História Bella - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dajan, Dakota, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Violette
Visualizações 8
Palavras 1.487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Dia Chuvoso


Fanfic / Fanfiction Bella - Capítulo 5 - Dia Chuvoso

Antes de ir embora peguei um livro de receitas da minha mãe e o livro que ficou sobre a mesa quando Nathaniel foi embora. Sonho de uma Noite de Verão. Indo para casa me recordo de nossa conversa, sua risada, seus olhares que durante nossa conversa mudaram bastante, seus lábios... De novo! Estou pensando seriamente em me internar.
Quando pus os pés em casa começou a chover. No começo era uma chuva fraca. Mas depois do jantar virou uma tempestade. Fui para meu quarto e fiquei sentada diante da janela olhando os pingos de chuva caindo, com o livro que Nathaniel horas antes tinha tocado.
Estava tão concentrada na chuva que nem reparei que alguém havia batido em minha porta.
- Bel! - Lauren me chama abrindo a porta.
- Ah! Lauren pode entrar. - falo olhando para ela.
- Então, por que você queria conversar comigo? Não vem me falar que conheceu um menino e acha que agora está apaixonada! - ela fala com um sorriso. 
Eu fico espantada! Agora além de controlar o fogo ele lê mentes. Eu fiquei com a boca aberta por alguns minutos enquanto ela me olhava com um sorriso malicioso.
- Ééé... Talvez seja isso... - falo olhando para meus pés envergonhada.
- Minas estrelas! Eu conheço? Como ele é? O que ele gosta? Onde vocês se encontram? Ele é gatinho? - ela começa perguntar animada.
Tento lembrar todas as perguntas, com sorte lembrei todas.
- Não posso te falar se você o conhece, mas como você conhece todo mundo, com certeza sim. Eu encontrei ele na floresta das fadas, ontem. Ele é... Um sonho! - falo tentando não deixar claro que ele talvez seja...o príncipe!
- Minha TV a cabo! Você conheceu ele ontem? - ela pergunta incrédula. 
- Sim. Conversamos muito ontem e hoje na biblioteca eu o vi novamente. - eu falo me lembrando de todos os traços de seu rosto, seus olhos, nariz, boca.
- Tenho apenas uma coisa para te falar... - pausa dramática da Lauren. - CHEGA NO BEIJO!!! - ela grita.
- Oi? - Max coloca a cabeça na porta.
- Nada! Estamos falando de... Um filme! - falo rapidamente e dando um olhar mortal para Lauren.
- Bel! Se você estiver namorando e não me falar, eu vou te seguir e descobrir quem é! - ele fala e se retira para o quarto.
- Lauren! - chamo a atenção dela. - Se eu te chamei no meu quarto para falar isso, era para ninguém saber. Você pode guardar esse segredo? - eu imploro.
- Só se você falar o nome! - quando ela fala isso meu coração gela. Não posso falar e também não posso mentir.
Fiquei em silêncio. E Lauren notou.
- Ele é o quê? Um gnomo? - ela faz graça.
- Mas você tem que prometer por mim que vai guardar segredo! - eu imploro de novo.
- Do jeito que você está falando parece que ele é um assassino! - ela fala fazendo uma cara de espanto.
- O nome dele é... - eu desejo muito que um m trovão caia nessa hora. - Nathaniel. 
Lauren me olha espantada.
- Não é o mesmo que eu estou pensando, tipo o prín... - coloco a mão na boca dela para ela não terminar a frase. - Oh! Mas meio que ela vai se casar daqui uns dois meses e meio.
Ela fala isso e eu me sinto mal. Eu já sabia que não tinha chances. Mas agora eu me senti muito pior. E se existir uma possibilidade de ele gostar de mim, ele não arriscaria um reino, né?

                            *****

Depois se conversar com minha irmã eu fui dormir. Ainda estava chovendo. Dormi com a esperança de que a chuva terminasse amanhã. Mas quando acordei a chuva continuava, firme e forte.
Mamãe e papai foram trabalhar. Eu e meus irmãos não íamos mais a escola. 
As escolas daqui do duram até os 10 anos. Depois disso todos tem que se dedicar nos seus poderes.
Meus irmão sempre treinam os poderes fora de casa para não destruírem a casa e eu... e talvez...eles mesmos.
Hoje eles não fizeram nada, só xingando um ao outro. Eles sabem que se começarem suas lutinhas sem graça eu não poderia para-los.
Eu e Lauren fizemos o almoço,e  para dizer que não fez nada, Max colocou a mesa. Depois de comermos arrumamos nossa pequena casa. A chuva não parava e parecia que não ia parar tão cedo.
Depois de fazer as obrigações, Max se trancou no quarto fazendo sei lá o quê, e eu e Lauren ficamos na sala vendo um filme. Ouvi batidas na porta, fui atender.
Era o carteiro (um anão) ele estava com um pequeno pacote por baixo do braço é uma bolsa com várias cartas.
Ele pega o pacote em mãos e me pergunta:
- Bella Moon?  
- Eu. - falo curiosa.
- Jade, Violet e Kim mandaram isso para você. - ele fala entregando o pacote. - Por favor assine aqui. - ele fala apontando com uma caneta uma folha cheia de assinaturas de coisas que foram entregues hoje.
Assinei e peguei o pacote. O carteiro já estava indo embora com seu pequeno guarda-chuva quando da meia volta.
- Já ia me esquecendo parece que também tem cartas para esse número e essa para você, estava sem endereço, mas com seu nome. Pegue. - ele fala entregando várias cartas de contas a serem pagas, uma para Max e uma para mim.
Ele se despediu e foi embora.
- Quem era? - Lauren me pergunta.
- O carteiro. - falo guardando as cartas.
Pego a minha carta e o pacote. Abro o pacote primeiro. Dentro tinha vários cupcakes rosa com flores e uma carta, onde estava escrita.
"Desculpe por você não ter ido no piquenique. Então nós fizemos para você cupcakes da sua cor favorita. Esperamos que você goste. Kim quase quebrou todos os ovos.

Assinado: Jade, Vio e Kim (a esmagadora de ovos)"Pela letra tinha sido Violet que escreveu. Tinha uma foto do piquenique deles colado na carta. Rio com a falta de delicadeza de Kim. Ela não tem culpa de não conseguir controlar seu poder.
Tinha cinco cupcakes, guardei dois e dei um para minha irmã que os adorou e outro pra meu irmão. Para fazer ele abrir a porta foi um sacrifício, estava quase implorando! Quando entreguei o cupcake ele revirou os olhos, pegou e deu uma mordida com cara de "pronto feliz?" e eu sorrio.
Deixei o último em um pratinho junto com uma xícara de chá. Peguei a carta endereçada a mim. No envelope apenas tinha meu nome escrito com uma letra muito caprichada. Eu a abri e peguei um papel com qualidade extraordinária. Era uma carta de Nathaniel. Engasgo quando vejo que é dele, depois começo a ler prestando atenção em cada detalhe.
"Para minha Querida Amiga​,
Parece que amanhã (hoje, no seu caso) não poderemos nos ver. Parece que os deuses viram o quanto sua personalidade era muito forte para um príncipe (com certeza não) e não queria que nos víssemos hoje para você não me matar.
O lado ruim de tudo isso é que não tenho ninguém para ficar comigo ou perceber que estou magoado. Nesse instante estou sozinho escrevendo essa carta imaginando como você deve estar dando risada das minhas brincadeiras no primeiro parágrafo. Acho que eu estou precisando de seus conselhos e filosofias.
Então por causa disso será que poderemos ter um encontro como amigos na floresta das dríades amanhã depois do almoço?
Espero por sua resposta, Nath"

Tinha dado muita risada de suas brincadeiras no começo, fiquei pensando que ele deveria estar bem engraçadinho quando escreveu isso. Tudo bem, mudou meu humor, estava meio para baixo por causa da chuva, mas sua carta me deixou mais alegre.
Peguei uma folha e escrevi uma resposta enquanto comia o cupcake e bebericava meu chá.
"Para meu altíssimo amigo,
Para seu bem que está chovendo hoje, posso te dizer que acordei com uma vontade de ver sangue (risos). Claro que poderemos nos ver na floresta das dríades. 
Acho melhor você parar com esse método antiquado de carta e pegue meu número ...... ∆{Autora: finja que tem um número aqui}∆
Agradecida por sua carta, Bel"
Escrevo imaginando se ele iria me mandar uma mensagem ainda hoje.
Fui para a estação de correios em uma bolha mágica, pedi que entregassem o mais rápido possível e voltei para casa.
Meus pais já estavam de volta no jantar. Quando acabamos fui para meu quarto e vi que no meu celular tinha uma notificação.
"Obrigado por ter acabado com minha brincadeira com as cartas ��"
Dou risada. Adiciono seu número nos meus contatos e dou uma resposta.
Eu: De nada! Parece que vamos nos ver amanhã. O seu último dia de vida! ��
Nath: Vou abraçar meus pais e minha irmã e dizer que amo eles!
Eu: KKK
Nath: kkkk

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...