História Best friends or lovers? - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Milah, Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Tinker Bell, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Captain Swan, Emma Swan, Killian Jones, Once Upon A Time, Ouat
Visualizações 38
Palavras 1.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 20 - Capítulo 20


 Emma se arrumava e não conseguia se decidir entre o vestido preto colocado ou o vermelho decotado.

Hoje, Emma, Rose, Jamie, Anna, Killian e Patrick iriam ao bar de sempre, já que Rose iria embora na madrugada. Então decidiram aproveitar as últimas horas junto a amiga.

— Oi, Killian. – Emma disse cumprimentando o moreno com um beijo na bochecha.

A relação deles estava melhor. Claro que não como antes, mas eles não se fuzilavam com o olhar e trocavam farpas a todo momento.

— Como está a Milah? Pensei que ela viria. – a loira perguntou e percebeu o namorado apertar sua mão. Simplesmente ignorou e focou na resposta do moreno.

— Ah, ela está meio mal por conta da gravidez e preferiu ficar em casa. Ela não conseguiu a mesma sorte que a sua de não sentir enjôo. – falou e Emma riu, indo em direção as amigas que bebiam.

A mesma não podia beber já que a estava grávida, mas não ligava de acompanhar as amigas e ficar conversando.

— Ei, eu vou atender um telefonema. Avise a Emma se ela perguntar, que eu estou lá fora. – Patrick disse a Killian e o mesmo assentiu, indo em direção as meninas.

[…]

Emma estranhou a demora de seu namorado e decidiu ir atrás dele.

Chegando lá, ela decidiu escutar a conversa. Sabia que era errado, mas sentia que precisava.

Milah se acalme, ele não descobrirá e nem saberá de nada. Eles estão bem afastados, só conversam o necessário, e o assunto é sempre sobre o bebê.

—Milah, eu não vou largar da Emma, até porque, eu gosto dela. Eu posso te ajudar a criar nosso filho sem estarmos juntos, muito bem.

— Não precisa se preocupar querida, eu estarei com você na hora.

Observo a cena totalmente em choque.

Eu queria muito que aquilo fosse um mal entendido. Patrick era amante da Milah, pai do bebê, ele estava me traindo com ela, eles estavam planejando algo e me usaram. Por acaso eu tenho algum tipo de imã para traição? Não sabia qual era a reação apropriada, não tinha vontade de chorar, nem nada do tipo, eu queria era arrancar a cabeça de Patrick e Milah fora.

- Não se incomode, pode continuar a sua conversa com a sua amante, namorada do Killian. – digo parando de frente para ele.

- Emma...

- Não diga nada. – pego o celular de sua mão.

- Oi Milah, querida, tudo bem? Eu espero que você aproveite a maternidade e que não mate a criança de desgosto quando olhar pra essa sua cara de vadia e souber o que a mãe realmente é. Vivia me chamando de piranha loira, aposto que não sabe se a criança é do Patrick, do killian ou dos outros duzentos caras com quem você dormiu. Tomara que a gravidez te traga um pouco de gordura pra esse seu corpo pele e osso. E que um dia você possa acertar na vida e parar de ser uma vadia sonsa e só fazer merda na vida. Passar bem. – grito em um só fôlego e depois arremesso o celular do ruivo que estava chocado, para longe.

- Vamos conversar. Se acalme, querida…

- Cala a boca, seu cretino. – dou um tapa em sua cara. – E não me chame mais assim!

- Você enlouqueceu?

- Você ainda não me viu enlouquecer.

- Vou te levar pra dentro. Lá poderemos conversar melhor…

- Tire isso que você chama de mãos de cima de mim!

- Eu gosto de você.

- Não! Não continue mentindo. Você gosta da Milah, e vocês se merecem ambos são vagabundos e não valem um centavo.

- Amor… – ele diz calmamente colocando suas as mãos em mim.

- NÃO ME TOQUE E SAIA DAQUI AGORA, ANTES QUE EU TE ESGANE.

- Você precisa se acalmar, podemos consertar isso.

- A única coisa que você vai ter que consertar daqui a pouco, vai ser essa sua cara de merda, eu disse pra você sumir. – grito.

- O que está acontecendo aqui? – pergunta Anna vindo para perto de mim.

Naquele momento eu estava chorando de raiva, nojo, indignação, não sabia separar ou nomear o que sentia.

- Jen, o que está acontecendo? – Jamie pergunta.

- O que está acontecendo? – Rose se aproxima.

- Todo mundo me trai Rose, todo mundo. – falo e me jogo nos braços de minha amiga.

- Eu não te traí. – diz Patrick tentando se aproximar.

- Alguém faz ele sumir daqui antes que eu o mate! – gritei ainda abraçada com Rose.

— Princesa se acalme, nos conte o que houve. – Killian se pronunciou. E por um momento eu fiquei feliz ao escutar ele me chamar de princesa, mas aquela raiva voltou ao escutar a voz de Patrick.

- Emm's, deixa eu te ajudar… – o cretino se pronunciou novamente.

- Querem saber o que está acontecendo? – grito em meio as lágrimas.

- Por favor. – pede Killian me olhando preocupado.

- Milah está traindo o Killian com o Patrick, e o pai da criança que ela fingia ser do Killian é do Patrick, e ele só fingiu que gostava de mim porque era aliado da vadia da sua namorada.

- Seu cretino! – grita killian partindo pra cima de Patrick, que foi surpreendido com um soco na cara.

- Milah que deu em cima de mim Primeiro.

- Eu não estou nem ai pra Milah! Você machucou a Emma, você mentiu pra ela! – berrou o dando outro murro na boca – você tem apenas cinco segundos para sumir daqui antes que eu te mate.

Tudo passava em câmera lenta.

Eu observava Killian dando um soco em Patrick, enquanto Jamie tentava separá-los, Anna desesperada junto com Rose, que tentava me ajudar.

E eu? Estava paralisada, ali, em pé, molhando minha roupa com as lágrimas que não cessavam.

- Killian, chega. – grito tirando-o de cima do ruivo. — Por favor, para…

- Mas Swan, ele te machucou e também era o amante Da Milah.

- Por favor, só me leva pra casa. – o pedi com uma voz de choro.

Ele imediatamente largou o Patrick, e pediu para alguém leva-lo embora, enquanto Rose entra no local novamente para pegar sua bolsa e chamar um táxi.

— Killian… – sussurrei o abraçando.

— Eu sei, vai passar. – tenta sorrir.

Eu me aconchego em seus braços, e ele beija minha cabeça. A única coisa do dia que me fez feliz, foi esse abraço, me senti protegida de tudo e todos. O moreno acariciava meus cabelos loiros. Ficamos assim até o momento em que o taxi chegou. E então fomos para minha casa.


Notas Finais


Olha quem voltou!!
Eu decidi postar logo, porque não sei quando vou postar de novo já que irei entrar em semana de provas.

Beijos e até mais ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...