História Betrayal - Imagine BTS - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Traição
Visualizações 69
Palavras 1.460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi Per !

Preparadas então ? Partiu !

Capítulo 3 - Surpresas


Fanfic / Fanfiction Betrayal - Imagine BTS - Capítulo 3 - Surpresas

E mais um dia sentada sem animo algum pra continuar com meu "plano". Faziam exatamente três dias que nao trocava se quer um "com licença" com qualquer um dos sete anões. Eu nao sabia o que havia feito de errado , e juro que ate mesmo forcei meus pensamentos pra lembrar de algo.

E nada. Nada mesmo !

Me permiti no primeiro dia tentar os questionar por isso. Perguntar pra qual seja o por que essa mudança repentina comigo. Mas era difícil obter respostas quando se é deixada ali , olhando o nada dos corredores.

Eles cagavam pro que dizia.

No segundo dia eu chorei , chorei como uma criança implorando por sua mãe. Eu queria conforto , eu precisava de alguem que me ajudasse. Por uma vez me permiti desabafar e conversar com pessoas as intitulando seriamente de amigas. Era uma coisa nova a mim já que minha vida sempre foi trabalhar espionando outras famílias.

Mas , só no terceiro dia , percebi que nao iria adiantar me lamentar. Eles estavam se fodendo pro que eu estava passando. Sem animo mesmo revejo tudo de novo o que iria fazer na sala de arquivos. Nada poderia dar errado , preciso de um plano impecável.

Nesses três dias , pensei muito em uma coisa que por mais estranha que fosse , nao saía da minha mente. Um daqueles garotos era sim o informante , eu sei poderia ser qualquer um que é aprisionado aqui , mas as vidas que estão sendo observadas são exatamente dos sete , ou melhor , dos seis.

Obviamente um ali os manipulava sem pudor , sem se quer parar pra se culpar. Eles eram amigos , e isso era ridículo , como alguém pode fazer uma traição desse tamanho com pessoas que o acolheu como parte de suas famílias ?

Isso nao tinha sentido. Era completamente desconexo , e algo ridículo.

Ouvi a sirene irritante que ecoava pelo quarto. Revirei os olhos e fui ate onde a comida sempre é entregue , levei meu pequeno caderno de anotações. Vou os observar. Sentei então um pouco afastado dos sete sorridentes. Comecei a comer vagarosamente apenas encarando minha comida.

Eu sentia falta deles. E talvez ficar os olhando seja mais difícil do que pensei.

Eles pareciam bem sem mim.

Mas não estou bem sem eles.

Suspirei e ate mesmo a fome havia passado. Mesmo assim continue ocupando minha mente cotucando a comida , era um jeito de dizer a mim mesma que estava muito ocupada pra observa-los agora.

-Sweet ? - Escutei a voz doce de Jimin ecoar pelos meus ouvidos. Deixei um sorriso sair , mas logo o desfiz. Lembrei-me de estar sozinha e isso provavelmente era apenas uma ilusão já que sentia sua falta. - Ei , sweet ? - Ele diz estalando os dedos em minha frente.

O encarei de imediato e sorri , sorri como em três dias nao fiz. O ver ali , era inexplicável. Era como nao me sentir mais sozinha , era como se todo mundo me ignorace , mas mesmo assim sua pontinha de felicidade estivesse ali com você.

E minha pontinha de felicidade era Jimin.

Eu poderia o descartar agora de qualquer coisa que tenha coisas ruins. Jimin estar aqui trancado, pra mim já era um completo absurdo. Ele era calmo , era gentil , era puro e completo criança ainda.

Ele não merecia.

-Hum , oi ? - Disse por fim saindo dos meus pensamentos.

-Posso ? - Perguntou referindo-se a sentar. Olhei pra outra mesa e vi que além de Namjoon Hoseok e Tae também me encaravam. Engoli em seco e novamente abaixei o olhar. - Nao liga pra eles - O pequeno chama minha atenção pra si.

-Esta tudo bem Chim ? 

-Desculpas , é só o que peço - Apertou minha mão me fazendo sentir seu arrependimento. - Eu , nao aguento ficar assim com você.

Eu nao poderia o dizer nao. Era como meu irmão mais novo , como alguem que sinto que devo cuidar.

-Nao se preocupe. Só preciso que me conte o porque dessa infantilidade ? - Sorri irônica o encarando.

O garoto parecia pensar. E ate mesmo relutou em falar algo , mas tudo tem um porem na vida , e mal ele sabia que sei muito bem como lidar com pessoas.

-Acham que você é a informante sweet - Abaixa seu olhar. Isso já era absurdo. - E ai .. Decidiram , nao falar com você..

Nao , nao era possível uma coisa dessas.

Qual é ?

Christian foi capaz de quase arrancar um segundo dente meu por que nao abri a droga da boca pra contar sobre a vida deles.

Eles são os alvos e disso eu sabia. Os benefícios eram grandes e minha liberdade dependia disso. Mas foram os que me deram forças aqui , seria justo os entregar ?

Eu nunca faria isso.

Eu queria os matar , enforcar cada um e dar tanto tapa na orelha deles que seria incrível os ver chorar depois.

Mas vou me conter.

-Preciso de um favor - Disse ao garoto que me olhava atento. Obviamente era errado pedir a ele isso , mas era necessário , e como confio nesse garoto branco , preciso que me ajude.

-Claro sweet - Sorriu jimin.

Depois de o contar o que queria o deixei ali e segui pelo corredor ate meu quarto. Eu parecia feliz , pelo simples fato de Jimin ter pedido desculpas.

Cheguei em frente a porta e quando fui abri-la fui empurrada contragosto pra dentro. Olhei assustada pra quem estava ali , e arregalei meus olhos ao ver Hoseok com sua cara de reprovação.

Isso já se tornou normal.

-Você não vai manipular Park Jimin ! - Ele grita vindo em minha direção 

Ótimo ! Hoseok também nao era.

Por que ?

Pelo simples fato de conhecer pessoas igual a ele , que já dito são iguais a mim. Ele realmente se preocupa com o pequeno e é por isso que esta aqui , afinal , qual informante viria tirar satisfações por conversar com alguem que provavelmente ele quer morto no final ? 

-Para de ser idiota - Reviro os olhos e me jogo na cama. - Nao estou manipulando ninguém.

-Você é sínica de mais garota ! - Me puxa pelo braço me fazendo ficar em pé.

Eu gostava dele. Mas aqui o amor parecia nao ser recíproco já que esta a ponto de pular em minha garganta.

-Você é um imbecil de mais - Sorri tentando fazer com que minha dor nao transparecesse. Eu nao estou feliz , mas sorrir agora e a melhor coisa. - Nao estou manipulando ninguém. - Sussurro rente ao seu rosto.

Nossos olhares se encontraram e senti meu coração pulsar anormalmente. Engoli em seco e abaixei meu olhar , essa aproximação nao poderia acontecer.

Mas no mesmo instante em que fui me separar do garoto , surpreendentemente fui puxada contra seu corpo fazendo com que ficassemos colados. Eu nao entendia o por que disso , mas meu corpo respondeu bem.

Isso é estranho.

-Da pra me soltar ? - Indaguei torcendo pra que nao fizesse.

Seus lábios desajeitadamente encostaram nos meus. Meus olhos arregalaram mas logo o deixei Me beijar. Isso era estranho , e Hoseok estava aprontando. Talvez ele tenha esquecido que somos surrateiros e quando menos alguem espera , a gente ataca. 

Deixei que me conduzisse ate onde quiser. Nos beijamos de vagar como nunca fiz antes , o mesmo em passos cegos nos guiou ate cairmos a cama de Kook. Sim , a cama dele. 

Nos deitamos ali e seus beijos passaram por meu pescoço. Meus olhos automaticamente se fecharam de novo , senti suas mãos por meu corpo , subindo cada vez mais.

Meus olhos abriram imediatamente enquanto meu coração acelerava. Hoseok estava com as mãos em meu pescoço me encarando serio. Tentei me levantar mas parecia algo em vão tamanha forca usada pelo garoto.

Nao , nao , não !

-Droga.. Me.. Me .. Solta - Sussurrei batendo em seus braços.

-Fique longe de nos - Ele diz apertando mais e mais. - Escutou ? 

-Me..solta.. Esta me .. Machucando - Clamei com os olhos aguados. - Por favor - Supliquei.

Seu aperto diminuiu e comecei a sorrir , imediatamente o joguei de cima de mim e o dei um chute no estomago. Seu olhar era surpreso e parecia nao acreditar. Eu nao ligava se acha que era eu , mas nem por isso deixaria quase me matar enforcada.

-Idiota - Sussurei rindo. - Nao se aproxime mais de mim.

Isso doía em mim. Mas caminhei ate a porta , senti algo em meu pé e fui puxada ate ao chão. 

A não.

-Você nao vai assim fácil amor - Hoseok diz sorrindo.

Sem pensar chutei seu peito pra que soltasse meu pé. O mesmo grunhiu de dor , mas era preciso já que nao o queria perto de mim.

Ele poderia me matar.

-Nao sou eu a informante. - Disse o encarando vendo sua expressão mudar e sai dali batendo a porta.

Mas nao posso falar nada.


Notas Finais


Espero que gostem.

Omma agradece.

Bye ! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...