História Beta - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias B.A.P, Bangtan Boys (BTS), Got7, Neo Culture Technology (NCT)
Personagens BamBam, Bang Yongguk, Haechan, Hansol, Himchan, Jackson, Jaemin, Jeno, J-hope, Jimin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Mark, Personagens Originais, Suga, V, Yugyeom, Yuta
Tags Alfa, Beta, Jaeje, Jikook Pais, Marksonjin, Menção 2jae, Minsu, Ômega, Side Story De Ômega, Taehyung, Yoonseok Pais, Yugbam
Visualizações 899
Palavras 1.438
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


demorei, me desculpem mesmo, não era minha intenção demorar tanto assim.

Capítulo 8 - Capítulo Oito


Dias depois.

 

— Você está quieto demais. — Jimin disse arrumando as coisas no escritório do marido, enquanto Jungkook olhava para a tela do computador. — Faz dias que você está assim, devo começar a me preocupar?

 

— Antes você se preocupava sem ter que avisar. — Jungkook disse e o alfa riu. — Mas não é nada amor, é só... A conversa que eu tive com o Mark.

 

— O que te deixa assim? Acha que ele mentiu sobre gostar da maneira que é criado? — O alfa perguntou puxando a cadeira e sentando em frente à mesa do marido.

 

— Não, ele não mentiu. — sorriu pequeno. — É que mesmo vendo que ele se sente feliz ali com eles, eu ainda me sinto um pouco incomodado, eu começo a lembrar do passado e do motivo, me pergunto qual o motivo para que eu não fosse um bom filho.

 

— Você sempre foi um bom filho, e sabe disso. — suspirou. — Não vamos relembrar, é passado. Você conheceu o Mark e viu como ele é bem tratado da maneira que eles acham boa, e mais, o menino se sente bem.

 

— Temos que tentar colocar isso na cabeça do nosso menino. — Jungkook suspirou. — Nunca pensei que ia dizer isso, mas Jaemin as vezes me faz ficar possesso com a maneira que o educamos, mas ao mesmo tempo me dá orgulho.

 

— Jaemin é um menino entrando na fase adulta, acho que agora ele esquece o negocio do Mark e agora se foca nele mesmo. — Jimin soltou um risinho e Jungkook o encarou confuso. — Nosso menino meio que foi direito demais com o Jeno, Jackson disse que Jeno está assustado.

 

— Milagre o Yoongi ainda não ter aparecido lá por casa. — riu. — Você resolve isso.

 

— Eu?

 

— Sim, o senhor. — Jungkook disse se levantando. — Vou dar uma olhada pela escola, enquanto isso vai pensando em como conversar com o Jaemin.

 

— Meu doce, eu não vou me meter, dessa vez é você. — Jimin disse puxando o ômega pela cintura quando ele se aproximou, e o fazendo sentar em seu colo. — Deixa para andar pela escola depois, vamos aproveitar um pouco.

 

-x-

 

— Eu não fiz nada. — Jaemin disse e HaeChan riu alto deitando no sofá da casa de Taehyung e Minsu. — É sério!

 

— O menino tá com medo de você, tanto é que ele nem vem hoje. — Hansol disse puxando Yuta para o seu colo. — Você foi bem direito.

 

— Eu não disse nada demais. — o beta deu de ombros. — Alguém precisa ser direto.

 

— No seu caso você já ultrapassou o fato de ser direto, você jogou na cara do pobre Jaeno que você gosta dele e que está esperado ele tomar vergonha na cara. — Yuta disse e bocejou. — Tô ficando com sono.

 

— Passa a noite dando pro Hansol, não me admira. — Haechan disse e Taehyung que estava entrando na sala encarou o mais novo. — Desculpa tio, saiu sem querer.

 

— Sei. — Taehyung sentou no sofá e olhou para o sobrinho. — Ainda sobre o Jeno?

 

— Ele não fala comigo, tio!

 

— Também, você joga na cara dele que gosta dele e ainda diz um ‘’ fica a dica’’, feriu o alfa. — MinSu disse indo se sentar perto de Taehyung com uma vasilha de pipoca. — Quem quer vai buscar na cozinha, tem pizza lá também.

 

— Sejam meus pais. — Hansol disse e Yuta riu levantando do colo do namorado para irem até a cozinha. — Sério mesmo, posso mudar minha certidão agora se quiserem.

 

— Vamos logo, Hansol.

 

— Felizmente bem feliz com meus pais. — Haechan disse se levantando. — Três pais, ganhei benção divina.

 

— Senta aqui. — Taehyung disse a Jaemin quando os outros foram para a cozinha. — Você me lembra muito o seu pai. —  riu— Ele se aproximou do Jungkook com uma rapidez e foi bem direto.

 

— Eu só queria que ele entendesse, não que ele ficasse sem falar comigo. — Jaemin choramingou fazendo um bico e MinSu riu. — Não ri, caralho.

 

— Olha o respeito, fedelho. — MinSu murmurou. — Você é o Jungkook todo, fica manhosinho, mas solta uns palavrões.

 

— Cala a boca, tio.

 

— Jaemin, o Jeno foi criado muito bem pelo meu irmão e meu cunhado, muito bem mesmo. Yoongi fez um belo trabalho. — MinSu disse e Jaemin o encarou. — Mas uma coisa que eles não tiveram como mudar ou irão mudar, é como o Jeno pensa. Meu sobrinho é um doce de menino, ele nem consegue falar um palavrão sem gaguejar.

 

— Bem fresco. — Jaemin riu.

 

— Ele pode ser alfa, ele as vezes tem uns ataques de raiva, mas é algo que quase todos os alfas passam nessa idade. O que eu quero dizer é, converse com ele e diga o que sente, você disse aquilo, mas soou para ele como um ‘’toma vergonha na cara e cria atitude’’. — suspirou. — E para um alfa muitas vezes isso serve como um estimulo, e outras não.

 

— Que bosta. — Jaemin bufou. — Mas tudo bem, vou tentar falar com ele amanhã.

 

 

-x-

 

 

Já era noite quando Jaemin voltou para casa, MinSu foi deixa-lo a pedido de Jimin que deixou bem claro que não queria o filho andando sozinho, ainda estavam com um pé atrás achando que a qualquer momento Jaemin poderia ir atrás de Mark de novo e dessa vez encontrar o avós e uma confusão de quebra.

O beta entrou em casa, cumprimentou Jimin que estava na sala e foi para o quarto, tomou seu banho, colocou seu pijama e já estava se preparando para dormir quando Jungkook entrou no quarto.

 

— Podemos conversar? — O ômega pediu e Jaemin deu de ombros se sentando e encarando o pai. — Meu filho, eu quero te pedir apenas isso e espero que você consiga me obedecer.

 

— Tudo bem...

 

— Não vá atrás do Mark. — Jungkook disse e Jaemin negou pronto para falar quando o mais velho ergueu a mão pedindo silencio. — Meu filho, por favor.

 

— Pai o senhor não entende, ele p-

 

— Park Jaemin. — suspirou. — Querido, o Mark gosta da vida que ele leva, não tente obriga-lo a ser aquilo que ele não quer. Deixe ele, ok? Seu pai já conversou com você, eu só quero que você realmente coloque isso na sua cabeça.

 

— É para me afastar dele? — perguntou baixinho.

 

— Não, não. — sorriu. — Ele sempre que quiser poderá vir aqui, ele querendo, não você obrigando.

 

— Ok, eu entendi.

 

— E você e o Jeno?

 

— Ah não pai, que vergonhoso. — bufou. — Sai daqui, meu deus eu não mereço isso.

 

Jungkook riu puxando o filho para um abraço enquanto ele reclamava.

 

 

-x-

 

 

— E aí, tio? — Jaemin sorriu quando Yoongi abriu a porta.

 

— Vai até o quarto daquele menino que eu chamo de filho e só sai de lá se ele perder o bv. — O ômega disse e Jaemin se assustou. — Que bando de adolescente tímido, meu deus.

 

— Yoongi para de reclamar, o menino tem o direito de ser tímido. — Hoseok disse da cozinha.

 

— Ata, ata. — bufou abrindo mais a porta para Jaemin entrar. — Ele é medroso, fica fazendo essa ervilha de ficar calado.

 

— Jaemin, ele tá no quarto. — Hoseok disse e o mais novo assentiu sem graça indo pro quarto do amigo.

 

Bateu na porta e escutou o alfa murmurar um ‘’entra’’, assim que entrou não segurou a risada, Jeno estava chorando comendo sorvete e vendo algum filme no notebook.

 

— Puta merda. — Jaemin disse rindo e o alfa tentou limpar o rosto. — Meu amor não adianta, eu já vi.

 

— O que você quer?

 

 — Eu gosto de você e você gosta de mim, por isso vamos ser sério. — O beta disse. — Namora comigo? É tudo ou nada, Jeno.

 

— Jaemin, você tá bem?

 

— Caralho, aceita ou não?

 

— Eu não posso pensar?

 

— Pensar no que? Você tá aí chorando assistindo filme nessa aura deprê, das duas uma; é por mim ou alguém morreu. — O beta deu de ombros.

 

— Você é um idiota. — Jeno disse se levantando. — Não sei porque eu fui gostar de você!

 

— Jeno... — O beta disse assustado ao ver o alfa se aproximando.

 

— Tantos para mim, sei lá, sentir alguma coisa, mas não... Eu fui gostar de alguém como você.

 

— Olha só, você quer levar um soco? Como eu o que? Tá doido?

 

— Me deixa falar, que caçamba! Você nunca deixa as pessoas terminarem de falar. — O alfa disse e Jaemin se encostou na parede com o alfa em sua frente. — Alguém como você, Jaemin. Alguém como você não é dizendo que você é diferente, mas sim que você é bem mais do que eu mereço, bem mais do que eu pedi.

 

Jaemin corou quando o alfa tocou seu rosto.

 

— Eu realmente não sei se saber que você gosta de mim me deixa feliz ou assustado, porque você é perfeito, seu idiota. Perfeito demais pra mim.

 

Jeno encostou seus lábios nos de Jaemin, e o beta fechou os olhos. Simples, mas maravilhoso para ambos os corações. 


Notas Finais


rs rs
até mais. sábado eu vou fazer o possível para atualizar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...