História Between The Sheets - Lauren g!p - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Austin Mahone, Demi Lovato, Fifth Harmony, Justin Bieber, One Direction, Selena Gomez, Shawn Mendes, Troy Ogletree, Troye Sivan
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Austin Mahone, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Normani Hamilton, Selena Gomez, Shawn Mendes, Troy Ogletree, Troye Sivan, Zayn Malik
Tags Camren, Camren G!p, Delena, Larry, Lauren G!p, Norminah, Vercy
Exibições 234
Palavras 1.281
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Musical (Songfic), Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


GENTEEE, MUITO OBRIGADA PELOS 50 FAVORITOS, ALLYLUIA MEU DEUS!!! SÉRIO MUITO OBRIGADA MESMO! <3
Gente, ainda estou em semana de prova de recuperação e só estou atualizando porque amanhã não tenho prova, vou tentar escrever o máximo que conseguir hoje, mas vai ser difícil porque meu pc queimou e estou usando o da minha mãe.
Inclusive ontem, se não me engano, tinha na minha prova falando de uma Carmen May(fodasse o resto do nome da pessoa) e eu li camren, tive que ler mais uma vez para ver q era carmen kkkkkk SÓ IGNOREM É SONO!
E galere eu mudei a idade das meninas, elas terão 17 ANOS, Okay?
Okay!
E Viadas eu ri muito escrevendo esse início pq MEU DEEEEUS DO CÉU!
Espero que gostem, comentem e adicionem aos favoritos e espero não decepcionar vcs em relação a fic! E inclusive estou escrevendo outra, mas isso deixa pra depois!

Capítulo 6 - Lauren Jauregui


POV LAUREN 

SEXTA-FEIRA DE TARDE 

-A-ah... - Movimentei mais rápido - Caralho... Tô quase-e... 

DINAH LIGANDO NO FACETIME

-OI LAAAAAaauuur... - Sua voz ia diminuindo enquanto falava meu apelido. - Nossa você tá muito suada... E vermelha. - Dinah falou. 

-Porra Dinah, ligou só pra isso? - Falei ficando irritada. 

-Lauren onde você tá? Lauren tu tá...? Meu Deus, cara! 

-O que você quer? - Já estava irritada. 

-Nesse momento, querendo saber se você estava batendo uma? 

-Minha intimidade, Dj, cala a boca. - Estava ficando com vergonha, ela começou a rir. 

-Tá bom... Vem pra minha casa às sete horas da noite. - Ela não pediu, ela mandou. 

-Por que? 

-Chamei as meninas pra dormir aqui, então traga pijama e roupa para passar o dia. 

-Tá bom, tchau. 

-ESPERA, você não respondeu a minha pergunta? 

-Esquece isso, Dinah. - Queria enfiar minha cabeça em um buraco e não sair nunca mais. 

-RESPONDE. 

-NÃO! VOU DESLIGAR. 

-FALA LOGO! Por favor... -  Pediu tentando parecer manhosa. 

-NÃO. - Falei e desliguei. 

Já tinha se passado uma semana desde que fomos à praia no primeiro dia de aula, ou seja, era sexta-feira de tarde e eu só queria morrer, é muito chato sem nada para fazer, mas enfim... Eu tenho saído bastante com as meninas e com a menina que eu estou saindo, a Keana, não vou dizer que muito gosto dela, mas ela até que beija bem, só fico com ela mesmo por comodismo mas não a amo. 

Eu contei a ela sobre a minha condição e a reação dela foi bem diferente da que eu imaginava, eu pensei que ela fosse fugir e foi totalmente ao contrário, ela só me beijou e falou que estava tudo bem.

Venho me irritando com ela toda hora porque ela fala que me ama, mas fica com outras pessoas, sinceramente, se isso é amor prefiro ficar sem, eu sei que não temos nada, só ficamos mas ela falar que me ama e ir transar com outra é fácil demais. Ela é fácil demais na verdade. No início estava gostando mas percebi que ela não se valoriza. Por isso eu não transo com ela, nem faço nada, só mãos bobas e nada mais, mas ela vem ultrapassando os limites, eu avisei-a que não gostava, na verdade que não queria isso agora, que estávamos indo rápido, mas ela não respeita isso, só fico com ela mesmo por comodismo, como disse antes, amor nunca teve.  

Eu deveria ter escutado a Dinah quando ela disse que a Keana não era boa pessoa. 

Agora eu estava em casa fazendo... Então né?!... Prefiro não comentar... 

Sai do meu quarto e fui para a cozinha encontrando minha mãe. - Mãe hoje eu vou pra casa da Dinah, tá? 

-Tá. E filha? - Falou quando virei para ir embora. 

-Oi? - Falei me virando ficando de frente para ela, enquanto a mesma estava cozinhando algo para comer. 

-Leve a sua irmã. 

-Ah não, mãe, desculpa mas hoje eu não levo ela. 

-Tá bom. Vai passar quanto tempo lá? - Ela pergunta parando de fazer sua comida e  olhando para mim. 

-Acho que vou ficar só hoje e volto amanhã de noite. 

Voltei para meu quarto para arrumar a mala, olhei o relógio e eram seis e meia, coloquei uma cueca de compressão, a parte de cima do biquíni, sabonete, roupas e fui tomar um banho. 

Depois de 15 minutos terminei o banho, vesti uma roupa, desci as escadas e fui para a garagem pegar minha moto e fui em direção à casa da Dinah, depois de cinco minutos chego lá e toco na campainha. 

-Oi punheteira. - Dinah me cumprimenta e me dá passagem para entra na sua casa. 

-Esquece isso, Dinah. 

-NÃO TEM COMO – Grita no meu ouvida, enquanto passo do seu lado, entrando na casa. - Você estava se masturbando e AINDA por cima tem a coragem de atender a ligação. - Fala mais baixo. - Você não tem vergonha na cara, não? 

-Não. - Falei sentando no sofá. 

-Vamos lá pro quarto, as meninas estão lá. 

-Suruba? 

-ADORO. - Responde gritando.

-A gente é doente. - Falei rindo e ela começou a gargalhar. 

-Pega as bebidas na geladeira. - Fala subindo as escadas.

-Não vou beber muito hoje. - Falei.

-Qual é, Lauren? Todo mundo sabe que tu bebe até se acabar, menina. Tu é pinguça.

Peguei as bebidas e fui em direção ao quarto no andar de cima. - A MAIS GOSTOSA CHEGOU, JÁ PODEM FICAR FELIZES. - Gritei abrindo a porta de repente as assustando. 

-Nem um pouco convencida, né? - Ally falou. 

-Mas ela tem gostosura de sobra. - A Normani falou me olhando de cima a baixo mordendo o lábio. 

-Verdade, olha o tamanho da gorda. - Vero fala rindo e é acompanhada por todas as garotas ali presentes. 

-Até parece que nunca quis pegar. - Falei tacando um travesseiro nela. 

-Até parece que VOCÊ nunca quis ME pegar. Aliás te pegaria de boa. - Vero falou e jogou o travesseiro em mim. 

-Como é Verônica? - Lucy bateu o travesseiro na vero.  

E foi assim que começou a guerra. O pior era que as meninas estavam de pijama curto, deixando suas coxas e parte da bunda a amostra. Ok, deu merda, pensamentos broxantes, velhinhas, cachorros, gatos, elas de biquíni na piscina, NÃO... Que merda... Ok... Sentei no chão e fiquei observando, pensando em qualquer outra coisa. Até que elas pararam percebendo que não fui atacada por travesseiros. AMÉM! ELAS PARARAM MEU DEUS! Mas me olharam por um tempo, se olharam... E pularam em cima de mim, péssima ideia... Meu pênis estava meio duro, virei para baixo rápido sendo atacada por cócegas, rindo muito. Peço para pararem e quando já estava ficando vermelha sem ar de tanto rir, elas param. 

Eu e Dinah estávamos bebendo, bem mais que as meninas. 

-Vamos brincar de verdade ou consequência! - Dinah fala depois de terminar a segunda garrafa de cerveja. 

-Vamos. - Todas falamos ao mesmo tempo. 

Dinah pega a garrafa e gira para em Ally. 

-Verdade ou consequência, pequena? 

-Verdade. - A menor responde. 

-O Troy é bom? Na cama?  

-Consequência. - A menor fala rápido. 

-Já escolheu não vale, Ally. - Mani fala rindo. - Responde sim ou não, não é nada demais. 

-Sim. - Girou a garrafa. - Lauren... Verdade ou consequência? 

-Consequência! 

-Você vai ter que correr pelada na rua. 

-Pelada não. - Falei. 

-Imagina a Jaureconda balançando. - Dinah fala rindo sendo acompanhada pelas meninas menos Camila que não entende. 

-Cala a boca Dinah! - Falei ríspida. 

-Calma, jauregay. 

-Não vou mais jogar. - Falei me levantando. 

-Senta aí, Laur. - Lucy fala. 

-Você corre só de roupas íntimas. - Selena falou. 

-Tá, vamos. - Falei descendo as escadas e tirando minha blusa, logo depois minha calça, ficando só de cueca e sutiã. 

-Você vai e volta correndo, nós vemos daqui. - Ally falou e eu nem dei o trabalho de responder, saí correndo chegando no final e voltando rápido, entrei correndo na casa da Dinah, peguei minhas roupas em cima do sofá e indo pro banheiro, me vestindo, escovei meus dentes com a minha escova que ficava na casa da Dinah. 

-ARRUMEM AS CAMAS, ESTOU COM SONO. - Gritei indo para a cozinha e pegando um copo de água.  

Subi para o quarto e as meninas estavam arrumando os colchões no chão. Lucy e Vero dormiriam no mesmo colchão do lado direito da cama da Dinah, Dinah e Mani na cama da Dinah, Selena e Camila em um colchão do lado esquerdo da cama de Dinah e eu no colchão embaixo da televisão que fica na parede em frente a cama da Dinah.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comente o que acharam, minha provas acabam sábado, então é provavel que domingo tenha mais um cap.
Mais uma vez MUITO OBRIGADA A TODOS pelos 50 favoritos, isso mudou bastante coisa, inclusive minha autoestima. <3
Espero n decepcionar vocês, viadas! <3
Tchauuuu...
Sono me define agora!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...