolas de fogo.

- Você ainda duvida! - ele fala folheando o diário.

Como nada que eu fazia estava dando resultado fui na cozinha chamar minha mãe. Ou seja, fui dar de fofoqueira.

- Mãããeee! - chamei!

Ela olhou para mim com aquele olhar doce. Eu apontei para sala. Ela como sempre já sabia o que estava acontecendo. Ela tirou o avental e foi em direção a sala.

Quando ela chegou já tinha fogo, gelo e água em todos os cantos da sala. Com os seus poderes paralisantes ela parou os dois que estavam bem no meio da sala.

- O que aconteceu dessa vez? - ela perguntou tentando disfarçar a raiva.

- Foi ele que começou!

- Foi ela que começou!

- Bella, minha querida, fala para mim o que você sabe. - ela falou me olhando com doçura.

- Max pegou o diário da Lauren, ela pediu de volta, mas ele não devolveu. Então ela ameaçou ele como sempre, aí ele falou que ia ler o diário e eles começaram a atacar um ao outro. Resumindo é isso. - falei.

- Ok! Os dois de castigo! - ela fala com autoridade. - E quando seu pai chagar eu vou ter uma conversinha com ele.

- Fofoqueira! - Max falou para mim.

- MÃE! Isso é injustiça! - Lauren fala indignada.

- Primeiro: ela não é fofoqueira Max, ela só queria que vocês parassem de brigar, e segundo mocinha: você não deveria ter ameaçado ele por isso você também está de castigo.

- Acho que se a anã também tivesse poderes e não fosse uma fracota, ela também estaria de castigo. - Max me criticou, odeio quando ele faz isso.

- Mocinho para você duas semanas de castigo, sem fazer qualquer coisa que gosta só me ajudando na floricultura e na confeitaria. E você mocinha vai ficar em casa sem permissão para ir a lugar nenhum por duas semanas também. - minha mãe fala.

- Injustiça! Ela pode fazer o que gosta e eu não, ainda tenho que te ajudar! - Max fala indignado.

- Quer que eu acrescente algo a mais Max.

Ele fica quieto.

- Bom, agora, vocês dois para o quarto. - ela tirou o feitiço deles e eles obedeceram.

Enquanto ia para o quarto Max ficava me triturando com o olhar. Não era culpa minha se ele tinha pegado o diário dela!

Depois disso eu mesma fui para meu quarto. Ao chegar perto do meu quarto me deparo com Max me esperando sentado na frente da porta.

- Então você acha que é o que a salvadora da pátria!? Só fique sabendo que você nunca vai ser nada além de uma menina que vive em um mundo mágico e que nunca na sua vida ira ter poderes, porque você é fraca e inútil, quem iria um dia gostar de você!

Odeio quando ele faz isso comigo, e isso sempre acontece quando eu falo para mamãe algo que ele fez de errado. Não sei por que ele faz isso comigo. Eu já sei que eu sou inferior, ele não precisa ficar jogando isso na minha cara como se fosse nada.

Mas eu já est va cansada disso ele não era o único que ficava falando isso para mim. Todo mundo do orfanato falava isso antes de eu ser adotada, todos na escola falam isso. Eu já estava cheia disso, então comecei a chorar. Ele que estava me olhando com um olhar ameaçador, agora estava me olhando com cara de dó. Odeio essa cara, essa era a cara do diretor do orfanato quando eu ia reclamar para ele sobre o que acontecia comigo, e o mesmo acontecia com a diretora da escola. Eu sei o que eles estão pensando: " Coitada dela! Ela não tem poderes."

Eu sei que eu não tenho não precisam ficar me olhando assim. Tentei limpar as lagrimas mais elas não paravam, então sai correndo pela porta da frente.

- Mãe, já volto! - gritei para ele enquanto saia pela porta correndo indo em direção a floresta das fadas, que não existiam mais. Por isso era conhecido como um lugar esquecido pela magica por isso eu estava indo para lá.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...