História Between you and me - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Tags Delena, Diarios De Um Vampiro, Romance, Tvd
Exibições 96
Palavras 1.315
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Jogo da sedução


Fanfic / Fanfiction Between you and me - Capítulo 3 - Jogo da sedução

Me senti ser puxada com firmeza até uma sala de aula. Quando olhei para minha frente vi Damon, com seu maldito sorriso sedutor. Alguns segundos depois ele passou a chave na porta.

Elena: O que você pensa que está fazendo?

Damon: Não se faça de inocente Elena. Você passou o dia inteiro me provocando e agora quer fingir que nada aconteceu?

Elena: Talvez você só esteja imaginando coisas.

Fiz a cara mais sínica possível. Estava me controlando para não lhe mandar pro inferno. Damon acha que só ele pode brincar, bom que saiba que está muito enganado.

Damon: Você quer o mesmo que eu quero Elena. Podemos ficar juntos e depois apenas esquecer o que aconteceu como na outra noite.

Ele me olhava com a cara mais maliciosa possível. Quem ele pensa que é pra me tratar assim? Ou melhor o que acha que eu sou pra me fazer esse tipo de proposta. Cheguei em passos lentos na sua direção e quando estava a centímetros de seus lábios, olhei dentro dos seus olhos e disparei.

Elena: Do que está falando? Como você mesmo disse, aquela noite não significou nada. E se eu precisar de alguém para me divertir você seria a última pessoa que eu procuraria. Alguém que consiga me dar prazer de verdade.

Agora o olhava com deboche.

Elena: Até a próxima professor Salvatore.

Saí dali, mas não sem antes ver sua expressão incrédula. Damon agia como se fosse inadmissível que alguém lhe rejeitasse. Eu o faria repensar tudo o que sempre considerou certo e o deixaria louco.

(...)

Depois do pequeno incidente na sala de aula fui para a cantina onde Bonnie me esperava, já sentada em uma das mesas.

Bonnie: Você demorou Elena. Achei que tinha esquecido o caminho.

Elena: Muito engraçado. Eu só tinha que terminar minhas anotações.

Ela assentiu e nós comemos em silêncio o lanche. Quando terminamos conversamos por um tempo, até que o sinal tocou, anunciando a próxima aula. Seguimos até a sala de aula, na qual Alaric, o professor de história, já nos esperava. Ele era considerado por todos o melhor e mais carismático professor. Sempre tinha ótimos conselhos para todos.

Alaric: Sentem-se alunos. Hoje vou fazer um sorteio para um trabalho sobre a Guerra de Secessão. O principal objetivo é fazê-los interagirem entre si e se conhecerem melhor, já que vão ter que se reunir para fazer o mesmo. E aviso que vão ser suas duplas até o final do ano letivo, então é melhor que tentem se dar bem.

Alaric começou um sorteio para decidir as duplas. Eu estava torcendo para cair com uma das meninas.

Alaric: Elena e... Stefan.

O quê? Quem era Stefan? Nunca o tinha visto na sala de aula. Pelo visto sou mais desatenta do que pensei. Olhei ao meu redor e vi um garoto olhando em minha direção, provavelmente ele devia ser Stefan. Eu ia em sua direção quando Lauren, uma garota metida que sempre cuidava da vida de todo mundo, se pôs em minha frente.

Lauren: Você não deu sorte Elena. Caiu com o maior e mais idiota nerd da escola.

Garota idiota. Quem ela pensa que é para falar assim dos outros. Mas eu precisava saber um pouco mais do meu colega de trabalho. Até porque iríamos nos encontrar frequentemente para fazer os trabalhos.

Elena: Você sabe alguma coisa sobre ele?

Ela me respondeu prontamente, como se não visse a hora que eu iria perguntar isso.

Lauren: Tirando que ele é o maior nerd de toda a faculdade?

Rolei os olhos.

Lauren: Stefan sempre está sozinho. Ninguém nunca o vê conversar com ninguém. É muito antissocial e parece não ter amigos. E também é irmão de...

Ela ia continuar falando, mas Stefan parou na nossa frente e falou que precisava conversar comigo sobre o trabalho.

Elena: Claro. É melhor falarmos na hora que tocar novamente para o lanche. O que acha? Assim temos mais tempo para combinar os detalhes.

Ele concordou comigo e voltou para sua cadeira. Passaram- se mais alguns minutos e finalmente o estridente sinal tocou. Todos saíram da sala e só ficou Stefan e eu que estava lhe esperando.

Elena: Vamos?

Stefan assentiu e nós fomos andando em direção ao refeitório. Quando chegamos lá, todos pareciam surpresos e nos olhavam como se fossemos de outro planeta. Procurei uma mesa mais isolada e nos sentamos.

Elena: Porque será que eles reagiram assim a nossa chegada?

Stefan: Não foi por sua causa. Foi por mim. Eles devem estar achando estranho o garoto antissocial acompanhado por alguém.

Pelo visto os boatos de que Stefan era isolado e sempre solitário eram verdade. Ele falava como se não se importasse, mas eu sinto que no fundo é tudo uma armadura. Deve ser duro ainda ter que morar aqui na universidade. Eu já tinha me acostumado, mas acho que deve ser difícil pra ele.

Stefan: Então vamos falar do trabalho?

Elena: Claro.

Nós combinamos alguns detalhes do que íamos fazer e depois marcamos de nos encontrar na casa dele para fazer o trabalho. Quando terminamos de falar tudo, Stefan falou me surpreendendo.

Stefan: Não precisa se sentir obrigada a lanchar comigo.

Elena: Não é nenhuma obrigação, mas se eu estiver te incomodando posso...

Ele sorriu pra mim e concluiu.

Stefan: Não é incômodo nenhum. Só achei que ia preferir lanchar com suas amigas.

Eu sorri de volta. Terminamos de comer e fomos para nossas respectivas salas de aula. Tínhamos aulas diferentes agora. Olhei o horário e vi que agora eu teria aula de matemática. Só me faltava essa agora. Fui logo para a sala antes que meu ''adorado'' professor resolvesse fazer um discurso de como não devemos chegar nem um minuto atrasados. Chegando lá fiquei quieta na cadeira esperando. Damon tinha a fama de ser um professor bem severo e que não tinha paciência para lidar com seus alunos. Enquanto eu estava perdida em pensamentos ouvi sua voz rouca.

Damon: Gilbert, está me ouvindo?

Damon falava meu sobrenome lentamente e com sua costumeira voz sensual como se quisesse me enlouquecer. Nem tinha notado que ele havia entrado na sala. Me recompus e respondi sua pergunta.

Elena: Claro!

Ele me lançou um olhar desafiador.

Damon: Então quero que me faça um resumo de tudo o que eu disse até agora e me entregue até o final da aula.

Droga, eu não fazia a mínima ideia do que ele tinha dito até agora. Peguei uma folha do caderno e abri a caneta lentamente como se quisesse adiar o inevitável. Passei um tempo só rodando a caneta entre as duas mãos. Como vou escrever se não sei o que ele pode ter dito. Suspirei. Já estava ficando zangada. Olhei no relógio da parede e faltava só 5 minutos para terminar a aula. O tempo passou rapidamente. O sinal tocou e todos os alunos já estavam saindo da sala. Bonnie e Caroline me lançaram um olhar de sinto muito e saíram. Quando todo mundo já havia se retirado da sala, me aproximei da mesa de Damon com a folha em branco.

Elena: Você sabe muito bem que eu não faço a mínima ideia do que tenha falado na aula.

E lá estava de novo o maldito sorriso irônico.

Damon: Eu não tenho culpa se você não presta atenção na aula Elena. Deveria estar pensando em algo muito interessante.

Corei com o que ele disse, mas não me deixei abater. Olhei profundamente pra ele.

Elena: Na verdade não, nada de interessante. Muito pelo contrário.

Superando todas as minhas expectativas ele me falou:

Damon: Você acha que vai conseguir me domar? Não se engane doce Elena. No jogo de sedução eu já tenho doutorado.

E assim como se não fosse nada, piscou pra mim e saiu da sala. Me deixando lá com os pensamentos fervendo.

Em algum momento ela vai te provocar sem estar te querendo... Entenda, é apenas o joguinho dela sobre autoestima. Jogue!

-(Allê Barbosa)

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...