História Between Revenges - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Barbara Palvin, Caitlin Beadles, Cameron Dallas, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Personagens Austin Mahone, Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Personagens Originais, Ryan Butler
Tags Criminal, Família, Justin Bieber, Romance, Sexo, Trafico, Vingança, Violencia
Visualizações 2.609
Palavras 1.314
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oee galero
Sorry os errinhos
Boa leitura
Muuuuuuuuitoooo obrigado pelos 200 favoritos eu amo vcs

Capítulo 30 - Boa garota


Clarke Hudson POV

 Eu fiquei paralisada olhando o reflexo no espelho era estranho, eu só tinha visto as fotos dela e agora ela estava bem atrás de mim. 

O cabelo era igual só um pouco mais curto, os olhos claros e aquele sorriso vitorioso quase igual ao da foto. Se não fosse ela, eu passaria a acreditar em clones mas sua próxima ação só confirmou que era ela mesma.

 - Para uma grávida de quase nove meses você demorou muito para vir ao banheiro, já estava quase desistindo - Disse se aproximando, me virei para ela e dei dois passos para o lado.

 - Não fique tão na defensiva Clarke, eu só quero conversar.

 - Não tenho nada para falar com a senhora - Falei seca e rápido demais por conta do nervosismo. 

- Ah pelo amor, sem essa de senhora, acredito que você ainda não esteja sabendo das novidades - Ela falou analisando suas unhas, muito bem feitas por sinal.

 - Se fosse do meu interesse eu já estaria sabendo - Resmunguei indo em direção a porta. 

- Então o que é em relação ao meu filho não é do seu interesse? - Travei meus movimentos ao ouvir isso mas eu sabia o que ela estava tentando fazer então tentei manter a calma. 

- Eu não vou cair nessa, aliás, Justin já sabe que você anda nos cercando? Aposto que não - Falei tentando mostar um tom intimidador. 

- Isso foi uma ameaça? Porque eu quase fiquei apreensiva, quase.

 - Não vou ficar aqui escutando a senhora - Exclamei enfatizando a última palavra. 

- Ah querida eu te entendo, só quer proteger a sua família não é? Mas eu conheço uma pessoa que pode atrapalhar um pouco os seus planos. 

- Está falando de si mesma? - Perguntei. 

- Não, estou falando da Amanda, a Amanda e o pequeno ser crescendo dentro dela - Sabe quando o seu sangue parece virar água? Eu me senti assim no momento que ouvi aquelas palavras - Você não é burra, agora é sua escolha contar para o Justin e fazer a coisa certa ou ficar quieta e tirar ele desta cidade.

 - O que você ganha com isso? - Perguntei cerrando os punhos. - A idéia de que você nunca será feliz, afinal, uma hora ou outra o Justin vai descobrir tudo e te largar. Dito isso ouvi um barulho do lado de fora, parecia Justin a voz do Justin brincando com um segurança. 

 - A minha mulher está grávida e faz minutos que ela está aí dentro então eu vou entar - A voz dele soou, Pattie fez sinal para que eu saísse do banheiro e ficou sorrindo satisfeita.

 Eu mal conseguia me mover mas saí daquele lugar dando de cara com o segurança segurando o Justin. 

 - Me solta - Esbravejou - Tá tudo bem amor? - Ele perguntou vindo até mim.

 - Acho melhor nós irmos embora - Sugeri e ele apenas assentiu acho que por perceber que não estava bem. 

 No caminho inteiro para casa ele me perguntava o que tinha acontecido de errado e se era por causa das mulheres mas eu só gesticulava que não. O que que iria fazer? 

Amanda está grávida, grávida do Justin. 

Pattie tinha falado comigo enquanto o filho a preocupava loucamente e ela nem se importava com ele. Eu não queria contar a ele sobre nada, Amanda não merecia isso mas a criança não tinha nada a ver com o que ela tinha feito. 

 - Clarke espera - Justin me parou assim que eu fiz menção de trancar a porta do quarto.

 - Eu quero descansar - Resmunguei. 

- Mas eu também durmo aí - Disse empurrando a porta devagar, deixei ele entrar e fui me trocar. 

 Voltei para a cama e ele estava lá vendo alguma coisa no celular, desviou o olhar para mim e sorriu. 

Não consegui retribuir o gesto, abaixei a cabeça e fui me deitar para o lado contrário ao dele, senti seus braços me envolvendo e puxando meu corpo para mais perto. Seu cheiro era tão bom, aquilo era reconfortante mas também me martirizava, era insuportável a idéia de que se eu contasse poderia nunca mais ter isso. 

O líquido quente e salgado desceu pelo meu rosto, reprimi a vontade de chorar alto e apenas fiquei ali, enquanto o sentimento de culpa me tomava. 


 […] 


 - O que você fez? - Justin me olhou com desprezo. Olhei para minhas mãos cheias de sangue enquanto segurava uma grande faca, a loira caído ao meu lado sem vida parecia me olhar e ainda sair vitoriosa. 

- Eu não… Eu não matei ela - Tentei falar mas foi algo inaudível.

 - Você matou o meu filho e a mulher que eu amava - Ele caiu ao lado do corpo segurando a mão da mulher.

 - Mas você me amava - Sussurrei.

 - Não Clarke, eu amava a Amy e agora ela está morta. Você e a sua filha devem morrer também. 


 Justin Bieber POV


 - PARA JUSTIN POR FAVOR, NÃO, PARA - Acordei com os gritos da Clarke, olhei para ela e a mesma estava se debatendo em cima da cama e com o corpo coberto de suor. 

- Amor, acorda - Toquei seu rosto segurando as outras partes do corpo. 

- EU NÃO QUERIA - Ela continuou gritando.

 - Acorde Clarke - Balancei ela um pouco, demorou alguns segundos até ela se acalmar e abrir os olhos devagar.

 Ela me olhou e não disse nada, apenas passou os braços em volta do meu pescoço e me agarrou forte. 

- Tá tudo bem, foi só um pesadelo - Falei tentando acalma-la.


 Dia seguinte.

 - Você está estranho Ryan.

 - Tem quantos meses desde do enterro do Chris? - Ele perguntou. 

- Acho que três, quase quatro na verdade - Falei

 - Por que? 

- Não é nada, você vai se encontrar com o Jeremy hoje? 

- Sim.

 - A Clarke sabe?

 - Não, eu não quero preocupa ela com isso - Falei guardando o resto do carregamento. 

- Tome cuidado amanhã, o Chaz vai com você não é?

 - Vai sim.

 - Olhe, eu vou ter que sair agora. Volto mais tarde para te ajudar aqui - Diz saíndo sem esperar uma resposta, sabia que ele não iria me ajudar a guardar isso tudo.


 Clarke Hudson POV 

 Não tinha levantado da cama ainda quando recebi uma mensagem no celular, olhei o número mas não conheci. 

 Meu coração acelerou quando vi do que se tratava, era uma foto do Justin tirada sem ele perceber.

 "Ligue para ele e o mande ir para casa" 

Respondi: Quem é você?

 "Faça agora" 

E em seguida a foto de uma arma apontada para ele. Liguei para o Justin e o mesmo atendeu no mesmo instante.

 - Oi meu amor.

 - Justin eu preciso que você venha para casa agora.

 - O que houve Clarke?

 - Agora Justin, é importante.

 - Ok, já estou indo. 

 Em seguida o número mandou outra mensagem.

 "Boa garota"

Alguns minutos depois fui esperar o Justin na sala, ele não demoraria a chegar já que o galpão ficava perto da casa.

 Cheguei na sala e pensei ter visto a Emily sentada no sofá mas logo vi que não era já que a Emily estava sentada ao lado da mulher, e essa mulher só poderia ser ela.

 - Pattie?

 - Desculpe Clarke, não conseguir impedi-la de entar - Emily disse vindo para perto de mim 

- Saia da minha casa agora - Falei abrindo a porta.

 - Sabe, era bem melhor quando a sua mãe decorava isso aqui - Meu sangue ferveu ao ouvi-la falar o nome da minha mãe.

 - SAIA - Gritei.

 Ouvi o carro do Justin estacionar e Pattie piscou para mim. 

 Justin entrou em casa correndo e parou do meu lado assim que viu a mulher a nossa frente. 

 - Olá filho.


Notas Finais


É isso galero
COMENTEM O QUE ACHARAM
Beijos de luz
Amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...