História Better think about it TWICE - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags Love, Treta, Twice
Exibições 168
Palavras 2.418
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Luta, Orange, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Yoooo!!

Terminem de ler primeiro para atacarem as pedras Ç.Ç.

Desculpem pela demora seus lindos, mas eu fui inventar de ter três fics de uma vez e olha no que deu...

Pode demorar, mas eu vou terminar de postar \0/

Gente dia 24 é comeback!!

Já estou tremendo aqui.

E aquele TT que elas ficam fazendo?!

BoA leitura!

Eu que fiz a capa =^-^=, tá linda!

Sou habilidosa com o paint kkkkk

Capítulo 5 - Saindo de Nárnia


Fanfic / Fanfiction Better think about it TWICE - Capítulo 5 - Saindo de Nárnia

- Qual o seu problema Jeong? Primeiro chega com esse cabelinho de índio, depois manda áudio ontem no zap zap toda desesperada e enrolada falando de ETs e agora fica com essa cara de louca para a garota nova. – JiHyo perguntou "super discreta" estranhando a reação de sua amiga.

- Ow falando em problema, hoje a Tzuyu tava andando com o mão na bochecha e com um sorriso medonho no rosto. – DaHyun falou completamente aleatória depois de ter despertado do transe.

- Tá. – JiHyo balançou a cabeça. – Essas são NaYeon e Mina. – Apontou para as respectivas meninas.

- Oi, essas são minhas amigas, Momo e Sana. – Mina disse apontando para as garotas que estavam ao seu lado.

- Oiiie. – Sana disse dando um sorriso lindo.

~ Parece uma pornô... Q-q-quero dizer parece um anime, que linda! 

TzuYu sacudiu a cabeça espantando tais pensamentos.

- E aí! – Momo disse levantando o polegar.

DaHyun tossiu engasgada com o lanche, Chae deu tapinhas nas costas da amiga. DaHyun fez força para o lanche subir na boca, virou de costas e discretamente tirou a bola de comida, que a alguns minutos atrás ainda era um lanche suculento, da boca e jogou longe. Virou para as garotas como se fosse a coisa mais normal do mundo regurgitar a comida e jogar longe.

- Mina? Espera, por um acaso você joga..

- Sim, sou eu mesma. – Mina respondeu antes que Jeong pudesse completar a frase.

- Caraca, você veio mesmo!!! – Jeong olhou toda feliz para a Mina.

Chae estava olhando a cena com os olhos cerrados.

- Legal, já se conhecem, sentem-se aí e conversem. NÃO! ESPERA! Yah Yoo JeongYeon, não mude o rumo da conversa! Me acompanhe por favor. – JiHyo mais mandou que pediu.

- Eu? – Ela apontou para si mesma, JiHyo bateu a mão na testa.

- Não, o Abreu. Tem mais alguma JeongYeon por aqui? – Jeong balançou a cabeça negativamente. – Vem A-GO-RA!

JeongYeon foi seguindo JiHyo já pensando em uma desculpa esfarrapada, afinal, não iria dizer que a NaYeon era um alienígena que está seguindo ela só porque ela descobriu isso e agora NaYeon irá engravidá-la para nascer um bebê híbrido de sua barriga e dominar o mundo.

Sem nem perceber Jeong estava com os olhos arregalados só de imaginar tudo isso.

- Yah o que foi agora? – JyHyo perguntou olhando preocupada para sua amiga.

- Nada. – Jeong deu um sorriso amarelo.

- Nada? – JiHyo riu irônica, mexeu nos bolsos e pegou celular. – E aquele áudio ontem o que foi? – perguntou sem tirar os olhos da tela do celular.

Jeong olhou para os lados pensando em algo.

Mas nada, sua mente estava em branco, sem desculpas esfarrapadas.

- Que áudio? Não enviei nada ontem. – Na maior cara de pau Jeong olhou para JiHyo com uma cara de “Meresso”.

- MASOQ? – Jihyo com sua voz “super baixa” gritou.

- É. – jeong estava disposta a dar uma de morta mesmo.

Logo Jihyo começou a mexer em seu celular com violência, olhou para a Jeong e deu um sorriso diabólico.

- Então explica isso parça. – Apertou a tela e logo um áudio foi ouvido pelas duas.

" Meu DEUZO GENTE, eu acabei de trombar com um E.T. aqui perto de casa... Tipo eu estava no skate e pulei em cima dela por causa do carro em alta velocidade, ela é muito branca!!!

Enfim, eu caí pensei que tinha quebrado o osso do cuú por causa do nitro do carro, tenho certeza que tava tunado, aí ela paralisou e eu também. Ela QUASE ENFIOU O DEDO NA MINHA BOCA!!

EU acho que ela sabe que eu sei que ela é um E.T. e caramba nem eu entendi o que acabei de falar.

Vou comprar pão antes que a padaria feche " ~

O áudio alternava entre gritos e sussurros por parte da JungYeon, sem contar as frases desconexas e respiração acelerada.

JiHyo levantou uma sobrancelha na direção a sua amiga que estava parada com cara de boxta.

- Eu estava sob o efeito de drogas. – Jung disse e logo fechou os olhos pensando na besteira que havia saído de sua boca. JiHyo a olhou boquiaberta. – Quero dizer, não exatamente droga, mas um chá de cogumelo tá ligada? – JiHyo abriu ainda mais a boca assustada.

- É.. Qu-qu-quer dizer....

Pensou um pouco, sorriu com a brilhante ideia.

- Fui hackeada, isso aí não é meu não. – Jung cruzou o braço, levantou a sobrancelha direita imitando a expressão anterior da ruiva a sua frente, antes de passar para boquiaberta.

- YOO JUNGYEON! – Deu um tapa na cabeça da menina com penteado de índio, mas não foi um tapinha, foi um TAPA tão forte que a coitada envergou 90 graus com a força do impacto.

O que JungYeon iria dizer?

A amiga iria achá-la doida com certeza, além do mais, talvez a menina E.T. tenha audição aguçada e ela jamais poderia saber que a Jung sabe que ela é um E.T.

Enquanto estava curvada com as mãos na cabeça JungYeon pensava em algo para tirar a atenção de sua amiga nesse assunto.

Viu a ruiva levantar a mão pronta para atacar de novo um tapa, se desesperou e ficou ereta.

- SOU LÉSBICA! – Jung gritou fechando os olhos se encolhendo enquanto esperava o tapa... Que não veio.

Abriu só um olho, JiHyo estava com a mão no ar petrificada, a expressão de raiva em seu rosto foi sumindo conforme seu braço foi abaixando.

JiHyo estava imóvel e sem expressão.

Jung se recompôs e olhou para os lados, JiHyo estava parada naquela mesma posição já fazia alguns minutos.

~ Será que ela morreu?

E com esse pensamento, Jung se aproximou da amiga e cutucou sua testa.

Nada.

Deu uns crocs como se batesse em uma porta na testa da amiga ruiva, mas nenhuma resposta.

Iria usar o “último caso”, estalou as mãos e deu um peteleco na testa da JiHyo.

- AIII! – JiHyo gritou enquanto esfregava a testa, Jung sorriu nervosamente.

- EU SABIA!! – JiHyo gritou assustando sua amiga.

- Qu-quê?

- SEMPRE SOUBE QUE ERA SAPATA!!!

- Asih não grita. – Jung olhou ao redor para garantir que não tinha nenhum estudante por perto.

- Esse seu jeitinho de machinho não passa despercebido, tô ligada que tu gosta de ser chamada de Jungão né safada? Tá de olho na Chae que eu sei!!

Jung abria a boca e fechava assustada e levemente ofendida.

~ Jeitinho de machinho? Que féla da mãe! Nem sapata eu sou!

Pensou querendo partir para a treta.

- Yah eu não quero nada com aquela anã vesga! Ela é minha brother! Sua pervertida! – Falou brava, mas logo percebeu que seu plano tinha dado certo, JiHyo tinha esquecido o assunto do áudio.

Jogou o cabelo curto, deu as costas para JiHyo e saiu rebolando para completar o teatro.

- Aigoo, calma Jung-ah era brincadeira, desculpa. – JiHyo acelrava o passo para ir atrás de sua amiga índia.

 

 ¯\_(ツ)_/¯  ¯\_(ツ)_/¯  ¯\_(ツ)_/¯  ¯\_(ツ)_/¯  ¯\_(ツ)_/¯  ¯\_(ツ)_/¯

 

Na mesa, as três garotas novas eram as únicas que falavam, as vezes NaYeon falava algo a respeito e entrava na conversa.

DaHyun tirava e colocava o boné enquanto olhava para o nada, provavelmente estava pensando em comida.

Tzuyu comia seu lanche vagarosamente e ChaeYoung ensaiava frases em sua cabeça para se socializar com as meninas, mas todas as frases pareciam bobas demais e ela estava querendo muito saber da onde Mina e Jungyeon se conheciam e da onde que a Mina veio, afinal a Jung falou “Caraca, você veio mesmo”.

Tzuyu sentiu seu celular vibrar no bolso, era uma mensagem nova, abriu a mensagem.

“ Pergunta da onde que a menina ruiva conhece a JungYeon. “

Era da Chae.

Tzuyu olhou para a amiga com uma cara de “ WTF? ”, ela estava do seu lado, por que enviar mensagens?

Chae continuava olhando para o seu celular fingindo não sentir o olhar de sua amiga, viu pela visão periférica Tzuyu começar a digitar.

“ Ué, pergunta você. Tu não tens boca? “

Chae fez cara de cuú.

“ Por favorzinho ;3 “

“ Aish Chae, é só perguntar, ela não vai te morder...”

“ Eu não! Você tá com medo é isso? “

“ O quê? Claro que não!! ”

“ Então pergunta, por favor Chewie Ç.Ç “

Tzuyu bufou.

“ Ok...”

Olhou para as três meninas que conversavam alegremente, abriu a boca e fechou.

Chae olhava em expectativa.

Tzuyu se ajeitou na cadeira estufando o peito, abriu a boca e levantou o dedo, ficou nessa posição congelada.

- Tudo bem? – NaYeon perguntou estranhando a atitude da garota alta.

Logo as três garotas voltaram suas atenções para Tzuyu, que ficou branca igual um papel, demorou alguns segundos para ela se mexer.

- Estou sim, apenas vendo em que direção que o vento está. – Chewie respondeu colocando o dedo indicador na boca para molhá-lo com saliva e depois deixando-o ereto para sentir a direção do tal “vento”.

Chae cobriu o rosto com a mão, fingindo não conhecer a amiga.

- Então estão falando do quê? – Jung chegou apoiando as mãos na mesa assustando as meninas.

- Sei lá! – Momo falou sorrindo.

~ Essa daí não deve nem saber em que ano estamos. – Jung sacudiu a cabeça espantando tais pensamentos.

- Yoo JeongYeon! – Mina afirmou atraindo a atenção de todas.

- Como você sabe o nome dela? – JiHyo chegou respirando pesadamente, não fora fácil acompanhar os passos de sua amiga.

~ Aish por que tem que ter pernas compridas? – jiHyo olhou com inveja para sua mais nova amiga sapata.

- NoJamOppa? – Mina perguntou ignorando a pergunta da JiHyo.

- BlackSwan97? – Jung perguntou olhando com expectativa.

- Myoui Mina. – Ela falou mostrando o sorriso gummy.

Chaeng que estava com a cabeça apoiada na mão, ficou com um brilho nos olhos, hipnotizada. DaHyun olhando a cena, não pode evitar um impulso maldoso se apossando de seu ser.

Empurrou o braço que segurava a cabeça da Chae, fazendo com que a pequena socasse a cabeça na mesa com força.

O sorriso de DaHyun sumiu na hora, ela não esperava que fosse com tanta força.

- Meu Deus Chaeng tudo bem? – Tzuyu perguntou erguendo a cabeça da amiga.

- Nossa. – jiHyo falou com a mão cobrindo a boca.

Chaeyoung levantou com os olhos molhados.

- Não foi nada. – Falou com uma voz chorosa.

- Você bateu a cabeça com força, acho melhor te levarmos para a enfermaria. – Mina disse se levantando preocupada.

- Não precisa, sério. – Chaeyoung falou se levantando rapidamente. – Nem doeu! – Deu um sorriso amarelo limpando discretamente as lágrimas que estavam presas.

~ Não posso bancar o bebê chorão na frente dela, mas tá doendo que é o capeta!

Pensou olhando mortalmente para DaHyun que engoliu à seco e desviou o olhar.

- Myoui Mina? – Jung falou baixo chamando a atenção de todas para si. – BlackSwan97 nem acredito! – Disse arregalando os olhos e abrindo um sorriso enorme.

Mina acenou repetidamente com a cabeça.

Jeong empolgada deu um abraço apertado em Mina, que a princípio se assustou com o contato repentino, mas correspondeu.

ChaeYoung parou de sorrir na hora e voltou a se sentar, cerrou os olhos para as duas.

- Alguém me explica que tô mais perdida que a Glória Pires no Oscar. – Momo disse coçando a cabeça.

- Eu também estou boiando. – Sana disse imitando o gesto da amiga.

- Não sou capaz de opinar. – DaHyun disse rindo imitando o comentário da Glória Pires no Oscar, óbvio que apenas ela e a Momo riram.

~ Jesus, parece uma hiena. – Tzuyu pensou enquanto ouvia a risada estridente da Momo.

- Nós jogamos juntas. – Jeong disse se soltando do abraço.

- Ah, aquela menina que é destruidora lá no jogo de tiro? – jiHyo perguntou se lembrando vagamente de uma conversa que teve com a Jung.

- Eu mesma. – Mina disse orgulhosa, dando uma piscadela para ChaeYoung.

Essa fuzilava Jung com os olhos, nem viu a piscadela para si.

Mina não entendeu a reação da pequena, mas resolveu não falar nada.

- Pois é, ela falou que iria vir para a Coréia, mas não imaginei que fosse tão rápido! – jung dizia tudo rapidamente. – Caramba tô felizaça! – Disse mostrando um sorriso lindo.

NaYeon suspirou ajuntando as mãos e colocando-as do lado da cabeça em uma pose sonhadora.

- Então você a famosa menina que passava as madrugadas jogando com nossa No Jam!? – Logo uma ideia surgiu na cabeça de JiHyo e um sorriso malicioso foi dado.

- Culpada! – Mina falou levantando a mão. – Lembra das meninas que jogávamos as vezes, minhas amigas?

- Lembro. – jung disse interessada.

- MoguriDeDeus é a Momo e SanaMoon é a Sana. – Mina disse apontando para as meninas. – Elas vieram me acompanhar também.

~SanaMoon? - TzuYu olhou curiosa para a garota, daria um jeito de descobrir o porquê desse nome.

~Mogu o quê de Deus? Vish, tá amarrada. -  DaHyun pensou analisando a  menina loira.

- Wow que legal! – Jung abriu mais ainda o sorriso.

Logo as garotas iniciaram uma conversa, quase todas interagiam, TzuYu e Nayeon eram as que menos falavam e ChaeYoung não falava nada ficou de braços cruzados e olhos cerrados o intervalo todo e o resto das aulas.

~JungYeon toda cheia de intimidade com a menina ruiva...

ChaeYoung estava tão irritada que assim que bateu o sinal, arrumou os materiais rapidamente e saiu igual a um furacão, não esperou ninguém, só queria se jogar na cama.

Tzuyu e DaHyun estranharam o comportamento da amiga, tudo bem que ela era temperamental, mas sair sem nem esperar as garotas era estranho. Elas esperaram tantos anos para poderem voltar juntas para casa, todas as garotas juntas e logo no primeiro dia que isso ia acontecer, ela simplesmente vaza.

As garotas se encontraram na porta de entrada, estranharam a Chae não estar junto, mas Tzuyu deu a desculpa de que a amiga estava com dor de cabeça, ninguém estranhou, afinal a coitada no intervalo bateu a cabeça com força na mesa.

Por incrível que pareça, todas elas moravam na mesma rua, menos NaYeon que morava na rua detrás, a mesma da JungYeon.

JungYeon obviamente ficou com um cagaço enorme depois de descobrir isso.

Tzuyu chegou em casa e viu que Chae se encontrava dormindo em seu quarto, depois conversaria com ela, deixaria que ela descansasse.

Tzuyu foi para o seu quarto, tomou um banho e comeu um miojo. Assistiu tv e depois foi dar uma lida nas apostilas que recebera na escola, cansada de esperar Chae acordar foi dormir.

 

( ͡° ͜ʖ ͡°)          ( ͡° ͜ʖ ͡°)            ( ͡° ͜ʖ ͡°)             ( ͡° ͜ʖ ͡°) 


Notas Finais


E aí??

Tô sentindo que essa desculpa que a índia Jung deu ainda vai trazer treta....
Chaeng me representa nessa fic kkkk

DaHyun super amorosa com as amiguinhas <3

Não sou capaz de opinar... HUE.

Saindo de Nárnia é uma gíria para quem ainda não saiu do armário, se assumiu, tem o mesmo sentido que " Bota a cara no sol mona! ".

See ya ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...