História Between two worlds - Min Yoongi fanfiction - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Min Yoongi, Rap Monster, Romance, Sobrenatural, Taehyung, Você
Visualizações 28
Palavras 1.501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, eu decidi começar a escrever uma fanfic juntamente com a minha prima. É dedicada ao bts, grupo por qual ambas sofremos kkj

Eu espero que vocês gostem do que virá por aí.

Capítulo 1 - The Beginning


Fanfic / Fanfiction Between two worlds - Min Yoongi fanfiction - Capítulo 1 - The Beginning


Todos achavam a família Kim peculiar, corriam inúmerosos boatos pela vila de que eles guardavam quartos repletos de armas perigosas capazes de magoar qualquer um. Todos se perguntavam o que eles poderiam ser, mas sem resposta alguma. A verdade tinha que ser escondida para a total protecção da pequena vila.


____ era descendente de uma linha de caçadores que protegiam o mundo dos humanos dessas criaturas. Apesar desse legado ter sido passado através das gerações da sua família até ela, esta era bondosa demais para suportar a dor de ver alguém a sofrer, mesmo estes sendo seres que, na maior parte das vezes, acabavam com a vida das pessoas para seu próprio desfrute e diversão, a sangue frio. Porém nem tudo foi sempre um mar de rosas, tudo mudou quando o seu irmão saíra para combater com um vampiro que se contentava a derramar sangue de pessoas inocentes e que vinha a aterrorizar os habitantes da vila com tais aparições inexplicáveis. O seu irmão já tinha a preparação completa e pensava estar apto para a tarefa, porém, infelizmente, esse não foi o sucedido. Pouco após ter alcançado a casa abandonada onde o vampiro vivia não se apercebera que este estava um passo à sua frente e já o esperava.


 Irmão _____ pov's on 


Quando já estava em frente aquela casa medonha, preparei as estacas que eu havia trazido numa pequena mochila e alguma verbena (veneno letal para o vampiro) dentro de seringas e as coloquei na faixa que tinha no peito. Analisei por um tempo se havia alguma movimentação ao redor da casa, nao encontrando ninguém decidi entrar, mas como seria óbvio demais entrar pela porta principal segui até uma janela que já se encontrava aberta. Logo que entrei fiquei pasmado, um grande medo se apoderou do meu corpo, porque até agora não tinha percebido o real perigo ao qual estava exposto. Por todos os cantos estavam deitados corpos, uns mortos e outros presos com correntes grossas à parede causando enormes feridas na pele. Quando me passou o choque comecei a vaguear pela casa tentando encontrar algo evitando fazer qualquer ruído desnecessário.

Acabando de inspecionar a casa, sem muito que me pudesse ajudar a saber a localização deste vampiro desci as escadarias e dirigi-me para a porta da entrada. Eu estava com receio do que me poderia acontecer se ficasse mais um segundo dentro daquela casa, mas não pude deixar de ajudar aquelas poucas pessoas que com pequenos movimentos no chão frio anunciavam que estavam vivas. Uma a uma ajudei-as, porém quando estava a tentar ajudar a pessoa restante um vampiro apareceu por detrás de mim com os seus olhos vermelhos e presas sedentas por sangue.  Tentei soltar-me e usar verbena nele para o desabilitar e ter tempo suficiente de utilizar as estacas, mas foi aí que percebi que ele não se encontrava sozinho. Desde aí não vi mais nada, apenas me lembro de ter caído no chão e sentir os caninos a penetrarem na minha pele. Sentia-me cada vez mais fraco até que…

Irmão ____ Pov ' s off


E foi assim que o irmão de Kim ___ perdera a sua vida a fazer o bem.

Semanas mais tarde, ainda sem notícias do seu filho os pais e as irmãs dele já se encontravam inconsoláveis e cientes do que podia ter sucedido. Até que o pior foi confirmado. A polícia havia encontrado os corpos de vários mortos e dentre eles encontrava-se o irmão de ____.

Passados dias realizou-se o funeral, mas  ____  estava tão debilitada, frágil e a carregar uma dor insuportável que não compareceu ao mesmo. Ela arrependia-se todos os dias por não o ter feito mas ao mesmo tempo estava ciente que não iria aguentar a dor de o ver, o seu querido irmão, aquela pessoa que a mimava, defendia, protegia e que ela amava, morto.

Com o passar do tempo, quando ___ completou os seus 18 anos a sua dor havia passado, porém esta passou a sentir um novo sentimento que pensava nunca ser capaz de sentir, raiva. Aquela menina doce e bondosa que aos 16 anos havia perdido o irmão transformara-se numa pessoa que procurava vingança e justiça pela sua morte, jurando não ter piedade no que se tratava a assassinos a sangue frio como aquele que havia morto o seu irmão. Para isso iniciou os seus treinamentos e preparação física, com o auxílio dos seus pais, que já haviam acabado com a vida daqueles que ousaram um dia tocar no seu querido filho.

Neste momento necessitavam uns dos outros, precisavam de estar mais unidos, mãe, pai, Kim ___ e Kim Yura, a sua irmã mais nova que havia completado os seus 16 anos recentemente. Com isto os pais de ____ decidiram em, consenso, que seria melhor para a família mudar de cidade pelos simples motivos de não avistarem um único rastro sobrenatural na vila e para tentarem esqueçer a dor que a morte do seu filho lhes relembrava. E foi então que encontraram um apartamento na cidade de Silent Hills com a renda relativamente baixa e em boa qualidade, para o qual se decidiram mudar. Silent Hills era registada por ser uma cidade com muita atividade paranormal e acreditava-se nos mitos em que nesta existiam todos os tipos de criaturas sobrenaturais.


Kim ____ Pov ' s on 


A noite anterior foi muito cansativa. Ontem, por algum motivo não conseguia dormir e por isso pus-me a ver um filme durante toda a noite. Arrependo-me bem de o ter feito, nunca que eu imaginava que acordaria com esta dor de cabeça. Também quem é que acorda às 6:30 da manhã para apanhar um voo?! Só pedia para ter nascido numa família normal…. Bem… para a próxima talvez.

-- Kim ___ para fora da cama sua preguiçosa e veste-te senão vamos perder o voo. Não me obrigues a ir buscar um balde de água fria! - gritou a minha mãe impaciente com os preparativos para a mudança.

-- Já vou!! Mais…(bocejando) 5 minutos- disse ainda sonolenta e com uma enorme dor de cabeça.

-- Kim  ____ para fora dessa cama imediatamente! Lamento mas o sono de beleza acabou por hoje “princesa”- disse meu pai rindo ao mesmo tempo.

 Bem acho que não tenho muita escolha, tenho?? Por fim decidi levantar-me e ir ao banheiro me preparar. Pelo caminho vi uma foto de mim e do meu irmão quando éramos mais novos, não aguentei em deixar cair uma lágrima. Eu sinto muito a tua falta, sabes? Mas não te preocupes, que a tua morte não será em vão.

Quando cheguei ao banheiro, fiz as minhas higienes matinais, aproveitei e passei uma maquiagem simples e fui para o meu quarto onde vesti as roupas que tinha separado no dia anterior. Após isso,  já com a minha mala e bolsa na mão desci as escadas para a sala, abri a porta da entrada, peguei nas chaves e entrei no carro. Logo depois, os meus pais e Yura vieram e dirigimo-nos para o aeroporto.


"1 hora depois"

Quando lá chegamos, os meus pais trataram dos bilhetes e dos passaportes. Quando o processo estava finalizado e o avião já se encontrava no cais, subimos e o mesmo partiu.

                                                     

"Momentos depois"

A viagem mal tinha começado e eu já me sentia enjoada! Que impressionante! Só mesmo eu, Kim ____. Bem, estava eu perdida nos meus pensamentos, tentando controlar os vômitos e a minha insuportável dor de cabeça, quando a hospedeira passou a perguntar aos passageiros se desejavam alguma coisa. De repente reparei que esta me olhava com um semblante um pouco assustado e perguntei-me se tinha feito algo de errado, porém não me apercebi que os seus olhos haviam mudado de castanho claro para um ligeiro amarelo. Quando decidi olhar novamente em frente reparei que ela não estava mais ali.

Kim ____ pov ' s off


Hospedeira Pov’s on 

                                                 

Como em todos os voos, eu estava a atravessar o corredor com as bandejas de comida e bebidas pronta para servir os passageiros. Parei assim que vi aquela garota. Sei lá o que me deu. Ela apenas parecia diferente, a energia que sentia vindo dela era algo forte. Reparei no seu incómodo, talvez devido a enjoos já que a mesma estava suando frio e com a cara bem branca. Aproveitei quando desviou o seu olhar para utilizar a minha visão e confirmar as minhas expectativas. O meu olhar se direcionou para o seu braço delicado me dando a visão de um símbolo vermelho. Segundos depois dei-me conta do perigo que corria. Ela era uma caçadora. Em passos rápidos e pesados afastei-me com receio de ter sido notada e entrei numa das cabines onde os outros hospedeiros se encontravam.


Kim ____ pov's on 


Após o ocorrido, decidi descansar até ao fim da viagem em vez de olhar para o exterior do avião o que me causava cada vez mais náuseas.


"Passadas algumas horas" 


-- Querida, a viagem terminou! Pega nas tuas malas, que já estamos de saída. - disse a voz doce da minha mãe. 


Já no exterior do aeroporto, esperava-nos um táxi que nos levaria até o apartamento, onde iríamos viver a partir de agora.



Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado do primeiro capítulo. Desculpem qualquer erro.

Bye! Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...