História Better Call Sakura! - Capítulo 76


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sakura Card Captors
Personagens Kerberos "Kero", Meiling Li, Sakura Kinomoto, Shaoran Li
Tags Bcs!, Kero, Meiling, Sakura, Syaoran
Exibições 7
Palavras 997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Buscando cooperar com as autoridades, Meiling apresenta sua proposta para lidar com a organização…

Capítulo 76 - O treinamento com Meiling


Dezembro havia começado e Zhang não deu as caras novamente, nem para ameaçar, nem para atacar. Estava tudo calmo e silencioso e Makoto suspeitava. Suas pernas começavam a ficar boas e a ganhar forças para andar, mas não era o bastante e necessitava da cadeira de rodas. Mesmo que o marasmo da organização fosse uma conclusão lógica das informações que Meiling trouxe, Makoto ainda não estava convencido da sua não participação na Organização.

Em um dia nublado e tempestuoso como o começo de dezembro, Meiling apareceu na delegacia para conversar com Makoto.

– Você está me dizendo que quer ajudar Sakura, mas não está interessada em negociar a remoção do seu nome da lista de suspeitos?

– Estou apenas ajudando a Sakura, nada mais, nada menos; mesmo que me condenasse, não faria outra coisa.

– Vou chamar Sakura aqui…

BCS!

 

O clima na casa Li não era dos melhores com todas as suspeitas de cooperação com Zhang. Sakura olhava desconfiada para Syaoran e Meiling e, como Syaoran sempre foi expressivo, isso não o agradava e não caía bem para a relação dos dois. Disse para Sakura que estava negociando a sua ida para o Egito, para recuperar o nível por um ano. Sakura sentiu uma ponta de dor no peito por se ver longe do marido que sempre conviveu.

– Meiling-chan, você está dizendo que quer me treinar?

– Sakura, eu conheço meu primo, como militar e como parente. Ele era agente das forças especiais chinesas, ele não só conhece combate com arma, ele sabe acabar com alguém com um golpe se quisesse, com uma barra de ferro… olha o que ele fez com o Touya… você, mesmo com os poderes que tem, não tem chances contra ele; ele é mais forte que você, mais habilidoso que o Shoran… vou te ensinar tudo o que eu sei com espadas e artes marciais…

Sakura ficou triste pensando nisso.

– Então… como você vai me treinar em tão pouco tempo pra enfrentar ele, hein?

– Eu tenho um plano; eu preciso da carta sonho para isso…

– Hoe?

– Na China, quando a gente estudou as propriedades das cartas Clow, descobrimos que a carta Sonho é capaz de transportar as almas até o além; chamamos isso de Sekishiki, o portal pro mundo dos mortos… apenas os nativos de Câncer podem dominar o poder de atravessar o portal entre a vida e a morte… Zhang pode fazer isso… esse domínio é chamado de poder estelar…

Sakura pensou um pouco e disse:

– O Shoran também é canceriano! Ele também pode usar esse poder?

– Isso é um segredo do Shoran e da família Li.

Sakura ficou aborrecida e lançou olhares desconfiados para Meiling.

– Eu já ouvi falar sobre algo assim, poder estelar, Sekishiki; vamos ter que voltar ao Yomotsu Hirasaka?

– Não, vamos dar um passo além; vamos até o Meikai.

– Meikai?

– O fundo do inferno se preferir. É um lugar horroroso, de tormento e expiação. Uma hora do tempo na terra equivale a seis meses no inferno. Pelo menos, você paga pelos crimes que cometeu em vida… sua alma acumula a experiência de lá, mas isso é só uma teoria e é muito arriscado ir pra lá; o corpo precisa de acompanhamento constante pra não morrer…

Kero, que ficou todo tempo calado, perguntou:

– Isso não é novo pra mim, mas você sabe que isso tem riscos, não é? Sua alma pode não voltar, você não tem magia com a gente para aguentar os tormentos do Meikai e…

– Eu já fiz minha decisão, Kerberos. Quero usar o tempo no Meikai pra ensinar tudo que eu sei pra Sakura… nem que eu perca minha alma no inferno.

– O que você pretende com isso ao arriscar sua vida assim?

– Pretendo mostrar pra alguns do clã Li que não entenderam ainda que não há cardcaptor senão a Sakura e Kerberos e Yue são os seus guardiões…

BCS!

 

Sakura concordou com o plano de Meiling e tanto ela como Kerberos foram internados na UTI para acompanhamento médico. Seria uma hora apenas, mas o corpo precisaria de cuidados constantes, pois a experiência acumulada no Meikai poderia causar danos irreversíveis. Sakura estava com Touya e Nakuru (chamados às pressas a pedido da cardcaptor) ao seu lado e não precisava temer nada, como os dois disseram. Relaxou, convocou a carta segundo a nova maneira e os três foram imersos em um profundo sono. Suas almas saíram de seus corpos e seus sinais vitais, como pressão, batimentos e respiração mais que dobraram. Touya precisou aplicar constantes injeções de noradrenalina para mantê-los vivos.

Sakura, Kero e Meiling chegaram a um lugar rochoso com o céu tingido em vermelho. Ruídos de agonia eram escutados por toda a parte e um calor abrasador ocupava o lugar.

– Não pense que o Meikai é um lago de fogo e enxofre. É feito de tudo aquilo que nos atormenta, seja calor, frio, fome, dor, medo, cansaço… prepare-se para sentir tudo isso e precisar ficar de pé. Não tome a água do rio nem coma nada que te oferecerem, pois sua alma não vai voltar. No mundo real vai passar uma hora, mas aqui, seis meses de treinamento nos aguardam… não há sono aqui, não tem que dormir, não vai precisar comer nada aqui, nem beber. Quando voltar, seu corpo vai sentir tudo isso, mas por hora, sinta a força do meu golpe, Sakura…. – Meiling desembainhou uma espada direto do braço e atacou Sakura, cortando seu braço. A dor foi absurda.

– Levante-se Sakura! A regra aqui é sofrer. Você precisa lutar contra isso! Você ainda não perdeu seu braço, mas se continuar chorando de dor, vai perder ele de verdade; agora coloque ele no lugar e tente se defender do meu ataque. Temos seis meses, 180 dias, 4320 horas pela frente. O seu tormento apenas começou…

Sakura olhou com a face contorcida para Kero e ele não disse nada, como se concordasse com o que Meiling fazia. Sakura pegou o braço e sacou uma espada – Se é isso que devo fazer, então vou fazer! – E atacou Meiling. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...