História Bella - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dajan, Dakota, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Violette
Visualizações 7
Palavras 1.156
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Flores


Fanfic / Fanfiction Bella - Capítulo 3 - Flores

De noite, quando cheguei em casa, minha mãe perguntou sobre o meu "passeio". Eu falei que fui dar uma volta pela floresta das fadas. Não falei nada sobre o príncipe, não que eu não confiasse na minha mãe, ela era um doce. Mas eu queria guardar isso para mim só mais um pouquinho.
Eu sei que é meio bobo. Mas não consigo tirar seu rosto, o sorriso, a cara de preocupação, seus lábios em minha mão. Seus lábios macios... Opa! Acho que já estou pensando de mais. Assim vou ficar louca.
Assim que o jantar terminou, com a mesma briguinha de sempre entre meus irmãos. Aliás quando cheguei em casa Max pediu desculpas! Achei um milagre! Mas por pouco tempo. Depois de 15 minutos ele voltou a me atormentar. Eu sei que no fundo ele ama muito eu e Lauren.  
Quando acabei de comer fui direto para meu quarto, cai na minha cama e coloquei a cabeça entre os travesseiros. Não queria pensar nele. Mas não conseguia. Virei minha cabeça para o lado e olhei para minha mão em que momentos antes Nathaniel tinha pegado e tocado com seus lábios quentes e macios. 
Aqueles lábios com aparência tão doce... Ah! Fiquei vermelha só de pensar em seus lábios! Estou louca. Isso já é um fato.
- Ui! A Bel está pensando no namorado! - Lauren exclama tão alto que todos da casa ouviram. Ela estava escondida atrás a porta, por isso não a vi.
- O QUÊ? - meu pai e Max falam juntos.
Minha mãe apenas dá uma risada, alta e clara como um sino.
Eu fico vermelha na hora e enterro minha cara no meu travesseiro. 
- NÃO! NUNCA! - grito bem alto para todos escutarem.
- Sério! De novo, aquele papo: "vou ficar solteira para sempre" - ela fala fazendo aspas no ar - se você fazer isso, vai rolar um grande desperdício por parte dos meninos. - dou risada pela confirmação dela.
Queria contar para ela, mas tinha medo. Pensei muito, e decidi falar, mas outro dia.

                                 *****

No dia seguinte, quando acordei e fui me arrumar e ao olhar pra meus grampos com florzinhas, decido ir para a floricultura ver Jade e Violet, com sorte a Kim também vai estar lá.
Por causa disso desço mais animada para o café. E hoje eu dei sorte, tinha o que eu mais gostava: achocolatado, rosquinhas e pão torrado com manteiga! Além de café, torradas, salada de frutas e bolo de morango.
Meu irmão e meu pai ficaram olhando fixamente para mim tentando achar um resquício de eu "tenho um namorado" na minha cara. Tentei não pensar no Nathaniel durante o café, não bastasse que eu sonhei com ele, na verdade não era um sonho e sim um pesadelo.
Ele tinha me beijado, depois virou pó e uma voz horrorosa falou: "Sua maldição a impede de ser amada! Você é um monstro!"
Por causa disso eu estava acordada desde as 3:00 da manhã.
Não estava suportando o peso do olhar deles em mim. Estava me sentindo como um inseto. Comi o café da manhã o mais rápido que podia. Depois que levei a louça para a pia falo para minha mãe que eu vou na floricultura ver Jade e Violet.
- Volta antes do almoço. Se quiser pode convidar eles. - ela fala sorrindo.
- Mãe! Acho que ela vai ver o namorado. - Lauren fala depois de fazer uma cara de apaixonada.
- NUNCA! - meu pai e Max falam juntos.
Eu sei que meu pai reagiria assim. Mas o Max agindo assim é milagre. Sabia que no fundo (no fundo mesmo) ele gosta de mim e da Lauren.
Sai muito animada da minha casa e fui a pé até a floricultura, eu sempre pego uma bolha mágica, mas hoje quis dar uma volta pela cidade.
Tudo estava normal, parece que não ouve mais nenhum sumiço. Muitos acham que os próximos a sumir vão ser as dríades, mas rezam para ser os gnomos, aqueles pequenos ladrões.
Cheguei na floricultura, estava com uma incrível quantidade de rosas, flores de cerejeira, margaridas e violetas. Jade deve ter desabrochado os botões, que eu ajudei a colher, hoje.
Jade estava no balcão atendendo duas moças. Olhei em volta tentando achar Violet. Acho ela sentada em uma mesa com Kim. As duas conversavam alegremente.
- Oi, Jade! - falo me aproximando do balcão onde ele fazia uma rosa desabrochar.
Esse era o poder dele: fazer as plantas crescerem. 
- Olá, Bel! - ele fala me dando um aceno alegre. - Você viu que bonitos ficaram os botões que colhemos outro dia? - ele me pergunta com um sorriso.
- Claro! Estão muitos bonitos, com certeza vão vender! - exclamo dando um enorme sorriso.
Ele vira para pegar algo na prateleira atrás dele. Ele se vira com um vaso de Amores-Perfeitos.
- Pegue, por você ter me ajudado. - ele me entrega eu a pego.
- Muito obrigada, são lindas! - eu falo olhando para as flores.
Nunca gostei de um tipo específico de flor, sempre gostei de todas.
Fui até a mesa onde Violet e Kim estavam. Coloquei o vaso sobre a mesa e me sentei na mesa redonda.
- Olá, meninas! - falo dando um aceno. 
- Oi, guria! - fala Kim com um sorriso.
- Oi! - Violet fala com um sorriso tímido.
- Olha só o que ela fez! - Kim fala apontando para uma folha que estava sobre a mesa.
Era um desenho de um passarinho, um canário para ser exata, muito lindo. Violet desenha muito bem.
- Vai Violet, faz a sua mágica! - fala Kim animada.
Violet coloca as mãos sobre a folha fecha os olhos e a folha começa a brilhar. Depois ela coloca as mãos através do papel. Quando a tira tem o canário do seu desenho em seu dedo.
Ela olha para ele sorrindo. Eu e Kim estamos boquiabertas. Sempre ficamos assim.
Ela olha para nós e cora.
- Isso foi incrível, Vio! - Kim fala dando um soco sobre a mesa.
Quando ela faz isso o meu vaso, que estava sobre a mesa pula, e a mesa quebra. Violet conseguiu pegar meu vaso, eu estava paralisada com medo do vaso quebrar.
- Droga! Nunca consigo controlar a minha força. - Kim fala dando um tapa em sua coxa.
- Meninas! Venham aqui um pouco! - chama Jade.
Nós nos levantamos e fomos até ele que estava na frente da loja. 
- O que vocês acham de um piquenique? - ele pergunta.
- Não posso, tenho que voltar na hora do almoço. - falo fazendo um biquinho.
- Ah! - exclamam Vio e Kim juntas. 
- Vocês podem fazer entre vocês, mas tentam não comer todos os docinhos e me dão amanhã quando eu vir! - falo sorrindo e correndo para um ônibus voador que estava vindo. - Tchauzinho, amigos! - eu falo acenando antes de subir no ônibus.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...