História Bem vindos ao nosso mundo. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 55
Palavras 2.335
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


oii de novoo!

Ta ai mais um capituluzinho... Espero que gostem <3

Capítulo 2 - Troca de turno


 

Naomi ; on

-  PORRA YUKI!!! ONDE VOCÊ COLOCOU MEU RÍMEL?! - Gritei indo em direção a sala onde essa puta devia estar.

 

Cheguei lá depois de descer as escadas, e a vi com meu rímel fechado na boca, e mexendo no PC.

 

- Anh? - Tirou sua atenção da tela do computador e olhou pra mim. - Pega aqui. - Falou calmamente e com dificuldade, por estar com o rímel por entre os dentes.

- Hunf. - Bufei - Já te disse pra colocar no lugar depois de usar... - Falei em tom normal, não estava estressada antes, só gritei pra saber onde ela tava.

- Foi mal foi mal... - Disse ela me olhando de canto enquanto rapidamente desviou para o computador de novo. - Ne, ne... Nami oque você acha disso... - Me puxou pela manga da minha blusa, me aproximando da tela do pc.

- Hum? - olhei confusa pra tela, mas ai vi do que se tratava.

Ali tava o facebook de Izuki Yassumi, pra quem não sabe, o namorado de nossa irmã mais velha, Mayuri.  Mas oque me surpreendeu foi o status dele; Solteiro.

 

- Filho da... - Yuki estalou os dedos diante da tela do computador e abaixou mais a página, e apontou pra eu ver. - NÃO CREIO.

- Shhiiuuu! - Yuki tampou minha boca. - Ela pode ouvir... - Falou tirando a mão da minha boca e olhando em volta, logo depois voltando a atenção para a tela do computador.

Ali estava uma foto de Izuki, com Ryoko, a garota que fica dando em cima de Izuki, o tempo todo. Mayuri não gosta muito dela, e com razão. Na foto eles estavam abraçados, e ela beijando a bochecha dele. Que nojo.

O pior de tudo era a legenda que ele usava ; Amore da minha vida! S2

 

​- Nossa. Se ela souber... - Começou Yuki olhando pra mim com uma cara de limão azedo. - Isso não vai prestar...

- Ela gosta realmente dele... - olhei pra Yuki que assentiu séria. - Okay. Vou ligar pra uns amigos meus barra-pesada e... - Falei pegando o celular e procurando uns contatinhos, quando Yuki catou da minha mão.

- NÃO!! - Fechou o notebook e estendeu a mão, para que e não pudesse alcançar. - Você não vai resolver as coisas assim, se der merda e você se encrencar, com certeza ela vai ficar sabendo... - Falou me entregando o celular.

- Hmm... Tem razão... - Coloquei a mão embaixo do queixo, pensativa. - Oque vamos fazer?

- Agente precisa afasta-los, e depois que ela estiver esquecido ele, vamos contar tudão!! - Falou com os dois dedos indicadores dos lados da bochecha, e com uma cara travessa.

- E no que você tá pensando? - Perguntei com uma das sobrancelhas arqueadas.

 

 

(...)

 

 

- Tudo pronto meninas, suas transferências estão feitas... - Falou a mulher de uns quarenta anos, nos entregando nossas devidas fichas com algumas informações sobre o período noturno, o período para o qual nos mudamos.

- Tem certeza disso? - Perguntei baixo e me aproximando dela, pra ficar á sua altura, já que eu era um pouco mais alta que ela.

- Agora já está feito. - Falou com expressão de convencida, olhando as informações contidas na ficha. - Agora passamos a ser alunas do período noturno, tá tudo certinho aqui, nossas salas, nossa turma, nosso transporte...

- Yuki? - Perguntei olhado pra ela, que subitamente parou de falar.

- Você... Acha que eles... Vão estudar com agente...? - Falou pausadamente, abaixando os papéis e me olhando nos olhos.

- Os filhor do tio Karl? - Perguntei e ela assentiu. levei a mão á nuca e suspirei. - Não sei Yuki... Mas se estiverem, haja naturalmente.

- Bom, se estiverem vai ser melhor ainda! Viu como cresceram? Tão uns delícias hihihi - Os famosos comentário de Yukina Sakamaki...

- Você não tem jeito mesmo... - Falei abafando uma risada com o nariz, logo passando o braço pelo ombro de minha irmã e seguindo até a saída com ela rindo também.

 

 

(...)

 

 

Yukina ; on

 

 

Chegamos em casa com os papéis em mãos, Nami foi para o quarto dela se arrumar pra escola, agora que fomos transferidas pro turno da noite. Soltei um alto suspiro e novamente analisei os papéis em minhas mãos.

- Oque é isso? - Dei um pulo pro lado e um gritinho, após levar um susto de Hinami, que estava sem expressão me olhando seriamente pra mim, com alguns livros em mãos. Nossa. Ela é séria demais...

- A-ah... oi Hinami... - Dei um sorrisinho, após levar um puta susto, que sem querer a roxeada me deu.

- Oi. Não respondeu minha pergunta. - Falou normal e ainda me olhando séria. É sério, não me lembro de Hinami sorrindo...

- Grossa. - Fiz beicinho, mostrando a língua pra ela, as vezes parece que eu é quem sou a irmã mais nova aqui... - Olha. - Entreguei as quatro folhas pra ela, que desconfiada, pegou e começou a ler.

-Mas, porque isso agora...? não faz sentido... - Deu um bufão e franziu o ceho, ainda lendo. - Mayu já sabe disso? - Perguntou ela depois de me entregar as folhas.

- Anh... Acho que nem tudo faz sentido nesse mundo, Hina...- Dei uma risada sem graça, enquanto a outra continuava séria. - Mas bem, respondendo sua outra pergunta... Bom, vou falar com ela agora mesmo. - Falei com um sorriso.

- Tudo na verdade precisa fazer sentido, ter coerência, o mundo é um quebra cabeça Yukina. Precisa ser resolvido. - Falou e num piscar de olhos se tele transportou para algum lugar da mansão.

Sério. Ela me da muito medo ás vezes. Mas ok, agora bom... Vejamos, preciso ir falar com a Mayu...

 

Rapidamente me tele transportei pra frente do quarto de Mayu, bati umas três vezes. Pude ouvir um ''Entre'' meio abafado do outro lado da porta.

- Licençaa. - Falei arrastado, mas com respeito, Mayu era minha irmã mais velha, e quanto a educação, ela não deixava a desejar.

Pude vê-la sentada em uma poltrona, ledo um livro.

- Desculpe interromper Mayu, preciso tratar um assunto bem importante contigo... - Falei olhando para as folhas em minhas mãos, ela parou de ler, levantou-se e foi a estante guardar o livro.

- Prossiga...- Me fitou rapidamente e eu dei uns passos em sua direção. Me pareceu que ela estava mais chateada com algo.

- Bom, eu e Naomi fomos á escola mais cedo... E pensamos que não iria se importar... - Falei séria entregando os papéis a ela, que deu uma rápida olhada e arqueou as sobrancelhas.

-Porque isso derrepente? - Perguntou ela com uma das sobrancelhas arqueadas me fitando.

-Anh... Bom... - Merda! Eu não havia pensado em algo pra inventar na hora, e me enrolei um pouco, e ela percebeu. - N-naomi!! - Falei mais alto que o normal depois de ter uma ideia...

- Yukina, você tá bem? - Ela ficou com expressão de desconfiança me olhando, logo assenti, e ela voltou á expressão normal. -  Oque tem a Naomi? - Ela me perguntou.

- Oque? - Me perdi um pouco nos pensamentos - Ah! A Naomi, bom ela... Tem um garoto, - Comecei a explicar pra ela, que não entendeu muito bem. - Naomi gosta de um garoto no outro turno... Sabe como é... - Forcei uma pequena risada pra disfarçar. Ela arqueou a sobrancelha, voltando a olhar os papéis. E começou á rir.

ESPERA! COMEÇOU Á RIR?

- Ma-Mayu? - Perguntei meio com medo dessa ação repentina dela.

- Agradeço á consideração, mas, eu já sei de tudo Yuki. - Olhou sem graça pra baixo.

 

Só depois eu percebi do que se tratava, ela sabia sobre o Izuki.

-Sinto muito Mayu... Como soube? - Tentei parecer compreensiva depois de ver Mayu daquele jeito, era difícil vê-la nesse estado, já que parecia sempre estar em seu mundinho, pareceu não se relacionar tão facilmente com alguém, por isso, quando conheceu Izuki, e começaram a namorar, foi realmente doloroso pra ela saber disso, ela realmente o amava.

- Recebi uma ligação...- começou a contar.

 

 

 

................................Alguns minutos antes...............................

 

 

Mayumi ; on

 

Eu estava arrumando minha estante de livros, quando comecei a pensar em Izuki.

Ele era um cara incrível, me tratava super bem, era muito educado e inteligente, pra mim, era o cara perfeito.  Não fazia muito tempo desde que começamos a namorar, quando ele me pediu em namoro na frente dos amigos, no refeitório da escola.  Aquilo foi lindo da parte dele.

Nossos beijos, nossos olhares, nossos carinhos.

Fui tirada de meus pensamentos quando ouvi meu celular tocar, em cima da minha escrivaninha. Terminei de arrumar o último livro ali, e fui até meu celular.

Número desconhecido.

Estranhei um pouco, mas logo atendi.

-Alô? - Falei primeiro.

- OI. Umiii. - Droga, só tinha uma pessoa no mundo que me chamava desse jeito...

- Olá, Ryoko - Falei normalmente com ela, por mais que não gostasse dela e de seu jeito mimadinho, eu a tratava normalmente, de acordo como fui educada.

- Então... Voc~e já sabe né... - Falou com voz manhosa...

- Sei oque, Ryoko? - perguntei com um ar de desentendida.

- Sobre mim, e o... Izu-chan... - Eu odiava vê-la chamando assim. Mas oque e chamou mais a atenção foi oque ela falou.

- Como assim?

- Ah, que chato... ela não sabia... - Falou se referindo a mim, e pude ouvir algumas risadas de outras pessoa, ali com ela.

-Do que ta falando Ryoko? Oque tem o Izuki? - Perguntei com um pouco mais de impaciência.

- Sabe, eu e ele, estamos.... Juntos agora... Tipo, ele trocou você por mim queridinha...- Pude ouvir muitas riadas quando ela trminoude falar.

Arregalei os olhos, não podia ser possível, oque ela tava falando...

 

- Umiii? - falou com voz de criança pidona - Tá viva?

- Ele não faria isso Ryoko. Vou falar com ele. - Falei com voz firme pra ela.

- Aaah... Não, acredita em mim? - Falou com voz chorosa, depois riu. Garota sínica... - Que tal falar com ele agora?

- Vou ligar pra ele agora mesm... - Ela me intemrrompeu.

-Não precisa fofa.... hahaha, ele tá aqui comigo...

Nesse momento gelei. Será mesmo verdade oque ela havia falado? Não. Não posso acreditar...

- A-alô? - Ouvi a voz dele.

-Izuki? - Falei desapontada - Oque tá fazendo na casa da Ryoko?! - Perguntei preocupada.

- Oi... Precisamos conversar...- Falou num tom sério. ouvia todo o tempo risadinhas atrás dele.

- É. Precisamos. - Também fiquei com tom sério.

- Sabe Mayu, já tem um tempo que nosso relacionamento não vai muito bem.... - Começou a se explicar.

- Não vai... Bem? Não foi isso que me disse a duas semanas atrás Izuki. - Falei fria.

- Olha, me deixa continuar, - Falou frio também . - Já faz um tempo que eu queria te falar isso... Sabe, não tá dando mais certo... - Falou e depois pigarreou - Eu e você. Então eu queria logo acabar com isso._ Terminou.

- Então... Tá terminando tudo comigo? - Falei disfarçando a mágoa na voz.

- É. Eu falei com algumas pessoas, sabe, tipo a Ryoko, agente pssou a noite juntos, e refletimos muito... - O interrompi.

- Peraí. Vocês passaram a noite juntos? - Perguntei e ouvi um ''É'' como resposta. - Rolou? Aquilo?

- Sa-sabe, eu quis fazer isso. - Falou com firmeza.

- Você quis fazer isso com ela, pra me atingir? - Perguntei fria.

- Olha Mayu, você não fazia isso comigo, ela fez. - Falou alterndo seu tom de voz.

Eu não acreditei no que ouvi.

- Então você... Terminou comigo por que ela aceitou transar contigo? - Alterei meu tom de voz também. Eu tava arrasada por dentro.

- Olha, eu gosto dela, Mayu. Espero que entenda.- Voltou ao tom normal, suspirando.

- Não me chama de Mayu. Não aparece mais na minha frente. NUNCA MAIS. - Alterei mais ainda meu tom de voz, quase gritando com ele.

- Para com isso. Tá sendo infantil, Mayu vamos continuar amigos, Ryoko gosta de você, e você fica tratando ela mal. - Falou com voc mais irritada, suspirando depois.

- Infantil? Eu te amei Izuki. E só porque não quis apressar as coisas com a gente, você me troca por outra? Você não sabe de nada. - Desliguei o telefone na sua cara.

Eu realmente não era disso, me alterar, quase gritar, falar coisas de baixo calão.

 

Oque pensaria mamãe se me visse assim...? Preciso me recompor. Isso não pode me afetar.

 

'' Você precisa ser perfeita minha filha.''

 

​Desculpa mãe. Eu vou ser. Vou ser a filha que a senhora deseja.

 

 

 

(...)

 

 

 

- Oe oe, Mayu, calma... - Falava a ruiva á minha frente tentando me acalmar.

Eu não demonstrava estar triste com isso, pois contei todo o acontecido de cabeça erguida e sem alterar o tom de voz pra ela. Mas acho que ela é muito observadora.

- Já sei! - Ouvimos uma terceira voz presente no quarto.

- Naomi? - Eu e Yuki falamos em uníssono.

- Vamos comprar sorvete e ficar no meu quarto, fazer uma festa do pijama, falar mal dos garotos, e quem sabe armar uma vingança contra o Izuki. - Falou com uma expressão diabólica no rosto.

- Acho que é exagero seu...- comentei rindo de sua ação.

- Na verdade, acho uma boa ideia... - Comentou Yuki, pensativa.

- Vocês tão brincando né? - Perguntei séria para as duas.

- Agente vê isso depois... - Falou Naomi puxando Yuki para fora do quarto. - Se arruma, hoje temos escola, dia novo, turno novo, conhecer pessoas novas. Isso vais sr bom pra todas.

- Conhecer ''garotos'' novos, - Falou Yukina saindo do quarto junto a Naomi, que começaram uma briguinha sobre a perversão de Yukine.

 

Ai Ai... Essas duas...

 

Mas vou me arrumar, como elas disseram, será um dia novo. Uma nova chance de recomeçar...

 

 

 

... continua....

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Eai gostaram? Tomara que sim, beijoos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...