História Bendystraw: Don't love the demon! - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bendy and the Ink Machine
Personagens Bendy, Personagens Originais
Tags Bendystraw, Bendyxcuphead, Kingdicexdenvil, Mugmanxboris, Mugmanxcalamaria, Snakeeyes
Visualizações 180
Palavras 932
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ok! Vamos continuar...

Capítulo 11 - "Oito"


Fanfic / Fanfiction Bendystraw: Don't love the demon! - Capítulo 11 - "Oito"

Narradora POV's on

Na manhã seguinte Bendy e Cuphead acordaram cedo para ir ao Casino, e com sorte eles encontraram Denvil na porta do Casino, segurando o seu tridente, com uma feição nada amigável. Bendy e Cuphead se olharam por um pequeno instante.

Bendy: C-Cup, err... Eu-

Cuphead: Tudo bem, eu não vou dizer nada se você não contar..


Bendy sorriu e se aproximou do Casino, Denvil ao ver o filho larga o cigarro e o joga no chão, com uma cara de surpresa.

Bendy: ! Pai!

Denvil: ! Bendy? ! Ah! Bendy filho! Eu quase não te reconheci! Como está grande!

Disse o maior abraçando o filho, o que surpreendeu o menor.

Bendy: !... P-Papa- do?

Denvil largou o filho alisando o rosto do menor sorrindo.

Denvil: Mas como você cresceu! Olha só pra isso!

Bendy: ! Hihihihi.

Denvil olhou para trás e viu Cuphead.

Denvil: ... Bendy, vai colocar as coisas pra dentro sim?

Bendy: Tá... Mas onde está o pap- ! Quer dizer King?

Denvil olhou para Bendy e desviou o olhar.

Denvil: Está dormindo, ele esta meio enjoado já faz dois dias... Mas entre logo que eu te explico depois.

Disse o maior apontando o tridente para dentro do casarão.

Bendy: ! Oh... Ok... Xau Cup! E obrigada por tudo...

Disse o menor abraçando xicrinha e entrando em casa.

Cuphead: Xau...

O diabo e o xicrinha se encaravam, o olhar de Denvil era praticamente uma ameaça para o menor.

Denvil: Então, o que faz aqui hãm?

Disse o de chifres balançando a cauda.

Cuphead: Vim trazer Bendy, espero que não se incomode, mas como vocês não estavam ele passou os dias na minha casa... E... Quando chegaram de viajem?

Denvil: Hoje pela madrugada... E... Grr.... O-grr... Obri-Grrr... Quer saber eu tenho mais o que fazer! Adeus Cupmerda!

Disse o maior batendo à porta na cara do de vermelho.

Cuphead: ... De nada...

*Corta no tempo*

King abre os olhos e senta na cama ainda muito enjoado, mas até o momento não sente à vontade de vomitar. Bendy vê que seu papai acordou e corre para os braços dele o abraçando.

Bendy: Papai!

King dice: ! Bendy?! É você?!

Bendy: Sim! Sou eu papai!

King dice: ! Ai minha nossa! Como você cresceu filhote! Deixa eu ver isso vem!

O menor sentou no colo do maior, que fez o menor abrir a boca para ver os dentes do demoninho.

King dice: ! Oh! Olha só isso! Você tem presas!

Disse king largando a boca de Bendy.

Bendy: Olha eu também posso fazer isso!

Bendy fechou os olhos e os abriu novamente, porém eles estavam brancos, o menor esticou um pouco sua buchecha direita mostrando ao homem dado os dentes afiados, que agora estavam em várias fileiras como de um tubarão.

King dice: ! Wow! Haha, assim eu me assusto!

Bendy riu junto com o maior.

King dice: Heh... Você tá a cara do seu pai...

Disse o maior alisando o rostinho de Bendy.

Bendy: Heh... Obrigada papai.

Denvil abriu a porta lentamente e adentrando o quarto na mesma velocidade.

Bendy: ! Papa- do! O papai acordou!

Denvil e King se encaram, o olhar de king poderia significar " Me desculpa... Eu tava fora de mim"... Denvil sorriu e o olhar dele poderia significar " Está tudo bem minha coelhinha de março".

Denvil: Eu vejo... Heh.... Dormiu bem?

King corou e desviou o olhar abraçando Bendy.

King dice: Sim... Me sinto um pouco melhor.

Denvil: Ótimo... E Bendy você não tem algumas malas para arrumar?

Bendy: ! Oh é! Depois eu conto as vocês como é que foi, eu trouxe muitas coisas de lá pra vocês!

Disse o pequeno correndo para o quarto. King olhou para o maior que se sentou na cama.

Denvil: .... Dicy... Por que não me contou sobre.... Os oito?

King olhou para o maior de cima a baixo.

King dice: Oito que?

Denvil: Huff... Eu chamei um médico quando você desmaiou no aeroporto de Las Vegas, antes de embarcamos em um avião para Inkwell...

King pareceu um pouco nervoso ao ouvir isso.

King dice: ? E?

Denvil: E... Que ele me disse que você tinha feito oito abortos espontâneos.

King tremeu, mas ele tentou disfarçar.

King dice: Heheh... Isso é ridículo, aliás eu nunca cheguei a engravidar...

Denvil subiu em cima de King, aproximar sua cabeça o suficiente para encará-lo no fundo dos olhos.

King dice: ! A-Ah?

Denvil: Não minta pra mim Dice, você sabe muito bem que eu consigo sentir o medo, e eu sei muito bem quando alguém aqui mente... Agora Dice, me diga por que nunca me contou isso?

O homem dado permaneceu calado.

Denvil: Eu estou falando com você! Me responda Dice!

Dice apertou os olhos e virou o rosto, por algum motivo ele ameaçava chorar. Denvil o permaneceu encarando, até que ele começou a ouvir os soluços abafados pela mão de Dice.

O de roxo parecia que queria falar algo, mas lhe faltava coragem e fôlego para isso, ele simplesmente continuou chorando, Denvil olhou para as lágrimas de Dice e fechou os olhos apenas encostando suas cabeças e a esfregando levemente no rosto de Dice.

Era um momento silencioso, as vezes nem os sons dos gemidos de Dice eram escutados, o casal apenas estava abraçado tentando consolar um ao outro. Até que o maior fez algo um tanto inesperado.

Denvil começou a lamber as lágrimas que caiam sobre o rosto de Dice, o menor corou com a ação repentina do de chifres.

Ambos se conheciam bem, bem o bastante para saber como alegrar o outro, não importava o que fosse, e apesar de ser um ato infantil ( :v literalmente) isso acabou fazendo com que o homem dado começar se a rir, é incrível como alguém que estava chorando agora pouco estaria rindo agora, como se estivesse vendo vídeos do Whindersson no YouTube.

King dice: Hahahahahahaha! Denvil isso faz cosegas! Hahahahaha!

O maior não ligava para o que o outro dizia apenas continuava o lambendo, como se fosse um cachorrinho.


Notas Finais


;-; ok... Agora tô indo atualizar outras coisas....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...