História Beróin de Bahlsôr - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Fantasia, Rpg, Terra Media, Tolkien
Exibições 7
Palavras 565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse é um relato da história dos anões de Bahlsôr feito por Beróin, um anão que descendeu Draín que viveu nas eras reluzentes dos anões sob a montanha de Bahlsen.

Então não leia esse capítulo antes de ler a história dos anões de Bahlsôr, este capítulo é somente para introduzir uma personagem muito importante na história pós eras reluzentes.

Caso contrário, as experiências que teriam lendo primeiro a história dos anões será fragilizada.

Capítulo 1 - Beróin, o anão


Fanfic / Fanfiction Beróin de Bahlsôr - Capítulo 1 - Beróin, o anão

Meu povo viveu durante incontáveis séculos sob a montanha Bahlsen. As lendas descreviam as maravilhosas vidas que nossos antepassados tiveram; cantorias, trabalho e jantares maravilhosos eram descritos com muitos detalhes a todos de meu povo. Fomentando muita nostalgia e sede de beber dessa bonança. 

Bahlsôr eram as minas sob Bahlsen e onde os anões habitavam. Um lugar onde se sentiam em casa, onde mais do que nenhum outro lugar, amavam. Por nada trocariam seu lar. É por isso que com dentes e machados defendiam com todas as suas forças.

Fortificados eram seus territórios, resguardadas por grandes e fortes anões. Guerreiros sob a montanha. Nada podia se quer paquerar ultrapassar suas grandes fortificações.

Depois de muitos anos de grandes e belas aventuras e placidez. Existiu num determinado intervalo de tempo muito medo assolando nosso povo. Éramos atacados com muita frequência. Como medida emergencial o grande rei e lendário sob a montanha, Draupur, designou os mais fortes anões que lá viviam como senhores de companhias responsáveis para proteção do nosso lar.

Um de meus ancestrais chamado Dráin era um dos responsáveis pela guarda da montanha, comandando a companhia de Dráin. Porém essas medidas do grande Draupur não foram suficientes para deter todos os ataques e meu povo acabara derrotado, e o reinado do grande Draupur terminara em tragédia. Desde então meu povo fora banido do nosso lar natal.

Saímos das nossas terras e buscamos as terras mais próximas que poderiam abrigar nosso povo. Fora chamada de terras adotadas. Um lugar não tão próximo, mas o suficiente para vermos a grande montanha, nosso lar.

Meu pai, assim como eu e todos, ouviu as lendas; Mas muito mais que todos eram sua nostalgia e vontade de viver sob Bahlsen. Com esse intuito criou a companhia de Draupur, uma organização que seria responsável pela retomada das nossas terras e vingança sobre os Irrok.

Pouco depois de meu nascimento meu pai, posto como rei e senhor de meu povo nas terras adotadas, junto à companhia de Draupur mobilizou todo nossa sociedade transformando-a em um estado militarizado. A partir desse momento, desde pequenos fomos criados e treinados para sermos os mais fortes guerreiros anões.

Fui criado junto a companhia criada por meu pai, eu era chamado de grande Ungekrönter. Desde pequeno era tido como um grande guerreiro e um dos mais ferozes anões, com sede de vingança.

Todas as manhãs nossos sonhos eram alimentados pela bela visão que tínhamos de nosso lar. Bahlsen assim como todos nós queriam estar juntos e nunca mais separados pelo que quer que seja.

Após arrastados 70 anos da revolução militar que meu pai promoveu, preparamo-nos para a retomada de Bahlsen. Nós, como povo, éramos extremamente poderosos, não iriamos sair derrotados. Porém não saiu como esperado, o ataque também terminara em tragédia. Nosso líder fora morto num dos ataques, o meu pai morreu. Após o acontecido toda a companhia fragilizada e desestruturada recuara. Nós saímos derrotados.

Pouco depois da derrota, recuamos novamente para as terras adotadas. Ainda muito fragilizados fomos pegos de surpresa. Os Irrok seguiram ao longe as pegadas, e com o objetivo de acabar de vez com meu povo, atacara também as terras adotadas. Fora um massacre.

Poucos de nós sobreviveram, ficamos em 13. Por sorte ou azar, favor ou maldição dos Deuses eu fui um desses. Preferia ter morrido junto a todos. Agora, mais destruídos do que nunca buscamos novos ares. Após andarmos por semanas sem parar para descansar com medo dos Irrok, chegamos aqui.


Notas Finais


Irrok é um termo estritamente usado por anões que vivem sob Bahlsen para esses seres. Não há outro povo que os chama da mesma maneira.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...