História Between Truth and Lies - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camila G!p, Camilag!p, Camren, Lauren Jauregui
Visualizações 632
Palavras 1.239
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi?

Capítulo 21 - End


CamilaPOV

Depois de muito grito dor e esforço, eu pude ouvir o choro do bebê. Meu filho havia nascido.

Olhei para o lado e vi Lauren com o rosto molhado de suor, a expressão cansada. Ela estava totalmente largada na cama, mas seu sorriso dizia que ela estava feliz agora.

Agradeci mentalmente a Deus pelos gritos cessaram pelas próximas horas. Meus ouvidos estavam meios sensíveis no momento.

O doutor me entregou o bebê enrolado em uma manta e eu o levei até Lauren. Assim que me aproximei da cama, ela abriu um sorriso e estendeu os braços para ele.

Eu vi as lágrimas descerem pelo seu rosto quando ela segurou Daniel pela primeira vez em seus braços. Foi a cena mais lindo que eu já havia visto em toda minha vida. Olhei para os dois e percebi que agora, eu me sentia mais completa do que antes. Agora eu teria minha família em meus braços.

— Camila. – Lauren sussurrou e virou para mim. – Ele tem seus olhos. – ela sorriu e me chamou. – Ele é a sua cara.

Eu ri bobamente e sentei ao seu lado, passando o braço ao redor dos seus ombros. Beijei sua testa e fiquei olhando meu filho nos braços da mulher que eu amo. Ampliei meu sorriso instantaneamente. O amor que eu sentia por ambos era algo fora do imaginável.

E eu estava quase explodindo de tanta felicidade.

LaurenPOV

Cinco meses depois

Abri os olhos quando o sol começou a deixar o quarto mais claro. Eram sete da manhã e Daniel acordaria em uma hora, teria que deixar seu café da manhã preparado para quando ele acordasse.

Olhei para o lado e vi Camila dormindo tranquilamente. Depois que voltou a trabalhar na empresa do pai, quase não tinha tempo para descansar.

Levantei e fiz minha higiene matinal antes de passar no quarto do meu filho. Ele estava a cara de Camila. Era a coisa mais linda que eu já tinha visto em minha vida, o que me fazia pensar se eu era mãe mesmo desse menino.

Sorri e sai do quarto descendo direto para cozinha para preparar o café da manhã dos dois amores da minha vida. Minha vida estava perfeita.

Depois do nascimento do Daniel, nós fomos para a casa dos meus sogros. Assim que pisamos lá, me surpreendi com a pequena reunião que estava tendo lá. Isso tudo porque eu havia me esquecido de comemorar meu primeiro ano de casamento com Camila. Nosso contrato estava acabado, mas eu não a deixaria por nada desse mundo.

Sofia está no sexto mês de gestação e está tendo todo o tipo de coisas de grávida que eu não tive. Ela está tendo cinco vezes mais desejo que eu, seu humor está mudando constantemente e seus enjoos são terríveis. E quem mais sofre com isso é Bella. A coitada tem que fazer tudo que a ela quer, se não ela já começar chorar dizendo que Bella não a ama.

Esses dias eu pedi desculpas a Camila se eu fiz alguma coisa do tipo com ela durante minha gravidez, mas ela disse que a única coisa que mais assustou ela foram meus gritos na hora do parto.

Ally descobriu que está grávida. Nunca tinha visto meu irmão tão maluco como ele está agora. Ele praticamente não deixa Ally nem andar. Estávamos conversando esses dias e ela me contou que ele havia negado sexo com ela até o bebê nascer, pois tinha medo de machucá-lo. Mesmo ela falando pra ele que o bebê estava bem protegido, ele não aceitava, mas pelo jeito isso mudou, pois ontem Ally apareceu com um brilho no olhar muito diferente do que estava no dia que conversamos. Aquele mesmo brilho que eu ficava depois de fazer um sexo selvagem com Camila.

Sinuh estava mais do que feliz. Ela já havia começado seu papel de avó com Daniel, o deixando fazer o que quisesse. E Alejandro esta ajudando, eu já estou vendo que eu iria ter muito trabalho com esses três juntos.

Terminei de fazer o café e subi para o quarto do meu filho. Sentei-me no sofá, com uma caneca de café na mão enquanto esperava meu filho acordar. Era tão bom vê-lo dormindo. Eu me sentia em um mundo totalmente diferente do que eu havia vivido antes dele nascer. Com Ariana armando para todo mundo. Hoje ela tinha o que merecia e eu não sentia a menor falta dela.

Era uma prima que eu nunca conheci e nunca faria questão de conhecer. Aquela mulher tinha muito ódio no coração e ser cercada por gente desse tipo não fazia bem a ninguém. Ainda bem que meu bebê nasceu depois da morte dessa mulher, eu tinha até medo de pensar o que estaria acontecendo agora com ela ainda viva.

Senti braços envolvendo meus ombros e sorri ao olhar para Camila. Existia mulher mais perfeito que essa? Com certeza não. Ela retribuiu meu sorriso e me beijou. Quando seus lábios encontraram os meus, o choque que se passou pelo meu corpo desde o nosso primeiro beijou, estava ali novamente. Era como se eu nunca tivesse sentindo aqueles lábios sobre o meu.

— Bom dia amor. – ela sussurrou e voltou me beijar.

Separamos quando um resmungo suave veio do berço de Daniel. Entrei minha caneca para Camila e me fui pegar meu filho. Assim que me viu, Daniel abriu um sorriso. Aquele mesmo sorriso que ele não parava de dar, desde os dois meses. Sorri pra ele e peguei meu bebê no colo.

— Bom dia meu gatinho. – dei um beijo em sua bochecha e ele continuava sorrindo. Eu o amava tanto. – Dormiu bem coisa mais gostosa da mamãe? – E ele... Continuava sorrindo.

Camila me abraçou por trás e Daniel esticou os bracinhos para ela. E assim Camila fez. Pegou Daniel no colo, enquanto fazia palhaçadas para nosso filho que dava gargalhadas gostosas.

Descemos para tomar café. Camila deu o papa para Daniel e depois que eu o pequei  no colo, e Camila tomou o seu próprio.

Eu precisava falar que era feliz com esses dois? Não, acho que não. Pois em cada momento da minha vida eu demonstrava isso. Não só como era feliz com ela, como os amava também. Minha vida era perfeita, disso eu não tinha o que reclamar.

(..)

Fui para o quarto e ouvi risadas vindas do banheiro. Entrei e vi Camila brincando com Daniel, fazendo a maior algazarra. Eu sorri ao ver os dois amores da minha vida juntos. Despi-me e entrei no boxer juntos com eles. Daniel veio para meu colo e Camila me abraçou por trás.

— Eu sou a mulher mais feliz do mundo por sua causa Lauren. Não consigo imaginar minha vida sem você e esse pequeno. Vocês dois são tudo para mim e eu não me arrependo nenhum pouco de um dia ter te forçado a se casar comigo. – Ela riu e beijou meu ombro, uma lágrima escorreu pelo rosto e se misturou com a água. – Depois que você entrou na minha vida tudo resolveu se encaixar e fazer sentido. Você é a pessoa mais importante desse mundo e eu não sei o que faria se te perdesse.

Eu sorri e me virei para ela. Daniel brincava com o pote de shampoo totalmente alheio as declarações de Camila. Beijei suavemente a boca da minha esposa e depois a testa do meu filho.

Camila era minha alma gêmea. De um jeito ou de outro ficaríamos juntas. Estava escrito, era nosso destino.
 


Notas Finais


Obrigada a quem favorito e comento :)
Fim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...