História Between love and hate - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kidoh, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Namjin, Vhope
Visualizações 33
Palavras 3.986
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Lemon, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláaaa
Confesso que estou um pouco triste com a repercussão dessa fanfic... As minhas jikooks sempre fazem sucesso...
Vamos dar amor a NamJin tbm meu povo rsrs.

Ps: Desculpem o atraso... Eu estava meio bad e não entrei aqui por uns dias, mas como minha bad passa rápido, cá estou eu novamente ^-^

Espero q gostem :)

Capítulo 5 - Nothing seems well


Fanfic / Fanfiction Between love and hate - Capítulo 5 - Nothing seems well

Jin P.O.V on

O olhei por mais algum tempo antes de dormir e me virei pegando meu celular, abri a conversa de Kidoh no chat e mandei uma mensagem.

“Quero terminar com você.”

Deixei o celular de lado e voltei para os braços do maior e logo adormeci. Eu não queria que o amanhã chegasse, não mesmo…

---x---

Meu pedido não foi atendido e quando abri os olhos já estava de manhã.

Acordei Namjoon e me levantei indo para o banheiro fazer minha higiene matinal, ele fez o mesmo depois de mim e caminhamos para a sala.

O uniforme dele havia sido lavado na noite anterior, enquanto eu arrumava nosso café da manhã ele passava sua blusa afim de terminar de secá-la.

- Então você é um menino prendado? Pode cozinhar também?

- Eu sei lavar e passar apenas - ele riu soprado.

- Eu posso cozinhar pra você dá próxima vez se quiser - falou animado.

- Vou morrer se eu comer?

- Yah… você iria se apaixonar pela minha comida!

Acabamos rindo um pouco e nesse tempo tomamos nosso café, o que eu não esperava era que do nada a porta se abriria e minha mãe apareceria na sala.

Foi uma situação um pouco constrangedora de repente ver um garoto sem camisa no meio da casa comigo do lado.

- Mãe! Achei que voltaria tarde - olhei para ela que me encarava de uma forma estranha.

- Esqueci uns documentos… E vocês?

- Ah, esse é meu amigo Namjoon, ele molhou a blusa e emprestei o ferro de passar roupa para ele secar tudo.

- Muito prazer - Ele sorriu sem graça e logo pegou os documentos dos quais falava.

- O prazer é meu - ela o cumprimentou prestando atenção em cada detalhe - vocês estão saindo? Eu levo vocês para escola.

Saímos com a minha mãe do apartamento e entramos em seu carro quando chegamos no térreo.

Namjoon sentou-se no banco traseiro e eu no carona, eu estava tão feliz em estar com ele que já não conseguia conter meu sorriso o olhando pelo espelho do painel do carro e é claro que minha mãe percebeu, ela soltou um sorriso me olhando, aquele sorriso que toda mãe mostra quando entende o que está acontecendo.

- Obrigado pela carona Sr. Kim.

- De nada querido, apareça mais vezes - ela sorriu - boa aula e Jin, vou passar a noite fora novamente. Esses dias eu estou com muitas viagens de negócios.

- Okay, obrigado mãe e boa viagem - sorri e saí do carro.

Minha mãe era produtora de uma revista famosa em Seoul, ela sempre estava viajando com os modelos e fazendo fotos por todo o mundo.

Eu admirava seu trabalho e achava ela uma mulher muito bem sucedida, queria ser como ela no futuro.

---x---

Nam e eu caminhamos de mãos dadas pela rua da escola até a entrada, pensei que fossemos nos assumir mas caí na real quando ele soltou minha mão. Seus amigos estavam próximos de nós, pensei um pouco e achei melhor deixá-lo por ali ou teríamos que nos explicar.

Dei um adeus breve para ele e segui por outra direção vendo ele sorrir de volta e ir ao encontro de seus amigos.

O dia passou lentamente, Kidoh não respondeu minha mensagem de volta, não vi Namjoon pela manhã toda e a aula estava mais do que chata. Foi um alívio enorme quando escutei o sinal do intervalo.

Corri pelos corredores e comi meu lanche rapidamente, eu queria muito encontrá-lo novamente.

Procurei pela escola toda e o achei no lugar que eu menos esperava: a biblioteca; teoricamente era o lugar mais improvável para aquele grupinho estar.

Caminhei lentamente até uma das prateleiras baixas e tinha em mãos um papel. Todos estavam cochilando menos ele. Fiz um sinal para que me visse ali e esperei ele me notar, quando isso aconteceu ele se levantou vagarosamente para não chamar atenção e veio até mim.

Passei o papel por cima de um livro e ele o pegou.

“Quer assistir um filme mais tarde comigo?”

Ele sorriu ao ler e confirmou com a cabeça que queria, sorri de volta e disse baixinho que o esperaria em minha casa a noite, logo depois saí da biblioteca sorrindo de canto a canto.

Mas meus planos de passar a noite com ele foram completamente arruinados quando passei pelos corredores de saída no final da aula.

No portão da escola alguém me esperava encostado em uma moto famosa, ninguém menos que ele… Kidoh.

Não consegui correr e nem fingir que não havia o visto, ele agarrou meu braço e praticamente me obrigou a subir naquela moto com a desculpa de que queria conversar.

---x---

- Você ainda está com raiva de mim? - ele perguntou assim que entramos em seu apartamento - eu não quero terminar.

- Sim e eu quero! - ele segurou meu braço mas logo me soltei jogando minha mochila no chão, eu estava com muita raiva.

- Você sabe que eu te amo, eu não quero te perder…

Escutei toda a ladainha de sempre, estava sentado na cadeira respirando fundo enquanto ele falava.

Só estava esperando o momento certo para ir embora encontrar Namjoon, eu só me esqueci de um pequeno detalhe: Era aniversário de Kidoh.

---x---

Jin P.O.V off

Namjoon P.O.V on

No final da aula eu estava todo animado esperando o sinal para sair correndo, eu precisava ir em casa mudar de roupa antes de ir para a casa de Jin claro, mas minha felicidade durou pouco quando meus amigos se aproximaram.

- Te vemos daqui a pouco? Temos que nos trocar. - Jungkook se aproximou.

- Ah… Eu não posso hoje gente, preciso ir embora.

- Como assim? Nada disso - Yoongi entrou na conversa - Hoje é o aniversário do Kidoh e já marcamos com ele. Se você não for ele vou dizer que você esqueceu dele.

- Maldade Yoongi - Hoseok riu soprado - é claro que ele vai com a gente, não é?

Sabe aquele momento que você fica perdido sem saber o que fazer? Eu não poderia falar o motivo pelo qual eu não iria com eles e também não podia recusar aquele convite, estava perdido.

Pensei várias vezes em Jin antes de respondê-los, mas dessa vez eu teria que deixar de ir ao encontro ou poderiam desconfiar de mim, eu jamais tinha faltado em um aniversário do líder até hoje.

- Okay… Eu vou.

Assim saímos da escola e cada um foi se arrumar, tomei um banho e saí de casa indo ao encontro dos meninos, resolvi não ligar para Jin ainda, talvez eu conseguisse sair rápido de lá e voltar para ir ficar com ele, mas sabe quando seu dia amanheceu dando errado e vai acabar dando errado também? Pois é, era esse dia na minha vida.

Ao chegarmos na casa de Kidoh, me deparei com Jin sentado na cadeira da escrivaninha com uma cara de absoluta raiva que logo se transformou em medo ao me ver e Kidoh sentado bebendo como se nada estivesse acontecendo.

- Boa noite meus amigos, hoje eu quero beber pra comemorar meu aniversário - Kidoh sorria mas seu olhar não demonstrava felicidade.

- Vamos beber - Yoongi distribuiu os copos para nós.

- Não quero - Jin recusou o copo quando lhe foi servido.

- Vai continuar com essa bobeira? O que aconteceu é passado! - ele o olhou e eu olhei para eles sem entender muito bem - por que está com raiva ainda?

- Por quê? Porque você me deu um tapa e me arrastou pra cá, eu já disse que não quero mais!

- Eu fiz isso porque você é uma "vadiazinha" e você sabe disso.

Nesse momento um ódio muito grande subiu em meu interior, mas fui obrigado a me conter ou acabaria piorando a situação.

Jin respirou fundo o olhando e se levantou da cadeira pisando forte até sua mochila e depois abriu a porta saindo dali sem olhar para trás.

Eu queria muito correr atrás dele, o abraçar e dizer que estava tudo bem, que eu estava com ele, mas como eu faria isso? “merda” - pensei e acabei derramando um pouco de bebida pela forma que bati o copo na mesa.

- Esqueçam ele, vamos beber!

---x---

- Todos dormiram… Eles são fracos para bebidas - Kidoh começou a conversar comigo, os outros três dormiam encostados ao sofá.

- Verdade… Kidoh, o que houve antes de chegarmos? - resolvi perguntar, na verdade, eu estava quase contando a verdade.

- Ele quer terminar comigo… A gente sempre briga e volta, mas dessa vez é diferente… Acho que ele tem outro, ou outros.

Engoli seco ao ouvir aquilo, ele parecia saber de tudo e minha expressão de espanto ajudou a desconfiança dele sobre mim aumentar

- Você quer me contar alguma coisa? - Ele se pronunciou novamente - Você parece… tenso.

- Erh… Eu tenho algo - pausei por um momento e me levantei deixando o copo de bebida na mesa - algo para te contar.

Kidoh se levantou e veio até mim, estávamos perto da porta nesse momento e os meninos ainda dormiam.

Peguei minha mochila e o olhei, ele parecia bravo mas eu nunca tive muito medo dele afinal.

- Por que você vai embora? O que ‘ta’ rolando Nam?

- Kidoh… Eu… Eu e o Jin… - ele arregalou os olhos e fechou os punhos - Nós ficamos… Eu sinto muito.

- Sente muito? - o soco que eu esperava logo foi desferido em meu rosto com força fazendo meu nariz sangrar - Você me traiu! Traiu nossa amizade.

- Eu sinto muito… - Não revidei o soco, deixei ele descontar sua raiva em mim - Eu gosto dele, eu não queria fazer isso mas eu me apaixonei.

- Ok… - Ele respirou fundo, à essa altura os outros três acordaram e começaram a nos olhar sem entender nada - Eu não vou te bater mais, nem vou pedir para que deixe ele, se você acha que seu amor é maior que o meu você está livre para ir… Mas, a nossa amizade termina aqui!

Olhei para todos presentes ali e pensei se aquilo valia a pena mesmo.

Era Kidoh ou Jin e meu coração falou mais alto naquele momento, Abri a porta e me virei tentando conter as lágrimas que insistiam em cair e me desculpei pela última vez, logo depois saí escutando os gritos de Kidoh e coisas sendo jogadas nas paredes.

Eu não podia voltar atrás mais, já era, eu abandonei o meu amigo para ir atrás de um possível amor…

Corri pelas ruas até chegar em seu prédio e subi o elevador, parei em frente a porta do apartamento de Jin e toquei a campainha esperando alguém me atender, escutei passos e vi a porta se abrir mostrando um Jin perplexo. Talvez ele não esperava que eu viesse atrás dele, ele me olhou confuso, viu os machucados em meu rosto novamente e eu não esperei que ele dissesse nada, apenas dei um passo a frente e o puxei para um abraço forte e demorado.

---x---

- Por que você fez essa merda Namjoon? - Yoongi parecia muito decepcionado.

Eu já esperava tal reação dos meninos quando eles entendessem o que havia acontecido na noite anterior e não foi preciso mais que um intervalo para eles me chamarem no beco ao lado da escola.

- Apenas aconteceu… - respondi olhando os três.

- Aconteceu? Com todos os garotos da escola e você ficou justamente com ele? Você traiu a amizade do Kidoh.

- Não está arrependido? - Hoseok era o único que tentava amenizar a situação.

- Se quer ficar com ele tudo bem, mas a nossa amizade também acaba aqui. - Yoongi nem olhou em meus olhos ao dizer.

Todos olhavam para mim e eu não respondia nada, estava pensando e pensando no que estava acontecendo.

Agora eu não poderia mais voltar atrás e abandonar o garoto por quem eu me apaixonei, mas ao mesmo tempo doía muito escutar aquilo, meus melhores amigos me abandonando daquela forma.

- Sinto muito… - abaixei meu olhar enquanto eles se viravam de costas para mim e caminhavam na direção oposta de onde eu estava.

Não teve nenhuma briga, não teve mais discussão, apenas eles me deixando ali e indo embora provavelmente para a escola novamente.

Fiquei de pé olhando eles virarem a rua, com os olhos cheios de lágrimas resolvi que não me importaria, se eles não querem mais ser meus amigos eu não poderia fazer mais nada.

Em meu primeiro passo senti dois braços me puxarem para trás e se encostar em mim, para minha surpresa fui abraçado por Jin, ele provavelmente estava escondido ouvindo a conversa.

Não proferimos nenhuma palavra, apenas ficamos assim por vários minutos.

Depois desse dia eu e Jin começamos a namorar, íamos juntos para a escola e estávamos sempre perto um do outro, os garotos ainda me ignoravam mas eu não fazia nada, apenas ignorava também.

Em poucos dias a escola toda ficou sabendo de nosso namoro e Kidoh acabou desaparecendo da nossa vida, eu sinceramente estava gostando de tudo aquilo. Já havia se passado um mês e eu gostava cada vez mais de Jin.

---x---

- Hmm Jin, você nunca me disse que seu namorado fica tão gato todo soado - Eu jogava basquete na quadra da escola com alguns colegas quando percebi a presença de Jin no local, ele estava com outro garoto, baixinho e de cabelos cor de rosa, eu o conhecia de algum lugar.

- Aish, não é para tanto - Jin o respondeu quando me aproximei deles - mas olhando assim… Eu até concordo - sorri meio sem graça pelo elogio.

- Sua aula já terminou?

- Sim, eu e o Jimin estávamos saindo da sala e passamos por aqui - ele sorriu fofo.

- Yaah… Já vi que estou de vela e não gosto disso - Jimin revirou os olhos - até mais e bom namoro pra vocês - ele saiu e nos deixou sozinhos

- Quer ir comer algo? - perguntei saindo da quadra com Jin

- Hm, sim. Vamos lá - abracei ele e saímos pelo corredor de entrada - Yaah… Você está soado, me solta - ele riu e eu o abracei mais.

Aquele sorriso me trazia uma paz muito grande, ficar perto dele me deixava extremamente feliz.

Assim saímos da escola e íamos andando até a lanchonete mais próxima quando vi Yoongi correndo, logo atrás vinham Jungkook e Hoseok gritando e indo na mesma direção, com certeza estavam metidos em alguma nova briga de gangues.

Olhei para Jin e o soltei rapidamente, minha vontade era correr para ajudar eles, mas sua mão me parou.

- Por favor,  não vai… - Ele segurava em meu braço com cara de choro e eu assenti dizendo que não iria.

Foi a primeira vez que eu não estava presente em uma das brigas.

---x---

Algumas semanas se passaram e meu aniversário estava próximo, eu particularmente não queria fazer nada, mas Jin me convenceu a passar o dia no shopping ao seu lado.

Após alguns dias, digamos, tranquilos, finalmente meu aniversário chegou, me arrumei todo e mandei uma mensagem para ele avisando que já estava a caminho.

Saí de casa depois de receber os parabéns dos meus pais e avisei que voltaria mais tarde nesse dia, logo depois segui para o shopping.

O dia tinha tudo para ser perfeito, exceto pelo fato de que fui parado no meio do caminho.

Eu passava pela ponte de pedestres quando vi o mesmo garoto das outras brigas sendo seguido por mais quatro caras, não precisou mais que alguns segundos para ele me ver e correr em minha direção, eu tentei correr, afinal estava sozinho e eles eram cinco, mas não fui capaz de correr o suficiente para eles não me alcançarem e quando percebi já estava sendo golpeado. As semanas sem brigas haviam sido boas para que meus machucados sumissem de minha pele.

No começo eu retribui o quanto pude, mas uma coisa aconteceu no momento em que fui jogado no chão, pude ver três pessoas bem conhecidas partindo para cima deles, Hoseok, Yoongi e Jungkook apareceram do nada e me ajudaram, me levantei rapidamente e lá estava eu e o bendito garoto trocando socos e chutes novamente, a briga continuou até os guardas avistarem a confusão, depois disso só me lembro de ser levado para o hospital, meu rosto ainda sangrava muito.

---x---

- Como você está? - Hoseok perguntou preocupado quando viu que eu tinha vários curativos no rosto.

- Melhor… Obrigado.

Jin entrou por um dos corredores correndo e veio até mim me abraçando, os outros ficaram sentados apenas olhando a cena e por incrível que pareça nenhum deles estava de cara fechada para mim, até Yoongi que pareceu ser o mais afetado com os acontecimentos estava mais calmo.

- Ainda bem que liguei pros meninos, você poderia estar muito machucado - Jin acariciava meu rosto.

- Desculpa por te deixar sozinho cara - Jungkook se pronunciou mas Yoongi permanecia calado - Jin ligou pra gente e concordamos em comemorar seu aniversário, sem você nossa turma não é a mesma.

- Não estão mais com raiva de mim? - olhei para Yoongi que suspirou.

- Nós somos amigos e não adianta tentar, não conseguimos mais ficar sem você na turma, Kidoh se mudou e nos abandonou, sentimos o que você deveria estar sentindo também.

- Entendi - sorri, era bom estar de volta - Então? Vamos comemorar?

Todos concordaram e assim que fui liberado do hospital nós fomos para o shopping.

Durante o resto do dia nada de ruim aconteceu, não vimos mais os garotos da briga e ficamos juntos até a noite.

Em meio o dia fomos ao cinema, lanchamos e nos divertimos como nos velhos tempos, a noite os três seguiram para suas casas e eu levei Jin até a sua.

Eu estava com receio de voltar para casa naquele estado mas eu precisava ir, nas noites anteriores eu havia dormido fora.

Quando o táxi estacionou meus pais olharam para fora e rapidamente constataram ser eu, “já era” - pensei, eu teria que entrar agora.

- Achei que ia passar mais uma noite fora, onde estava até agora? - meu pai perguntou quando eu fechava o portão.

- Eu só estava com meus amigos.. - vocês nem imaginam a cara que ele fez quando viu os machucados.

- Amigos, você sempre está com amigos, e esse rosto? Você sempre chega machucado!

- O que está acontecendo filho? Você tem que nos contar - minha mãe entrou no meio do assunto correndo até mim para ver o quão eu estava ferido - Você está se metendo em brigas demais meu filho, uma hora pode acontecer algo pior.

- Não foi nada demais - respondi tirando as mãos dela de mim - Eu estou bem.

Minha irmã nada disse, apenas olhou triste para mim quando entrei, passei por ela e caminhei para meu quarto.

Minha mãe tentou vir conversar mas não lhe dei ouvidos, entrei para o banho e depois me deitei tendo vários pensamentos girando ao meu redor, provavelmente as coisas não iriam se acalmar tão fácil, pela primeira vez eu havia me metido com pessoas que não se cansam de brigar…

---x---

Dia após dia acordamos de manhã, colocamos o uniforme e vamos para o lugar que deveria nos dar conhecimento e educação, mas na verdade a escola tinha outra realidade para quem estava lá.

Todos os dias poderíamos sair e entrar em qualquer tipo de conflito, seja dentro ou fora dela.

Quando cheguei, me deparei com uma cena nada agradável.

Namjoon P.O.V off

Jin P.O.V on

 

Jimin havia me pedido para ajudá-lo nas aulas de dança pois ele teria um teste e estava indo mal no tango, confirmei que iria ajudar e no dia seguinte cheguei mais cedo na escola.

Quando entrei na quadra Jimin estava acompanhado de Taehyung e um outro menino que eu não me recordava o nome, era estranho ficar perto de Tae depois da confusão do banheiro, mas resolvi ignorar tudo aquilo e entrei na quadra.

Jimin e Tae se juntaram e eu dancei com o menino cujo nome descobri ser Hansol.

A música começou a tocar e nós começamos a ensaiar, íamos de um lado para o outro até Jimin gritar que era hora da troca de pares. Taehyung logo veio e me segurou pela cintura começando a dançar, tentei não prestar muita atenção nele porém recebia diversos olhares do mesmo.

- Ei.. Tudo bem sobre aquele dia, eu não culpo você - ele disse em meio a dança.

- Okay, ainda bem que você não se machucou - sorri para si meio sem graça.

- Ah.. Eu queria te perguntar.. Você é amigo do Hoseok?

- Sim, por quê? - fiquei curioso com a pergunta repentina.

- Digamos que eu quero conhecer ele melhor… - Nesse momento ele desceu sua mão até minha bunda e eu o empurrei.

- Aish! Não faça mais isso… O ensaio acabou - me afastei indo para fora quando me deparei com Namjoon encostado nela - Nam? Você chegou cedo.

Jin P.O.V off

Namjoon P.O.V on

Quando Jin me viu ele ficou meio surpreso mas veio até mim sorrindo.

- Sim… Acordei mais cedo… E você? - saimos juntos da quadra.

- Jimin me pediu ajuda com a prática de dança dos meninos e eu vim ajudar - ele segurou minha mão e caminhamos pelos corredores.

- Percebi a sua empolgação - disse meio desapontado.

- Como assim? Não era nada demais.

- Eu não quero parecer ciumento Jin, mas eu não gostei do que vi… Eu sei que estamos juntos, mas mesmo assim.

- Você não confia em mim? - ele parou em minha frente - Eu amo você e não estava acontecendo nada demais… Mas tudo bem, eu não vou mais fazer isso ok?

- Okay - suspirei e continuamos andando.

Jin sorriu para mim e eu acabei sorrindo de volta, ainda não estava bem com aquela aproximação mas deixei para lá.

Por outro lado, como eu havia imaginado, não seria tão fácil acabar com toda a confusão em que nos metemos, mal chegamos ao pátio e outra coisa já nos chamou atenção.

Dois garotos do segundo ano carregavam Jungkook nos braços, ele estava muito machucado e todo ensanguentado, mal conseguia colocar os pés no chão.

- O que aconteceu? - corri em sua direção.

- Vamos levar ele para a enfermaria! Ele apanhou lá fora - um dos meninos respondeu.

Meu sangue ferveu naquele momento, eles haviam tocado num ponto que me afetava diretamente: mexer com meus amigos.

Corri em disparada para fora deixando Jin com minha mochila e cheguei ao portão vendo Hoseok com os olhos arregalados esperando alguém.

- Quem foi? - perguntei passando a mão em um pedaço de madeira que estava no chão.

- São os idiotas habituais - Yoongi chegou no momento em que ele disse.

- Vamos! - corri novamente o mais rápido possível afim de alcançar os malditos que machucaram Jungkook.

Eu estava dominado pela raiva, mal vi meus amigos correndo atrás de mim, eles estavam um pouco mais longe porque eu era o mais veloz da turma, cheguei ao beco em que eles estavam e mal esperei algum deles vir até mim, saí golpeando o líder fazendo ele cair no chão, em seguida os outros correram em minha direção.

O ódio crescia dentro de mim, eu já não olhava mais aonde meus golpes pegavam, só sei que bati em todos que se aproximavam. Yoongi e Hoseok chegaram batendo nos que vinham para cima de mim e no final deixamos todos eles machucados.

Voltamos correndo para escola atrás de Jungkook que já recebia o atendimento e sorria dizendo que conseguiu bater em metade deles.

Desse dia em diante nós brigávamos todos os dias...


Notas Finais


é isso ai, quem tiver amigos q curtem esse couple, vamos divulgar :3
Amo vcs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...