História Between dance and the court - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Dança, Depressão, Drama, Romance, Superação
Exibições 11
Palavras 1.487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oooolha eeu aquuui~
Desculpa geral mas eu tava sem tempo :c além desse cap tem oto :3
apreciem com moderação e leiam as notinhas finais♥

Capítulo 21 - Father I have sinned


Fanfic / Fanfiction Between dance and the court - Capítulo 21 - Father I have sinned

Pecados...

Alguns nos fazem enlouquecer

Outros

São frutos de nossos maiores desejos

Carnais talvez

 

 

Escuro, sons aleatórios faziam sua cabeça girar, logo depois uma luz forte invadiu seu campo de visão, ali estava ele, um pequeno garoto de menos de 10 anos, havia até se esquecido quantas cirurgias já havia feito, só queria fazer aquela maldita dor parar, mas ele já convivia com ela desde que se conhecia por gente então muitas das vezes somente se encolhia em um canto com o travesseiro entre os dentes, depois de algumas horas de sono ela sumia.

Ele olha para todos os lados possíveis da sala, antes de seus olhos se fecharem pela anestesia que agora invadia suas narinas, em sua pequena cabeça ele não entendia o sentido daquilo, seu maior desejo era correr e pular com os amigos, mas aquele tumor miserável sugava sua infância pouco a pouco, depois de algumas respiradas adormeceu, acordando em uma praia de frente para o mar, mas algo parecia ser estar errado, voltou os olhos para baixo de seu tronco, sentindo a falta de algo,  deu um grito horrorizado, ele tinha uma das pernas amputadas, e estava sob uma cadeira de rodas, lagrimas escorriam de seus olhos, era o que ele menos queria, uma dor invadia seu peito, fechou os olhos soltando um grito abafado e então acordou.

Sentiu que alguém estava ao lado de sua cama, era Mi-Hi, ela se aproximou deitando na cama e o fazendo deitar novamente ao lado dela, possivelmente os gritos de Joshua a acordara já que seus quartos eram próximos e o pequeno retorno no pé da parede que podia se ouvir qualquer som nitidamente, quanto mais gritos, perguntou as horas passando a mão sobre a testa suada tentando não manter contanto visual por estar muito constrangido, 1:30, vendo que o garoto estava tenso Mi-Hi soltou uma risada baixa e anasalada, sem se importar se o garoto coraria ou não o puxou para perto de si, agora ele parecia uma criança indefesa que precisava ser cuidada.

O mais velho acordou assustado, tateou a cama em busca da garota, mas ela não estava mais ali, se perguntou quanto tempo ela teria dormido com ele, se lembrou de passar seus braços sobre cintura dela e se encolher, ele estava com medo de tudo, mas tentava se manter firme para não desabar, lembrou de sentir o cheiro de canela que exalava dela, era algo que ele poderia sentir para sempre, ele estava louco? Apaixonado era a palavra certa, mas admitir era algo que ele nunca faria.

 Olhou para o visor do celular, na tela de bloqueio havia uma foto que o fez rir e também fez seu estomago revirar, ele deitado na cama sem camisa com Rose dormindo tranquilamente, com certeza ela não teria visto a foto, por que se visse surtaria, era um amor unilateral, ele se entregou de cabeça mas ela o tratava sempre mal, e não se dava o devido respeito, mas quando queria “algo a mais” ela o tentava fazer ceder mas pelos votos de castidade que cumpria ele era tão firme quanto uma rocha, e isso a deixava louca, ele pensou tantas vezes em terminar mas ela o atraia como um imã, mas depois de encontrar Mi-Hi era como se aquele feitiço por Rose se acabasse, e ele estava feliz por isso, se concentrou em olhar as horas, dez em ponto, era domingo então ele não sairia da cama tão cedo.

- Quem é você e o que você esta fazendo comigo Park Mi-Hi?

Ele disse soprado, mas nem percebeu que a mais nova saia de seu banheiro enrolada em um roupão com os cabelos encharcados que a deixavam extremamente sexy, deu risada do que acabara de pensar enquanto ela o olhava com cara de confusa.

- Você dormiu feito pedra oppa, não se assuste, levantei tem uns 10 minutos e como estava com preguiça demais tomei banho aqui mesmo, seus pais saíram então teremos que fazer algo para comer, espero que você esteja melhor, vou me trocar então tome um banho e desça pra me ajudar.

Levantou-se cambaleando até o banheiro, percebeu que só estava de cueca, se xingou mentalmente por estar acostumado a dormir assim mas pela crise da noite passada deixou que Mi-Hi o visse naquele estado, aquilo realmente passava dos limites, deixou que a água escorresse fazendo seus músculos se contraírem, saindo secou os cabelos e colocou uma calça moletom descendo sem camisa, poderia estar frio fora mas sua casa possuía aquecedor e ele agradecia ao céus por aquilo.

O mais velho corou automaticamente ao entrar na cozinha e ver que a garota mantinha o olhar para seu peitoral, ela se aproximou tocando o crucifixo em seu pescoço.

-Eu vi esse símbolo algumas vezes, é como um amuleto não é?

Ela desviou o olhar colocando a massa dos Waffes na chapa produzindo um chiado e um cheiro bom.

- Bom, não exatamente, é uma lembrança, isso não me deixa esquecer que tem alguém lá em cima que realmente me protege, mas pelo que vejo você tem um amuleto.

 Joshua se aproximou da mais nova ao terminar o ultimo gole do suco de laranja e colocar os pratos na lava-louças, ele não sabia o que planejava fazer, mas só queria Mi-Hi para ele não importava como, ela o fazia se sentir bem, como nenhuma garota fazia, ela o entendia, e o fazia se sentir confortável, além disso, a mais baixa era a garota mais bonita que ele havia conhecido em toda a Seul e pelos lugares que viajara, ela era única e especial.

Olhando para o colo da garota observou o colar que Chung-Ho havia lhe dado, sem pensar em nada a puxou para perto de si colando seus labios, ela pareceu se assustar mas acentiu ao beijo, ele aprofundava cada vez mais alternando entre a boca e o pescoço dela, era uma mistura de paixão com desejo, luxuria, pecado, lascivia, ele não sabia, seu corpo tremia aos miseros toques da garota, mas ele queria mais, a colocou em cima do balcão e estava quase para desabotoar toda a blusa dela mas sentiu as mãos da mais nova o empurrarem para longe dela.

- Oppa, isso foi longe demais, eu ainda tenho alguém em meu coração, e tenho certeza que você ama Rose, não podemos nos usar desse jeito, me perdoe, mas vou voltar para o apartamento agora.

Ele ficou estatico, não esperava essa resposta, ela estava certa e ele havia caido em si do que tinha acabado de fazer, viu a garota sair e fechar a porta então se escorou na parede e suspirou fundo, se arrumou e pegou o carro para encontrar Rose, se era preciso cerder para ter um pouco mais de carinho da namorada, ele faria isso.

 

Chegou no apartamento dela e por saber a senha entrou, subiu até seu quarto a encontrando dormindo ainda, se deitou em cima dela distribuindo beijos por seu corpo a fazendo acordar assustada, antes que pudesse dizer alguma coisa ele a beijou ferozmente, retirando a blusa e a jogando em algum lugar do quarto, depois de alguns beijos ambos já estavam nus e ofegantes, a loira tinha um sorriso de vitoria nos labios, que logo desapareceu com um gemido de Joshua – P-park Mi-Hi, por que você me deixa tão louco?

Ela empurrou o  namorado pra longe e se levantou, era possivel ver odio em seus olhos.

- Que diabos você está fazendo Joshua? Você realmente transa comigo pela primeira vez e pensa naquela vadiazianha asiatica? Será que não notou que eu sou melhor que ela? Olhe para mim, meus peitos, bumbum grandes, meu rosto sem nenhuma ruga ou mancha, o que ela tem que eu não tenho?

 

O rapaz se levantou jogando o lençol para que ela se cobrisse enquanto ele colocava a roupa novamente e olhou para ela passando a língua nos labios.

 

-Já que quer mesmo saber, seus peitos e bumbum perfeitos são falsos já que você usa silicone, ou você não se lembra de ter menos corpo que Mi-Hi a dois anos? E seu rosto tem tanto botox que te faz parecer uma boneca de cera, Park Mi-Hi tem um coração puro, uma alma limpa e é linda naturalmente, e ainda é virgem, não tente me enganar dizendo que você era por que te conheço como a palma da minha mão Rosaline.

 

- Nunca mais me chame pelo meu verdadeiro nome, já que ela é melhor que eu, vai lá, tente conquista-la, quando falhar não venha me procurar, talvez venha, rastejando, depois que descobrir que ela não é tão perfeita como imagina.

Ele deu um sorriso sarcastico piscando para a loira que bufava de raiva, saiu do apartamento e em sua mente só havia uma coisa.

- Malditos sejam esses sentimentos, mas eu conquistarei Park Mi-Hi, mas dessa vez eu farei corretamente.

Segurou o crucifixo recitando um verso aleatorio das escrituras sagradas, se confessar não seria uma má ideia.


Notas Finais


Aeeeee, eu voooltei, com esse hot estilo filme americano haha, gente a fic vai ter 25 cap e um prologo, podem pegar seus lencinhos pq vai ter muita bad nisso aqui até o final fofo e cliché.
Aproveitem e beijos de caramelo♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...