História Better Than I Know Myself - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Leo, Ravi
Tags Fluffy, Vixx, Wontaek
Exibições 62
Palavras 1.538
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Famí­lia, Fluffy, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, só mais uma one shot bem fluffy como sempre, dessa vez Wontaek porque eles são maravilhosos.
Créditos da capa vão pra Geeh (@wtfjhorse) <3 inclusive os créditos por me viciar em VIXX vão pra ela também.
Essa fic também está postada no meu blog como todas as outras.
Espero que gostem!

Capítulo 1 - Capítulo Único


Uma nova semana começava e logo pela manha Taekwoon se preparava para mais um dia no trabalho. Soltou um suspiro ao pensar nas infinitas reclamações de alunos e professores que receberia, como todos os outros dias. Era um trabalho cansativo, mas não era como se tivesse outra opção no momento. Sua vida estava estável e era isso que ele mais desejava agora. Mas aquilo não era algo que odiava, ele gostava de trabalhar como coordenador na universidade, só era extremamente desgastante.

Tentava arrumar seus cabelos de uma forma decente quando foi interrompido pelo som da campainha que soava pelo apartamento. Àquela hora da manha, a única pessoa que apareceria em sua casa era Wonshik, não era difícil adivinhar antes mesmo de chegar até a porta. Não podia deixar de ficar feliz ao receber o namorado, mas também não conseguia ficar em paz com o mesmo desde o último encontro com seus pais.

Namorava Wonshik há seis meses, mas há apenas um, levou o mais novo para conhecer sua família, ele insistira por eras para conhecê-los. Wonshik estava muito ansioso para conhecer o sobrinho de Taekwoon, Minyool, de quem ele tanto falava. Acabou se dando incrivelmente bem com o garoto quando o viu, mas o mesmo não aconteceu com os pais de Taekwoon.

Ele achou que estava tudo bem, até o último fim de semana, que eles o chamaram e disseram que não gostaram de seu namorado, até sugeriram que terminassem.

Ele nunca consideraria de verdade o término, mas a opinião de seus pais era muito importante, por isso não pôde evitar ficar um pouco distante do namorado nos últimos dias. Também não teve coragem de contar a ele o que ouvira, não queria ferir seus sentimentos, então achou melhor omitir essa conversa. Seria o plano perfeito se ele conseguisse agir normalmente.

A insistência de Wonshik em visitar sua casa mais vezes não ajudava em seu comportamento, o mais novo falara a semana toda que deveria ter ido com ele em sua última visita e que esperava ser convidado nas próximas.

Ao abrir a porta se deparou com o rosto sorridente do namorado, que logo se jogou sobre ele para um abraço, Taekwoon não pôde deixar de sorrir também ao abraçá-lo de volta.

- Senti saudades, amor - nunca se acostumaria a ser chamado assim, sempre achou esse tipo de tratamento muito brega, mas soava fofo ao ser pronunciado pelo mais novo.

- Nós nos vimos no sábado, Wonshik, há dois dias.

- Não posso sentir saudades assim mesmo? - ele fez um bico como se estivesse magoado, mas Taekwoon já o conhecia o suficiente para saber que ele só queria ser mais mimado, o que não conseguiria naquele dia.

- Pode sim - disse sem esperar uma resposta e foi até o sofá pegar sua bolsa para sair, precisava sair logo.

- Quer uma carona até o trabalho? - Wonshik questionou e Taekwoon balançou a cabeça em afirmação.

Os dois saíram do prédio e foram até a universidade. Wonshik tentou fazer perguntas ou puxar assunto durante todo o trajeto, mas fora respondido apenas com gestos ou monossílabos. Quando chegaram ao destino, Taekwoon começou a se mover para sair do carro até sentir uma mão em seu pulso o parando.

- Mereço ao menos um beijo de despedida? - ele sentiu uma pontada em seu peito ao ver mágoa nos olhos de Wonshik enquanto ele falava. Só queria pedir desculpas por o tratar assim durante toda a semana e dizer que o ama, mas as palavras pareciam desaparecer sempre que tentava. Então apenas se curvou e beijou seus lábios, num selar longo e suave - Você está estranho comigo, hyung, está tudo bem? - queria ser sincero mas não conseguiria agora, então apenas concordou com a cabeça novamente e murmurou um "tchau" que mais se assemelhava a um sussurro antes de sair do carro.

X

 

Em seu apartamento, a noite, Taekwoon apenas queria se deitar e dormir o mais rápido possível, mas não esperava encontrar Wonshik ali aguardando sua chegada.

Era comum para o mais velho encontrá-lo ali as vezes, já que ele tinha a chave, mas ele costumava sempre avisar que iria.

Ficaram sentados, cada um em um sofá da sala, completamente em silêncio. Enquanto Wonshik encarava Taekwoon e este encarava o chão.

- Se for falar algo, fale de uma vez - Taekwoon quebrou o silêncio sem desviar seu olhar.

- Por que você está agindo assim comigo? - Wonshik decidiu falar logo o que vinha o perturbando por um tempo, e que ensaiara milhares de vezes em sua mente.

- Assim como? - era claro que Taekwoon sabia como, mas não é como se planejasse admitir de primeira.

- Você sabe como, hyung, você está me tratando friamente e nós estamos distantes há uns dias, eu não sei o que aconteceu, eu fiz alguma coisa para te magoar? - esperou a resposta por alguns segundos e apenas recebeu um aceno negativo com a cabeça vindo do outro - Então por quê? Me diz, por favor, não consigo lidar com você me tratando assim, eu te amo.

- Você não fez nada, eu só... - não conseguiu continuar e olhou para o mais novo, que o encarava, esperando que continuasse - Me desculpe, eu não queria te tratar assim, mas você sabe como eu sou.

- Sei, e não é assim - Wonshik se levantou para sentar no outro sofá ao lado de seu namorado e segurou sua mão - Eu sei que aconteceu algo, pode me contar, você sabe que não há segredos entre nós.

- Eu não contei porque não queria te magoar - Taekwoon logo percebeu pelo olhar de Wonshik que ele não desistiria de saber, resolveu começar a contar - Se lembra que me pediu para ir até minha casa novamente? - o outro murmurou em afirmação como resposta - Então, não vou poder te levar, meus pais disseram que não vão mais te receber.

- O que? Mas por quê? Eles não gostaram de mim? - ele parecia chocado ao ouvir, tudo foi normal em sua visita, ele não sentira sinais de rejeição.

- Não, até me disseram que deveríamos terminar nosso relacionamento - Wonshik o olhou assustado dessa vez, Taekwoon não pôde deixar de rir um pouco da sua expressão desesperada - Não se preocupe, não estou pensando em acatar a sugestão - o mais novo suspirou aliviado.

- Mas não entendo os motivos deles para isso.

- Bom, eles disseram que é uma vergonha você não ter um emprego decente, que você tem muitas tatuagens e que seu cabelo é estranho, sua maquiagem também - Taekwoon falou aquilo num tom mais leve, dizer em voz alta o fez perceber que ele reagiu de forma exagerada à tudo aquilo. As reclamações de seus pais eram bem superficiais.

- Ei, meu emprego é decente, eu trabalho o dia todo - ele não parecia ofendido pelas outras coisas, ouvia elas constantemente, até de seus próprios pais.

- Tente explicar para eles que ser produtor e compositor é tão decente quanto ser um executivo ou outra coisa parecida.

- Posso tentar um dia se você quiser - disse suavemente se aproximando para colocar um braço por cima dos ombros do mais velho, já se sentindo mais confortável - Eu fiquei assustado, achei que você estava me traindo, ou que tinha se cansado de mim e nunca mais queria olhar na minha cara.

- Como você é exagerado, sabe que eu nunca faria isso - Taekwoon se aproximou o suficiente para colocar a mão no rosto de Wonshik, que o olhava fixamente nos olhos. Aqueles olhos brilhantes pelos quais se apaixonou, um olhar que só transmitia amor e carinho. Sorrindo, se aproximou um pouco mais e capturou seus lábios num beijo doce e repleto de sentimentos da parte de ambos - Eu te amo.

- Também te amo, hyung - Wonshik disse sorrindo - E prometo que vou tentar conquistar seus pais, não quero que brigue com eles por minha causa.

- Tenho certeza que se eles ignorarem seu cabelo estranho e te conhecerem de verdade vão te amar, assim como eu - o mais novo o olhava com curiosidade agora - O que foi?

- Você também não acha meu cabelo estranho, né? - Taekwoon riu com a pergunta do outro, e demorou a se acalmar para respondê-lo.

- Seu cabelo é lindo, você e o descolorante são almas gêmeas, tenho até ciúmes.

- Que bom, porque eu acho cada parte de você perfeita, amor - Taekwoon sentiu suas bochechas queimarem com aquelas palavras repentinas.

- Não precisa ser tão meloso, Wonshik.

- Eu sei que no fundo você adora - o mais novo riu e Taekwoon apenas continuou o olhando,tentando esconder que sim, adorava quando ele era meloso.

Queria ser capaz de dizer palavras como aquelas também, mas nunca foi bom com as palavras, ainda menos com as que expressam sentimentos, então preferia mostrar o que sentia com ações. Como beijos e abraços, todo tipo de carícia, assim como as que dividiram pelo resto daquela noite. E esperavam continuar dividindo por muito tempo.

Apesar dos problemas que poderiam ter no futuro, o amor deles era intenso, e mais importante que todos os obstáculos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...