História Bennoda - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Linkin Park
Personagens Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, Mike Shinoda, Rob Bourdon
Tags Bennoda
Visualizações 70
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Umas "amigas" minha me disseram que eu escrevo muito palavrão nas Fanfics... Encomoda vocês? Querem que eu pare?

Capítulo 44 - Gostoso Da Porra


           P.O.V Brad

Fico paralisado, com as pontas dos dedos na região da minha bochecha onde ele beijou…

Ele disse que sou importante… muito importante! E… mais do que o Mike…

Será que é verdade?… Chaz não mentiria pra mim!… ou mentiria?… bom, eu não sei! Só sei que agora é hora deu dar a bunda!

Corro muito em direção ao quartinho de limpeza.

- Phoenix! - Sussurro batendo baixo na portinha do quartinho de limpeza.

Ele abre a porta e sorri com muita malícia.

Sem pensar duas vezes, entro.

Quando entro naquele quartinho minúsculo, Phoenix fecha a portinha, e em frações de segundos já estávamos se beijando.

- Phoenix - sussurro o chamando.

Ele não responde,desce seus lábios até meu pescoço e começa a distribuir selinhos naquela região.

- Phoenix! Posso…fazer… uma pergunta? - Tento falar, sem gemer.

- Agora? - Sua voz sai manhosa.

- É… - Digo tentando me concentrar. - Você… é… gay?

Ele tira a minha blusa e olha pra mim. - Eu não iria fazer isso sendo hetero, né?

- Sendo bissexual faria! - Digo.

- Sou gay! - Passa a língua em meu abdômen. - Sempre fui!

- Nunca… tinha… per… percebido.

- Porque… sempre escondi isso! - Diz e desabotoa o botão da minha calça.

- Ei! - Tiro a mão dele dos botões. - Não vai me comer, estando de roupa!

Ele sorri, então tomo liberdade e tiro sua blusa.

Mordo meu lábio com tesão…

Que tanquinho… meu Deus!

- Por que escondeu sua sexualidade? - Abaixo o zíper da sua calça.

- Medo! - Ele prensa meus braços na parede com suas mãos, e me dá um selinho. - Medo de não me aceitarem!

Já estava ficando excitado com esses pequenos beijinhos que ele dava…

- Phoenix… Eu… quero… - Digo ofegante.

Nem preciso terminar a frase,Dave entende e desce sua mão até minha calça.

- Não importa como e o que você é… sempre vamos te aceitar! - Digo.

Ele sorri e tira minha calça.

- Obrigado! - Me dá um beijo, e desce seus lábios até meu membro.

Ele passa sua língua por cima da boxe, me fazendo enlouquecer… Eu não estava aguentando mais… estava tão excitado…

- Hmmm… não… es… estou aguen… aguentando… Hmmm… vai… logo… hmm… caralho! - Digo… ou tento dizer.

Então ele abaixa minha boxe, fazendo meu membro se libertar… sem mais enrolação Phoenix começa a chupa-lo.

Eu estava sentindo tanto… mais tanto prazer que se perguntassem meu nome agora… eu não saberia responder!

- Dave… hmmmm… ah…

- Você fica tão sexy gemendo meu nome! Diz ele outra vez? - Phoenix fala manhoso.

- Hmmmm… Da… Dave… Aaah

- Gostoso da porra! - Diz.

Então ele para… sinto uma pequena tristeza… mas logo me reanimo quando ele tira a calça, deixando sua boxe marcada de frente pra mim

Percebendo que eu estava louco pra abocanhar seu membro, ele sorri

Entendo o recado, ataco sua boxe tirando-a e a jogando longe.

Me assusto um pouco com o tamanho do seu membro… bem grande… e grosso…, coloco todo seu membro em minha boca e faço movimentos de vai e vem acompanhado da sua mão segurando bem forte meus cabelos.

- Aah… e… você? - Ele pergunta, entre gemidos. - você… é… gay?

- Demais! - Sorrio, e continuo o boquete.

Depois de aproveitar aquele delicioso caralho, subo meus lábios até sua boca e o beijo.

Se eu soubesse que tínhamos um baixista gostosão assim, teria pegado ele faz tempo… e várias vezes!

- Posso? - Me pergunta.

- Pode! - Digo entendendo o que ele queria.

Me viro de quatro, e espero o paraíso vim… Então, sinto seus dedos dentro de mim, me fazendo gemer muito…

Sem muita enrolação, ele logo enfia sua "cabeça" me fazendo acostumar… depois enfia tudo me fazendo delirar…

- Dah… me… fode… com… von…vontade​.

Sinto ele sorrir, e aumentar a velocidade…

Tudo em mim estava doendo e ardendo muito, o quarto estava quente dificultando respirar, e eu estava grudento e todo suado… poderia falar mil coisas ruins… não me importo com elas! Eu posso estar ofegante, com dor, suado e grudento, ainda sim é a melhor coisa do mundo!

- Mais… rápido - Digo ofegante.

Então Dave aumenta mais ainda a velocidade das estocadas.

Já estávamos muito ofegantes e cansados, então ele para.

Me viro de frente pra ele, e o beijo.

Dave deita em um canto do quartinho, deito também o abraçando e com meu rosto em seu peito.

- Gostei! - Ele diz acariciando minhas costas.

- Eu também - Digo meio… envergonhado. - Eu… tenho que ir encontar o Chaz.

- Onde? - Pergunta.

- Na casa dele! - Digo.

- Ele não morava com o Mike?

- Morava! Mas ele comprou uma casa! O Chaz disse no último ensaio - Digo passando a mão em seu abs definidissimo

- Aé… tinha me esquecido… - Ele diz. - Você… gosta muito dele, né?

Essa pergunta me assusta, e pela primeira vez não sei o que responder…

- Não precisa responder! Esta… bem… na cara… - Sua voz sai triste.

- Se eu disesse pra você que eu não gosto dele… estaria mentindo! Mas só porque gosto do Chester não quer dizer que eu não goste de outra pessoa… - Sorrio, e levanto.

Ele sorri. - Quem? - Pergunta sorrindo.

- Um dia… talvez você saiba… - visto minhas roupas.

- Vai me deixar curioso mesmo?

- Vou! - Sorrio, terminando de colocar meu tênis.

- você é ruim! - Ele diz vestindo sua boxe, e em seguida sua calça.

- Ruim com orgulho! - Dou mais um beijo nele, e abro a porta do quartinho, saindo de lá


Notas Finais


Lemonzão merdaaa
E aí? Bem? 🌈
O que acharam? :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...