História Besides a Love - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~Kookie_Sensei

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori
Tags Anime, Ayato Sakamaki, Colegial, Diabolik Lovers, Laito Sakamaki, Romance, Vampiro
Visualizações 22
Palavras 642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Mistério, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Violência, Visual Novel
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi chuchus <3 Desculpa pela demora (como sempre :c).
Espero que gostem e boa leitura♡

Capítulo 9 - Save me


Eu acordei em um quarto escuro todo de pedra, sentada e amarrada em uma cadeira. No alto da parede atrás de mim, havia uma pequena janela. A porta do quarto era de ferro com aspecto de velho. Na parte de cima da porta tinha uma pequena janela, parecida com aquelas de celas de prisões. Eu forcei as amarras na tentativa de me soltar, porém foi em vão. 

- Tem alguém aí? - Gritei. - Sem resposta. - Socorro! Por favor! - Ainda sem resposta.

Com lágrimas escorrendo por todo o meu rosto, eu desejei desesperadamente.

"Por favor, se alguém estiver me ouvindo, venha me salvar. Por favor..."

Ouvi um barulho vindo da porta. Era Naoki, que trazia consigo um copo com água.

- Bom dia, flor do dia! - Ele falou com sarcasmo.

- Por que você tá fazendo isso comigo? - Perguntei com o rosto já encharcado.

- É simples. Eu preciso de informações sobre os Sakamaki, e você pode me dar. - Ele falou encostado no batente da porta. - Me dê as informações, e eu solto você. - Continuou.

- Eu não vou falar nada! - Gritei me inclinando na direção dele.

- Tudo bem, eu tenho todo o tempo do mundo. Mas acho que você não terá esse mesmo tempo se continuar sem comer. Vamos ver quanto tempo você aguenta sem comida. - Ele falou saindo do quarto.

Acho que vou morrer aqui...

                          ***

A Yui não voltou para casa ontem. Estou muito preocupado. Nunca pensei que poderia me preocupar com aquela pirralha. Algo me diz que o sumiço dela tem alguma coisa haver com aquele garoto, o Naoki. 

- Aonde você vai? - Reiji perguntou.

- Vou... Resolver umas coisas. - Respondi indo em direção a porta.

- Que coisas, Laito? - Ele insistiu.

- Não é da sua conta, Reiji. - Respondi batendo a porta.

Resolvi procurar pela Yui, não volto para casa sem ela. Começo minha busca pelo óbvio. A casa do Naoki. Pego o carro e vou direto para lá. 

Chegando lá, dou uma olhada em volta da casa. Nos fundos do quintal, vejo uma pequena porta quadrada no chão, no canto direito da cerca bem cuidado que cercava o quintal. Vou em direção a portinha. A mesma está trancada por um cadeado dourado e robusto de aparência envelhecida. Me abaixo na frente do cadeado, o seguro com a mão direita é o esmago sem pena. Depois de aberta, a porta revela uma passagem acessada por escadas de pedra. Desço as escadas devagar e me deparo com uma porta de ferro enferrujado. Abri a pequena janelinha e vejo a Yui amarrada a uma cadeira.

- Yui! - Chamo por ela. Ela levanta a cabeça devagar e com dificuldade.

- Laito? - Ela pergunta.

Eu arrombo a porta com toda a minha força. Em seguida, corro em direção a Yui que parecia fraca.

- Yui, sou eu, Laito. Consegue me ouvir? - Perguntei tirando as amarras.

- Laito... Eu... - Yui falou sem forças.

- Tudo bem, eu vou te tirar daqui. - Falei enquanto a pegava no colo. 

Sai do pequeno quarto de pedra e subi as escadas. Já no quintal, me certifiquei de que o Naoki ainda não havia chegado. Levei Yui para o carro e voltei para casa.

Chegando lá, todos já estavam dormindo. Levei Yui para seu quarto é a coloquei na cama.

- Eu estou com fome. - Ela falou num tom baixo.

- Vou trazer algo para você comer. - Falei saindo do quarto.

Fui para a cozinha e preparei um sanduíche para ela. Peguei um copo de suco e voltei ao seu quarto. 

- Obrigada, Laito. Se você não tivesse aparecido, provavelmente eu estaria morta agora. - Ela falou chorando.

- Não chore, está tudo bem agora. Eu estou com você. - Eu disse a abraçando.

Yui me abraçou forte, como se eu fosse a pessoa que ela mais ama no mundo. Isso de o meu coração acelerar. Espero que ela me ame também.




Notas Finais


Então? O que acharam? Espero que tenham gostado <3
Me perdoem por qualquer erro e se tiver ficado pequeno.
Museus da tia Kookie e até o próximo ♡

~Kookie_Sensei


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...