História Between two Times - Taekook - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bangtan Boys, Between Two Times, Bts, Jungkook, Jungkook Tops, Kook, Kpop, Tae, Taehyung, Taehyung Bottom, Taekook, Vkook
Visualizações 155
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


fui ligeira para postar o capítulo dessa vez né?? jskskg, boa leitura amores 💓

Capítulo 19 - Busca


Fanfic / Fanfiction Between two Times - Taekook - Capítulo 19 - Busca

Pov Taehyung.
Eu estava deitado em minha cama quando meu quarto foi invadido pelos guardas reais. 

- Quem deu autorização para vocês entrarem desse jeito em meus aposentos? - Falei em um tom alto. 

- Estamos aqui à pedido do rei, seu amigo Jeon Jungkook fugiu e viemos conferir se ele não estava com você. - O guarda disse e eu deixei escapar um pequeno sorriso de meus lábios.

- Eu passei os últimos dois dias trancado nesse quarto, você acha mesmo que ele iria estar comigo? 

- Tudo bem, você será questionado pelo seu pai para garantir que você não tem nenhum envolvimento com a fuga de seu amigo. - Os guardas saíram de meu quarto me deixando sozinho novamente. 

Eu estava muito feliz pelo fato de Jungkook ter escapado, agora ele provavelmente estava em segurança, ou pelo menos, vivo. Eu queria muito encontrá-lo e dar muitos beijos nele, mas tinha que esperar um tempo para as coisas se acalmarem, meu pai certamente já devia ter mandado equipes de busca, então eu mesmo tinha que encontrar Kookie. 

Lembrei então de meu melhor amigo de infância, Jimin, ele era filho de um rico dono de terras e eles tinham alguns soldados já que sua residência ficava perto da fronteira com  Cheongdo, eles poderiam ceder alguns de seus soldados para apenas procurar Jungkook. Nem parei para pensar e logo comecei a escrever uma carta para Jimin, a resposta demoraria alguns dias para chegar. 

Dois dias se passaram quando finalmente a reposta chegou, durante esses dias meu pai me aplicou um questionário mas nada aconteceu, as buscas por Jungkook estavam falhando, nunca o encontravam, o que me fez acreditar que ele provavelmente estava em um reino vizinho. Eu estava com a carta de resposta em minhas mãos, me sentei em minha escrevaninha e a abri. 

- "Olá Taehyung, no momento que você estiver lendo esta carta eu já estarei no caminho para a corte, e comigo trarei cinco soldados, como pediu, sinto saudade de você irmão, abraços." 

Um sorriso se formou em meus lábios, eu poderia buscar por Jungkook e finalmente ver ele. Notei que havia mais uma carta junto à de Jimin, o nome de quem enviou estava em anônimo, então abri a mesma com pressa. 

"Tae, meu amor, você deve estar se perguntando onde eu estou nesse momento, eu estou em um pequena cidade de Miryang, mais ou menos 30 minutos da fronteira, estou junto com Aurora, foi ela quem me tirou da prisão e me trouxe para cá, eu estou bem, não se precoupe comigo, você poderia vir me visitar, estou louco para te ver amor. Da sua alma Gêmea, Jeon Jungkook." - Deixei lágrimas de emoção caírem sobre aquela carta, eu estava tão feliz nada poderia me deixar triste naquele momento. 

- Querido? - Uma voz feminina surge no ambiente e eu assutado cubro rapidamente a carta.

- Mãe! O que ouve? - Pergunto com um sorriso forçado. 

- Tae, meu amor, você ficou esses dias todos aqui trancado em seu quarto, nem viu as coisas acontecerem. - Falou sentando em um poltrona perto de mim. 

- Como assim? 

- Seu casamento com Hyoeun, seu pai decidiu adiantar ele.  - Minha mãe falou com a cabeça baixa.

- O QUE? Para quando ele programou? - Pergunto me levantando da cadeira. 

- Calma querido, não surte. 

- COMO ASSIM MÃE? FALE LOGO! 

- Será daqui cinco dias. 

- NÃO, EU NÃO POSSO ME CASAR. - Falo puxando fortemente meus cabelos. 

- Querido. - Falou se levantando da poltrona e tirando minhas mãos de meu cabelo. - Você sempre soube que se casaria, você e Hyoeun estão noivos desde os 14 anos. 

- Eu sei mãe, mas eu amo outra pessoa. - Deixo escorrer algumas lágrimas.

- Filho. - Falou secando meu rosto. - Eu sei que isso pode ser difícil, mas você sabe que se voltar com Jungkook ele será morto. 

- Sim mãe, eu me odeio, me odeio por me cegar achando que poderia ficar com alguém que eu realmente queria, sabendo que nós, nobres, não temos esse direito. - Falei a abraçando e afundando meu rosto cheio de lágrimas em seu ombro. 

- Não se odeie meu querido, pense que se você se casar, Jungkook será livre, ele não será mais procurado. 

Ela saiu do quarto e eu logo me deitei na cama ainda chorando um pouco, eu tinha acabado de descobrir onde Kookie estava e agora me dizem que vou me casar daqui cinco dias, isso não poderia estar acontecendo, eu acabo adormecendo quando acordo com batidas em minha porta, quando a abro vejo a imagem de Jimin que estava com um sorriso no rosto que logo se desfez por provavelmente me ver em estado deplorável.

- Oh meu deus Taehyung! O que aconteceu? - Falou entrando dentro de meus aposentos.

- A notícia não chegou não chegou até você? 

- Como assim? Não estou te entendendo. - Expliquei tudo o que aconteceu para Jimin e ele se manteu calado.

- Você me odeia? - Perguntei ao ver o mesmo com cabeça baixa.

- Claro que não Tae, você é meu melhor amigo, como eu te odiaria? 

- Todos no reino me odeiam pelo fato de eu ter me relacionado com um homem. 

- Tae, eu nunca te julgaria por amar alguém, independente de quem fosse. - Um sorriso se forma em meus lábios por causa das palavras de Jimin.

- Jimin, eu te chamei aqui justamente por conta dele, a princípio era para encontrá-lo mas agora eu já sei onde ele está e tenho que ir até ele protegido pelo seus soldados. 

- Mas é claro, só de as coordenadas certas que nós iremos. 

- Jimin, eu vou me casar daqui cinco dias, creio que não dará tempo. 

- Por que? 

- Ele está em Miryang, e não podemos ir pela estrada principal pois seremos encontrados pelos guardas reais, temos que ir pelo outro lado o que demorará muito. 

- Porra! Desculpa pela palavra, mas Tae, você está ferrado. 

- Sim eu estou, já aceitei o fato de que terei que me casar com Hyoeun, porque fazendo isso Jungkook ficará mais seguro e poderá voltar para Daegu.

- Você que decide, podemos ir depois de seu casamento.

- Sim, podemos.

- Tudo bem, agora eu vou descansar, a viagem foi muito cansativa, fique bem Tae, dará tudo certo. - Falou saindo dos meus aposentos. 

Eu já estava decidido, iria me casar com Hyoeun, me tornar rei, fazer um herdeiro e passar o resto de minha vida com Jungkook sendo meu amante, isso se ele aceitasse, é claro.


Notas Finais


o que acham que vai acontecer com tae hm? será que ele vai mesmo se casar com hyoeun? o próximo capítulo já está escrito e prometo que postarei durante essa semana 💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...