História Between Brothers - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Darcy Lewis, Fandral, Frigga, Heimdall, Howard Stark, Jane Foster, Lady Sif, Loki, Maria Stark, Nick Fury, Odin, Personagens Originais, Phillip Coulson, Steve Rogers, Thor
Tags Incesto, Loki, Stony Stucky, Thor, Thorki, Universo Alternativo, Yaoi
Exibições 101
Palavras 1.567
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Slash, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu sei que não postei HC essa semana. Me desculpem. É q n deu mesmo. Mas pelo menos BB estou conseguindo postar.
Não tenho muito a dizer, então vamos lá.

Capítulo 7 - Quem é você?


Fanfic / Fanfiction Between Brothers - Capítulo 7 - Quem é você?


LOKI

 

Eu sou idiota ou o quê? Como pude sair daquele jeito, e dizer aquilo?

 Bom, eu sou idiota, mas é por ter deixado aquilo acontecer. Por ter me deixado nutrir algo a mais por Thor. Onde eu estava com a cabeça? Isso é crime, é pecado, é totalmente e absolutamente errado. É o pior erro das nossas vidas, e eu já tenho uma vida errada demais pra querer fuder com o resto. 

Que merda eu tô fazendo? 

—AI.— Grito quando sinto minha bochecha arder com o tapa que levo. 

— Você tá bem?—Sif pergunta, parada na minha frente. 

— Me bateu?— Pergunto, esfregando o rosto.

— Você parecia que tava no meio de uma daquelas suas crises estranhas, então te chamei e você não respondeu. O que você tem? Quer que eu chame o Thor?

— NÃO. Não Sif, obrigado, mas eu estou bem. Só estava pensando nessa coisa do Thor com a polícia e... Bom, você sabe como eu sou.

— Relaxa Loki. É o Thor. Ele vai sair dessa.— Ela diz e sorri para mim. 

Eu gosto de Sif, assim como também gosto de Hogun, Volstagg e Fandral. 

Sei que o verdadeiro amigo deles é meu irmão, mas ainda assim eu gosto deles. Não como meus melhores amigos, mas sim como simples amigos, o que não tenho muito. 

— Eu preciso terminar meu trabalho de química.— Digo, pegando um elástico e prendendo meu cabelo em um rabo de cavalo. 

— Quer fazer junto?— Sif pergunta.  

— Não, estou bem. Vou pegar as coisas na biblioteca e vou para o meu quarto.— Digo, já caminhando. 

Sif é a que mais gosto dos quatro, pois diferente dos garotos ela não se empenha sobre saber detalhes da minha vida como Volstagg, ou fica me criticando como Hogun, e muito menos fica colocada no meu pé com galanteios como Fandral. 

Sif é uma mulher forte, e gosta de lutar e mostrar seu valor. Ela se preocupa mais em conseguir seus objetivos do que com paqueras ou fofocas. Contudo, ainda assim, ela é uma excelente amiga. Sei que Sif está disponível em qualquer momento que eu precisar. 

Vou até a biblioteca onde deixei minhas coisas e pego tudo, conferindo se não deixei ou perdi nada. 

Vamos falar do meu colégio. Asgard, um dos maiores colégios internos alemães. Por que um colégio alemão tem um nome relacionado com a mitologia nórdica? Também não faço a mínima ideia. 

O colégio é dividido em quatro blocos. Bloco 1: Administração e dormitório dos professores. Bloco 2: Salas de aula, laboratórios, biblioteca e refeitório. Bloco 3: dormitórios dos alunos sendo este dividido em dois lados, direita feminino, esquerda masculino. Bloco 4: quadras de esporte.

O bloco quatro é o único que não é um enorme prédio branco com janelas douradas, e sim várias quadras de diversos esportes.

Os blocos formam um quadrado, com um belo campo gramado e cheio de árvores no meio para os alunos "relaxarem". 

 

Vou até bloco dos dormitórios e subo as escadas até chegar no terceiro andar, onde fica meu quarto. 

Eu poderia pegar o elevador, mas a ideia de ter de ficar em um compartimento fechado com algum calouro idiota querendo puxar amizade, ou com algum idiota que não sabe calar a boca me causa náuseas. 

Sinto meu celular vibrar e então o pego no bolso, vendo que não tem só uma mensagem de Fandral, mas sim oito. 

Começo a ler enquanto destraco a porta do quarto. 

 

"Ele quer me matar?"

 

"Loki, ainda está falando com Thor?"
 

"Thor acabou de entrar na quadra, cadê vc? Vc sempre vem junto pra assistir."
 

"Ele tá me olhando de forma ameaçadora."
 

"Ele fez alguma coisa com você?"
 

"Falei o treino. Se precisar de mim, me avise."

 

Entro, sem desviar o olhar do celular, e reviro os olhos. Que desespero. Se Thor fosse quebrar ele na porrada, já o teria feito no espaço de cinco minutos entre a penúltima mensagem e a última.

 

"Loki, tô começando a ficar preocupado."

 

"ME RESPONDE, LOKI"

 

— Oi.

—PUTA QUE ME PARIU.— Grito, dando um pulo de susto quando vejo um cara na porra do MEU QUARTO. 

— Eu não queria te assustar.— Ele diz, parecendo segurar o riso.

— Mas assustou. Quem é você? Tá fazendo o que aqui? Esse é o meu quarto, não pode ficar aqui. Sho. Sho. Sai.

— Olha, eu sei que sou bem bonito, mas não sou um gato. E de acordo com a minha papelada esse também é meu quarto.— Ele diz, tranquilamente. 

— Não, não é.— Pego o braço forte dele e começo a puxa-lo para a porta.— Meu padrasto pagou bem caro para que eu tivesse um quarto só meu. 

Não que eu me importe com o dinheiro que aquele desgraçado gaste, e também não gosto de lembrar do motivo pelo qual ele fez isso. Mas a questão é que gosto do quarto só meu, assim fica mais fácil ter paz, e também fugir para o quarto de Thor, que fica de frente ao meu, no meio da noite quando preciso, ou Thor para o meu, o que é mais comum. 

— Espera.— Ele diz, empacando no meio do quarto.— Olha, eu não quero confusão okay? O diretor me avisou que você poderia ter essa reação, e eu quero falar que não sou do tipo de colega de quarto que dá trabalho. 

— Não me interessa. Fora.

— Não posso. 

— Fora. 

— Esse é o único quarto disponível. 

— FORA.

— Você parece uma criança de cinco anos. Por isso tem uma babá eletrônica na sua mesinha de cabeceira?— Ele diz apontando para a mesinha ao lado da cama na parede adjacente à janela.

— Não te interessa.— Digo ficando um pouco vermelho e correndo até lá e enfiando a babá eletrônica dentro da primeira gaveta. 

Esse foi o jeito que Thor arrumou de saber que eu não estava bem no meio da noite sem ter que esperar eu vencer meu orgulho para ir atrás dele. Assim sempre que eu tinha um pesadelo ele vinha pra cá. 

— Olha coisinha estressada, não foi fácil conseguir uma bolsa aqui. Eu estudei muito pra isso, e fui pra uma lista de espera, e agora eu tô aqui e só o que te peço é que não me crie problemas por causa de uma cama que você não usa. Por favor.— Ele pede. 

Droga, eu e meu coração mole. 

— Se pisar na bola uma única vez, vai ter que se virar e achar outro quarto. — Digo e então vou até o armário que pertence à ele, mas que eu uso e tiro minhas coisas, e saio do quarto, indo até o quarto de frente a o meu e socando a porta.

— JÁ VAI. CALMA AÍ.— Escuto a conhecida voz grave gritar e então a porta se abre, revelando um Fandral usando somente uma cueca box.— Loki, o que...?

— Sai da frente.— Digo, ignorando sua cara de espanto e o empurrando para o lado com o ombro e entrando no quarto.

Não é surpresa alguma quando vejo uma garota loira do primeiro ano nua na sua cama. 

— Eu posso explicar.— Ele diz.

— Não estou interessado.— Digo com desdém indo até o armário de Thor e dando um passo atrás quando o abro, já sabemos que grande parte das roupas iria cair para fora. 

— Quando ele chegar diz que peguei a parte dos cabides à qual ele nunca usa e a gaveta de baixo. SE EU ACHAR ALGUMA CALCINHA OU SUTIÃ NAS MINHAS COISA, O QUARTO DE VOCÊS FICAR COM UM FEDOR INSUPORTÁVEL DE POR UMA SEMANA. NÃO DUVIDE DAS MINHAS HABILIDADES COM QUÍMICA.

Coloco minhas coisas sobre a cama de Thor e começo a organizar o espaço que vou usar, socando as coisas de Thor que estavam na gaveta nas outras duas. 

— Por quê? Você tem dois armários.— Fandral diz enquanto a garota se veste. 

— Não tenho mais. Me arrumaram um colega de quarto.

—O QUÊ? Não aceito.— Ele diz, cruzando os braços. 

Vou até o armário e começo a arrumar minhas coisas. 

— Problema seu.— Pego as roupas de Thor no chão e soco no armário de novo e o fecho. 

— Você nunca quis colega de quarto. Por que tá aceitando tão fácil?

— Fandral, me faz um favor? — pergunto, me aproximando dele como se fosse contar um segredo.

— Qual?

— DESGRUDA DO MEU PÉ.

Saio do quarto dele, batendo a porta e entro de novo no meu.

— Nossa. Para onde levou aquelas coisas?—O cara com quem vou dividir o quarto pergunta, arrumando as coisas deles no meu antigo segundo armário

Eu poderia responder que não interessava, mas esse cara vai dormir comigo, vai descobrir coisas sobre mim, então é melhor não fazer ele me odiar. Não quero a escola inteira sabendo dos meus problemas. 

— Levei para o armário do meu irmão. Ele vem muito aqui.— Digo e então paro para me lembrar do que aconteceu a pouco entre mim e Thor. 

Será que ele ainda virá? Será que será como antes? Thor ainda vai cuidar de mim quando eu estiver vulnerável?

— Tá tudo bem?

—O quê?— Pergunto, voltando a mim. 

— Você ficou estranho do nada. A propósito, não disse seu nome.

— Loki. Loki Odinson.— Digo, estendendo a mão. 

 Maldito sobrenome. Mas entre Odinson e Laufeyson, ainda prefiro Odinson.

Ele pega na minha mão e então sorri.

— Nossa, você é filho daquele empresário famoso. Que grande sorte a minha cair no quarto do filhinho de papai.— Ele diz, mas em um tom de brincadeira.— James, James Barnes, mas todos me chamam de Bucky.
 


Notas Finais


BUCKY APARECENDO. FESTA PRA COMEMORAR?
Espero que tenham gostado. N deixem de comentar.

P.S. Um amigo meu está escrevendo uma fic original. Se alguém quiser dar uma olhadinha, aqui o link:
https://spiritfanfics.com/historia/relatos-de-um-assassinato-6703945


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...