História Between love and hatred - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Super Junior
Tags Eunhae, Haehyuk, Kangteuk, Kyumin, Sichull, Yewook
Exibições 78
Palavras 1.165
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Yo,ohayo!!!
Voltei com mais um cap! Espero que gostem!

Capítulo 9 - Amor adormecido


P.o.v Yesung

Acordo com Kyu deitado em meu peito, suspiro acariciando seus fios de cabelo.

-Yesung...

-Bom dia flor do dia. -digo e em troca recebo uma mordida.

-Para com essas piadas imbecis... -ele diz rindo e se senta na cama.

-Ai! Sua mordida dói!

-Yesung...

-O que? -me sento também na cama acariciando o lugar que ele havia me mordido.

-Você acha que seu irmão gostou de mim?

-Eu tenho certeza. Ryeowook é um garoto muito doce. E outra,quem não gostaria de você?!  -abraço sua cintura o dando um beijo na bochecha.

-Eu tive impressão de ele não ter gostado muito quando você me apresentou a ele...

-Não é isso. Ele estava nervoso e tenso pelo que havia acontecido com nosso amigo Heechul,era apenas isso... Não é nada com você.  Agora vem cá que é domingo. -o puxo para meus braços o beijando.

-É domingo mas eu tenho que ir... Tenho que ir ver minha mãe yeye. -ele se desvencilha de meus braços me dando um selinho.

-Mas hoje...? Agora? Vai depois...- tento puxá-lo mas ele sai da cama.

-Você está muito mal acostumado Yesung...-ele diz vestindo suas roupas que estavam largadas pelo chão.

-Culpa sua...-digo me jogando para trás na cama. - Pelo menos você vem jantar conosco? -digo o olhando.

-Venho. -ele diz revirando os olhos sorrindo. - Até a noite. -ele se aproxima me dando um selinho e vai embora.

Me viro para o outro lado na cama e tento dormir novamente mas sem sucesso.

Após alguns minutos me levanto e sigo para o banheiro fazendo minha higiene matinal. Saio do quarto e vou até a sala,o relógio marcava as sete da manhã, não havia ninguém acordado ainda.

Sigo para o quarto de Ryeowook e entro devagar. Vejo Heechul na cama mas não vejo Wook,passo o olho pelo quarto e o vejo no chão ao lado da cama. Vou até lá,ele dormia sentado todo desajeitado, concerteza sentiria dores depois.

Vejo uma fotografia em suas mãos e a pego delicadamente, era uma foto em que estavamos juntos. Na foto eu bagunçava seu cabelo e ele me olhava com um grande bico nos lábios . Sorrio instantâneamente.

Coloco a fotografia em cima da cômoda e o pego delicadamente em meu colo o colocando na cama ao lado de Heechul.

-Você é tão lindo dormindo...-passo a mão em seus fios de cabelo de leve. Incrivelmente nenhum dos dois acordaram. Os cubro com o lençol e saio do quarto fechando a porta tentando não fazer barulho.

Vou para a cozinha e faço o café da manhã, para quando eles acordarem o café já estar pronto.

Quebro o ovo na panela e consigo deixá-lo inteiro,parecendo aqueles ovos de restaurante.

-Olha,sou um chefe e tanto. Haha, ovo você não é páreo para Yesung!

P.o.v Kyuhyun

Após sair da casa de Yesung passo no mercado e pego algumas coisas para o café da manhã. Ao sair do mercado com as sacolas nas mãos vejo Sungmin vindo em minha direção, baixo minha cabeça na intenção de ele não me ver mas acaba não dando muito certo.

-Kyu?

-Oi,Sungmin... -dico seco o fitando.

-Estava indo para casa? -ele pergunta com delicadeza.

-Para que você quer saber?

- Por nada...Eu só -

-Voce não deveria estar com o chefe? -o interrompo.

-Kyu-

-Servindo como um objeto sexu-

-Por favor,não continue essa frase! -ele diz me interrompendo.

-Mas é verdade não?

-Fica quieto! Você não sabe!  Não sabe de nada! -ele diz nervoso.

-Realmente,não sei nada. Não sei nada disso,e nem de você. -digo o fitando.

-Eu entendo que não me perdoe pelo que fiz...Mas você não precisa pisar em mim e me tratar como lixo. Isso me machuca tanto...Você não faz idéia... -ele diz me fitando. Escorria lágrimas por seu rosto,mas ele logo tratou de seca-las com a costa da mão.

-Você não se importou com minha dor quando se deitou com- paro de falar ao vê-lo fechar os olhos com força. - Quer saber... Isso não importa mais. Estou feliz com Yesung. Achei alguém que realmente me ama e se importa comigo. -digo por fim passando por ele.

Sungmin me fez um mal tremendo,mas não consegui esquecê-lo. Vê-lo todos os dias na empresa não facilita. Mas agora eu estou com Yesung,e eu gosto dele,não o quanto eu já amei o Sungmin,mas tenho certeza que vou chegar a amar Yesung.

Chego a casa de meus pais e adentro-a. Ao ver minha mãe sentada no sofá vou até ela e a dou um beijo na testa.

-Como você está mamãe? -me agacho a sua frente.

-Estou bem meu filho...

-Você está tomando bem os remédios?

-Sim meu filho.

- Que ótimo.

- Filho,cadê seu namorado...? Sungmin...-ela diz olhando para os lados.

-Mamãe nós não estamos mais juntos, se lembra? Faz um tempo.

-Faz? -ela diz me olhando confusa.

Minha mãe sofre de alzheimer, ela não lembra de coisas recentes,algumas coisas passadas ela se lembra,mas sem muitos detalhes. Toda vez que venho ver ela e meu pai ela sempre me pergunta de Sungmin. Quando nós namorávamos, a três anos atrás foi quando ela descobriu a doença, desde aí ela não vem tendo muitas melhoras,mesmo tomando tantos remédios. 

-Faz dois anos mamãe. Mas agora,eu estou namorando outra pessoa,o Yesung,ele é uma pessoa muito boa e eu gosto dele. -digo acariciando seu rosto. - Um dia eu trarei ele aqui para você conhecê-lo. -digo sorrindo e me levanto pegando em sua mão. - Eu trouxe aquele bolo do mercadinho que a senhora tanto gosta. Vamos. - A ajudo a se levantar e vamos até a cozinha.

-Kyuhyun. -ajudo minha mãe a se sentar com calma na cadeira e dou um abraço em meu pai que estava coando o café na pia.

-Como vai tudo por aqui? A mamãe está te dando muito trabalho?  -digo com tom de brincadeira sorrindo para minha mãe.

-Sua mãe nunca me dá trabalho... -ele diz se sentando ao lado de minha mãe e colocando a mão sobre a sua. -sorrio.

-Bom,agora vamos tomar o café da manhã?!  -digo tirando o bolo da sacola e pegando as xícaras no armário.

-Filho,ontem aquele garoto,Sungmin veio aqui. - meu pai diz. Eu estava colocando o café na xícara, quando ouvi o nome de Sungmin derrubei café em minha mão me queimando.

-Sungmin? O que ele queria aqui?

-Ele veio atrás de você. E bom,sua mãe... -ele a olha sorrindo compreensivo. - Ela o perguntou se ele tinha vindo visitar os sogros. Ele reagiu surpreso. E bom, eu tive de pedir desculpas e explicá-lo depois sobre o que está acontecendo com sua mãe.

-Não era para ter falado nada a ele pai. Eu não quero que Sungmin arrume mais um pretesto para vir aqui. Não queria que ele soubesse sobre a doença da mamãe. -digo me sentando e passando as mãos em meu cabelo.

-Me desculpe filho. Mas eu não pensei que você fosse achar ruim...-

-Não, tudo bem pai. Não se preocupe... -sorrio fraco. -Bom,vamos tomar o café logo se não vai esfriar...


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Kissus no kokoro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...