História Beloved Brother - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lu Han, Sehun
Tags Chansoo, Drama, Incesto, Kailu, Sebaek
Exibições 247
Palavras 1.424
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá amores!!

Tudo bem com vocês?
Espero que sim!
Eu acho que havia prometido que não voltaria mais a postar nesse horário precário, mas foi necessário! Eu passei o dia inteiro ocupada com problemas. Afinal eu tenho um pouquinho só de vida social, e eu preciso cuidar desse pouquinho para que ele não se torne um nada! Se bem q hoje eu apenas fui resolver problemas de fatura... É gente, isso é "ser um humano adulto"
Mas o que importa é que eu to aqui e não atrasei néh mesmo?
Vão ler meus amores!

Nos vemos nas notas finais? Nos vemos nas notas finais!

Capítulo 3 - Chapter Three


Fanfic / Fanfiction Beloved Brother - Capítulo 3 - Chapter Three

Dormir naquela noite parecia fora de questão para a mente de Chanyeol, por mais que ele quisesse fechar os olhos e seguir Morpheus, sua mente teimava em encher-lhe de imagens de seu novo irmão mais velho. Kyungsoo tocando piano, Kyungsoo sorrindo, Kyungsoo corando, Kyungsoo comendo, Kyungsoo estudando, Kyungsoo ao seu lado… Oi? Pera… Ao meu lado?

Sentou-se rapidamente sendo acometido por uma tontura que logo passou, precisava ver o menor antes de dormir, só vê-lo, resolveu ir em seu quarto, afinal apenas abriria a porta, o veria dormindo, daria boa noite para o nada e voltaria para finalmente dormir em paz… Certo?

Errado. Chanyeol não estava com a sorte ao seu lado naquele dia, era a sua explicação para o celular ter trincado, e se ela não estava ao seu lado para impedir que seu celular caísse, por que ela estaria ali naquele momento para ajudá-lo? Levou um belo susto ao que abriu a porta do quarto do mais baixo e o viu estudando, logo suas bochechas ruborizaram e agradeceu pelo mais velho estar estudando apenas com o auxílio da luminária na escrivaninha.

 

- H-Hyung!… - Falou ainda se recuperando - Q-Que bom que ainda está acordado…

- Precisa de algo Chanyeol? - Perguntou Kyungsoo ao mais novo calmamente.

- Só vim dar boa noite… - Disse ainda mais envergonhado.

- A-Ah… Tá… - Ruborizou e se martirizou por estar de frente à luminária - B-Boa noite… Yeol… - Disse já um pouco mais calmo, com um sorriso pequeno direcionado ao mais alto.

- Boa noite… Soo. - Disse o maior fechando a porta em seguida e escorregando na mesma até que estivesse no chão.

 

Permitiu a si mesmo suspirar feliz por ter visto seu irmão e falado com ele, mas logo começou a se perguntar por que reagia assim somente com ele, se também reagisse assim com Baekhyun saberia que é algo normal, decidiu que procuraria saber sobre no dia seguinte com Jongin ou Sehun. Levantou-se indo para seu quarto e assim que entrou foi até sua cama pegando o celular trincado e olhou a hora, desbloqueando-o em seguida e ativando o despertador para o dia seguinte, colocando-o em seguida com todo o cuidado no criado mudo e agarrou o travesseiro, dormindo rapidamente.

Chanyeol dormiu feito uma pedra naquela noite, e durante a manhã não houve despertador que o acordasse, estaria atrasado de novo se não fosse o Baekhyun.

 

- Baek hyung? - Perguntou confuso, não sabia por que, mas se sentia decepcionado.

- Queria que fosse quem? O príncipe encantado? - Zombou Baekhyun - Tome um banho rápido e vista-se mais rápido ainda, Kyung arrumou sua bolsa e está preparando um sanduíche para você comer no caminho. - Disse o mais velho vendo que o ruivo mal sentara na cama - Vamos! Levanta! - Falou puxando seu braço.

- Tá! Tô indo. - Disse Chanyeol levantando rapidamente e indo ao banheiro, logo pode ser ouvido o barulho da água caindo e então Baekhyun pode relaxar.

- Humph! - Soltou cruzando os braços enquanto esperava seu irmão sair.

- Baek! - Chamou Chanyeol do banheiro.

- Fala. - Disse Baekhyun.

- Me da uma cueca ai cara? Esqueci de pegar. - Disse Chanyeol calmamente, nem imaginando como o Baek ficara envergonhado com o pedido - Pega boxer tá? É mais confortável.

- Onde você guarda? - O mais velho sabia bem onde o mais novo guardava suas boxers, mas não poderia mostrar a ele que sabia, seria estranho.

- Primeira gaveta. - Disse Chanyeol.

 

O moreno de olhos bem marcados com delineador pegou uma boxer vermelha, a que ele achava mais bonita, ele sempre imaginava seu irmãozinho com ela, às vezes até mesmo sem ela, e foi até a porta do banheiro vendo que a mesma estava aberta. Abriu imaginando como seu irmão o esperava e decepcionou-se ao ver que a toalha cobria suas partes íntimas, mas ainda assim pode conter um arfar ao ver o torso bem trabalhado, fruto dos treinos do time de basquete.

 

- Aqui. - Disse estendendo a boxer pro maior, que agradeceu o menor rapidamente, esperando que o mesmo saísse para se trocar.

 

Esperou seu irmão sair do banheiro para pegar sua mochila que havia largado na cadeira da escrivaninha e descer junto com ele dizendo que sua bolsa estava com Kyungsoo. Ao chegarem à cozinha, Kyungsoo deu a Chanyeol dois sanduíches dizendo não saber o quão grande era o apetite do irmão e Chanyeol agradeceu comendo os dois rapidamente dentro do carro. Logo que chegaram, Baekhyun estacionou o carro e cada um seguiu para suas salas, o mais velho dos Park indo para o primeiro andar e os dois mais novos indo para o segundo andar, e assim se passou mais uma dia de aula.

 

-*-*-*-

 

Kyungsoo estava entretido em seu piano mais uma vez, portanto assim que ouviu seu celular, que havia ganhado dos seus pais a cerca de duas semanas, tocar, correu para atendê-lo, ele havia posto o despertador para tocar meia hora antes das atividades do clube acabar e se despediu de todos dizendo que precisava realmente sair mais cedo naquele dia, ele na verdade ia para o pátio de trás, onde só iam os que queriam ficar sozinhos, e como vira Chanyeol indo pra lá durante o intervalo, imaginou que ele estivesse ali.

Estavam vivendo como filho dos Park já há um mês inteiro, e nessas ultimas duas semanas, seu dongsaeng Chanyeol vem se esquivando de si, tinha medo que Chanyeol tivesse descoberto sua preferência sexual, até por que o moreno de olhos maiores que o normal não era o homem mais másculo do mundo e nem dava tanta pinta quanto o Baekhyun dava, mas mesmo assim era notável que ele não gostava de mulheres, Kyungsoo na verdade nem mesmo se aproximava das garotas da escola.

Enquanto se encaminhava pra o pátio sul, pensava em como começar tal conversa, ele não sabia muito bem como iria fazer isso, mas sabia que iria fazer. Pelo menos era o que pensava até ver o que viu. Chanyeol estava em pé, na sombra de uma árvore, e uma garota estava com ele, ela parecia estar dizendo-lhe algo, que Kyungsoo soube o que era assim que ela agiu.

 

A garota estava beijando Chanyeol.

 

Kyungsoo não entendeu por que se sentiu tão mal ao ver aquilo, queria chorar, mas se controlou, deu meia volta e foi para o estacionamento, recostando-se ao carro de Baekhyun. Estava tão concentrado em não chorar, que não notou quando Baekhyun se aproximou, ele percebera que o seu irmão mais novo não estava bem, então foi na direção do mesmo e não da porta do carro, nem mesmo o destravou.

 

- Quer contar o que houve? - Perguntou de modo confiável.

- Hyung… Tenho medo que descubram… - Disse finalmente soltando as lágrimas - Tenho medo que me recusem, que não me amem, eu amo vocês, eu quero continuar sendo parte da família…

- Você sempre vai ser parte da família Kyung, por que te recusaríamos? Por que não iríamos te amar?

- Hyung… Eu sou gay.

- Ah… ‘Tá agora fala o que te fez chorar. - Disse mostrando a ele que o fato de ser gay não era um problema e decerto tranquilizando um pouco o mais novo.

- Eu gosto de alguém...

- Ele te rejeitou?

- Eu nem cheguei a falar com ele… Ele estava beijando uma garota.

- Ah… - Disse compadecendo da dor do jovem, nem imaginando que ambos sofriam pela mesma pessoa - Héteros são os piores. Eu te entendo, não fica assim… Eu vou ligar pro Luhan e dizer pra ele ir lá em casa, e a gente vai pedir um monte de pizza e xingar bem muitos os nossos amores não correspondidos ok?

- Ok…

- Entra. - Disse destravando o as portas do carro - Vou mandar uma mensagem pro Chan dizendo que vamos sem ele.

 

Kyungsoo apenas ficou calado diante do apelido do irmão enquanto pensava Então eu amo do Channie? O que eu faço agora?

 

- Por que o amor tem que ser tão cruel? - Externou sem querer num sussurro.

- Hey, para de pensar nele! Gosta de Girls’ Generation? - Falou balançando o CD que já procurava desde antes de o menor falar aquilo.

- Lion Heart? - Disse abrindo um sorriso para o maior que havia acabado de para num sinal vermelho e também olhava para si - Amo.

 

E logo que ele respondera, Baekhyun colocara o CD para tocar e eles terminaram o caminho para casa cantando.

 

Continua...


Notas Finais


E quem está nas notas finais? Eu estou nas notas finais!

E então amores?
gostaram?
Eu espero que sim..
E essa situação ai eim? O Channie é hétero!?
Complicado isso ai...
Até a próxima sexta feira meu amores!

XOXO~ ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...