História Between Terms and Fights - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Piece
Personagens Arlong, Bellemere, Monkey D. Dragon, Monkey D. Luffy, Nami, Nefertari Vivi, Nico Robin, Nojiko, Personagens Originais, Roronoa Zoro, Sanji, Tashigi, Zeff
Tags Ladra, Luffy, Nami, Policial, Robin, Romance, Sanji, Sargento, Zona, Zoro, Zorobin
Exibições 57
Palavras 1.661
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


PASSEI EM TODAS AS MATÉRIAS DA FACULDADE. To feliz pra CARALHO!!! \o/

Quando finalmente me livro de um dilema que é a faculdade me aparece outro. Quanto estou escrevendo Between Terms and Fights fico inspirada em escrever Death Comes to Me e quando estou escrevendo Death Comes to Me fico pensando no enredo de Between Terms and Fights... No fim enrolei pra escrever as duas, mals.

Ps: Capitulo meio bosta, era pra ser mais cumprido, porém, tive que sair do PC agora... Desculpem. u3u
Com essa minha enrolação de começar a história de vez vejo que teremos mais que 10 cap...

OBRIGADO PELOS 22 FAVORITOS! ESTOU FELIZ PRA CARAMBA!!!

Obs: E novamente desculpas. Sei que era pro capitulo ter saído no fim de semana passado, mas acabei tendo alguns probleminhas com tempo e internet. Sinto muito. :/

Enfim, boa leitura.
Beijinhs da titia Bonney. ✿

Capítulo 4 - Entre um Copo e Outro


Fanfic / Fanfiction Between Terms and Fights - Capítulo 4 - Entre um Copo e Outro

 O Sargento e a Ladra estavam sentados em frente ao balcão principal da Boate, com suas devidas canecas de cervejas, na metade. A grande muvuca que assistia a briga atentamente agora estavam se jogando na pista de dança, por mais que o desafio fosse interessante era tedioso observar duas pessoas apenas tomando bebidas. 

 

 Uma hora ou outra aparecia alguns dos subordinados de Zoro ou civis ver quem estava ganhando. Por mais que ambos se desempenhasse para ficar a frente do adversário, era quase impossível, estavam sempre empatados, quando o homem estava na frente era por pouco, e logo a mulher o alcançava, e quando ela estava ganhando rapidamente ele a passava. Isso já tinha acontecido com muita frequência, mesmo estando em seus segundos barris. Era quase que um loop infinito. 

 

 A Major da frota policial assistia aquele desafio idiota de longe, imaginando no que aquilo acabaria.  

 

 — Ele sabia apreciar bem uma bebida antes disso... – Comentava a mulher desanimada. 

 

 — Antes de você o deixar – foi vez da secretaria do homem comentar. — Ele sempre gostou de bebidas, mas quando você foi embora a bebida se tornou sua melhor amiga, sua mais nova companheira e a mais fiel – concluiu.  

 

 — Você acha que um dia ele poderá me perdoar? Você conhece ele desde criança... Aposto que conhece melhor do que eu nunca poderei.  

 

 — Sinceramente?! – Tashigi nem esperou uma resposta, apenas contínuo. — Ele te amou com todas as forças, deu tudo de si para que o relacionamento desse certo. Nunca o vi se dedicar tanto assim desde que estava concorrendo pra ser Sargento, sabe como ele e o Sanji são super competitivos. No fim os dois conseguiram o cargo – uma pitada de ciúmes saia junto com suas palavras risonhas. — Ele ainda te ama. Mas ele ainda continua sendo um grande orgulhoso. Sempre foi assim. “Se ela levou todos os livros que ela dizia ser importante, se ela levou tudo que era indispensável e me deixou aqui da mesma forma que jogou os dispensáveis o que acha que sou?!” – imitava a voz de Zoro perfeitamente. Arrancando um riso tristonho da mulher ao seu lado.

 

 — Realmente esse é o tipo de coisa que ele diria... 

 

 — Não é?! – Ria junto.  

 

 — Poderia pagar uma bebida para a Senhorita? – Um homem abordava uma certa morena.  

 

 — Vá se divertir Tashigi – dizia Robin dando um tapa nas costas da mais nova.  

 

 — Er... Desculpe, Tashigi-san?! - A dona do nome apenas assentiu. — Mas estou convidando a sua amiga – o homem misterioso se referia a Major. 

 

[...] 

 

 — Quem é ela? – Perguntou a mulher de cabelos laranja mais calma. 

 

 — Quem?! – Se fingia de desentendido ao dar um cole rápido na bebida. 

 

 — Aquela de vestido roxo. A mulher que você não para de encarar  desde que sentamos aqui. Já o terceiro cara que a oferece uma bebida, não é?!  

 

 — Como se eu estivesse contando...  

 

 — Ela é bem... Gostosa – Nami insistia na conversa.  

 

 — Minha chefe.  

 

 — Só isso?! – A ruiva se aproximava do homem de cabelos verdes de forma brusca, notando que Robin também o vigiava atenciosamente. — Que chato!!! – Se espreguiçava fingindo tédio. 

 

 — E minha ex... 

 

 — E é o terceiro que ela dispensa – concluía. — Pelo jeito vocês continuam interessados um pelo outro... 

 

 — Que tipo de mulher abandona o homem pelo qual está interessada?! – Acabava falando demais.  

 

 — É... Existe situações complicadas... – Resmungava voltando a tomar sua caneca. Nami se lembrava de seus relacionamentos. — Eii!!! Você está roubando! Quando foi que bebeu tudo isso?! – Se Perguntava indignada, ele já estava no terceiro barril.  

 

 — Quando foi que você se tornou tão interessada na minha vida?! Beba... 

 

 — Pepino... – Resmungou.  

 

 Nami e Zoro voltavam a beber freneticamente, mal respiravam. Eram goles atrás de goles, copos atrás de copos, barris atrás de barris. Já estavam no décimo e mesmo assim continuavam sóbrios. 

 

 Nenhum se levantou do banco de madeira pra ir ao banheiro, até agora. A mulher de cabelos laranjas não se aguentava mais e resolveu ir até ele. 

 

 — Eu já volto e nem pense em trapacear – voltava com seu olhar assassino pra cima do sargento. 

 

 A Ladra achará o banheiro bem escondido da Boate rapidamente, afinal aquela não era a primeira vez ali. Já havia roupado muitos homens que frequentavam o estabelecimento, até mesmo o próprio dono Doflamingo, logicamente bem disfarçada. 

 

 Dorobo Neko seduzia os homens facilmente, sem esforço algum. Fazia com que suas vítimas à levasse para suas casas. Ela os provocava, deixavam loucos para tê-la, fingia ter alguns fetiches, assim conseguindo os preencher na cama, amordaçado e em seguida revelando o golpe.  

 

 A Polícia não tinha uma descrição exata da mulher. Algumas vezes seu cabelo eram curtos, longos, medianos, ondulados, lisos, cacheados, as vezes rosa, castanho, preto, loiro, roxo, azul e amarelo. Assim como os cabelos seus olhos também não tinham uma cor específica.  

 

 Como a polícia consegui ligar todos esses casos à apenas uma mulher?! Simples, antes de revelar o roubo a Ladra fazia sempre a mesma coisa. Mordia a orelha dos homens e gemia um miado, esse era um dos únicos detalhes em que todos os depoimentos batiam; além do fato da mulher ser provocadora e ao mesmo tempo difícil, provocava os homens mas não os beijava, todos a descreveram com um corpo divino.  

 

 Mesmo com os homens ficando à beira da falência, todos sonhavam em revê-la em algum momento da vida.  

 

 — Nojiko?! O que você está fazendo?! – Perguntou a irmã mais nova ao ver a mais velha se agarrando com um certo loiro. 

 

 — Sanji-san, espere só um minutinho – disse Nojiko ao puxar a irmã até o banheiro que se encontrava próximo delas. 

 

 — O que era tudo aquilo? - Se referia a agarração. 

 

 — Bem... Ele é bonitinho – admitia. — E eu pude ouvir alguém dizendo que ele é um Vinsmoke, aquela família rica que Arlong comentou algumas vezes. Pensei que talvez pudesse rouba-lo... - Abaixava a cabeça com medo de ser repreendida. — Eu poderia te ajudar a conseguir o dinheiro pra finalmente sairmos das garras daquele tirano... 

 

 — Você não pode fazer isso; é muito perigoso...  

 

 — Essa deveria ser a minha frase... Eu quem sou a mais velha.  Eu quem deveria te proteger de tudo e todos. 

 

 — Não é isso... Esse homem é muito fácil, ele viu quem você realmente e sabe seu nome verdadeiro. Por mais que ele seja muito rico não vale o risco. Não é assim que se faz. 

 

 — Como é que você faz então? - Perguntava indignada. 

 

 — Tenho duas regras: Não ser pega e não me envolver fisicamente com esses homens. 

 

— Está me dizendo que não acontece nada entre você e todos aqueles homens... 

 

— Não sei se você se lembra Nojiko, mas eu sou uma ladra e não uma prostituta. - Concluía saindo do banheiro sem ao menos usa-lo. 

 

 Assim que retornou para a bar começou a beber como se não houvesse amanhã. Finalmente alguém havia conseguido estar na frente de verdade.  

 

 — Aconteceu alguma coisa? – Dessa vez quem perguntava era o homem. 

 

 — Agora você é quem está interessado na minha vida?! – Acabou sendo grossa fazendo com que Zoro não abrisse mais a boca durante o desafio. 

 

 Já eram 3:00 da madrugada ambos estavam em seus últimos barris. A maioria das pessoas já haviam ido embora, da policia quem ainda está lá era Robin que se tornava ainda mais preocupada e Sanji que ainda se agarrava com Nojiko. 

 

 — VIRA!!! VIRA!!! VIRA!!! VIRA!!! VIRA!!! – gritavam as poucas pessoas que ainda estavam no estabelecimento, enquanto batiam os punhos sobre o balcão. 

 

 Aquelas eram as últimas canecas; Zoro encontrava totalmente sóbrio, sua resistência era de se invejar qualquer um. Já Nami se encontrava levemente corada, provavelmente havia tomado os últimos litros com muita rapidez. 

 

 Por deslize e pequena desconcentração da Ladra o Policial conseguiu terminar sua última caneca. Finalmente ganhando aquele disputa besta.  

 

 Violet então como combinado havia pagado ao vencedor, levando prejuízo pelo dinheiro e bebida. Mas pelo menos a boate voltaria a ter grande frequência por conta da disputa; a sócia do lugar se decidiu, faria mais desse tipo de brincadeira, de uma forma que a fizesse ganhar e não perder dinheiro. 

 

 — Pelo jeito você perdeu... -  Dizia o Sargento todo orgulhoso de si.  — E aqui está o seu dinheiro, e vê de com esse você compra roupa que tampe mais o seu corpo... Como um biquíni – a provocava. 

 

 Ele dizia tais coisas, mas enquanto bebiam juntos pode observar perfeitamente bem todas aquelas curvas volumosas sobre a pele levemente bronzeada. Sempre teve uma tara por ruivas. E àquela ao seu lado era linda.   

 

 — Você é um grande idiota... - Resmungava ao puxar as notas de cem da mão do seu concorrente. — Te pago uma de cortesia – falava engolindo um pouco de seu orgulho. Queria beber mais pra esquecer da pequena briga anterior, mas odiava fazer sozinha e ele se mostrava ser uma ótima companhia de copo. 

 

 — Gostei de você, Ruiva – sorria de canto. — DESCE MAIS UMA RODADA!  

 

 Ambos voltavam a beber esquecendo o motivo que haviam começado.  

 

 — Nami, podemos conversar? – A azulada cutucava a mulher que estava levemente alcoolizada. 

 

 — Achei que não gostasse de ficar perto de prostitutas. – Frase que fez o esverdeado cuspir toda sua bebida.  

 

 Após enrolar a irmã mais velha Nami não teve muito que fazer, acabou aceitando o convite para uma conversa privada. 

 

 — Ainda pensando em rouba-lo? - Perguntava ao se apoiar em uma batente de porta. 

 

 — Bem... Acho que estava com medo de dizer que ele era legal e que gostaria de passar a noite com ele... Daí acabei dando a desculpa de rouba-lo. 

 

 — Huuuum... - Cruzava os braços. — Mas temos um problema, você tem de voltar comigo e eu não planejo passar a noite fora de casa... 

 

 — Nami!!! Por favor... Vivo como prisioneira do Arlong, me deixa sentir um pouco de liberdade – quase que implorava.  

 

 — E como posso te ajudar? - Se entregava a cara de cachorro que caiu do caminhão de mudanças da irmã. 

 

 — Você poderia ir junto comigo e com o Sanji... - Sujeria. 

 

 — E ficar de vela?! Muito obrigado – Nami sairia pelo mesmo batente que se apoiava se Nojiko não a segurasse pelo braço. 

 

 — Leve esse tal de Zoro com você...


Notas Finais


☆ Obrigado pelos favoritos: @italo_12, @Tesunitos, @_Bubblegum_, @Mael-san, @oMatheus0097, @liuzi, @Amelia-Marie e @Molly21. ☆

❥ Obrigado pelos Comentários: @Amelia-Marie, @NAZOBANERKIL, @Tesunitos, @duhLovers, @ReRener, @KaizokuHanta e @draco-chan. ❥

Obrigado por todo apoio. De verdade, é muito importante. ✿
Beijinhos da titia Bonney. ✿


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...