História Between You (JiKook/Yoonmin) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookie, Lemon, Suga, Yaoi, Yoongi, Yoonmin
Exibições 306
Palavras 1.732
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hi, Sweet's! Espero que estejam bem e ansiosos para ler mais um cap. Boa leitura. 😘😘😘
Bjin
~ Kim

Capítulo 7 - Garoto estranho


Fanfic / Fanfiction Between You (JiKook/Yoonmin) - Capítulo 7 - Garoto estranho

Sexta feira, 28 de outubro

O sono insistia em me dominar e eu não conseguia absorver nada da aula que o professor ministrava naquele momento.

_ Agora sentem-se em duplas e respondam as páginas 35 à 38. _ o professor fala.

Olho ao redor vendo todos escolherem suas duplas. Vejo Jin alternar o olhar entre mim e Nam, como se estivesse debatendo internamente com quem ficar. Vejo Nam esperar sua decisão e olhar para mim. Faço um “tudo bem” mudo para Jin, e este me olhou triste pedindo desculpa.

_ Professor, posso fazer sozinho? _ perguntei ao constatar que todos já estavam em duplas menos eu e o ser que eu mais evitava.

_ Não Sr. Park, o senhor deverá se juntar com alguém. _ fala.

_ Tudo bem. _ digo vencido.

Levanto-me de meu assento e caminho lentamente para sentar ao lado de Jungkook. Minha expressão deixa claro o meu evidente descontentamento por ter que fazer aquilo.

_ Eu faço as páginas 35 e 36, e você o restante. É melhor dividirmos. _ fala.

_ Que seja. _ falo ríspido.

Sento-me ao seu lado e começo a depositar meus pertences em cima da mesa. Quando ponho meu livro sobre a mesa, ele mexe no seu e sem querer nossos dedos se encostam. Sinto aquela eletricidade que é tão familiar. Fecho os olhos para me recuperar das sensações que ele me causa.

_ Desculpe. _ Jungkook diz triste.

_ Só.. só faz a sua parte. _ digo.

_ Sim... Farei minha parte.

Começamos a resolver as questões matemáticas que cada um ficou encarregado. Adoro matemática, então me empenho no que estou fazendo e tento não lembrar da presença de Jeon.

_ Aish! _ ele exclama. _ Essas equações parecem até você: tão difícil.

Viro meu rosto em sua direção. Não acredito no que disse. Ele que resolve me trocar, me abandonar e ainda me chama de difícil.

_ E você é um completo idiota. _ sorrio sarcasticamente. _ Só faz a porra do exercício.

No final da aula já tínhamos entregado a atividade resolvida ao professor, e ele havia nos liberado. Foi difícil manter a concentração quando sua dupla é alguém que você só quer longe de si, mas no final ocorreu “tudo” bem.

Não quis me juntar a meus amigos, então caminhei em direção a cantina para comprar meu lanche, e logo em seguida fui sentar-me no campo da escola.

_ Aish! Hoje é o meu dia... _ exclamo ao ver quem estava sentado no banco que ficava logo na entrada do campo.

Penso em voltar, mas olho para o lado direito do local e avisto um lugar vazio em baixo de uma árvore. Então passo por Yoongi e sigo em direção ao meu destino.

_ Yaa... _ fala ao reparar que me distancio.

_ Não tenho nada para falar com você. _ grito para que escute.

Já estava a uma distância considerável dele, quando ouço passos e depois uma mão puxar o meu braço. Olho-o com indiferença.

_ Você me ignorou? _ pergunta.

_ Você disse que eu deveria me distanciar. _ digo sarcástico.

O contato entre nossos olhos se faz presente e o ar se faz ausente. Acreditaria facilmente que ele poderia ser um anjo, se ele tivesse se mantido de boca fechada naquela noite.

                       ∆~~~~∆

2 dias atrás

Demorou somente alguns segundos para que eu pudesse processar o que havia se passado ali, então corri até a porta do banheiro e passei por ela.

_ Yaa... _ gritei. _ Como assim?

Encontrei ele andando lentamente pelo corredor desértico. Parou assim que escutou o som da minha voz, mas continuou de costas para mim.

_ O que você quer? _ falou.

_ Saber o que você quis dizer com "a melhor parte da sua noite". _ exigi.

Observo ele virar em minha direção e caminhar lentamente. Não consigo deixar de admira-lo. Tudo nele é atraente: a forma como anda, como me olha, como sorri discretamente.

_ Você quer mesmo saber? _ ri convencido.

Não consegui responde-lo. Aqueles olhos escuros me fitavam fixamente. O que ele estava tentando fazer?.

_ Quem cala consente. Já ouviu esse ditado? _ fala.

_ O-o q-que você pretende? _ falei meio nervoso.

Se aproxima cada vez mais de mim, até o ponto de estar somente a dois passos de distância.

_ Você sabe quem sou? _ pergunta.

_ N-Não... Eu nunca havia te visto antes a não ser no pátio da escola. _ falo.

_ Então não tenta se aproximar. _ fala simples.

_ Eu não estou me aproximando, você que chegou e me disse aquilo sem eu ao menos te conhecer. _ disse ao constatar que ele tinha sérios problemas.

_ Eu não sou muito bom em consolar. _ falou rindo.

_ Por que eu iria pedir o seu consolo? _ perguntei ríspido.

_ Porque é disso que você precisará se nos aproximarmos.

Olhei-o com se fosse louco, o sangue começando a fervilhar em minhas veias. Que garoto mais convencido. Como ele pôde dizer essas coisas para alguém que não conhece?

_ E você? Me conhece? _ perguntei. _ Não! E nem conhecerá, pois eu não quero nenhum tipo de aproximação de você. Não se preocupe.

Passei por ele e sai pisando firme. Não voltaria a falar com esse garoto.

                       ∆~~~~∆

Liberto-me de seu aperto, e a fome já não me vinha mais.

_ Só estou fazendo o que você mesmo pediu. _ digo. _ Aqui ... Pode ficar, não tenho mais fome. _ entrego lhe meu lanche.

_ Pelo menos nisso você é inteligente. _ encara-me.

_ Como você me diz isso se nem me conhece, garoto? _ pergunto com raiva.

_ Sei o suficiente sobre você.

_ Tipo... _ insinuo para que continue falando.

_ Que você foi burro a ponto de acreditar.

_ Em quê? _ pergunto cheio de confusão.

Yoongi solta um sorriso exasperado e morde os lábios. Meus olhos não conseguem desviar daquela cena. Então surpreendo-me ao me encontrar sozinho, eu o observava se distanciar lentamente. Como ele pôde me deixar assim? Esse garoto me irrita.

                       ∆~~~∆

_ Imagina quando estivermos aqui, hyung _ digo empolgado.

_ Já estamos aqui Jiminie _ ri.

_ Ahh, Jinnie! Você entendeu... _ falo. _ quis dizer quando começarmos a estudar.

Caminhávamos em direção a diretoria da Universidade Nacional de Artes da Coreia. Finalmente havia chegado o dia de realizar a matrícula, e eu e Jin havíamos marcado de vir juntos depois da aula.

_ Jinnie, quem foi o outro selecionado da nossa escola? _ pergunto ao lembrar que eram três colocados.

_ Min... _ Jin começa, mas é interrompido.

_ Yoongi! _ ouço a voz do loiro atrás de nós.

Viro para observa-lo. Ele estava divino naquela roupa, muito gostoso até... O que? O que estou pensando? Deve ser a empolgação que tá me fazendo trocar as ideias.

_ Suga _ meu melhor amigo o abraça.

Fico intrigado com aquela aproximação, como eles se conheciam se nunca o vi conversando com ele? Depois Jinnie irá me esclarecer tudo isso.

_ Estava pensando se deveria vir ou não, mas estou aqui. Vou tentar, hyung. _ fala para Jin.

_ Você consegue, é só se esforçar! _ sorri lhe.

Yoongi olha em minha direção e parece me analisar. Sinto minhas bochechas esquentarem.

_ Então... _ diz. _ Você não sabia que eu era um dos selecionados! _ mais afirma do que pergunta.

_ Não... Isso não me interessava, e na verdade nem agora que descobri. _ digo.

_ Minnie, tenha modos... _ Jin me belisca.

_ Aí, hyung! _ grito.

_ Tudo bem, Jin! _ Yoongi o lança um sorriso divino.

Com o Jin ele parece tão amável, mas as aparências enganam.

_ Vamos logo com isso. _ digo exasperado com tanta aproximação.

Continuamos em direção à diretoria, parando duas vezes apenas para pedir informações que pudessem nos orientar. Não demorou muito para que pudéssemos chegar ao local. Batemos educadamente na porta e adentramos o recinto assim que obtivemos permissão.

_ São os novos alunos do Hwa School?

_ Ne, ajushi. _ digo.

_ Trouxeram todos os documentos necessários?

Concordamos com a cabeça e um a um nos pusemos a preencher os formulários de inscrição junto ao diretor.

_ Estão matriculados. Sejam bem vindos. As aulas desse semestre se iniciarão dia 2 de Novembro, e todo o material necessário será entregue na semana inicial. _ fala.

_ Obrigada. _ falamos quase em uníssono.

Seguimos em direção a saída da Universidade assim que nos despedimos do diretor.

~ Toque de Celular ~

_ Ye, hyung! _ Jin fala ao telefone. _ Anyo, Nammie. Não quero fazer suas atividades, mas posso ajudar. _ reclama.

_ Ihh... Namjoon sendo Namjoon, sempre folgado! _ o loiro diz.

_ Ne, estou indo! Beijo. _ diz ao desligar a ligação.

_ O que houve? _ pergunto.

_ Nam precisa de ajuda com um trabalho. Vou até a casa dele. _ diz.

_ Hum.. sei! _ falo maliciosamente.

_ Jimin... _ exclama ao ficar vermelho.

_ Tudo bem, hyung! Pode ir... _ rio com sua reação.

_ Depois te ligo, meu bebê. Tchau _ fala. _ Tchau Yoongi. _ diz e sai apressado.

Começo a andar sem dizer nada em direção a saída. Não iria ficar sozinho com aquele garoto abusado.

_ Onde você vai? _ pergunta ao me alcançar.

_ Por que te interessa? _ pergunto.

Ficamos calados, nenhum dos dois se dá o trabalho de responder ao outro. O silêncio se instala entre nós e o pego olhando para os meus lábios e depois desviando para os meus olhos. O clima parece tão quente de repente, estou com calor. Fico sem graça e quebro aquele contanto intenso.

_ É-é... E-Então tchau. _ digo envergonhado.

_ Tudo bem. _ fala, ao que me parece, meio sem graça também.

Saio da Universidade e adentro as ruas movimentadas de Seul. Minha casa não fica tão longe dali, mas se eu cortar caminho por um bairro antigo e um pouco desértico chegarei mais rápido. Resolvo pegar o caminho mais curto e caminho rapidamente, pois não confio muito nas pessoas que aqui habitam.

Enquanto sigo em direção a minha casa, começo a perceber passos atrás de mim, bem próximos. Me apresso ainda mais, pois neste trecho não tinha mais ninguém. Mas então sou surpreendido quando três caras invadem a minha frente.

_ Olá princesa! _ O garoto loiro de voz rouca me fala.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Sinto a falta de vocês durante toda semana, bjinhos, amo vocês 😘😘😘
~Kim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...